Guest
secretaria

Cidade do Rio de Janeiro acelera o ensino técnico e inclusão social com o uso de tecnologias de conectividade, vídeo e colaboração

Com tecnologias e parceria acadêmica da Cisco, a Secretaria de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio transformou areas carentes do Rio de Janeiro proporcionando ensino técnico, inclusão digital e cidadania.

Promover a inclusão digital a todas as camadas da sociedade, garantindo que comunidades carentes não sejam colocadas à margem do processo da chamada sociedade digital e do conhecimento, tornou-se um fator chave para fomentar o desenvolvimento social e econômico da cidade do Rio de Janeiro.

A Secretaria de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio de Janeiro visava implementar ambientes presenciais e virtuais para levar conhecimento, capacitação - e, por que não, também cidadania – a moradores de regiões com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), utilizando a infraestrutura para formar tecnicos capazes de dar suporte à infraestrutura de TI e telecomunicações para os Jogos Olímpicos do Rio em 2016.

Maria Helena Cautiero Horta Jardim, coordenadora educacional do projeto Praças/Naves do Conhecimento, ressalta: “trabalhando com comunidades carentes, precisamos dar oportunidade para as pessoas enxergarem que o conhecimento pode melhorar sua vida e sua autoestima. E elas percebem o quanto e bom saber".

Montado o espaço, ele só faria sentido se a comunidade pudesse se apropriar dele. E, para isso, seria preciso entender as demandas da população local, respeitar o seu tempo de aprendizado e incentivar a convivência.

A solução

Sob a coordenação da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia, foram criados centros de ensino presencial, a distância e semipresenciais para fomento à cultura e ao ensino técnico. São as chamadas Praças e Naves do Conhecimento.

O projeto, em prédios de arquitetura premiada, utiliza modernos metodos de ensino e infraestrutura de tecnologia Cisco de conectividade, vídeo e colaboração para viabilizar o acesso remoto a conhecimentos e conteúdos curriculares de excelente qualidade.

Com base nessa infraestrutura, os oito centros oferecem oficinas de curta duração com metodo flipped class - ou aula invertida – em que o conteúdo e distribuído antes do encontro presencial. Os temas são bastante diversificados: Formação basica, Comunidade, Empreendedorismo, Tecnologia, Novas Mídias, Fotografia, Vídeo, Robótica, Idiomas, entre outros, sempre voltados para o desenvolvimento pessoal e profissional e de forma encadeada, oferecendo a um caminho profissionalizante.

Resultados

Desde a sua inauguração, mais de 1,5 milhão de pessoas já circularam pelas Praças do Conhecimento e Naves do Conhecimento; mais de 150 mil pessoas se cadastraram para participar das atividades culturais e de educação presenciais e a distância; e cerca de 14 mil alunos já se formaram nos vários cursos e oficinas nas áreas de TI e de Comunicação.

Foi criado o Centro de Treinamento de Professores para o Programa Cisco Networking Academy, com salas de Telepresença e laboratórios de routing e switching Cisco, estimulando a formação profissionalizante.

No curso Cisco IT Essentials os alunos aprendem como montar e configurar um computador, instalar sistemas operacionais e softwares, e identificar e solucionar os problemas de hardware e de software. E, para os alunos mais avançados, que buscam valorização no mercado de trabalho, é oferecida a certificação Cisco CCNA (Cisco Certified Network Associate), com laboratórios interativos e aulas teóricas.

“Com as Naves do Conhecimento, queremos romper muros e barreiras existentes no Rio de Janeiro. Queremos formar os cibercidadãos de hoje e amanhã, ligando o morador não só ao mundo da tecnologia, mas também aos seus direitos como cidadão", conclui Franklin.

"Com as Naves do Conhecimento, queremos romper muros e barreiras existentes no Rio de Janeiro. Queremos formar os cibercidadãos de hoje e amanhã, ligando o morador não só ao mundo da tecnologia, mas também aos seus direitos como cidadão"

Franklin Dias Coelho Secretário Especial de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio de Janeiro