Guest
Telepresença reduz custos de biofarmacêutica

Telepresença reduz custos de biofarmacêutica

AstraZeneca utiliza tecnologia para reduzir desgastes com viagens e possibilitar reuniões globais imediatas

A biofarmacêutica global AstraZeneca recorreu à telepresença para facilitar a vida de seus diretores e evitar viagens caras e cansativas ao exterior. Em 2016, a sede brasileira, localizada em Cotia (SP), implantou o Cisco Telepresence IX5000 Series, economizando tempo dos executivos e dinheiro da companhia.

O projeto faz parte de uma iniciativa global da AstraZeneca, destaca Felipe Ruescas, líder de Equipe de Infraestrutura de TI para América Latina. “Com a tecnologia, a chefia global pretendia reduzir as viagens de colaboradores, que chegavam a perder até dois dias para participar de reuniões com uma hora de duração”, exemplifica.

Em quase dois anos de uso, a sede local da companhia já percebe a diminuição das viagens de executivos. “A telepresença foi bem aceita pelo board da empresa e a maioria das reuniões globais hoje é realizada através desta tecnologia. Está bem mais difícil aprovar viagens ao exterior”, brinca Ruescas.

Para ele, a qualidade da sala foi o principal motivo da boa aceitação da tecnologia. Por ser um projeto global, a matriz britânica repassou as especificações que deveriam ser atendidas pela sede brasileira. Dessa forma, foi possível montar salas iguais, inclusive na decoração, em diversos países. “Devido a qualidade das câmeras e das três telas LCD de 70’ 4K na sala, a impressão que se tem é de que estamos no mesmo ambiente. A qualidade é impressionante”, ressalta.

Ainda sobre a implementação do projeto, que ficou sob responsabilidade da integradora 5F Soluções em TI, parceira da Cisco, Ruescas comenta que, não houve qualquer intercorrência na montagem da sala. A implementação, feita entre janeiro e março de 2016, teve como facilidade o fato de a AstraZeneca já ter migrado para a telefonia IP da Cisco em 2010. “A empresa já tinha um ambiente de rede preparado para a telepresença”, comenta Sylvio Herbst, diretor comercial da 5F.

Ruescas ainda lembra que a infraestrutura de telepresença conta com um switch e um roteador próprios, além de um link dedicado. Tudo para garantir a máxima qualidade durante as reuniões.

  • Projeto economizou tempo de executivos e dinheiro da companhia, que perdiam até dois dias para participar de reuniões internacionais com apenas uma hora de duração
  • Aproveitamento da sala de telepresença gira em torno de 75% e 85%, com média de cinco reuniões por dia
  • Retorno sobre o investimento (ROI) ocorrerá em quatro anos

A sala de telepresença:

  • Três telas LCD de 70 polegadas
  • Vídeo 1080p60 real nas três telas com metade da largura de banda dos produtos atuais.
  • Os 18 alto-falantes e o subwoofer personalizados oferecem qualidade de áudio de cinema. Três câmeras 4K de definição ultra alta.
  • Barra de microfones elevada para captura de áudio ideal.
  • Configurações para 6 e 18 participantes
Popularidade

Popularidade

De acordo com números da AstraZeneca, o aproveitamento da sala de telepresença hoje gira em torno de 75% a 85%. Mas não somente pelos altos executivos.Ruescas conta que a tecnologia tem sido utilizada também para gestão de equipes regionais e para treinamentos. “A qualidade dos equipamentos de vídeo é tão grande que permite o broadcast de treinamentos para nossa força de vendas em todo o Brasil”, exemplifica. Dessa forma, a área de treinamento foi uma das mais beneficiadas com o projeto e utiliza o sistema com grande frequência.

Além disso, Ruescas diz que a gestão de equipes regionais espalhadas pelo Brasil também é feita através da sala. “Nós já utilizávamos soluções genéricas de videoconferência informalmente, mas a reunião por um ambiente como esse retém mais a atenção dos nossos funcionários. A produtividade aumentou”, afirma.

São cerca de cinco reuniões realizadas por dia na sala de telepresença, número que traduz o retorno sobre o investimento (ROI), caso que para a AstraZeneca ocorrerá em quatro anos. “O custo da depreciação do ativo é dividido em 48 meses”, diz.