Guest
AM26870-1600x200

Tiradentes Digital é aprovado pela comunidade

Pesquisa recente revela o sucesso do projeto Tiradentes Digital, que promoveu o acesso à internet grátis e sem fio (wireless) ao centro histórico e às escolas do município de Tiradentes, no interior de Minas Gerais. O número de usuários de internet subiu de 6% para 13% da população, enquanto a posse de computadores saiu dos 12% para chegar a 17% dos habitantes da comunidade. Sobre o serviço, 69% dos entrevistados o avaliam positivamente, em especial por dar oportunidade de acesso à internet e por sua gratuidade, e 94% deles percebem o programa como importante para o município. Além disso, 35% dos pesquisados aceitariam pagar uma taxa pelo serviço, dos quais 68% por meio de assinatura mensal de R$ 24,2 – valor estimado pelos entrevistados.

No comércio, a posse de computadores subiu de 30% para 44% dos comerciantes do município, enquanto a utilização da internet triplicou – de 8% para 24%. Dos entrevistados, 64% avaliam positivamente o serviço. E 60% deles aceitariam pagar uma taxa pelo acesso, sendo que 83% via assinatura mensal de R$ 22,4 – valor estimado pelos comerciantes pesquisados.

Entre os benefícios do projeto à comunidade, destacam-se: a melhora no tempo de alfabetização das crianças; a possibilidade de realizar consultas médicas remotas com profissionais da saúde de Belo Horizonte; a instalação de câmeras IP para coibir vandalismos ao patrimônio histórico; a melhora no turismo – maior campo econômico do município –, uma vez que possibilitou as reservas online e o oferecimento do serviço de internet aos hóspedes de hotéis e pousadas; entre outros. “Às vezes, a pessoa faz um exame aqui e não precisa ir ao médico em BH para que este veja o resultado, a gente passa os exames pela Internet e de lá vem qual vai ser o atendimento dela aqui no município”, conta o Secretário de Saúde de Tiradentes, Josemar L. Senna.

O projeto – O Tiradentes Digital foi realizado pelo Ministério das Comunicações e a Cisco do Brasil, em parceria com a Prefeitura Municipal de Tiradentes e com a consultoria técnica da Companhia de Processamento de Dados do Município de Belo 2 Horizonte (Prodabel). O acordo assinado previa a colaboração técnica para provimento de acesso à internet sem fio em banda larga na cidade mineira, com a implantação da tecnologia Wireless Mesh da Cisco. A iniciativa fez parte do projeto Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC), do Governo Federal.

Na execução do projeto, a CPM Braxis atuou no levantamento topográfico da região, o que possibilitou identificar os melhores pontos para instalação das antenas. A Telemar cedeu um link de 2 Mb (Megabytes) ao município, até hoje disponível. A Syst forneceu o aplicativo Metasys aos computadores das escolas, que foram cedidos pelo Ministério das Comunicações.

A rede wireless foi disponibilizada à comunidade em abril de 2006. O serviço permanece ativo até os dias atuais, dispondo de uma estrutura que não passou por mudanças significativas desde a sua implementação. Houve apenas o rearranjo de algumas antenas para otimizar o sinal. A Cisco continua prestando suporte técnico ao serviço, tendo treinado um funcionário da prefeitura para realizar a manutenção e a supervisão contínuas da rede wireless de Tiradentes.

“A intenção da Cisco, ao entrar no projeto, era criar um modelo de cidade digital que pudesse ser exemplo para o mundo. Acredito que alcançamos esse objetivo”, avalia Paulo Abreu, diretor de Estratégia para a América Latina. A pesquisa, que revelou o sucesso dessa ‘empreitada digital’ em Tiradentes, foi encomendada pela Cisco à Ipsos – um dos lideres globais no fornecimento de pesquisas de marketing, propaganda, mídia, satisfação do consumidor e pesquisa de opinião pública e social. Os resultados foram concluídos em setembro de 2007. A expectativa é que uma nova pesquisa seja realizada em 2008.