Annual Report 2008

Aos nossos acionistas

Olá, sou John Chambers, Chairman e CEO da Cisco Systems, Inc. Gostaria de agradecer a todos os acionistas por assistirem a este vídeo conosco.

Ao lembrar-se da Cisco, não pense em nós como um trimestre ou um ano individual, pois tomamos poucas decisões com base nisso. Analisamos os rumos que a indústria seguirá com ou sem a Cisco, o que chamamos de visão da evolução da indústria, fazendo projeções para daqui a cinco ou dez anos. Depois, imaginamos que função a Cisco pode ter nisso. E o que podemos fazer, empregando uma estratégia diferenciada para crescer e alcançar nossas metas de lucro, para depois executar isso: o que faremos neste ano fiscal?

No quadro geral, as redes estão se movendo literalmente das utilizações tradicionais, nas quais a Cisco tem tido bastante sucesso, para a inteligência por meio de redes. Conforme a inteligência é inserida na rede, ela pode mudar o modo como trabalhamos, vivemos, aprendemos e nos divertimos. Mas ela também pode proporcionar outros níveis de produtividade, modelos de negócios e formas de entretenimento diferentes. Quando pensamos sobre os rumos da indústria, pensamos sobre qual é a nossa estratégia diferenciada nessa indústria. Isso é norteado por nossos clientes no que chamamos de transições de mercado, que podem variar de novas gerações de produtos até questões econômicas. Ou também como nossos clientes pessoas físicas ou jurídicas compram produtos de maneiras diferentes.

Talvez a maior transição que esteja ocorrendo no mundo inteiro gire em torno da colaboração. A colaboração possibilitada por tecnologias de rede e ferramentas chamadas Web 2.0. Imaginamos que isso norteará a próxima geração de produtividade e de entretenimento. A chave da inovação é a capacidade de identificar essas transições e inovar internamente para desenvolver e obter produtos ou para criar parcerias a fim de obter esses produtos. Ou seja, a construção por meio de parcerias.

Fomos bem-sucedidos, embora sempre haja espaço para melhorar em cada uma dessas categorias. Investimos US$5,2 bilhões em pesquisa e desenvolvimento no ano passado e os resultados surgiram por meio de diversas tecnologias emergentes e avançadas, bem como a expansão de nossa experiência em routing e switching. A TelePresença é provavelmente a minha favorita: a capacidade de ter reuniões virtuais literalmente ao redor do mundo sem precisar viajar de avião e para mudar a cara da colaboração para sempre. Observamos grandes melhorias em nossa área de switching, especialmente no Data Center, com os líderes do setor Nexus 5000 e Nexus 7000. E vimos a expansão do CRS-1, que é a plataforma de routing de alto desempenho do futuro. O potencial de criar literalmente a capacidade de manipular dezenas de milhões de vídeos para o futuro, bem como combinar dados e vídeo com voz em termos de arquitetura.

Ninguém pode fabricar todos os produtos sozinhos internamente. Assim, à medida que observamos o mercado, normalmente fazemos aquisições para complementar o que estamos fazendo ou para entrar em novos segmentos. Você observou nossa atividade no último ano nas áreas de comunicações unificadas sem fio e segurança, por exemplo. E continuará a nos ver em atividade em termos de aquisições para o futuro, bem como em parcerias.

Ao fazer isso, obtivemos um portfólio equilibrado que outras empresas tiveram problemas em conseguir. A capacidade de fazer isso em routing e switching, em tecnologias avançadas e emergentes, em todos os continentes, assim como nossa capacidade em segmentos de clientes importantes. A capacidade de pensar nos segmentos de clientes domésticos, de mercado comercial, empresariais, bem como em prestadores de serviços. É esse equilíbrio que permite à Cisco ter êxito e, com o tempo, imaginamos que esses produtos e recursos nesses segmentos de mercado estejam integrados primeiramente de forma mais livre e, depois, de maneira mais sólida.

Eu sempre acreditei que aquele que tem mais êxito no mundo também deve ser o que mais dá algo em retorno. Primeiro, porque é a coisa certa a se fazer. E, em segundo lugar, para falar francamente, porque é bom para os negócios. O compromisso da Cisco com a responsabilidade social corporativa é algo do qual nos orgulhamos e que normalmente nos proporciona vários prêmios no mundo. Nossa capacidade de manter o foco com o Networking Academy, que teve 2,5 milhões de alunos no programa ao longo dos anos; atualmente 700 mil alunos estão no programa em mais de 160 países no mundo. A capacidade da EcoBoard de pensar sobre como tudo que está conectado à rede pode ser ecológico. Trata-se de uma boa oportunidade de negócios para nós, mas também a coisa certa a se fazer para o meio ambiente. Continuamos a expandir nossas iniciativas de educação globais com o que se desenvolveu a partir da Jordan Education Initiative e se estendeu até a iniciativa de educação global e a parceria com o Fórum Econômico Mundial. Nossos sistemas escolares do século 21 na Louisiana e no Mississippi podem servir de modelo para o resto do país. E nossa capacidade de resposta ao terrível terremoto que ocorreu na China: novamente colocando o foco na educação e na saúde.

É nossa capacidade de fazer a diferença no mundo, construindo a empresa do futuro do ponto de vista da produtividade, fazendo a mudança do comando para o controle, a colaboração e o trabalho em equipe. Mas também é a capacidade de fazer a mesma coisa no que tange a responsabilidade social corporativa que permite à Cisco estabelecer o que várias pessoas consideram não só uma ampla meta inspiradora, mas uma que é quase inatingível.

Nossa meta é nos tornarmos a melhor empresa do mundo e também a melhor empresa para o mundo. E muitos consideram isso impossível. Mas é nossa capacidade de estabelecer essas metas inspiradoras e depois pensar criativamente para alcançá-las que permitiu que a Cisco superasse os desafios das duas últimas décadas. É a capacidade de definir uma visão do futuro e uma estratégia diferenciada para depois nos concentrarmos na execução, ou seja, em como essa estratégia será desenvolvida e implantada durante os 12 ou 18 meses seguintes.

Gostaria de agradecer por sua confiança na Cisco e quero declarar que estamos totalmente dedicados a continuar a ter sua confiança no futuro.

Mais uma vez, obrigado. Tenha um ótimo dia.