Annual Report 2002

Letter to Shareholders - Portuguese


Electronic Enrollment

Click here for online delivery of shareholder materials



Print Friendly Version

Letter to Shareholderspdf document 196 KB


John Chambers John Chambers
"Welcome Shareholders"
Watch video review by
John Chambers
Requisitos para visualização de vídeo
Real Player®
28.8Kbps  56.6Kbps
100Kbps   300Kbps
Windows Media Player®
28.8Kbps  56.6Kbps
100Kbps   300Kbps

Para nossos acionistas

O ano fiscal de 2002 foi um ano muito desafiador para toda a indústria e o ambiente mais difícil que a Cisco Systems já enfrentou. Em um mercado difícil, nós nos concentramos nos quatro elementos que podíamos influenciar e controlar - contribuição de lucros, fluxo de caixa das operações, mercado disponível e produtividade. E, embora todos nós desejássemos que as condições de mercado tivessem sido diferentes, ficamos satisfeitos com nosso progresso em cada uma dessas áreas.

Definimos metas de expansão agressivas focalizadas no nosso mercado disponível, com o objetivo de crescer 10% mais rápido do que nossos dez maiores concorrentes norte-americanos. Atingimos essa meta de forma consistente durante todo o ano. E, por exemplo, no 4º trimestre do ano fiscal de 2002, o resultado foi impressionante, pois as receitas desse trimestre aumentaram 12% em relação ao mesmo período de 2001, enquanto a receita de nossos dez maiores concorrentes encolheu 44%, em comparação ao ano anterior, de acordo com os relatórios dos trimestres mais recentes.

Durante transições desafiadoras de mercado, normalmente as empresas bem-sucedidas são surpreendidas pela queda da atividade econômica. Em seguida, elas determinam a duração e a abrangência da recessão e, por fim, preparam-se para a retomada dos negócios. Mapeamos estes três estágios para nossa estratégia de negócios: primeiro, alinhamento com nossa oportunidade de reversão de tendência; segundo, alinhamento com nosso plano de seis pontos; e terceiro, enfoque nos quatro elementos que podíamos influenciar e controlar, como mencionado acima. Em cada um de nossos anúncios de resultados trimestrais do ano fiscal de 2002, tentamos cobrir nosso progresso dessa forma e o ano inteiro será resumido dessa maneira.

Nossos resultados
Para o ano fiscal de 2002, mostramos uma melhora trimestral regular em quase todas as categorias de nossos resultados operacionais e financeiros. Adaptamo-nos a um mercado econômico muito difícil e tentamos colocar a empresa na posição em que queremos estar de três a cinco anos após a recuperação. Fiquei satisfeito com nossa execução no momento em que muitos de nossos concorrentes ainda estavam ajustando suas estratégias de negócios e demoraram para lidar com o ambiente econômico. Embora desejássemos uma receita maior, os $ 18,9 bilhões em receitas do ano fiscal de 2002 resultaram em grandes ganhos de participação de mercado em comparação com a maioria de nossos concorrentes. O lucro líquido do ano fiscal de 2002, de acordo com o GAAP (Generally accepted accounting principles - Princípios contábeis geralmente aceitos), foi de $ 1,9 bilhão e os ganhos por ação foram de $ 0,25, contra um prejuízo de $ 1 bilhão e uma perda de $ 0,14 por ação no ano fiscal de 2001. O lucro líquido pro forma para o mesmo período foi de $ 2,9 bilhões, com ganhos de $ 0,39 por ação, contra um lucro líquido pro forma de $ 3,1 bilhões e ganhos de $ 0,41 por ação no ano fiscal de 2001.

Nosso fluxo de caixa positivo das operações continua em uma média entre $ 300 e $ 500 milhões por mês. E, embora isso varie de trimestre para trimestre com base em grandes desembolsos, como pagamentos de impostos e pagamento de remuneração de final de ano, ficamos satisfeitos com nossa média de fluxo de caixa positivo operacional no ano de $ 1,5 bilhão por trimestre. Nossa posição total de caixa e os investimentos cresceram de $ 18,5 bilhões no 4º trimestre do último ano fiscal para $ 21,5 bilhões no 4º trimestre deste ano. Em termos de aumento do lucro trimestral para o mesmo período, o lucro líquido pro forma cresceu de $ 163 milhões para $ 1,039 bilhão, tornando o 4º trimestre do ano fiscal de 2002 o melhor quarto trimestre na história da empresa. Como porcentagem da receita, ele aumentou de 3,8% no 4º trimestre de 2001 para 21,5% no 4º trimestre de 2002, a melhor marca desde 1998.

Nossa produtividade, medida pela receita anualizada por funcionário, aumentou de $ 442.000 por funcionário no 4º trimestre do último ano fiscal para $ 540.000 por funcionário no 4º trimestre deste ano. Esse aumento de 22% na produtividade ajudou a Cisco a obter um ganho de produtividade de $ 1,9 bilhão para a empresa neste ano.



Ficamos especialmente satisfeitos com nossas margens brutas pro forma, que melhoraram de 52,3% no 4º trimestre do último ano fiscal para 67,7% no 4º trimestre deste ano, superando nossa meta inicial de uma margem bruta de 60%. E, no mesmo período, os giros de estoque cresceram de 4,6 para 7,1, dentro da nossa meta de sete a oito giros.

A pesquisa anual sobre satisfação do cliente global é outra área em que superamos nossos objetivos. E este ano, apesar dos desafios no mercado, não é diferente. No ano fiscal de 2002, atingimos a maior taxa de satisfação do cliente de nossa história (4,63), medida em uma escala de cinco pontos. Os clientes estão obviamente satisfeitos com os serviços e o suporte que a Cisco fornece e, agora, estão percebendo os benefícios de produtividade associados às soluções de negócios pela Internet.

Produtividade
Quando perguntam porque acreditamos no futuro de nossa empresa e de nossa indústria, a resposta não tem como base apenas a tecnologia, mas também o que ouvimos de líderes de negócios e de governos em todo o mundo. Eles compreendem claramente as oportunidades de produtividade e as implicações associadas de padrão de vida que as soluções de negócios pela Internet fornecem. Na verdade, agora eles estão realmente associando a Cisco, e nossas soluções, à produtividade. Há dois motivos para isso: primeiro, por causa da forma como utilizamos a rede para ganhar produtividade e, em segundo lugar, porque ajudamos nossos parceiros e clientes a utilizarem a rede e suas soluções associadas de negócios pela Internet para aumentar sua própria produtividade. Em um recente estudo desenvolvido por economistas de ponta na Universidade da Califórnia, campus de Berkeley, e na Brookings Institution, as empresas dos EUA indicaram que quase metade dos aumentos esperados de produtividade viria por meio da utilização de soluções de negócios pela Internet. Resumindo, são os ganhos de produtividade - que incluem eficiências operacionais e corte de custos - que estão permitindo que as empresas obtenham lucros nesta economia desafiadora.



Inovação
Devido às mudanças dramáticas que ocorreram no mercado, reestruturamos nossa equipe de engenharia para nos concentrarmos nas tendências do mercado. Acreditamos no conceito de Rede das Redes, em que as redes dos provedores de serviços, dos clientes, a Internet, a tecnologia sem fio e outros ambientes são implementados de forma transparente. Os diretores de TI e os tecnólogos decidirão qual tipo de infra-estrutura eles implementarão e a Cisco será a empresa que fornecerá as redes que proporcionam os maiores ganhos de produtividade, independentemente do tipo de rede. Embora estejamos verdadeiramente entusiasmados com os mercados em crescimento, organizamos nossa equipe de engenharia para que ela se concentre em nossos principais mercados de tecnologia hoje e nos mercados em crescimento do futuro. Em termos muito simples, estamos nos concentrando no núcleo de roteamento e na comutação e nos novos mercados em crescimento. Em termos conceituais, estamos criando uma arquitetura comum compartilhada e completa para hardware e software. Isso é exclusividade da Cisco.

Pessoas e retorno
Como sempre, nossos funcionários continuam sendo nosso maior ativo e estamos muito satisfeitos, pois mesmo durante os períodos difíceis, a Cisco continua a ser votada como um dos melhores lugares para se trabalhar nos EUA; o que se aplica também à nossa indústria. Um dos valores essenciais da Cisco é a propriedade dos funcionários e, em um ambiente muito difícil, nossa base de funcionários se sente fortalecida com o sucesso da empresa, que historicamente permitiu que fôssemos bem-sucedidos em comparação aos nossos concorrentes. Acreditamos que essa propriedade ajudou nossos funcionários a seguirem no caminho do sucesso, apesar dos desafios deste ano.

Também acreditamos que a maioria das empresas bem-sucedidas oferece retorno para suas comunidades e continuamos a expandir nosso enfoque no auxílio corporativo. Neste ano, patrocinamos o projeto NetAid World Schoolhouse, que ajudou milhares de crianças em todo o mundo a ter uma chance melhor na vida por meio da educação. Em outubro de 2002, o Programa Cisco Networking Academy™ comemorará seu quinto aniversário. Hoje, esse programa inclui 9.900 Academias em todo o mundo, com mais de 263.000 alunos que aprendem a criar redes, aumentando suas oportunidades no mercado. Por intermédio de um outro empreendimento, o Programa Cisco Community Fellows, a Cisco proporcionou aos seus funcionários oportunidades de trabalhar para organizações sem fins lucrativos, que foi um sucesso estrondoso. Mais de 21 organizações em todo o mundo se beneficiaram do auxílio desses funcionários, inclusive o Second Harvest Food Bank, que estimou levar de cinco a sete anos para implementar todas as melhorias em suas operações executadas pelo programa de solidariedade só no último ano.

Passando para uma discussão sobre nossa equipe de gerenciamento sênior, utilizamos esse período de desafios como uma chance de posicionar a liderança de nossa organização para o futuro. Nos últimos dois anos, aperfeiçoamos nossa equipe, por meio de promoções internas e contratações externas, com o acréscimo de 50% de novos vice-presidentes sênior e vice-presidentes. E, embora não fosse possível incluir grandes números de pessoas em toda a empresa, encaramos isso como uma oportunidade de contratar importantes talentos de liderança para nossa equipe de gerenciamento sênior e continuaremos nos posicionando para a próxima década.

Também no ano passado, a Cisco recebeu um prêmio importante que significou muito para nós. As revistas Barron's e Investor Relations concederam à Cisco os prêmios "Best Investor Relations Officer" e "Best Investor Relations by a CEO", em um ano que foi muito desafiador. Agradecemos aos nossos acionistas pela confiança e continuaremos a fazer tudo o que for possível para recompensá-la.

De muitas maneiras, o ano fiscal de 2002 se resumiu a enfoques e execução constantes. Tendo isso em mente, estamos muito otimistas com nossas oportunidades futuras. Entretanto, precisamos equilibrar essa confiança calma com uma dose saudável de paranóia. O nosso desempenho dependerá da qualidade de nossa execução, da rapidez em que a indústria adotar a inevitável convergência de dados, voz e vídeo e, em última análise, de quando a economia e os investimentos voltarem a crescer. Mas, nessas áreas que podemos controlar e influenciar, acreditamos que estamos bem posicionados para Êxitos maiores no futuro.

Sempre nos dedicamos a fazer o melhor trabalho possível para nossos acionistas, clientes, parceiros e funcionários, ê medida que continuamos a nos preparar para a retomada da atividade econômica. Agradecemos sua paciência e confiança contínuas.



Back to top