Guest
CorpFlex usa Cisco HyperFlex para rodar aplicações de missão crítica

Quando poucos segundos fazem muita diferença

CorpFlex adota Cisco HyperFlex para ajudar clientes a aumentarem disponibilidade e diminuírem a latência de seus sistemas críticos

Negócios cada vez mais digitais exigem respostas extremamente rápidas e nenhuma possibilidade de falha. Ter uma infraestrutura preparada para suportar cargas de trabalho intensas e instantâneas é fundamental para o sucesso de qualquer organização em um mundo dependente dos recursos de tecnologia. E a CorpFlex sabe bem disso.

Fundada em 1992, a companhia presta serviços gerenciados de tecnologia customizadas à necessidade de cada empresa. Ao longo de mais de 20 anos, a provedora viu o mercado se transformar e adaptou sua oferta para ir muito além do servidor, oferecendo soluções robustas em uma plataforma de cloud privada completa, ágil, inteligente e flexível, ajudando clientes a reduzirem custos e elevarem a produtividade de sua TI.

O bom desempenho e a qualidade no atendimento ao mercado impulsionam a expansão da companhia. “Nossa estrutura cresce, em média, entre 25 a 30% ao ano. Oferecemos serviços de missão crítica, precisamos performance e não podemos ter paradas”, conta Diogo B. Santos, gerente de pré-vendas da provedora que ajuda empresas em suas jornadas rumo à transformação digital.

Ao final de 2016, uma companhia do setor de varejo resolveu migrar seu software integrado de gestão (ERP) para o ambiente da CorpFlex. Até então, o cliente rodava seu ERP dentro de seu data center. Por se tratar de uma aplicação de negócios, que suportaria atividades em lojas espalhadas por todo o país, além da operação de e-commerce, o projeto demandava um ambiente computacional de alta disponibilidade e baixa latência.

“O atendimento ao cliente daquele varejista, tanto em suas lojas físicas quanto na virtual, estava relacionada à performance e disponibilidade do ERP. Se o sistema ficasse fora do ar ou não respondesse em um tempo adequado, iria gerar insatisfação e perdas financeiras”, ilustra o gerente, citando que uma requisição ao sistema não deveria demorar mais do que 2 segundos.

De olho nas necessidades do varejista, e sempre atenta a inovações no mercado, a CorpFlex buscou o HyperFlex, plataforma hiperconvergente da Cisco, para dar conta daquela tarefa. “Juntou a fome com a vontade de comer”, brinca Santos, sobre a possibilidade de rodar uma prova de conceito (POC) de um sistema de missão crítica na solução que havia sido lançada recentemente no Brasil.

“Com a tecnologia observamos um alto ganho de performance e redução de custos”, comenta Santos, destacando também a simplicidade para instalar o hardware no data center e configurar o sistema, colocando todo o ambiente computacional do cliente no ar com muita velocidade.

hyperflex-right

Desempenho e TCO

Além de uma rápida implementação e alta performance, o uso do Cisco HyperFlex permitiu uma redução de custos à CorpFlex. Esta redução permitiu que a empresa entregasse aos clientes e ao mercado um preço mais competitivo. “A consolidação da hiperconvergência permite um custo total de propriedade (TCO) mais efetivo”, reforça Edivaldo Rocha, CEO da CorpFlex.

 

Na visão do executivo, a junção de servidor, storage e rede em uma única solução é um “caminho sem volta”, devido a facilidade na administração do ambiente. Segundo ele, a abordagem do HyperFlex garante mais velocidade na entrega do ambiente, diminuição nos custos e esforços de administração, uma gestão mais efetiva, que se soma a alta disponibilidade e performance.

 

Principais vantagens do HyperFlex, segundo a CorpFlex

  1. Simplicidade na operação,
  2. Redução de custos,
  3. Agilidade na entrega de novos serviços ao mercado
  4. Facilidade de implementação
  5. Maior desempenho
  6. Redução do TCO

 

"A abordagem do HyperFlex garante mais velocidade na entrega do ambiente, diminuição nos custos e esforços de administração, uma gestão mais efetiva, que se soma a alta disponibilidade e performance"

Edivaldo Rocha, CEO, CorpFlex