Necessidades  
 
► Como maximizar o retorno financeiro e acesso sobre os ativos caros de processamento, armazenamento e transmissão de dados de acordo com as necessidades de diferentes departamentos de pesquisa ou mesmo de diversos setores administrativos de múltiplas localidades, escolas ou campi?

► Como minimizar o risco de “Accidental architectures” – gerados a partir do acúmulo de “silos” de recursos de processamento e armazenamento que se formam ao longo do tempo, e são pouco otimizados para atender aos setores, departamentos ou centros de pesquisa de acordo com suas necessidades?

► Como minimizar o risco de que equipamentos de processamento e armazenamento distribuídos entre diferentes setores, fiquem ao longo do tempo, com capacidade ociosa e sem a possibilidade de atender a outros departamentos que poderiam aproveitar tais recursos?

► Como reduzir o risco de a aquisição prematura de mais capacidade, maior complexidade de servidores e armazenamento em função do uso ineficiente desses recursos?

► Como gerenciar os custos gerados pelo consumo de energia e resfriamento de DC, em grande parte causado pelo seu uso ineficiente?

► Como acelerar a implantação de novas capacidades e novas aplicações no DC – evitando os atrasos causados pelas infraestruturas de “silos” e que frequentemente geram alto índice de insatisfação de usuários remotos?

► Como evitar que os diferentes campi se tornem ‘mini data centers’ com custos de propriedade altos e sem aproveitar economias de escala?

► Como reduzir os custos de propriedade e de equipes para manter múltiplas versões de hardware e software de diferentes fornecedores – instalados em diferentes “mini data centers” não integrados?

 

  Aplicação  
 
A integração dos recursos de DC na rede IP viabiliza o uso de 3 técnicas importantes para otimização de recursos: Consolidação, Virtualização, Automação.

► CONSOLIDAÇÃO
• Redução do número de componentes físicos (servidores, armazenamento, rede, segurança, instalações, etc) dedicados a determinadas aplicações tornando-os mais eficiente e produtivos à medida em que são compartilhados.
• Redução de OPEX – custos operacionais – para manter recursos computacionais caros.

► VIRTUALIZAÇÃO
• Permite maior e melhor utilização dos ativos através de rápida realocação de recursos.
• Redução de CAPEX – custo de ativos – em função da maximização do usos dos recursos já existentes.
• Maior flexibilidade em reconfigurar infraestrutura para atender às necessidades específicas através de particionamento lógico de ativos, transformando-os em recursos lógicos de hardware e software.

► AUTOMAÇÃO
• Criação ou implementacão de serviços da infraestrutura de acordo com a demanda e com políticas pré-estabelecidas; evitando tarefas manuais.
• Controle central de todos os ativos em rede, permitindo a automação de tarefas e supervisão de atividades pré-programadas.
• Automação de alocação dinâmica de recursos, conforme necessidades.
• Maior eficiência e economia de TI.

 

  Faça o download desse conteúdo em PDF
Clique aqui

Cisco Data Center/Virtualization technologies
http://www.cisco.com/web/partners/downloads/partner/sell/industry/dc_overview.ppt
 

 
 
Soluções Cisco


Contatos e Feedback | Ajuda
© 1992-2009 Cisco Systems Inc. Todos os direitos reservados.
Termos e Condições | Política de Privacidade | Política de Cokkies | Marca Registrada da Cisco Systems, Inc