Novo Programa de Voluntários de Responsabilidade Social

A contagem regressiva para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 começou. Faltam menos de 80 dias até a Cerimônia de Abertura e pessoas do mundo todo estão trabalhando incansavelmente para garantir que tudo ocorra bem e de forma eficiente. Como apoiadora oficial de rede dos Jogos, a Cisco tem um papel importante a desempenhar para tornar estes Jogos os mais conectados da história. No entanto, isso é apenas uma parte do objetivo. A Cisco também está dedicada a gerar um impacto duradouro no Brasil, que vá muito além das quatro semanas dos Jogos. Por meio de inúmeros projetos de inovação social e urbana, a Cisco realiza iniciativas para transformar o Rio em uma cidade mais inteligente e mais conectada, tanto agora como no futuro.

E uma grande parte destes esforços vem do maior patrimônio como empresa - os colaboradores. Em fevereiro, a equipe de Patrocínio Global, juntamente com a o time de Responsabilidade Social da Cisco, conduziu um piloto de uma nova iniciativa de engajamento dos funcionários globais no legado Olímpico que a empresa está deixando para o Brasil, liderada por Alex Rosen, Gilberto Cabral, Daniel Coslovsky e Deborah Chamovitz.

O Programa de Voluntários de Responsabilidade Social conecta virtualmente funcionários voluntários ao redor do mundo com os alunos e instrutores da Cisco Networking Academy e as Naves do Conhecimento (Centros Comunitários do Rio de Janeiro) em sessões de 30 minutos sobre vários temas usando a tecnologia de TelePresença. Até agora foram realizadas 18 sessões com 20 funcionários voluntários de quatro países diferentes e mais de 600 alunos. E isso é apenas o começo. Graças a respostas extremamente positiva dos funcionários voluntários e dos alunos, o programa continua a crescer e se expandir para incluir mais voluntários e mais sessões.

Por meio da tecnologia da Cisco, o Programa de Voluntários permite que alunos e instrutores do Cisco Networking Academy aprendam com os voluntários da Cisco que fazem parte do Programa de Embaixadores de Patrocínio, além de poderem praticar suas habilidades em inglês, construir relacionamentos e se divertirem. E o benefício é mútuo , pois os funcionários da Cisco desfrutam da experiência tanto quanto os alunos, visto que ela oferece a eles a oportunidade de fazer parte da plataforma de patrocínio olímpico da Cisco.

Como parte das sessões do Programa Técnico de Responsabilidade Social, os funcionários da Cisco que possuem ou estão estudando para conquistar uma certificação CCNA estão conectados com os instrutores do Networking Academy no Rio de Janeiro que estão em busca do mesmo propósito, a certificação oficial. Os funcionários compartilham suas próprias experiências, fornecem dicas e conselhos e respondem a perguntas sobre vários temas. Um dos primeiros voluntários foi Alan Groom, estágiario de 19 anos da Cisco em Londres, que atualmente dedica-se a obter sua própria certificação CCNA.

“Para mim, o fato de estarmos estudando para a certificação CCNA possibilitou compartilharmos nossas experiências e métodos de estudo”, disse Alan sobre a experiência. “Esta é apenas uma das surpreendentes características de atuar em uma empresa internacional e trabalhar rumo ao mesmo objetivo".

A resposta dos alunos no Rio de Janeiro tem sido igualmente positiva.

"Esta é uma grande oportunidade para nossos alunos," disse Fernando, instrutor da Cisco Networking Academy que participou da sessão com Alan. "Eles nunca conseguiriam conversar com funcionários globais da Cisco e ficaram muito animadoscom a oportunidade.”

"Adorei saber mais sobre alguém da Cisco e ver que ele é como eu, apaixonado por tecnologia", disse um aluno.

"Tive a impressão que o voluntário estava na minha frente, por trás de um vidro", disse outro.

Com todo este retorno positivo, o Programa de Voluntários de Responsabilidade Social continuará a crescer conforme os Jogos se aproximam. Saiba mais sobre como você pode participar do Programa de Voluntários.