Iniciativas de inovação social deixam um legado duradouro

Foi uma jornada que começou no ano passado, com a abertura da primeira sala de colaboração da Cisco Networking Academy na Nave do Conhecimento em Triagem, em um dos bairros mais pobres do Rio de Janeiro. Como parte do nosso papel como Fornecedora Oficial de Rede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, a Cisco está comprometida em investir na construção de um Brasil melhor através da conexão de mais pessoas aos Jogos, da conexão de mais brasileiros à tecnologia e da conexão de mais brasileiros à oportunidades de negócios.

A Nave em Triagem foi só o começo – servindo como um centro de tecnologia e colaboração para os moradores daquela comunidade. Desde outubro, cinco novas Naves do Conhecimento no Rio, que têm o objetivo de promover a inclusão digital, bem como a educação e a formação de jovens brasileiros, receberam a sala de colaboração com tecnologias da Cisco. A mais recente, a Nave do Conhecimento de Engenho de Dentro, foi inaugurada em 5 de julho.

Além de trazer equipamentos e tecnologia para o Rio de Janeiro, a Cisco também compartilha seu maior patrimônio como empresa - os funcionários. Em fevereiro, a equipe de Patrocínio Global, juntamente com a área de responsabilidade social da Cisco, fez um piloto de uma nova iniciativa de envolvimento dos funcionários globais no legado Olímpico que a empresa está deixando para o Brasil. O programa conecta virtualmente funcionários voluntários de todo o mundo aos Centros Comunitários do Rio de Janeiro em sessões de 30 minutos sobre vários temas através da tecnologia de Telepresença. Graças a respostas extremamente positiva dos funcionários voluntários e dos alunos, o programa continua a crescer e a se expandir para incluir mais voluntários e mais sessões - indo de aulas de inglês até discussões sobre a certificação Cisco, como o CCNA, e muito mais. Até agora, foram realizadas 19 sessões com 20 funcionários voluntários de quatro países diferentes e mais de 600 alunos foram beneficiados.

Também como parte das iniciativas de inovação social em torno dos Jogos Rio 2016, a Cisco Networking Academy oferece capacitação profissional, preparação para o emprego e geração de renda no setor de TI para jovens de comunidades carentes do Rio de Janeiro. Em parceria com a Secretaria de Ciências e Tecnologia do Rio de Janeiro e o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, foi criado o Programa Técnico Cidade Olímpica, para treinar os alunos como técnicos de rede para suporte às equipes técnicas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Em março, em cerimônia de graduação, a Cisco celebrou a primeira onda de formandos do Programa Técnico da Cidade Olímpica. Um segundo evento foi realizado em junho para a segunda onda de graduados. Na abertura dos Jogos Olímpicos, cerca de 300 estudantes terão completado o programa, e mais de 100já foram contratados para suportar a equipe técnica nos Jogos Rio 2016

Alexandre Pinheiro, que se formou na primeira onda, é um dos estudantes que irá trabalhar com a equipe de TI durante os Jogos Olímpicos. Depois de perder seu trabalho na área de TI em 2014, Alexandre matriculou-se no treinamento da Cisco Networking Academy para se manter atualizado e se preparar para um futuro emprego.

"Eu vejo um caminho profissional no meu futuro depois de fazer este curso", diz Alexandre. "Com persistência, trabalho duro e perseverança, podemos chegar muito longe."

Edna Félix, que também completou o curso em março, foi contratada como parte da equipe técnica na Casa NBA durante os Jogos Olímpicos.

"Par mim, o dia da formatura significou que tudo é possível – que meus sonhos estão se tornando realidade", diz Edna. "Tenho que fazer o meu melhor aqui, porque quero conquistar a próxima etapa".

Alexandre e Edna são apenas dois de muitos jovens brasileiros que estão melhor preparados para um emprego na área de tecnologia, graças aos cursos da Cisco Networking Academy e da exposição às tecnologias colaborativas das Naves.

E o compromisso da Cisco com a inclusão digital e a educação não termina com a cerimônia de encerramento no dia 21 de agosto. Atualmente, existem mais de 300 centros de treinamento da Cisco Networking Academy em todo o Brasil. No ritmo dos Jogos, a Cisco pretende duplicar o número de alunos, de 25.000 para 50.000 até 2017.

Agora é a hora para para mudar vidas.