Quatro colaboradores da Cisco representaram a companhia como condutores da Tocha Olímpica

Conforme celebramos a abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, alguns sortudos funcionários da Cisco ao redor do mundo tiveram a oportunidade única ao participarem do revezamento oficial da tocha no Brasil.

Escolhidos como parte do Time Olímpico da Cisco em um concurso realizado em toda a companhia no ano passado, Luis Puig (Brasil), Eli Banay (Israel), Tunji Akintokun (Reino Unido) e Bee Lin (EUA, representada por Fabiano Carneiro) conduziram recentemente a tocha olímpica – em uma experiência inesquecível.

Luis Puig, nascido em São Paulo, teve a honra de conduzir a tocha olímpica em maio passado, em Brasília, no primeiro dia da tocha no país. Para Luis, foi uma experiência muito emocionante representar sua companhia, sua família e seu país no revezamento.

"Não consigo descrever a emoção", disse. “Fiquei muito honrado e orgulhoso por ter a oportunidade de carregar a tocha no meu país”.

Contente com a experiência de carregar a tocha, Luis recorda-se de encontrar outros condutores, compartilhar histórias e as incríveis experiências que cada um vivenciou.

“Você sente o ambiente e energia durante a preparação com outros condutores da tocha no ônibus, onde pudemos compartilhar nossas histórias e ver tantas pessoas acompanhando este momento nas ruas. Finalmente, quando você está lá, esperando a sua vez, tem a oportunidade de falar com tantas pessoas que querem tocar a tocha, fotografá-la e participar daquele momento. ”

Antigo membro da seleção brasileira de handebol, Luis compartilhou suas memórias e experiência com a família – sua esposa Beatriz e suas filhas Teresa e Carolina.

Eli Banay, que descobriu apenas no mês passado que participaria do revezamento da tocha olímpica, viajou para São Paulo para fazer sua parte no revezamento em 21 de julho.

"Foi uma honra representar a Cisco e a Cisco Israel", disse Eli. "É a experiência de uma vida. A emoção, o espírito e a celebração nas ruas foi simplesmente incrível. Milhares de pessoas foram às ruas para acompanhar a festa do revezamento da tocha. Foi um momento realmente muito importante e emocionante para mim. Sou extremamente agradecido à Cisco por conceder esta honra e me enviar para esta experiência incrível com a tocha."

Entre muitas outras experiências incríveis em sua vida, incluindo escalar o Monte Kilimanjaro e correr a maratona de Berlim, esta estará no topo da lista de Eli por muito tempo.

Tunji Akintokun, que mora em Londres e é apaixonado desde jovem pelos Jogos Olímpicos, realizou um antigo sonho ao carregar a tocha olímpica em São Paulo no dia 23 de julho. Acompanhado por sua esposa Lorna, a experiência de Tunji foi um momento de grande alegria e orgulho pessoal por representar a Cisco desta maneira.

"Não posso expressar meus sentimentos, mas tenho certeza que, por toda a minha vida, isso sempre será motivo de um sorriso no meu rosto e um sentimento de orgulho e alegria", disse Tunji. “Muito obrigado pela oportunidade.”

A experiência de Tunji no Rio marca sua sétima viagem para os Jogos Olímpicos – tendo perdido apenas os Jogos de 2008 em Pequim desde 1984. Sua participação no revezamento oficial da tocha tornou esta viagem muito especial.

Bee Lin, americana da Califórnia, com seu sorriso contagiante, atitude positiva e amor pela vida foi selecionada para estar no revezamento da Tocha Olímpica em 29 de julho, em Petrópolis. Mas, apesar de bravamente lutar contra um câncer no estômago, Bee não pôde realizar a viagem. Fabiano Carneiro, um membro da equipe de TI da Cisco dedicado ao projeto Rio 2016, foi escolhido para representá-la.

“Foi uma honra carregar a tocha em nome de Bee Lin”, disse Fabiano. “Foi um momento especial na minha vida e um sentimento indescritível aquele momento com a Tocha acessa.”

Como parte do Time Olímpico da Cisco, Cody Bell, Alexandre Faroni, Kate Baldwin e Srikanth Narasimhan participarão do revezamento da Tocha Paralímpica no próximo mês. Fique atento para saber mais sobre suas experiências incríveis no Brasil!