Guest
ufes-hero

UFES implanta rede totalmente rastreável

Universidade Federal do Espírito Santo atende ao requisito do Marco Civil da Internet e, com nova infraestrutura de rede, consegue apontar, quando solicitada, quem, quando e qual conteúdo foi acessado através da sua rede

Por Karen Kuba e Agência Comunicação Interativa*

A demanda por conectividade em qualquer espaço é mais do que inexorável. Principalmente no ambiente acadêmico, onde mestres, alunos, funcionários e visitantes buscam o conhecimento na rede, a qualquer hora e lugar.

Na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) esta população é atendida por uma infraestrutura de rede WiFi totalmente alinhada com a novas tendências de mercado e compatível com as exigências impostas pelo Marco Civil da Internet (MCI).

Foram consideradas duas opções para o uso de internet na UFES. Uma, que usaria um esquema de filtros para impedir um eventual mau uso. Outra, que não colocaria obstáculos ao acesso à internet, mas registraria os acessos e os seus responsáveis.

No caso da UFES foi escolhida a segunda opção pois imporia menos restrições ao fluxo de informações.

O projeto trouxe duas exigências: atender à demanda por conectividade nos quatro campi da universidade; e responder aos requisitos de rastreabilidade do MCI. Apresentada pela NetServices, parceira da Cisco, a solução que integrou o projeto é capaz de rastrear o usuário e realizar a autenticação apenas no primeiro acesso. Pedro Baptista, analista especialista da NetService, acrescenta que a solução inclui firewall e controladora de grande desempenho, além dos softwares de autenticação Cisco Prime e Cisco ISE (Identity Services Engine). Renan Teixeira de Souza, diretor administrativo do Núcleo de Tecnologia da UFES, diz que o ponto crucial da solução era registrar os acessos e atender a um eventual requisito da Justiça sobre a identidade do responsável por um determinado acesso.

ufes-banner

Integração

Para mapear a rede e prover a capacidade de rastreio, Walter Dalvi, da UFES, lembra que foi preciso transferir o controle de acesso para as extremidades e desenvolver uma arquitetura integrando os dois produtos Cisco.

A rede da UFES é utilizada por cerca de 20 mil usuários, entre alunos, professores, funcionários e convidados, incluindo a rede sem fio, com atualmente, 100 Access Points, podendo ser expandida até 6000 APs. Na rede cabeada, a UFES tem cerca de 5000 computadores conectados à internet. Atualmente, a UFES conta com um link de Internet de 10 GB.

"O projeto inicial desenvolvido pela Cisco e pela NetService foi pensado para que a UFES possa aumentar a infraestrutura no futuro sem precisar alterar os equipamentos de segurança"

comenta Walter Dalvi, destacando também a flexibilidade da solução implementada.

*Karen Kuba é a Gerente de Conteúdo para Setor Público e Inovação na Cisco do Brasil e a Agencia Comunicação Interativa desenvolve a Revista Cisco Live