Guest
Novo data center impulsiona a jornada da totvs rumo à transformação digital

Novo data center impulsiona a jornada da TOTVS rumo à transformação digital

Servidores Cisco UCS suportam tráfego de 40 GB e ajudam empresa a impulsionar usuários no modelo de contratação de software como serviço

Há cerca de dois anos e meio, a TOTVS observou um movimento acelerado de migração do mercado de software em direção à computação em nuvem. De olho na transformação que se desenhava, a provedora de soluções de negócios redesenhou suas aplicações e estabeleceu uma estratégia baseada em cloud computing. Resolvida a migração tecnológica, a empresa criou o TOTVS Intera, um modelo comercial para a oferta de serviços em nuvem híbrida, a partir do data center próprio e da infraestrutura contratada junto a provedores de nuvem pública.

O novo modelo de abordagem ao mercado, no entanto, demandava uma infraestrutura de cloud robusta o suficiente para suportar um volume intenso de dados e transações gerados pelos clientes que rapidamente aderiram ao modelo de assinatura de software. O desafio que levou a TOTVS ao investimento em uma plataforma apoiada em servidores Cisco UCS, ambiente que garante eficiência no tráfego de dados entre as aplicações, com throughput de 40 GB.

Conforme explica Vinicius Mendes, gerente executivo de Cloud Computing e Data Center na TOTVS, a entrega de serviço através da nuvem passou a ser um padrão da empresa, o que se revelou um desafio em termos de escalabilidade, principalmente na hora de dimensionar o tamanho do projeto. “Por isso procuramos tecnologias que nos dessem flexibilidade para crescer”, explica.

Weber Canova, vice-presidente de Tecnologia da TOTVS, diz que os planos na área de cloud contavam com três iniciativas: homologar os parceiros provedores de nuvem pública; remodelar a forma como trabalhavam a cloud privada, passando da tradicional entrega de serviços para um desenvolvimento em Openstack; e desenvolver uma plataforma para orquestrar e entregar a solução de forma transparente ao cliente, dando a mesma experiência a ele independente do ambiente, se público ou privado.

Quando iniciou a pesquisa de mercado para decidir o fornecedor, a empresa buscou performance e escalabilidade, selecionando a solução Cisco, em um projeto realizado pela integradora Vortex. “Eles participaram ativamente do projeto, contribuindo para acelerar a adoção da solução”, diz o executivo.

Operação

Operação

Como rodam em multicloud, os produtos TOTVS apresentam demanda de processamento diversificada, em especial quando o cliente personaliza a solução. “É preciso ter capacidade de entregá-la no mesmo minuto, o que exige escalabilidade e desempenho”, cita.

A tecnologia se mostrou eficiente na entrega do serviço de assinatura devido à performance dos servidores UCS, capazes de suportar grande volume de dados, declara Mendes. Além disso, a tecnologia reduziu os custos com a gestão do ambiente e os investimentos em expansão da rede.

Somam-se aos resultados, o desempenho e a resiliência dos switches de rede Nexus 9000, orquestrados automaticamente.

“A automação também otimizou nossos recursos para a gestão do ambiente”, diz Mendes. “Somando tudo, o retorno sobre o investimento (ROI) do projeto já está sendo obtido”, afirma.

 

Parceria e conhecimento

Vinicius Mendes lembra que a TOTVS não fechou qualquer contrato de serviço, seja com a Cisco ou com a Vortex, mas as duas empresas a apoiam com visitas semanais de um especialista em infraestrutura para avaliar os resultados do ambiente.

“Tanto a Cisco quanto a Vortex prestam hoje um serviço de consultoria, nos ajudando também a desenvolver novos projetos para atender à demanda crescente da TOTVS”, diz o gerente.

 

Futuro

Outro ganho, segundo Mendes, foi a liberdade criativa da equipe de cloud. Após a implantação e a transferência de conhecimento realizada pela Vortex, os especialistas podem focar em tarefas menos operacionais.

Dessa forma, foi criado um time de Engenharia, formado por quatro funcionários, que passaram a ter uma visão mais estratégica de cloud, voltada à inovação. “Estamos em constante atualização, e isso demanda uma equipe dedicada a buscar novas tecnologias”, acredita.

Sob a ótica do negócio, Weber Canova conta que o foco é ter o maior número possível de clientes utilizando o modelo de assinatura Intera. “A transformação digital é um caminho sem volta e, para apoiarmos nossos clientes nessa jornada, precisamos prover soluções em nuvem de forma responsiva e escalável”, encerra.

 

Dividendos

Cinco vantagens dos servidores Cisco UCS, segundo a TOTVS:

  1. Suportam grandes volumes de dados
  2. Permitem a redução de custos com a gestão do ambiente
  3. Otimizam investimentos na expansão da rede
  4. Garantem alto desempenho e resiliência dos switches de rede
  5. Simplificam o gerenciamento da infraestrutura de data center

"A transformação digital é um caminho sem volta e, para apoiarmos nossos clientes nessa jornada, precisamos prover soluções em nuvem de forma responsiva e escalável"

Weber Canova, vice-presidente de Tecnologia da TOTVS