Annual Report 2001

Letter to Shareholders - Portuguese


Electronic Enrollment

Click here for online delivery of shareholder materials



Print Friendly Version

Letter to Shareholderspdf document 90 KB

John Chambers


AOS NOSSOS ACIONISTAS

Durante a última década, a Cisco passou por várias ondas de crescimento no mercado, expandindo-se a partir de uma empresa pequena e se tornando um líder do mercado, com mais de $22 bilhões em faturamento. Nossa empresa possui uma longa história de cautelosa tomada de riscos e de sólida execução através dos anos, criando produtos que se classificam como número um ou número dois em 21 áreas de mercado. Nossos clientes, funcionários e acionistas têm reconhecido a Cisco como um dos melhores lugares para se trabalhar e têm ajudado a fazer dela uma das companhias mais admiradas do mundo.


Para o ano fiscal de 2001, reportamos uma receita de $22,29 bilhões, um aumento de 18 por cento em relação à receita de $18,93 bilhões do ano fiscal de 2000. O lucro líquido pro forma foi de $3,09 bilhões ou $0,41 por ação no ano fiscal de 2001, comparados com o lucro líquido de $3,91 bilhões ou $0,53 por ação para o ano fiscal de 2000, o que representa um declínio de 21 e 23 por cento de um ano a outro, respectivamente. O prejuízo líquido real para o ano foi de $1,01 bilhão ou $0,14 por ação, comparado com o lucro líquido real de $2,67 bilhões ou $0,36 por ação no ano fiscal de 2000.

Como em qualquer período de crescimento e inovação, entendemos que existirão obstáculos pelo caminho. O que testemunhamos em nossa indústria esse ano que passou nos faz lembrar da velocidade com a qual as mudanças podem ocorrer. Os picos de negócios na Internet serão mais altos e os vales mais baixos do que muitos de nós previmos. Mesmo assim, nós ainda acreditamos firmemente que o futuro da Internet a longo prazo é muito promissor e entendemos que nosso sucesso está estreitamente vinculado aos nossos clientes.

Reconhecemos isso logo no começo de nossa história e compartilhamos essa idéia explicitamente, como demonstra o tema de nossa Networkers Conference de 1991: "Listen, Share, Explore" (Ouça, Compartilhe, Explore). Nossa prioridade máxima continua sendo ouvir cuidadosamente os nossos clientes para guiar o desenvolvimento de produtos, vendas, implementação e serviços. Agora, quando ouvimos, estamos trabalhando no sentido de entender o que é necessário para ajudar as empresas e os líderes tecnológicos de nossos clientes a atingir seus objetivos comuns de negócios.


Nos primórdios da economia Internet, trabalhávamos com nossos clientes trocando idéias e explorando as possibilidades abertas por um mundo em rede. Hoje, estamos ajudando nossos clientes a compartilhar e cuidar de suas necessidades ao conectar nossas tecnologias aos seus desafios empresariais. Em última instância, estamos agregando valor através de soluções que tiram o máximo proveito da extensão de nosso conhecimento em rede.

Embora nossos clientes corporativos, provedores de serviço e comerciais tenham, historicamente, construído redes separadas, estamos observando uma transição para uma Rede de Redes, com integração transparente de extranets, intranets e Internet. Em resumo, eles querem produtos Cisco que trabalhem com perfeição por todas as redes. E esperam que nós apresentemos uma estratégia e uma arquitetura de produto consistentes, com planos claros de desenvolvimento de produto - tudo reunido sob uma mensagem tecnológica diferenciada e uma proposta convincente de valor comercial.

Juntamente com a consolidação acelerada da indústria de equipamentos de comunicação, acreditamos que essas tendências agirão em nosso benefício, desde que operemos com eficiência. A Cisco está bem posicionada para ter sucesso neste ambiente, devido ao nosso sólido poder financeiro; à amplitude de nossos produtos; à nossa arquitetura abrangente; à diversidade dos clientes que servimos por todo o mundo; e ao nosso conhecimento de Internet, que é único em nossa indústria. Essas fontes de diferenciação dão confiança a nossos clientes quando escolhem a Cisco como parceiro preferencial de rede.

Sob a perspectiva financeira, fechamos o ano fiscal com uma das posições mais fortes em nosso segmento. Estamos muito satisfeitos com nossas posições de caixa e de investimentos, que acabaram o ano em $18,5 bilhões. Continuamos a melhorar expressivamente nosso "Days Sales Outstanding" (DSO), o tempo médio em que uma fatura fica pendente antes do pagamento, e estamos começando a voltar aos níveis de estoque tradicionais. A capacidade de uma empresa manter uma posição financeira forte lhe dá a flexibilidade para investir em novas tecnologias e operações que determinarão o sucesso a longo prazo. Durante crises econômicas, esta é uma fonte de confiança para clientes e investidores em nossa capacidade de oferecer produtos e suporte de qualidade a longo prazo.

Nossa abordagem de arquitetura "Rede de Redes" funcionará nas áreas que nossos clientes valorizam num mercado que se consolida. Cada vez mais corporações e provedores de serviços vão padronizar seus equipamentos em torno de alguns poucos fornecedores - ou apenas um - para otimizar o custo de propriedade, a confiabilidade da rede e a proteção do investimento. Como resultado, apenas duas ou três empresas irão provavelmente emergir como parceiros de rede estratégicos e favoritos no mercado de hoje, e acreditamos que a Cisco está posicionada para ser um desses líderes.

Nosso principal objetivo é ajudar nossos clientes a aumentar sua vantagem competitiva e sua lucratividade através de suas redes. Em viagens recentes pelo mundo, nossa diretoria constatou que a grande maioria dos presidentes de empresas, independentemente da indústria, estão bastante comprometidos com melhorias de produtividade resultantes de aplicações baseadas na Internet. Executivos e líderes governamentais compreendem igualmente os benefícios oferecidos por essas aplicações eletrônicas. À medida que melhora o bem-estar econômico de suas empresas e países, acreditamos que eles investirão em aplicações de rede e infra-estruturas associadas.

Continuamos a criar parcerias executivas de alto nível com nossos clientes, através de nosso Internet Business Solutions Group, para ajudá-los a implementar suas aplicações de e-business. Das 2.885 visitas que acolhemos neste último ano em nossos centros de informações e treinamento em todo o mundo, mais de 800 eram presidentes e gerentes seniores. Em nosso quarto trimestre, vimos esse número subir e acreditamos que a Cisco está emergindo como consultor confiável para nossos clientes.

Um dos requisitos para servir como um conselheiro confiável na área de e-business é "fazer o que aconselhamos" na própria Cisco, usando a Internet em todas as áreas de nossas operações. Nosso objetivo é demonstrar que nossa rede é a chave para promover a eficiência dentro de nossa organização. Nos últimos anos, a economia de custos proporcionada por nossas aplicações baseadas na Internet cresceu em média mais de 50 por cento ao ano, excedendo $1 bilhão em custos economizados. Duas aplicações em particular, e-vendas e e-aprendizado, têm no momento um grande impacto dentro da Cisco. Hoje, nossa equipe de vendas tem melhor acesso a estatísticas de vendas, pedidos em tempo real e notícias sobre clientes, assim como um processo mais eficiente para acompanhamento dos esforços gerais de vendas. A revista Sales & Marketing Management classificou recentemente a Cisco como a "equipe de vendas mais bem treinada" de todas as indústrias dos Estados Unidos. Isso foi devido principalmente ao uso pela Cisco das aplicações de e-aprendizado. Alcançamos uma redução de custo de 40 a 60 por cento apenas no quarto trimestre, através da maior utilização de e-aprendizado, ao invés de treinamento liderado por instrutor. Outras aplicações estão também sendo implantadas nos departamentos de finanças, produção, marketing, engenharia e recursos humanos, com metas de custo e produtividade. No ano fiscal de 2001, alcançamos um resultado de 4,5 sobre 5,0 em satisfação global do cliente - e creditamos muito desse feito às nossas aplicações de suporte, colaboração e atendimento ao cliente online através de nossa rede.

Nosso foco interno em operações aperfeiçoadas é balanceado por uma disposição para investir mercados emergentes. Enquanto muitos de nossos concorrentes estão recuando, nós estamos assumindo riscos calculados em inovações e acompanhando de perto as transições de mercado. Considerando algumas das mais proeminentes dessas novas oportunidades de mercado, ou esses futuros mercados "furacão" - Voz sobre IP ( VoIP), redes de distribuição de conteúdo, Internet sem fio, redes de armazenamento, conectividade óptica, segurança, redes privadas virtuais (VPNs) -o mercado disponível total poderia ser mais de $40 bilhões até 2004. Dois exemplos de mercados novos são a telefonia pela Internet e o mercado de segurança, os quais têm potencial para se tornar negócios de bilhões de dólares para a Cisco.

Estamos comprometidos com a tecnologia IP e com liderança de produto. E, embora devamos utilizar esforços internos em grande parte de nosso desenvolvimento de produto, também complementaremos esses esforços com aquisições e parcerias, especialmente quando se tratar de novos mercados. À medida que a economia se recupera, nossos investimentos em novos mercados ajudarão a entregar soluções inovadoras aos nossos clientes e, em última instância, ajudarão a promover nosso próprio sucesso contínuo de longo prazo.


Continuamos a acreditar que a Internet e a educação são os dois grandes equalizadores na vida. A Internet tem um potencial para mudar a vida das pessoas de uma forma que estamos apenas começando a imaginar, e continuamos a apoiar programas que promovem esta causa. Por exemplo, o Programa "Cisco Networking Academy" agora inclui mais de 8.000 academias em mais de 130 países. No último verão, lançamos uma iniciativa para estabelecer academias em 24 dos 48 países menos desenvolvidos do mundo. Junto com nossos parceiros estratégicos - o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDP), a Agência dos Estados Unidos para Desenvolvimento Internacional (USAID) e o Programa de Voluntários das Nações Unidas - atingimos nossos objetivos seis meses antes do planejado.

Além disso, nossos esforços filantrópicos cresceram, já que os funcionários doaram mais de $3 milhões em nossa primeira iniciativa global de arrecadação de alimentos, apoiaram programas como o Habitat for Humanity e contribuíram para uma série de serviços de ajuda humanitária por todo o mundo, incluindo o Netaid.org. Para demonstrar ainda mais a força da Internet para unir pessoas e idéias, estabelecemos uma parceria com a Fundação Nobel para promover o Programa do Prêmio Nobel pela Internet.

De muitas maneiras, fechamos o ano fiscal de 2001 com um novo nível de compreensão de nossos clientes e um foco mais intenso em nossas prioridades futuras. Entre elas, incluem-se crescer tão rápido quanto o mercado, ou mais rápido que ele, gerenciar nossos gastos para obter uma taxa de crescimento conservadora e correr riscos moderados, ao mesmo tempo em que estabelecemos metas agressivas em todas as nossas áreas de negócios, desde a produtividade até a geração de lucros, o aumento na participação de mercado e a satisfação do cliente. Queremos assegurar que a Cisco está posicionada para a futura retomada do mercado e da economia.

Em suma, os clientes continuam a ser a nossa paixão. Ouvindo suas necessidades, compartilhando o valor da rede e fornecendo soluções de negócios para a Internet, acreditamos que teremos a oportunidade de desempenhar uma função de destaque na economia Internet, à medida em que ela se desenvolve e amadurece. Queremos agradecer aos nossos acionistas, funcionários, parceiros e fornecedores pelo apoio contínuo.



Back to top