Arquivo de Notícias 2013

Cisco e Intel avaliam o impacto do cloud computing no modelo de consumo de tecnologias de informação

O estudo revela dados fundamentais para os fornecedores de serviços cloud e os departamentos de TI se adaptarem a este paradigma em mudança

Em apenas alguns anos, o Cloud Computing teve já um impacto profundo na forma como as organizações acedem e consomem recursos e serviços de TI. Contudo, estamos apenas no início desta transformação.

Com o objectivo de avaliar o estado actual e futuro deste inovador modelo tecnológico e de negócio, a Cisco® Consulting Services (CSC) e a Intel lançaram um estudo baseado num inquérito a mais de 4000 decisores de TI. As principais descobertas deste estudo são:

  • Os benefícios do modelo cloud ultrapassam largamente as desvantagens. Apesar dos obstáculos – sobretudo os desafios de segurança e a complexidade acrescida deste modelo – oito em cada dez decisores de TI consultados sentem que a cloud tem um impacto positivo nas suas empresas, em todas as etapas do consumo de TI (planeamento, aquisição, implementação, operação e gestão).
  • Os gastos com o cloud computing continuam a crescer. Seja qual for o modelo (público, privado ou híbrido), o gasto efectuado com o cloud representa já uma parte significativa do orçamento total de TI dos respondentes – 23 porcento. Em três anos, espera-se que esta percentagem suba para 27 porcento (na Europa, os valores actuais e futuros são 19 e 24%, respectivamente). O modelo privado é o método de implementação cloud dominante, com 45 porcento.
  • Potencial de transformação e redução de custos. A visão sobre o modelo cloud é diferente nas economias emergentes e nas economias desenvolvidas. Nos países emergentes – como o Brasil, China, Índia e México – o cloud é encarado como um vector de mudança capaz de aumentar a produtividade. Os inquiridos de economias desenvolvidas, como os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha, dizem olhar para o cloud sobretudo pelo seu potencial de redução de custos.
  • A satisfação com os fornecedores de cloud é elevada, tal como as expectativas. Oitenta e seis por cento dos inquiridos dependentes de fornecedores de cloud estão satisfeitos com o serviço, mas têm expectativas elevadas: funcionalidades de segurança robustas, capacidade de conceber soluções à medida e garantias relativas aos Service Levels Agreements são indicados pelos inquiridos como os principais factores de sucesso para os fornecedores de serviços cloud.
  • Barreiras ao Cloud. O principal obstáculo à adopção do cloud continua a ser a preocupação em torno da segurança, seguida da complexidade de gestão e da falta de integração e interoperabilidade entre os sistemas internos e os sistemas dos fornecedores do serviço.
  • É necessária a colaboração entre o departamento de TI e as restantes unidades de negócio. Os departamentos de TI devem adoptar uma abordagem à medida das necessidades únicas da sua organização, sendo obrigatória a colaboração entre unidades de negócio – financeiro, vendas, recursos humanos…De um modo geral, 44% do financiamento de TI provem já das unidades de negócio da organização. A maioria dos inquiridos, 76 porcento, acredita que o departamento de TI actuará cada vez mais como um orquestrador dos serviços cloud para as unidades de negócio entre clouds internas e externas, ao mesmo tempo que assegura a segurança e o suporte técnico.

Citações de apoio:

  • Francisco Miller Guerra, Data Center Product Sales Specialist Cisco Portugal:

    “Enquanto elemento chave para aceder e consumir recursos de TI e aplicações de negócio, o Cloudé um pilar na nova era da Internet of Everything, definida pela existência de milhares de milhões de ligações entre pessoas, processos, dados e coisas. Este estudo revela dados importantes que ajudam as organizações a adaptar-se a este paradigma em evolução, mantendo em mente factores essenciais como a segurança, a capacidade para conceber soluções à medida, a disponibilidade e a necessária colaboração com as unidades de negócio.”

  • Simón Viñals, gestor de TI para o sector público, Intel Ibéria:

    “Como o estudo salienta, os benefícios do cloud são muitos, podendo resumir-se em flexibilidade, processamento rápido, acesso remoto, disponibilidade e redução de custos. Neste sentido, vamos ajudar as empresas a adoptar soluções federadas e automatizadas, com a capacidade acrescida de reconhecimento de clientes. Esta visão promete responder depressa às exigências dos utilizadores. As plataformas de servidor devem continuar a aposta na escalabilidade, fiabilidade, estandardização e interoperabilidade com o ecossistema de software.”

Conte connosco

  • Ligue grátis 800 880 456
  • Dias úteis, 9h-13h e 14h-18h
Partilhar