Arquivo de Notícias 2012

ADRAL e Cisco Portugal apresentam projecto inovador de comunidades colaborativas e inteligentes no Alentejo

  • Permite melhores resultados na proximidade, interactividade e cooperação entre os vários actores do território (públicos, privados e cidadãos em geral);
  • Potencia e dinamiza a economia local;
  • Possibilita a partilha de custos, eliminação de duplicações;
  • Oferece novos serviços e oportunidades.

A ADRAL (Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, SA) e a Cisco Portugal irão aplicar em conjunto uma perspectiva de S+CC – Smart Connected Communities em cidades de média dimensão do Alentejo. A iniciativa visa abordar a aplicação das tecnologias de informação na sustentabilidade e desenvolvimento das cidades e das regiões.

Inserida no projecto STARNET, a iniciativa S+CC tem como objectivo analisar e delinear formas de como tornar mais efectivas a colaboração, a criatividade e o conhecimento, nas organizações, empresas e cidadãos. A utilização de novos paradigmas permitirá o desenvolvimento de hubs de inovação que permitem efectiva geração de conhecimento, criatividade e inovação ao mesmo tempo que fomenta a partilha de custos, eliminação de duplicações e potencia o surgimento de novos serviços e oportunidades.

O seu desenvolvimento tem várias abordagens possíveis, a “sabedoria das multidões” permite elevar ideias interessantes para o público-alvo relevante. As interacções dentro das comunidades podem revelar áreas de interesse mútuo que de outra forma ficariam sem identificação, resultando em novas parcerias que estimulam e aceleram o desenvolvimento e criação de riqueza;

A “Colaboração” numa maior escala pode expandir o número de contribuições e aumentar pontes virtuais onde se demonstrar relevante ligar parceiros de diferentes locais;

A “Coopetição”, definido como cooperação num contexto competitivo, com o objectivo de permitir a aliança entre hubs de inovação como forma de maior visibilidade, em alternativa ao formato isolado.

A visão integrada que o território necessita ao nível das infra-estruturas e sua gestão, nos serviços disponíveis e seu “consumo” pelos cidadãos, na promoção da colaboração entre cidades, entre organizações e empresas, entre cidadãos, de uma nova abordagem suportada nas tecnologias que as torne mais eficazes.

Os desenvolvimentos urbanos e sociais que se adeqúem a novas comunidades colaborativas são fundamentais para o desenvolvimento integrado de uma região. A introdução de componentes inteligentes ao nível das infra-estruturas permitem ao ecossistema responder eficazmente aos desafios globais, permitindo o desenvolvimento de serviços inovadores e cada vez mais úteis á comunidade e as pessoas. Os processos de aprendizagem do século XXI são cada vez mais exigentes, quer na diversificação do conhecimento, quer na velocidade a que este conhecimento viaja, pelo espaço digital e social em constante evolução. Os processos já não são individuais mas sim colectivos, num processo que soma conhecimento à acção e aos resultados. É importante desenvolver um conhecimento de forma integrada que adicione à comunidade o conhecimento individual partilhado.

Um factor crucial no desenvolvimento económico, competitivo, rápido e diferenciador das regiões, será a introdução de formas de colaboração sofisticadas. As tecnologias actualmente disponíveis para potenciar estes novos paradigmas de desenvolvimento, através da sua abrangência e globalização colocam os territórios em patamares de exigência cada vez mais sofisticados. 

Segundo Luís Cavaco, da ADRAL: “É hoje, necessário intervir para aproximar organizações e indivíduos na definição de objectivos comuns que permitam um maior desenvolvimento local e regional. Acrescenta, ainda. “O Alentejo deve ser um exemplo de desenvolvimento em que a capacitação de redes activas e interventivas, com recurso às TIC, deverá permitir melhores resultados na proximidade, interactividade e cooperação entre os vários actores do território, potenciando e dinamizando a economia local.”

Por outro lado, João Passos de Almeida, responsável por S+CC na Cisco Portugal, refere: “As Smart Connected Communities representam a oportunidade de transformar as “comunidades físicas” em “comunidades conectadas”. Esta evolução possibilita um crescimento económico sustentado, uma melhoria ambiental através de uma melhor gestão dos recursos naturais e de uma eficiência operacional, o que irá resultar numa melhoria na qualidade de vida dos habitantes das cidades, das regiões, ou do tecido empresarial que adopte este processo transformativo. O projecto STARNET é um exemplo vivo da transformação que as comunidades necessitam para evoluir e ganhar competitividade no mercado.”

Link adicional:

VIDEO: Smart+Connected Community in Action: Rivas Vaciamadrid
http://www.youtube.com/watch?v=UwBxew5G_Io


Sobre a ADRAL

A Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, SA é uma parceria pública/privada que se constituiu em Junho de 1998, fruto da vontade de um conjunto vasto de Instituições e Empresas da Região Alentejo. Destacamos as Associações de Municípios do Alentejo, o Estado através da CCDRA, as Associações Empresariais gerais e sectoriais, Associações de Desenvolvimento Local, Sindicatos e muitas Empresas locais, regionais e nacionais com expressão regional. www.adral.pt

Conte connosco

  • Ligue grátis 800 880 456
  • Dias úteis, 9h-13h e 14h-18h
Partilhar