Arquivo de Notícias 2008

Cisco e Governo Português celebraram Memorando de Entendimento para melhorar o acesso a formação em networking, diminuir o défice de competências tecnológicas e aumentar a empregabilidade

Comunicado de Imprensa, 09 Maio 2008

A Cisco e o Governo Português celebraram um Memorando de Entendimento (MOU) que tem como objectivo dar resposta à crescente procura de profissionais com a capacidade e o conhecimento necessário nas novas tecnologias. Como resultado, prevê-se que o número de pessoas que estudam Internet Networking em Academias Cisco aumente de 3.000 para cerca de 10.000 por ano em Portugal, até 2011.

O protocolo assinado, no âmbito da inauguração da nova sede da Cisco em Portugal e do Novo Centro de Operações para a Europa, tem como principais objectivos posicionar Portugal como um país de excelência em literacia de tecnologias da Internet, promover a qualificação da população portuguesa na área da tecnologia através do desenvolvimento do Programa das Academias, proporcionar a integração social através da tecnologia e da literacia digital e contribuir para a competitividade económica de Portugal e para a empregabilidade.

Cabe ao Governo fornecer os meios necessários para o desenvolvimento das actividades mencionadas através das instituições envolvidas, nomear o Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico como coordenador do projecto dentro da estrutura do Governo, ficando responsável pelo contacto permanente entre o Governo e a Cisco no que concerne este MOU e participar na promoção e na cooperação entre a Cisco e o Governo.

Ministérios envolvidos

Presidência do Conselho de Ministros
– Apoiar o Programa Escolhas e suas academias, oferecendo formação tecnológica a comunidades carenciadas.
– Participação de Portugal na iniciativa de integração social MyTecC que oferece formação em TIC (através de Academias de Networking), capacidades pessoais e inglês.
Ministério da Defesa Nacional
– Desenvolvimento do know-how tecnológico nas Forças Armadas
Ministério da Administração Interna
– Desenvolvimento de know-how de TIC nas Forças de Segurança e nos Serviços
Ministério da Justiça
– Promoção da literacia da qualificação em TIC nas prisões através da criação de Academias de Networking
Ministério da Economia e da Inovação
– Cooperação em acções que auxiliem o desenvolvimento de competências tecnológicas através do Programa da Academia em Pequenas e Médias Empresas (PMEs).
– Participação no programa “InovContacto” pelo qual a Cisco irá receber recém-formados em centros de R&D nos EUA.
– Participação em eventos acordados sobre a Responsabilidade Social das Organizações.
– Cooperação e acções para desenvolver a Academia das PMEs, especificamente na área dos Serviços a Clientes.
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações
– Cooperação no desenvolvimento de iniciativas que tenham em vista a diminuição da disparidade digital existente entre os países de língua oficial portuguesa.
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações; Ministério do Trabalho e Solidariedade Social; Ministério da Educação
– Cooperação no contexto do programa “e-Escola” através da oferta de conteúdos de literacia tecnológica aos seus beneficiários e facilitando o seu acesso a Academias de Networking.
Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social
– Participação no programa “INOV JOVEM” através do qual a Cisco irá receber recém-formados para a realização de estágios;
– Enquadrar os Certificados Industriais da Cisco no âmbito do Catálogo Nacional de Qualificações;
– Desenvolvimento de Academias de Networking em centros de formação do IEFP;
– Participação da Cisco em programas de treino no contexto laboral.
Ministério da Educação
– Desenvolvimento de Academias de Networking em escolas secundárias e de formação profissional.
– Participação no programa Estágios TIC.
– Enquadrar os Certificados Industriais da Cisco no âmbito do Catálogo Nacional de Qualificações;
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
– Desenvolvimento de Academias de Networking no âmbito do projecto Academias TIC da UMIC que visa a expansão da oferta de formação profissionalizante e certificação de competências em TIC nas instituições do Ensino Superior, designadamente institutos politécnicos.

A Cisco compromete-se a oferecer às instituições académicas que tenham aderido ao Programa da Academia, através da celebração de um contrato escrito próprio para o efeito, o currículo via Internet e outros materiais de ensino e de informação, incluindo um suporte de Internet razoável, desenvolvido pela Cisco para o Programa das Academias, nomear o Director Geral da Cisco Portugal como o representante da Cisco responsável pelo coordenação da cooperação da Cisco com o Governo e continuar com as suas iniciativas de traduzir para português e localizar aspectos do Programa da Academia.

Objectivos das Academias Networking Cisco até 2011:
- Alcançar 400 academias, o que se traduz na criação de 250 novas Academias em Universidades, Politécnicos, Escolas Secundárias com formação profissional, Centros de Formação Profissional, ONGs, prisões, forças armadas e forças de segurança;
- Triplicar o número actual dos estudantes e chegar aos 10.000 por ano;
- Traduzir os cursos IT Essentials e CCNA Discovery 1&2 para Português;
- Alinhamento de certificações Cisco com o Catálogo Nacional de Qualificações;
- Criar um conjunto alargado de iniciativas para o desenvolvimento da economia da Internet em Portugal, inclusão digital e emprego.

Nuno Guarda, Cisco Academy Manager, garante “A assinatura deste Memorandum faz parte dos objectivos estratégicos do Cisco Networking Academy, que passa por continuar a desenvolver este projecto através da promoção de parcerias com o Governo e alguns dos seus Ministérios, com Instituições de Ensino de todos os níveis, bem como com diversas ONGs vocacionadas para o ensino. Queremos ser parte activa na afirmação de Portugal como um país de excelência na área do conhecimento em tecnologias da Internet.”

Método de formação das Academias Networking da Cisco
O modelo de ensino das Academias Cisco inspira-se no método b-learning, ou blended learning, que consiste numa aprendizagem mista. O b-learning não é um modelo exclusivamente remoto, como é o caso do e-Learning, em que o estudante aprende usando materiais disponíveis na Internet, tendo uma componente presencial que permite que ele consolide os conhecimentos através da prática em ambiente laboratorial. Esta combinação de metodologias irá alavancar o processo de motivação e empenhamento dos estudantes, preparando-os ainda melhor para o que vão encontrar no mercado de trabalho.

Academias Cisco na inclusão social
As Academais Networking da Cisco têm estabelecido parcerias com associações que trabalham com jovens carenciados e membros de comunidades mais desfavorecidas e desafiadoras, onde se destaca o projecto com o Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas (ACIME), através do Programa Escolhas, que foi recentemente constituído como uma das academias regionais. Este programa está a trabalhar com cerca de 120 associações não governamentais e o papel das academias passa por colocar à disposição dessas instituições alguns dos cursos de formação para que podem ser oferecidos aos jovens. O objectivo será sempre criar-lhes competências acrescidas para a empregabilidade.

Défice de profissionais qualificados em novas tecnologias
Segundo o IDC, em 2005 teríamos um défice entre a oferta e a procura relativa a competências gerais em Networking na ordem dos seis por cento, que representa 230 mil profissionais. E a estimativa para 2008 aponta para a quase duplicação dessas necessidades, para 11,8 por cento.
Relativamente a Portugal, este estudo reportava um défice de 8,1 por cento, que sobe para 16,4. Aqui as áreas mais críticas serão as de segurança, wireless e telefonia IP, em que o défice estimado para 2008 se cifra nos 17 por cento. Estes dados significam que em 2005 a escassez de profissionais era de 2500 e em 2008 serão necessários 6200 para suprir as necessidades do mercado em Portugal.
Estes números reforçaram a motivação da Cisco para continuar a dinamizar o Programa Academias de Networking.

Ver mais notícias    

Conte connosco

  • Ligue grátis 800 880 456
  • Dias úteis, 9h-13h e 14h-18h
Partilhar