Arquivo de Notícias 2008

Cisco abre em Maio novas instalações em Lisboa

in Tv Net.pt, 19 Março 2008

Vão reunir a operação de vendas e o centro para a Europa "Hercules", um investimento de 24 milhões de euros.

A empresa Cisco abre em Maio novas instalações em Lisboa que vão reunir a operação de vendas e o centro operacional para a Europa "Hercules", representando um investimento de 24 milhões de euros, avançou fonte da empresa.

"A Cisco está a investir em Portugal em termos de aumento de capacidade e vai abrir a 09 de Maio os escritórios onde será instalada a operação de vendas e o centro de suporte Hercules que dá suporte administrativo à área de vendas na Europa", disse o director do centro operacional, Nuno Varandas.

O centro Hercules entrou em funcionamento com cerca de 50 trabalhadores em finais do ano passado passando a ser base de suporte aos processos de negócio da empresa e apoio ao consumidor em toda a Europa.

"Neste momento, já somos perto de 70 pessoas e já suportamos 700 comerciais na União Europeia", adiantou Nuno Varandas, acrescentando que até ao final do ano a empresa deverá aumentar para 80 o número de postos de trabalho.

Nuno Varandas disse que "Portugal está a ser visto como um incubador na melhoria dos processos internos da Cisco" e justificou a escolha com "a diversidade cultural e linguística dos portugueses e a distância geográfica próxima do país".

Já na terça-feira, o coordenador da Estratégia de Lisboa, Carlos Zorrinho, também afirmou que Portugal "está a constituir-se num dos principais centros mundiais de serviços altamente qualificados [na área das Tecnologias de Informação e Comunicação], exportando mais do aquilo paga em ´royalties´".

"As empresas estão cada vez mais a centrar os seus serviços de apoio em Portugal", disse o responsável, destacando o facto com duas vantagens dos portugueses: "menor rotatividade e capacidade de comprensão multicultural".

Em declarações anteriores à imprensa, a Cisco disse pretender "assegurar colaboradores multifacetados, multilingues e com aptidão técnica" para as funções que a desenvolver.

Ao mesmo tempo, acrescentou, "pretende também assegurar a diversidade, em termos de idade, sexo, incapacitados e experientes, para que o centro seja exemplar no que diz respeito à inclusão social".

Para Zorrinho, este investimento - de uma das maiores empresas do mundo - "significa uma grande conquista para Portugal".

"É um passo em frente para demonstrar a outras empresas a posição que Portugal tem conseguido garantir, como um país suficientemente maduro para apoiar com sucesso um centro de Operações à escala global", disse.

A Cisco desenvolve e comercializa soluções de redes e de comunicação, produtos e serviços tecnológicos que garantem o fornecimento de dados, voz e vídeo para os clientes, em todo o mundo.

Ver mais notícias    

Conte connosco

  • Ligue grátis 800 880 456
  • Dias úteis, 9h-13h e 14h-18h
Partilhar