Switches : Switches Cisco Catalyst 6500 Series

Exemplo de Configuração dos CatOS Catalyst Switches para Conexão com Cisco IP Phones

17 Julho 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (29 Julho 2013) | Inglês (8 Dezembro 2008) | Feedback

Exemplo de Configuração dos CatOS Catalyst Switches para Conexão com Cisco IP Phones


Índice

Introdução
Pré-requisitos
      Requisitos
      Componentes Utilizados
      Produtos Relacionados
      Convenções
Configuração
      Diagrama de Rede
      Configuração das VLANs de Dados e de Voz
      Configuração do Suporte à Alimentação em Linha
      Configuração do QoS
Verificação
Troubleshooting

Introdução

Este documento fornece exemplos de configurações de Catalyst switches que executam o CatOS para se conectarem a Cisco IP Phones. O documento inclui as configurações de VLANs de Dados e de Voz, alimentação em linha e QoS (qualidade de serviço).

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

Este documento foi criado com base nos Cisco Catalyst 6000/6500 Series Switches e no Cisco Unified IP Phone 7960G.

Produtos Relacionados

Esta configuração também pode ser utilizada com as seguintes Cisco Switch Series:

  • Cisco Catalyst 4000/4500 Series Switches

  • Cisco Catalyst 5000/5500 Series Switches

Esta configuração também pode ser utilizada em outros modelos do Cisco Unified IP Phone 7900 Series. Para configurar um Catalyst Switch para Cisco Unified Conference Stations 7935/7936, consulte Configurando Catalyst Switches para Telefones de Conferência Polycom.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre as convenções de documentos.

Configuração

Nesta seção, você encontrará informações para configurar os recursos descritos neste documento.

Nota: Use o Command Lookup Tool (somente clientes registrados) para obter mais informações sobre os comandos usados nesta seção.

Diagrama de Rede

Este documento utiliza a seguinte configuração de rede:

configuring-cat-ip-phone-1.gif

No diagrama, o Cisco IP Phone está conectado à porta 3/1 do Catalyst Switch que executa o software CatOS. O Cisco IP Phone contém um switch 10/100 de três portas integrado. As portas são conexões dedicadas.

  • A Porta 1 se conecta ao Catalyst Switch ou a outro dispositivo com suporte a voz sobre IP.

  • A Porta 2 é uma interface 10/100 interna que transporta o tráfego telefônico.

  • A Porta 3 se conecta a um PC ou a outro dispositivo.

Nota: Somente duas portas estão visíveis fisicamente. A outra é uma porta interna e não está visível fisicamente. Nesta seção, a porta 2 não está visível.

O switch possui duas VLANs: a VLAN 30 e a VLAN 20. A VLAN 20 transporta o tráfego de dados, e a VLAN 30, o tráfego de voz. A porta do switch pode acessar tanto a VLAN como a VLAN do tronco, mas é necessário configurar uma VLAN de voz para transportar o tráfego de voz.

Este documento utiliza as seguintes configurações:

Configuração das VLANs de Dados e de Voz

Quando você conecta um IP phone a um switch com um link de tronco, isso pode ocasionar uma alta utilização de CPU nos switches. Como todas as VLANs de uma determinada interface estão em tronco com o telefone, o switch precisará gerenciar um maior número de instâncias de STP. Isso aumenta a utilização de CPU. O trunking também faz com que um tráfego desnecessário de broadcast / multicast / unicast desconhecido chegue ao link telefônico.

Para evitar isso, remova a configuração do tronco e mantenha a VLAN de voz e de acesso configurada com o QoS. Nas releases 6.2(1) e posteriores do software, as portas dinâmicas podem pertencer a duas VLANs. A porta do switch configurada para se conectar a um IP phone poderá ter VLANs separadas configuradas para transportar o tráfego. Como o tráfego de voz e de dados pode passar pela mesma porta, é necessário especificar uma VLAN diferente para cada tipo de tráfego. Você pode configurar uma porta do switch para encaminhar esses dois tipos de tráfego em VLANs diferentes.

O recurso de VLAN de voz permite que portas dinâmicas transportem o tráfego de voz IP a partir de um IP phone. Esse recurso está desativado por padrão.

Nota: O recurso Port Fast não é ativado automaticamente quando a VLAN de voz é configurada. Ative esse recurso quando executar o comando set spantree portfast [mod/port] enable.

Estas são as opções da configuração da VLAN de voz:

6K-CatOS> (enable) set port auxiliaryvlan 3/1 ?
  dot1p                      Set port second vlan to type 802.1p
  none                       Second vlan not to send/receive CDP with voice info
  untagged                   Set port second vlan to type untagged
  • untagged — Palavra-chave para especificar que o IP phone envia pacotes sem etiqueta sem a prioridade 802.1p.

  • dot1p — Palavra-chave para especificar que o IP phone envia pacotes com a prioridade 802.1p.

  • none — Palavra-chave para especificar que o switch não envia informações da VLAN auxiliar nos pacotes CDP dessa porta.

Configuração das VLANs de Dados e de Voz

6K-CatOS> (enable) set vlan 20 3/1
Vlan 20 configuration successful


!-- A VLAN 20 é usada para transmitir tráfego de dados


6K-CatOS> (enable) set port auxiliaryvlan 3/1 30


!--- Status da VLAN auxiliar    Mod/Ports
------------- -------- ------------------------------------------------------
     30          active   3/1
 A VLAN 30 é usada para transmitir tráfego de voz



6K-CatOS> (enable) set port auxiliaryvlan 3/1 untagged
    
!--- para enviar pacotes CDP que configuram o IP phone
 para transmitir o tráfego de voz sem etiqueta


Configuração do Suporte à Alimentação em Linha

A Cisco oferece uma ampla gama de Catalyst Switches com suporte a PoE (Power over Ethernet) em conformidade com o padrão 802.3af, o qual também oferece suporte à implementação do Cisco PoE pré-padrão. O IEEE 802.3af-2003 descreve cinco classes de alimentação de energia às quais um dispositivo pode pertencer. A classificação padrão no IEEE 802.3af prevê 15,4W por dispositivo alimentado. O fornecimento de um PoE que utilize a classificação padrão IEEE 802.3af pode aumentar significativamente os requisitos de alimentação no switch PSE (Power Sourcing Equipment) e na infra-estrutura de alimentação. Para fornecer um PoE econômico de maneira eficiente, os Catalyst Switches oferecem suporte ao gerenciamento inteligente de energia, além da classificação IEEE 802.3af. Isso permite que um dispositivo alimentado e o PSE negociem seus respectivos recursos a fim de gerenciar explicitamente a quantidade de energia necessária para o dispositivo e, também, como o switch com suporte a PSE gerencia a alocação de energia para os dispositivos alimentados individuais.

Caso o seu switch tenha um módulo capaz de fornecer PoE às estações finais, você poderá definir cada interface do módulo para detectar e aplicar automaticamente o PoE se a estação final precisar de energia. Por padrão, quando o switch detecta um dispositivo alimentado em uma interface, ele pressupõe que esse dispositivo consuma a porta máxima fornecida. O máximo é 7W em um módulo PoE legado e 15,4W nos módulos PoE IEEE. Quando o switch recebe um pacote CDP (Cisco Discovery Protocol) do dispositivo alimentado, a voltagem é automaticamente reduzida para a quantidade específica necessária a esse dispositivo. Normalmente, esse ajuste automático funciona bem, e nenhuma outra configuração é necessária ou recomendada, mas você poderá especificar o consumo do dispositivo alimentado no switch inteiro (ou em uma interface específica) a fim de que o switch ofereça uma funcionalidade extra. Isso é útil quando o CDP está desativado ou não está disponível.

Você pode executar o comando set port inlinepower [mod/port] para configurar a alimentação em linha de uma porta individual. Veja a seguir as opções de configuração da alimentação em linha:

6K-CatOS> (enable) set port inlinepower 3/1 ?
  auto                       Port inline power auto mode
  off                        Port inline power off mode
  static                     Port inline power static mode
  • Auto — Por padrão, as portas com suporte a PoE são configuradas como auto. Os dispositivos alimentados são ativados com base no critério de ordem de chegada. Se não houver alimentação em linha suficiente disponível nas fontes de alimentação para todos os dispositivos alimentados no modo auto, não haverá garantia de quais desses dispositivos serão ativados.

  • Static — A energia é pré-alocada para a porta especificada mesmo se não houver dispositivos conectados a essa porta. Se você conectar qualquer dispositivo a essa porta, isso assegurará a prioridade do serviço, pois essa porta garante a alimentação de energia.

  • Off — Impede que a porta seja ativada mesmo se houver um telefone desligado conectado.

O modo estático garante que o dispositivo alimentado fique on-line quando for conectado. Esse modo é normalmente utilizado para usuários de prioridade mais alta, como executivos corporativos ou pontos de acesso wireless; porém, se a voltagem da classe IEEE do dispositivo alimentado for maior que a voltagem máxima da porta estática, o dispositivo não será ativado. Da mesma forma, no caso do Cisco PoE pré-padrão, se a mensagem de CDP do dispositivo alimentado indicar que a voltagem necessária é maior que o máximo alocado na porta estática, a porta será desativada. Nas situações em que o número de portas estáticas desejado exceder os recursos da fonte de alimentação, uma porta estática recém-designada será colocada no estado desativado por erro e 0W serão alocados. Se o switch precisar desligar os dispositivos alimentados por causa de uma falha em uma fonte de alimentação, e não houver energia suficiente, os dispositivos alimentados no modo automático serão desligados antes dos alimentados no modo estático.

Este exemplo mostra a configuração da alimentação em linha de uma porta do switch. Conforme explicado anteriormente na seção, a configuração padrão da alimentação em linha de uma porta é auto. Se essa configuração for alterada, e você desejar configurar a porta novamente como auto, configure-a conforme descrito aqui:

Configuração da Alimentação em Linha

6K-CatOS> (enable) set port inlinepower 3/1 ?
  auto                       Port inline power auto mode
  off                        Port inline power off mode
  static                     Port inline power static mode

!--- define o modo de energia de uma porta ou grupo de portas

6K-CatOS> (enable) set inlinepower defaultallocation
Usage: set inlinepower defaultallocation <value>
       (value = 4000..15400 (mW))

!--- A notificação do limite da alimentação em linha gera uma mensagem de syslog
quando a utilização da alimentação em linha excede o limite especificado.

Nota: O comando set inlinepower defaultallocation poderá ser prejudicial quando não houver energia suficiente no sistema para ativar todos os dispositivos conectados com alimentação em linha. Se você definir um valor baixo para a alocação de energia, todos os dispositivos conectados com alimentação em linha serão ativados inicialmente, mas, depois que você receber as mensagens de CDP, o sistema saberá que os dispositivos consomem mais energia e negará energia a algumas portas. Se você definir um valor baixo, isso também poderá resultar no consumo de energia em excesso por um certo tempo com resultados imprevisíveis, como falhas de hardware e reinicializações inesperadas. 7000 miliwatts (mW) é a potência máxima com suporte nestes módulos: WS-X6348-RJ21V, WS-X6348-RJ-45V, WS-X6148-RJ-45V e WS-X6148-RJ21V.

Configuração do QoS

A qualidade sonora de uma chamada de um IP phone poderá se deteriorar se os dados forem enviados de forma irregular; o switch utiliza o QoS baseado na classe de serviço (CoS) IEEE 802.1p. O QoS utiliza a classificação e a programação para transmitir o tráfego de rede do switch de maneira previsível. Consulte Configurando o QoS para obter mais informações sobre o QoS. O Cisco AutoQoS automatiza a implementação consistente dos recursos de QoS em roteadores e switches Cisco. Ele ativa vários componentes do Cisco QoS com base no ambiente de rede e nas práticas recomendadas pela Cisco. Você pode utilizar o recurso de QoS automático para simplificar a implementação dos recursos de QoS existentes. O QoS automático faz pressuposições sobre o design da rede. Como resultado, o switch pode priorizar diferentes fluxos de tráfego e utilizar adequadamente as filas de saída em vez do comportamento de QoS padrão. Por padrão, o QoS está desativado. Depois, o switch fornece serviços otimizados a cada pacote, independentemente do conteúdo ou do tamanho do pacote, e envia o pacote a partir de uma única fila.

O QoS automático configura a classificação QoS e as filas de saída. Antes de configurar o QoS automático, verifique se não há nenhum QoS configurado no switch. Quando você configurar o QoS automático no switch pela primeira vez, ele será ativado no switch, se estiver desativado, e configurará as filas e os limites na configuração global. Finalmente, ele configurará a porta do switch para confiar nos parâmetros de CoS de entrada e configurará os parâmetros de formatação de tráfego dessa porta. Depois disso, sempre que você configurar qualquer porta com o QoS automático, somente a porta do switch será configurada com os parâmetros de QoS.

6K-CatOS> (enable) set port qos  3/1 ?
  autoqos                    Set the port to autoqos
  cos                        Set COS for port
  cos-ext                    Set the COS extension for phone ports
  port-based                 Set the port to port-based QoS
  policy-source              Set the QoS policy source for a port
  trust                      Set QoS trust type for a port
  trust-ext                  Set QoS trust type for ports on the connected phone
  trust-device               Set device to trust for a port.
  vlan-based                 Set the port to vlan-based QoS

Após executar o comando set port qos 3/1 autoqos, você poderá alterar a configuração de QoS de acordo com suas necessidades, mas isso não é recomendável. Você pode ver as opções disponíveis para o comando set port qos 3/1 autoqos. Esse comando configura todos os parâmetros de QoS de entrada de determinada porta para refletirem os do tipo de tráfego desejado (voz, vídeo, aplicativo e assim por diante).

6K-CatOS> (enable) set port qos 3/1 autoqos ?
  trust                      Autoqos for ports trusting all traffic markings
  voip                       Autoqos for voice type applications

Para confiar em todo o tráfego de entrada, configure a opção como trust:

Cat6K-CatOS> (enable) set port qos 3/1 autoqos trust

Verificação

Execute o comando show port inlinepower [mod[/port]] para exibir o status da alimentação de energia dos módulos e das portas individuais no modo normal.

6K-CatOS> show port inlinepower 3/1-3
Configured Default Inline Power allocation per port: 15.400 Watts (0.36 Amps @42V)
Total inline power drawn by module 3:  12.600 Watts ( 0.300 Amps @42V)

Port      InlinePowered      PowerAllocated Device     IEEE class DiscoverMode
      Admin  Oper   Detected mWatt mA @42V
----- ------ ------ -------- ----- -------- ---------- ---------- ------------
 3/1  auto   off    no       0     0        none       none       cisco
 3/2  auto  denied  no       0     0        none       none       cisco
 3/3  auto   on     yes     6300  150       cisco      none       cisco
  • on — A alimentação de energia é fornecida pela porta.

  • off — A alimentação de energia não é fornecida pela porta.

  • denied — O sistema não tem energia suficiente disponível na porta.

  • faulty — A porta não é capaz de fornecer energia.

Execute o comando show environment power <mod number> para exibir o status da alimentação de energia dos módulos e das portas individuais no modo privilegiado.

6K-CatOS> (enable) show environment power 3
Module 3:
Configured Default Inline Power allocation per port: 15.400 Watts (0.36 Amps @42V)
Total inline power drawn by module 3:  12.600 Watts ( 0.300 Amps @42V)

Slot power Requirement/Usage :

Slot Card Type           PowerRequested PowerAllocated CardStatus
                         Watts   A @42V Watts   A @42V
---- ------------------- ------- ------ ------- ------ ----------
3    WS-X6348-RJ-45      100.38   2.39  100.38   2.39  ok

Slot Inline Power Requirement/Usage :

Slot CardType            Total Allocated   Max H/W Supported  Max H/W Supported
                         To Module (Watts) Per Module (Watts) Per Port (Watts)
---- ------------------- ----------------- ------------------ -----------------
3    WS-X6348-RJ-45      12.600            399.84             7.000

Execute o comando show port auxiliaryvlan <vlan number> para exibir o status da VLAN auxiliar de uma porta específica.

6K-CatOS> (enable) show port auxiliaryvlan 30
AuxiliaryVlan Status   Mod/Ports
------------- -------- ------------------------------------------------------
30            active   3/1

Execute o comando show port qos [mod[/port] para exibir informações relacionadas a QoS referentes a uma única porta de um módulo específico, o qual, neste exemplo, está conectado a uma porta de um dispositivo telefônico.

Cat6K-CatOS> (enable) show port qos 3/1
QoS is enabled for the switch.
QoS policy source for the switch set to local.

Port  Interface Type Interface Type Policy Source Policy Source
      config         runtime        config        runtime
----- -------------- -------------- ------------- -------------
 3/1      port-based     port-based         local         local

Port  TxPort Type  RxPort Type  Trust Type   Trust Type    Def CoS Def CoS
                                config       runtime       config  runtime
----- ------------ ------------ ------------ ------------- ------- -------
 3/1          2q2t         1q4t    trust-cos    trust-cos*       0       0

Port  Ext-Trust Ext-Cos Trust-Device
----- --------- ------- ------------
 3/1  untrusted       0         none

(*)Runtime trust type set to untrusted.

Config:
Port  ACL name                         Type
----- -------------------------------- ----
 3/1  ACL_IP-TRUSTCOS                  IP

Runtime:
Port  ACL name                         Type
----- -------------------------------- ----
 3/1  ACL_IP-TRUSTCOS                  IP
Cat6K-CatOS> (enable)

A Output Interpreter Tool (somente clientes registrados) (OIT) oferece suporte a determinados comandos show. Use a OIT para exibir uma análise da saída do comando show.

Troubleshooting

No momento não há informações de troubleshooting disponíveis para esta configuração.


Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Document ID: 98480