Software Cisco IOS e NX-OS : Software Cisco IOS versões 12.2 Mainline

Configurando planos de discagem, correspondentes de discagem e manipulação de dígitos

29 Agosto 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (16 Maio 2005) | Feedback

Índice

Configurando planos de discagem, correspondentes de discagem e manipulação de dígitos

Visão Geral do Plano de Discagem

Visão Geral do Ponto de Discagem

Pontos de Discagem Internos e Externos

Padrão de Destino

Planos de Discagem de Comprimento Fixo e Variável

Destino de Sessão

Remoção de Dígitos em Pontos de Discagem POTS Externos

Configurando Pontos de Discagem

Configurando Pontos de Discagem para Trechos de Chamada

Criando uma Tabela de Configuração de Ponto de Discagem

Configurando Pontos de Discagem POTS

Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem POTS

Configurando Pontos de Discagem VoIP

Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem VoIP

Configurando Pontos de Discagem VoFR

Configurando Pontos de Discagem VoATM

Visão Geral do Ponto de Discagem

Discagem em Dois Estágios

Correspondência de Comprimento Variável

Comparando peers internos de discagem

Pontos de Discagem Internos para Aplicativos IVR

Comparando correspondentes de discagem externos

Rotas Padrão para Trechos de Chamada Externos

Configurando Recursos de Correspondência de Pontos de Discagem

Endereço de Resposta para VoIP

DID para Pontos de Discagem POTS

Identificando Chamadas de Voz e Modem

Grupos de Rastreio e Preferências

Correspondência do Tipo de Numeração

Classe de Restrições

Configurando Manipulação de Dígitos

Remoção de Dígitos e Prefixos

Encaminhar Dígitos

Expansão de Número

Regras de Conversão de Dígitos para VoIP

Configurando Regras de Conversão de Dígitos


Configurando planos de discagem, correspondentes de discagem e manipulação de dígitos


Este capítulo descreve como implementar planos de discagem configurando pontos de discagem e usando os recursos de correspondência de pontos de discagem e manipulação de dígitos. Este capítulo contém as seguintes seções:

Visão Geral do Plano de Discagem

Configurando Pontos de Discagem

Visão Geral do Ponto de Discagem

Configurando Recursos de Correspondência de Pontos de Discagem

Configurando Manipulação de Dígitos

Para obter uma descrição completa dos comandos usados neste capítulo, consulte a Referências a Comandos do Cisco IOS Voice, Video e Fax. Para localizar documentações de outros comandos que aparecem neste capítulo, use o índice principal de referências a comandos ou pesquise on-line.

Para identificar as informações de plataforma de hardware ou de imagem de software associadas a algum recurso deste capítulo, use o Navegador de Recursos em Cisco.com para procurar informações sobre o recurso ou consulte as release notes do software para uma versão específica. Para mais informações, consulte a seção "Identificando Plataformas Compatíveis" no capítulo "Usando o Cisco IOS Software".

Visão Geral do Plano de Discagem

Um plano de discagem essencialmente descreve o número e o padrão de dígitos que um usuário disca para alcançar um determinado número de telefone. Códigos de acesso, códigos de área, códigos especializados e combinações do número de dígitos discados são partes de um plano de discagem. Por exemplo, a PSTN (Public Switched Telephone Network) Norte-Americana usa um plano de discagem de 10 dígitos que inclui um código de área de 3 dígitos e um número de telefone de 7 dígitos. A maioria dos PBXs suporta planos de discagem de comprimento variável que usam de 3 a 11 dígitos. Os planos de discagem devem estar em conformidade com as redes de telefonia nas quais eles se conectam. Apenas redes de voz totalmente privadas que não estejam ligadas à PSTN ou a outros PBXs podem usar qualquer plano de discagem escolhido.

Planos de discagem em routers Cisco são definidos manualmente usando pontos de discagem. Pontos de discagem são semelhantes a rotas estáticas; eles definem onde as chamadas têm origem e terminam e que caminho as chamadas tomam através da rede. Atributos dentro do ponto de discagem determinam quais dígitos discados o router coleta e encaminha a dispositivos telefônicos.


Observação Caso esteja usando MGCP (Media Gateway Control Protocol) ou SGCP (Simple Gateway Control Protocol) no agente de chamadas, não é necessário fazer a configuração dos pontos de discagem estáticos. Consulte o capítulo "Configurando Protocolos MGCP e Relacionados" para mais informações.


As seções a seguir fornecem uma visão geral de conceitos básicos de pontos de discagem:

Visão Geral do Ponto de Discagem

Pontos de Discagem Internos e Externos

Padrão de Destino

Planos de Discagem de Comprimento Fixo e Variável

Destino de Sessão

Remoção de Dígitos em Pontos de Discagem POTS Externos


Observação As ilustrações e amostras de configurações desta seção usam VoIP; os mesmos conceitos se aplicam a redes VoFR (Voz over Frame Relay ) e VoATM (Voz over ATM).


Visão Geral do Ponto de Discagem

Configurar pontos de discagem é a chave para definir planos de discagem e implementar voz sobre uma rede de pacote. Pontos de discagem são usados para identificar fontes de chamadas e pontos finais de destino e para definir as características aplicadas a cada trecho de chamada na conexão da chamada.

Uma chamada de voz tradicional sobre a PSTN usa um circuito de 64K dedicado de ponta a ponta. Em contraste, uma chamada de voz sobre a rede de pacote é feita de segmentos discretos ou trechos de chamadas. Um trecho de chamada é uma conexão lógica entre dois routers ou entre um router e um dispositivo telefônico. Uma chamada de voz abrange quatro trechos de chamada, dois da perspectiva do router de origem e dois da perspectiva do router de terminação, como mostrado na Figura 22.

Figura 22: Trechos de Chamada de Pontos de Discagem

Um ponto de discagem está associado a cada trecho de chamada. Os atributos definidos em um ponto de discagem e aplicados ao trecho de chamada incluem codec, Quality of Service (QoS), VAD (voice activity detection) e taxa de fax. Para completar uma chamada de voz, é necessário fazer a configuração de um ponto de discagem para cada um dos quatro trechos de chamada na conexão da chamada.

Dependendo do trecho de chamada, uma chamada é roteada usando um dos dois tipos de pontos de discagem:

POTS — Ponto de discagem que define as características de uma conexão de rede de telefonia tradicional. Pontos de discagem POTS mapeiam uma cadeia discada a uma porta de voz específica no router local, normalmente a porta de voz que conecta o router à PSTN, ao PBX ou ao telefone locais.

Rede de voz — Ponto de discagem que define as características de uma conexão de rede de pacote. Pontos de discagem da rede de voz mapeiam uma cadeia discada a um dispositivo de rede remoto, como o router de destino que está conectado ao dispositivo telefônico remoto.

O tipo específico de ponto de discagem de rede de voz depende da tecnologia da rede de pacote:

VoIP (Voz over IP) — Aponta para o endereço IP do router de destino que encerra a chamada.

VoFR (Voz over Frame Relay) — Aponta para o DLCI (data-link connection identifier) da interface através da qual a chamada encerra o router.

VoATM (Voz over ATM) — Aponta para o circuito virtual ATM da interface através da qual a chamada encerra o router.

MMoIP (Multimedia Mail over IP) — Aponta para o endereço de e-mail do servidor SMTP. Este tipo de ponto de discagem é usado apenas para tráfego de fax. Para mais informações, consulte o capítulo "Configurando Aplicativos de Fax".

Pontos de discagem POTS e de rede de voz precisam estabelecer conexões de voz sobre uma rede de pacote.

Pontos de Discagem Internos e Externos

Pontos de discagem são usados tanto para trechos de chamada internos quanto para externos. É importante lembrar que estes termos são definidos a partir da perspectiva do router. Um trecho de chamada interno tem origem quando uma chamada recebida chega ao router. Um trecho de chamada externo tem origem quando uma chamada enviada é feita do router. A Figura 23 ilustra trechos de chamada da perspectiva do router de origem; a Figura 24 ilustra trechos de chamada da perspectiva do router de terminação.


Observação A Figura 23 e a Figura 24 se aplicam a chamadas de voz que estejam sendo enviadas através da rede de pacote. Caso as interfaces POTS de origem e de terminação compartilhem o mesmo router ou caso a chamada exija hairpinning, então dois trechos de chamada POTS são suficientes. Consulte a Figura 29 na página 126 para mais informações.


Figura 23: Trechos de Chamada da Perspectiva do Router de Origem

Figura 24: Trechos de Chamada da Perspectiva do Router de Terminação

Para chamadas internas de uma interface POTS que sejam destinadas à rede de pacote, o router corresponde um ponto de discagem POTS para o trecho de chamada interno e um ponto de discagem de rede de voz, como VoIP ou VoFR, para o trecho externo. Para chamadas internas da rede de pacote, o router corresponde um ponto de discagem POTS para encerrar a chamada e um ponto de discagem de rede de voz para aplicar recursos como codec ou QoS.

Para trechos de chamada POTS internos indo para pontos de discagem de rede de voz externos, o router encaminha todos os dígitos que coleta. Em trechos de chamada POTS externos, o router remove explicitamente dígitos correspondentes e encaminha quaisquer dígitos excessivos para fora da porta designada. Para obter informações específicas sobre como o router que lida com dígitos excessivos, consulte a seção "Discagem em Dois Estágios".

Os exemplos a seguir mostram configurações básicas para pontos de discagem POTS e VoIP:

dial-peer voice 1 pots
 destination-pattern 555....
 port 1/0:1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
dial-peer voice 2 voip
 destination-pattern 555....
 session target ipv4:192.168.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

O router seleciona um ponto de discagem para um trecho de chamada correspondendo a cadeia que é definida usando o comando answer-address, destination pattern ou incoming called-number na configuração de ponto de discagem. Para obter informações específicas sobre como o router corresponde pontos de discagem, consulte a seção "Visão Geral do Ponto de Discagem".

Padrão de Destino

O padrão de destino associa uma cadeia discada a um dispositivo telefônico específico. Ele é configurado em um ponto de discagem usando o comando destination-pattern. Caso a cadeia discada corresponda ao padrão de destino, a chamada é roteada de acordo com a porta de voz nos pontos de discagem POTS ou com o destino de sessão nos pontos de discagem de rede de voz. Para pontos de discagem de rede de voz externos, o padrão de destino pode ainda determinar os dígitos discados que o router coleta e encaminha para a interface telefônica remota, como um PBX, um telefone ou a PSTN. É preciso fazer a configuração de um padrão de destino para cada ponto de discagem POTS e de rede de voz definido no router.

O padrão de destino pode ser um número de telefone completo ou um número de telefone parcial com dígitos-curinga, representados por um caractere ponto (.). Cada "." representa um curinga para um dígito individual que o router de origem espera corresponder. Por exemplo, se o padrão de destino para um ponto de discagem for definido como "555....", qualquer cadeia discada que comece por 555, mais quatro dígitos adicionais, no mínimo, correspondes a este ponto de discagem.

Além do ponto (.), há diversos outros símbolos que podem ser usados como caracteres curinga no padrão de destino. Tais símbolos fornecem flexibilidade adicional à implementação de planos de discagem e diminuem a necessidade de múltiplos pontos de discagem na configuração de faixas de números de telefone.

A Tabela 11 mostra os caracteres curinga que são compatíveis com o padrão de destino.

Tabela 11: Símbolos Curinga Usados em Padrões de Destino

Símbolo
Descrição

.

Indica um espaço reservado de um dígito. Por exemplo, 555.... corresponde a qualquer cadeia discada que comece por 555, mais quatro dígitos adicionais no mínimo.

[ ]

Indica uma faixa de dígitos. Uma faixa consecutiva é indicada por um hífen (-); por exemplo, [5-7]. Uma faixa não consecutiva é indicada por uma vírgula (,); por exemplo, [5,8]. Hífens e vírgulas podem ser usados em combinação; por exemplo, [5-7,9].

Observação Apenas faixas de um dígito são compatíveis. Por exemplo, [98-102] é inválida.

( )

Indica um padrão; por exemplo, 408(555). É usado juntamente com símbolos como ?, % ou +.

?

Indica que no dígito precedente ocorreu zero ou uma vez. Digite ctrl-v antes de inserir ? no teclado.

%

Indica que no dígito precedente ocorreu zero ou mais vezes. Isto funciona da mesma maneira que o "*" usado na expressão regular.

+

Indica que no dígito precedente ocorreu uma ou mais vezes.

T

Indica o intervalo inter-dígito. O router é pausado para coletar dígitos discados adicionais.



Observação O ponto (.) é o único caractere curinga compatível com cadeias de discagem que são configuradas usando os comandos answer-address ou incoming called-number.


A Tabela 12 mostra alguns exemplos de como estes símbolos curinga se aplicam ao padrão de destino e a cadeia de discagem resultante quando a cadeia 4085551234 é correspondida por um ponto de discagem POTS externo. Os símbolos curinga seguem regras de expressão regular.

Tabela 12: Exemplos de Correspondência de Pontos de Discagem Usando Símbolos Curinga 

 
Padrão de Destino
Conversão de Cadeia de Discagem
Cadeia Após Remoção1

1

408555,+

408555, seguido por um ou mais dígitos curinga. Este padrão implica que a cadeia deve conter no mínimo 7 dígitos começando por 408555.

1234

2

408555,%

408555, seguido por zero ou mais dígitos curinga. Este padrão implica que a cadeia deve conter pelo menos 408555.

1234

3

408555+

40855, seguido por 5 repetidos uma ou mais vezes.

1234

4

408555%

40855, seguido por 5 repetido zero ou mais vezes. Qualquer dígito explicitamente correspondente antes do símbolo % não é removido.

51234

5

408555?

40855, seguido por 5 repetido zero ou uma vez. Qualquer dígito explicitamente correspondente antes do símbolo ? não é removido.

51234

6

40855[5-7].+

40855, seguido por 5, 6 ou 7, mais qualquer dígito repetido uma ou mais vezes.

51234

7

40855[5-7].%

40855, seguido por 5, 6 ou 7, mais qualquer dígito repetido zero ou mais vezes.

51234

8

40855[5-7]+1234

40855, seguido por 5, 6 ou 7 repetido uma ou mais vezes, seguido por 1234.

51234

9

408(555)+1234

408, seguido por 555, que pode se repetir uma ou mais vezes, seguido por 1234.

5551234

1 Estes exemplos se aplicam apenas a discagens de um estágio, onde o DID está habilitado no ponto de discagem POTS interno. Caso o router esteja usando discagem de dois estágios e coletando um dígito de cada vez quando discados, a chamada é roteada imediatamente após um ponto de discagem ser correspondido e quaisquer dígitos discados subseqüentes são perdidos.


Além dos caracteres curinga, os caracteres a seguir também podem ser usados no padrão de destino:

Asterisco (*) e sinal de libra (#) — Estes caracteres em teclados de multifreqüência padrão podem ser usados em qualquer lugar no padrão. Eles podem ser usados como primeiro caractere (por exemplo, *650), exceto na série Cisco 3600.

Símbolo de dólar ($) — Desabilita correspondência de comprimento variável. Deve ser usado no final da cadeia de discagem.

O mesmo padrão de destino pode ser compartilhado por múltiplos pontos de discagem para formar grupos de rastreio. Para obter informações sobre a construção de grupos de rastreio, consulte a seção "Grupos de Rastreio e Preferências".

Para obter informações sobre como o router de terminação remove dígitos após corresponder um padrão de destino, consulte a seção "Remoção de Dígitos em Pontos de Discagem POTS Externos".

Planos de Discagem de Comprimento Fixo e Variável

Planos de discagem de comprimento fixo, nos quais todos os padrões de destino dos pontos de discagem têm um comprimento fixo, são suficientes para a maioria das redes de voz porque as cadeias de números de telefone são de comprimentos conhecidos. Algumas redes de voz, porém, exigem planos de discagem de comprimento variável, principalmente para chamadas internacionais, que usam números de telefone de comprimentos diferentes.

Se o indicador de intervalo T é inserido no final do padrão de destino em um ponto de discagem de rede de voz externo, o router aceita uma cadeia de discagem de comprimento fixo e espera por dígitos discados adicionais. O caractere de intervalo deve ser um T maiúsculo. A configuração a seguir de ponto de discagem mostra como o indicador T está definido para permitir cadeias de discagem de comprimento variável:

dial-peer voice 1 voip
 destination-pattern 2222T
 session target ipv4:10.10.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

No exemplo acima, o router aceita os dígitos 2222 e então espera por um número não especificado de dígitos adicionais. O router pode coletar até 31 dígitos adicionais, contanto que o intervalo inter-dígito não tenha expirado. Quando o intervalo inter-dígito expira, o router realiza a chamada.

O valor padrão para o intervalo inter-dígito é 10 segundos. A menos que o valor padrão seja mudado, o uso do indicador T adiciona 10 segundos a cada configuração de chamada porque a chamada não é tentada até que o temporizador tenha expirado (a menos que o caractere # seja usado como terminador). Deve-se, portanto, reduzir o valor do intervalo inter-dígito da porta de voz caso planos de discagem de comprimento variável estejam sendo usados. É possível mudar o intervalo inter-dígito usando o comando timeouts inter-digit da porta de voz.

O chamador pode terminar imediatamente o intervalo inter-dígito inserindo o caractere #. Caso o caractere # seja inserido enquanto o router está esperando por dígitos adicionais, o caractere # é tratado como terminador; ele não é tratado como parte da cadeia de discagem ou é enviado através da rede. Porém, caso o caractere # seja inserido antes do router começar a esperar por dígitos adicionais (significando que o # é inserido como parte do padrão de destino de comprimento fixo), o caractere # é tratado como dígito discado.

Por exemplo, caso o padrão de destino seja configurado como 2222...T, então toda a cadeia discada 2222#9999 é coletada, mas caso a cadeia discada seja 2222#99#99, o #99 no final dos dígitos discados não é coletado porque o caractere final # é tratado como terminador. É possível mudar o caractere de terminação usando o comando dial-peer terminator.


Observação Na maioria dos casos, só é preciso fazer a configuração do indicador T quando o router usa discagem de dois estágios. Caso a DID (Direct Inward Dialing) esteja configurada no ponto de discagem POTS interno, o router usa discagem de um estágio, o que significa que a cadeia discada completa é usada para corresponder pontos de discagem externa. A única exceção é quando o comando ISDN overlap-receiving é configurado; o recurso ISDN overlap-receiving exige o indicador T.


Destino de Sessão

O destino de sessão é o endereço de rede do router remoto para o qual pretende-se enviar uma chamada assim que um ponto de discagem de rede para voz local é consegue correspondência. Ele é configurado em pontos de discagem de rede de voz usando o comando session target. Para pontos de discagem externos, o padrão de destino é o número de telefone do dispositivo de voz remoto a ser alcançado. O destino de sessão representa o caminho para o router remoto conectado ao dispositivo de voz. A Figura 25 ilustra a relação entre o padrão de destino e o destino de sessão, como mostrado da perspectiva do router de origem.

Figura 25: Relação Entre o Padrão de Destino e o Destino de Sessão

O formato do endereço do destino de sessão depende do tipo de ponto de discagem de rede de voz:

VoIP — endereço IP, nome do host do servidor DNS (Domain Name System) que resolve o endereço IP, ras para registro, admissão e status (RAS) caso um gatekeeper H.323 resolva o endereço IP ou estabelecimento caso o servidor de estabelecimento resolva o endereço IP

VoFR — Tipo e número da interface e o DLCI

VoATM — Número da interface e o circuito virtual ATM

MMoIP — Endereço de e-mail


Observação Para pontos de discagem de entrada, o destino de sessão é ignorado.


Remoção de Dígitos em Pontos de Discagem POTS Externos

Quando um router de terminação recebe uma chamada de voz, ele seleciona um ponto de discagem POTS externo comparando o número chamado (o número de telefone E.164 completo) na informação da chamada com o número configurado como padrão de destino no ponto de discagem POTS. O servidor de acesso ou router remove então os dígitos justificados à esquerda que correspondam ao padrão de destino. Caso um prefixo tenha sido configurado, ele é adicionado à frente dos dígitos restantes, criando uma cadeia de discagem que o router, então, disca. Caso todos os números do padrão de destino tenham sido removidos, o usuário recebe um tom de discagem.

Por exemplo, considere-se uma chamada de voz cujo número chamado E.164 é 1(408) 555-2222. Caso seja feita a configuração de um padrão de destino "1408555" e um prefixo "9", o router remove "1408555" do número de telefone E.164, deixando o número de extensão "2222". Ele então anexa o prefixo, "9", à frente dos números restantes, de modo que os números reais discados sejam "9, 2222". A vírgula neste exemplo significa que o router será pausado por um segundo entre a discagem do "9" e a discagem do "2" para permitir um tom de discagem secundário.

Para obter informações detalhadas sobre remoção de dígitos e o comando prefix, consulte a seção "Remoção de Dígitos e Prefixos".

Configurando Pontos de Discagem

Esta seção descreve como fazer a configuração dos pontos de discagem:

Configurando Pontos de Discagem para Trechos de Chamada

Criando uma Tabela de Configuração de Ponto de Discagem

Configurando Pontos de Discagem POTS

Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem POTS

Configurando Pontos de Discagem VoIP

Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem VoIP

Configurando Pontos de Discagem VoFR

Configurando Pontos de Discagem VoATM


Observação As configurações de exemplo desta seção mostram pontos de discagem VoIP; os mesmos conceitos também se aplicam a pontos de discagem VoFR e VoATM.


Estabelecer comunicação de voz sobre uma rede de pacote é semelhante a configurar uma rota estática: é estabelecer uma conexão de voz específica entre dois pontos finais definidos. Trechos de chamada definem os segmentos discretos que ficam entre dois pontos na conexão de chamada. Uma chamada de voz sobre a rede de pacote abrange quatro trechos de chamada, dois no router de origem e dois no router de terminação; um ponto de discagem é associado a cada um desses quatro trechos de chamada.

Configurando Pontos de Discagem para Trechos de Chamada

Quando uma chamada de voz chega ao router, este deve corresponder pontos de discagem para rotear a chamada. Para chamadas internas de uma interface POTS que estejam sendo enviadas sobre a rede de pacote, o router corresponde um ponto de discagem POTS para o trecho de chamada interno e um ponto de discagem de rede de voz para o trecho de chamada externo. Para chamadas chegando ao router a partir da rede de pacote, o router corresponde um ponto de discagem POTS externo para encerrar a chamada e um ponto de discagem de rede de voz interno para recursos como codec, VAD, e QoS.

A Figura 26 mostra os trechos de chamada e os pontos de discagem associados para completar uma chamada de voz.

Figura 26: Correspondendo Trechos de Chamada a Pontos de Discagem

As configurações a seguir mostram um exemplo de uma chamada sendo feita de 4085554000 a 3105551000. A Figura 27 mostra o ponto de discagem POTS interno e o ponto de discagem VoIP externo que estão configurados no router de origem. O ponto de discagem POTS estabelece a fonte da chamada (através do número chamador ou da porta de voz) e o ponto de discagem de rede de voz estabelece o destino associando o número discado ao endereço de rede do router remoto.

Figura 27: Pontos de Discagem da Perspectiva do Router de Origem

Neste exemplo, a cadeia de discagem 14085554000 mapeia para o número de telefone 555-4000, com o dígito 1 mais o código de área 408 precedendo o número. Ao fazer a configuração do padrão de destino, defina a cadeia para corresponder às convenções locais de discagem.

A Figura 28 mostra o ponto de discagem VoIP interno e o ponto de discagem POTS externo que estão configurados no router de terminação para completar a chamada. Pontos de discagem têm apenas significância local.

Figura 28: Pontos de Discagem da Perspectiva do Router de Terminação

Nos exemplos de configurações anteriores, os últimos quatro dígitos no padrão de destino do ponto de discagem VoIP foram substituídos por caracteres curinga. Isto significa que ligar para qualquer número de telefone iniciado pelos dígitos "1310555" a partir do Router A irá resultar em uma conexão ao Router B. Isto implica que o Router B serve a todos os números iniciados por esses dígitos. Ligar para qualquer número de telefone iniciado pelos dígitos "1408555" a partir do Router B irá resultar em uma conexão ao Router A. Isto implica que o Router A serve a todos os números iniciados por esses dígitos.


Observação Não é sempre necessário fazer a configuração dos pontos de discagem internos. Caso o router não seja capaz de corresponder um ponto de discagem configurado para o trecho de chamada interno, ele usa um ponto de discagem de rede de voz ou POTS padrão definido internamente para corresponder chamadas de voz internas. No exemplo mostrado na Figura 28, o ponto de discagem 2 só é necessário ao ser feita uma chamada do Router B para o Router A.


A única exceção ao exemplo anterior ocorre quando ambos os pontos de discagem POTS compartilham o mesmo router, como mostrado na Figura 29. Nesse caso, não é necessário fazer a configuração de um ponto de discagem de rede de voz.

Figura 29: Comunicação Entre Pontos de Discagem que Compartilham o Mesmo Router

Esse tipo de configuração é semelhante à configuração usada para hairpinning, que ocorre quando uma chamada de voz destinada à rede de pacote é roteada de volta sobre o PSTN porque a rede de pacote não está disponível. Para mais informações sobre o recurso hairpinning, consulte a seção "Grupos de Rastreio e Preferências".

Criando uma Tabela de Configuração de Ponto de Discagem

Antes de fazer a configuração dos pontos de discagem, é necessário obter informações específicas sobre a rede. Uma maneira de identificar tais informações é criar uma tabela de configuração de ponto de discagem. A tabela deve conter todos os números de telefone e códigos de acesso para cada router que esteja carregando tráfego telefônico na rede. Devido ao fato de a maioria das instalações exigirem equipamentos de integração em uma rede de voz existente, os planos de discagem de telefone são geralmente predefinidos.

A Figura 30 mostra um exemplo de uma rede na qual o Router A, com endereço IP 10.1.1.1, conecta um pequeno escritório de filial de vendas ao escritório principal através do Router B, com endereço IP 10.1.1.2.


Observação O exemplo na Figura 30 mostra uma configuração VoIP. Os mesmos conceitos também se aplicam a aplicativos VoFR e VoATM. A única mudança está no formato do destino de sessão.


Figura 30: Amostra de Rede VoIP

Existem três números de telefone no escritório da filial de vendas que precisam ter pontos de discagem configurados para eles. O Router B é o gateway primário para o escritório principal; sendo assim, ele precisa estar conectado ao PBX da empresa. Existem quatro dispositivos que precisam ter pontos de discagem configurados para eles no escritório principal, todos os quais estão conectados ao PBX.

A Tabela 13 mostra a tabela de configuração de ponto para o exemplo na Figura 30.

Tabela 13: Tabela de Configuração de Ponto de Discagem para Amostra de Rede de Voz sobre IP

Ponto de Discagem
Extensão
Prefixo
Padrão de Destino
Tipo
Porta de voz
Destino de Sessão
Router A

1

51001

5

1408115....

POTS

0:D

2

61002

6

1408116....

POTS

0:D

3

71003

7

1408117....

POTS

0:D

10

1729555....

VoIP

10.1.1.2

Router B

1

1000,
1001,
1002,
1003

1729555....

POTS

0:D

10

1408.......

VoIP

10.1.1.1


Configurando Pontos de Discagem POTS

Para fazer a configuração de um ponto de discagem POTS, é necessário o seguinte:

Identificar o ponto de discagem atribuindo a ele um número de rótulo exclusivo

Definir o seu número de telefone ou faixa de números de telefone de destino

Associá-lo a uma porta de voz através da qual as chamadas são estabelecidas

Sob quase todas as circunstâncias, os valores padrão para os comandos de configuração restantes de ponto de discagem são suficientes para estabelecer conexões.

Para configurar um ponto de discagem POTS, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number pots

Entra no modo de configuração do ponto de discagem e define um ponto de discagem local que se conecta a uma interface POTS.

O argumento number consiste em um ou mais dígitos que identificam o ponto de discagem. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.

A palavra-chave pots indica um ponto de discagem usando serviço telefônico básico.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# destination-pattern string [T]

Corresponde os dígitos discados a um dispositivo telefônico.

O argumento string é uma série de dígitos que especifica o E.164 ou número de telefone do plano de discagem privado. As entradas válidas são os números de 0 a 9 e as letras de A a D.

Também é possível inserir os caracteres especiais a seguir:

O asterisco (*) ou sinal de libra (#) em teclados de multifreqüência padrão podem ser usados em qualquer lugar no padrão.

O ponto (.) funciona como um caractere curinga.

Para obter uma lista de caracteres curinga adicionais, consulte a Tabela 11.

Quando o caractere do temporizador (T) é incluído no final do padrão de destino, o router coleta dígitos discados até que o temporizador inter-dígito expire (10 segundos, por padrão) ou até que o caractere de terminação seja discado (o padrão é #). O caractere do temporizador deve ser um T maiúsculo.

Etapa 3 

Router(config-dial-peer)# port location

Mapeia o ponto de discagem em uma interface lógica específica.

A sintaxe do comando port é específica da plataforma. Para mais informações sobre a sintaxe desse comando, consulte o capítulo "Configurando as Portas de Voz" neste documento.

Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem POTS

Ao fazer a configuração de um plano de discagem, há diferentes opções, dependendo de como o plano de discagem é projetado. Para configurar recursos opcionais de plano de discagem para pontos de discagem POTS, use um ou mais dos comandos a seguir no modo de configuração de ponto de discagem:

Comando
Propósito

Router(config-dial-peer)# answer-address string

(Opcional) Seleciona o ponto de discagem interno baseado no número chamador.

Router(config-dial-peer)# incoming called-number string

(Opcional) Seleciona o ponto de discagem interno baseado no número chamador para identificar chamadas de voz e modem.

Router(config-dial-peer)# direct-inward-dial string

(Opcional) Ativa o tratamento de chamadas por DID (Direct Inward Dialing) para o número chamado de entrada. Para mais informações, consulte a seção "DID para Pontos de Discagem POTS".

Router(config-dial-peer)# forward-digits {num-digit | all | extra}

(Opcional) Configura o método de encaminhamento de dígitos usado pelo ponto de discagem. O intervalo válido para o número de dígitos encaminhados (num-digit) vai de 0 a 32. Para mais informações, consulte a seção "Encaminhar Dígitos".

Router(config-dial-peer)# max-conn number

(Opcional) Especifica o número máximo de conexões permitidas para e a partir do ponto de discagem POTS. O intervalo válido é de 1 a 2147483647.

Router(config-dial-peer)# numbering-type {abbreviated | international | national | network | reserved | subscriber | unknown}

(Opcional) Especifica o tipo de numeração a corresponder, como definido pela especificação ITU Q.931. Para mais informações, consulte a seção "Correspondência do Tipo de Numeração".

Router(config-dial-peer)# preference value

(Opcional) Configura uma preferência para o ponto de discagem POTS. O intervalo válido é de 0 a 10, sendo que quanto mais baixo o número, mais alta a preferência. Para mais informações, consulte a seção "Grupos de Rastreio e Preferências".

Router(config-dial-peer)# prefix string

(Opcional) Inclui um prefixo que o sistema adiciona automaticamente à frente da cadeia de discagem antes de passar para a interface telefônica.

As entradas válidas para o argumento string são de 0 a 9 e uma vírgula (,). Use uma vírgula para incluir uma pausa de um segundo entre dígitos para permitir um tom de discagem secundário.

Para mais informações, consulte a seção "Remoção de Dígitos e Prefixos".

Router(config-dial-peer)# translate-outgoing {called | calling} name-tag

(Opcional) Especifica a regra de conversão definida para ser aplicada ao número chamador ou ao número chamado. Para mais informações, consulte a seção "Regras de Conversão de Dígitos para VoIP".

Configurando Pontos de Discagem VoIP

Pontos de discagem VoIP permitem que o router faça chamadas externas para um dispositivo telefônico específico. Para fazer a configuração de um ponto de discagem VoIP, é necessário fazer o seguinte:

Identificar o ponto de discagem atribuindo a ele um número de rótulo exclusivo

Definir seu número de telefone de destino

Definir seu endereço IP de destino

Assim como pontos de discagem POTS, sob quase todas as circunstâncias, os valores padrão para os comandos de configuração restantes do ponto de discagem são adequados para estabelecer conexões.

Para configurar um ponto VoIP, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer de voz number voip

Entra no modo de configuração do ponto de discagem e define um ponto de discagem VoIP remoto.

O argumento number consiste em um ou mais dígitos que identificam o ponto de discagem. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.

A palavra-chave voip indica um ponto de discagem usando encapsulamento de voz na rede IP.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# destination-pattern string [T]

Configura o padrão de destino do ponto de discagem de modo que o sistema possa reconciliar os dígitos discados com um número de telefone.

O argumento string é uma série de dígitos que especifica o E.164 ou número de telefone do plano de discagem privado. As entradas válidas são os números de 0 a 9 e as letras de A a D. Também é possível inserir os caracteres especiais a seguir:

O asterisco (*) ou sinal de libra (#) em teclados de multifreqüência padrão podem ser usados em qualquer lugar no padrão.

O ponto (.) funciona como um caractere curinga.

Para obter uma lista de caracteres curinga adicionais, consulte a Tabela 11.

Quando o caractere do temporizador (T) é incluído no final do padrão de destino, o router coleta dígitos discados até que o temporizador inter-dígito expire (10 segundos, por padrão) ou até que o caractere de terminação seja discado (o padrão é #). O caractere do temporizador deve ser um T maiúsculo.

Etapa 3 

Router(config-dial-peer)# session target {ipv4:destination-address | dns:[$s$. | $d$. | $e$. | $u$.] host-name}

Define o endereço IP do router que está conectado ao dispositivo telefônico remoto.

A palavra-chave e o argumento ipv4:destination-address indicam o endereço IP do router remoto.

A palavra-chave e o argumento dns:host-name indicam que o servidor de nome de domínio irá resolver o nome do endereço IP. Os valores válidos para este parâmetro são caracteres representando o nome do dispositivo host.

Caracteres curinga também estão disponíveis para definir nomes de domínio com a palavra-chave usando fonte, destino e informações discadas no nome do host.

Etapa 4 

Router(config-dialpeer)# codec {g711alaw | g711ulaw | g723ar53 | g723ar63 | g723r53 | g723r63 | g726r16 | g726r24 | g726r32 | g728 | g729br8 | g729r8 [pre-ietf]} [bytes]

Define o codec para o ponto de discagem.

O parâmetro opcional bytes define o número de bytes de dados de voz por quadro. São aceitáveis valores de 10 a 240 em incrementos de 10 (por exemplo, 10, 20, 30 e assim por diante). Qualquer outro valor será arredondado para baixo (por exemplo, de 236 para 230).

O mesmo valor de codec deve ser configurado em ambos os pontos de discagem VoIP de cada lado da conexão.

Caso seja especificado g729r8, o seqüenciamento de bits IETF será usado. Para estabelecer interoperabilidade com as séries Cisco 2600, Cisco 3600 ou Cisco AS5300 executando uma versão anterior às Versões 12.0(5)T ou 12.0(4)XH do Cisco IOS, deve-se especificar a palavra-chave adicional pre-ietf após g729r8.

A sintaxe do comando codec é específica da plataforma e da versão. Para mais informações sobre a sintaxe deste comando, consulte a Referências a Comandos do Cisco IOS Voice, Video e Fax.

Caso tenha sido utilizado o comando de configuração da interface da placa de voz codec complexity , o comando codec define as opções de codec disponíveis. Caso a complexidade do codec não seja definida, será usado g729r8 com ordenação de bit IETF. Para mais informações sobre o comando codec complexity , consulte o capítulo "Configurando as Portas de Voz".

Configurando a Ordem de Seleção do Codec

É possível criar uma classe de voz na qual é definida uma ordem de seleção para codecs, e em seguida, aplicar a classe de voz a pontos de discagem VoIP. O comando de configuração global voice class codec permite definir a classe de voz que contém a ordem de seleção do codec. Em seguida, use o comando de configuração de ponto de discagem voice-class codec para aplicar a classe a pontos de discagem individuais.

Para fazer a configuração da ordem de seleção do codec, realize as tarefas descritas nas seções a seguir:

Criando uma Classe de Voz para Definir a Ordem de Seleção do Codec

Aplicando a Ordem de Seleção do Codec a um Ponto de Discagem VoIP

Criando uma Classe de Voz para Definir a Ordem de Seleção do Codec

Para criar uma classe de voz para definir a ordem de preferência para selecionar um codec quando o router negocia com um router de destino, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

router(config)# voice class codec tag

Cria uma classe de voz para uma lista de preferências de codec. O intervalo para o número de rótulo é de 1 a 10000. O número de rótulo deve ser exclusivo no router.

Etapa 2 

router(config-voice-class)# codec preference priority codec [bytes payload-size]

Configura a ordem de preferência para selecionar um codec. Repita este comando para especificar a ordem de seleção preferida para codecs adicionais, se necessário.

Aplicando a Ordem de Seleção do Codec a um Ponto de Discagem VoIP

Para aplicar atributos de codec de classe de voz a um ponto de discagem VoIP, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

router(config)# dial-peer voice tag voip

Define um ponto de discagem VoIP e entra no modo de configuração de ponto de discagem.

O rótulo é um número que identifica o ponto de discagem e deve ser exclusivo no router.

Etapa 2 

router(config-dialpeer)# voice-class codec tag

Atribui ao ponto de discagem a classe de voz criada na seção "Criando uma Classe de Voz para Definir a Ordem de Seleção do Codec".

O comando voice-class no modo de configuração de ponto de discagem é inserido com um hífen. O comando voice class no modo de configuração global é inserido sem o hífen.


Observação Não é possível atribuir atributos de codec de classe de voz a pontos de discagem POTS.


Configurando Opções de Plano de Discagem para Pontos de Discagem VoIP

Ao fazer a configuração de um plano de discagem, há diferentes opções, dependendo de como o plano de discagem é projetado. Para configurar recursos opcionais de plano de discagem, use os comandos a seguir no modo de configuração de ponto de discagem:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config-dial-peer)# answer-address string

(Opcional) Seleciona o ponto de discagem interno baseado no número chamador.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# incoming called-number string

(Opcional) Seleciona o ponto de discagem interno baseado no número chamador para identificar chamadas de voz e modem.

Etapa 3 

Router(config-dial-peer)# dtmf-relay [cisco-rtp] [h245-signal] [h245-alphanumeric]

(Opcional) Configura o tom emitido em resposta quando um botão é pressionado em um telefone de multifreqüência. Os tons DTMF (Dual tone multifrequency) são compactados em uma ponta da chamada e descompactados na outra ponta.

Caso um codec de baixa largura de banda como G.729 ou G.723 seja usado, os tons podem soar distorcidos. O comando dtmf-relay transporta tons DTMF gerados após o estabelecimento de chamadas fora de banda usando um método que envia com mais fidelidade do que possível dentro de banda para a maioria dos codecs de baixa largura de banda. Sem a transmissão DTMF, chamadas estabelecidas com codecs de baixa largura de banda podem ter problemas para acessar sistemas de menu de telefone automatizados e sistemas IVR (interactive voice response).

Um método de sinalização é fornecido apenas caso a extremidade remota o suporte. As opções são proprietárias da Cisco (cisco-rtp), padrão H.323 (h245-alphanumeric) e padrão H.323 com duração de sinal (h245-signal).

Etapa 4 

Router(config-dial-peer)# fax rate {2400 | 4800 | 7200 | 9600 | 12000 | 14400 | disable | voz}

(Opcional) Especifica a velocidade de transmissão de envio de um fax a este ponto de discagem. A palavra-chave disable desativa a capacidade de transmissão de fax. A palavra-chave voice, que é o padrão, especifica a maior velocidade possível de transmissão compatível com a taxa de voz.

Etapa 5 

Router(config-dial-peer)# numbering-type {abbreviated | international | national | network | reserved | subscriber | unknown}

(Opcional) Especifica o tipo de numeração a corresponder, como definido pela especificação ITU Q.931. Para mais informações, consulte a seção "Correspondência do Tipo de Numeração".

Etapa 6 

Router(config-dial-peer)# playout-delay mode {adaptive | fixed}

(Opcional) Especifica o tipo de retardo de playout do buffer de controle de variação de sinal a ser usado.

Etapa 7 

Router(config-dial-peer)# playout-delay {maximum value | nominal value | minimum {default | low | high}}

(Opcional) Especifica a quantidade de tempo que um pacote é mantido no buffer de controle de variação de sinal antes de ser reproduzido no caminho de áudio. Para obter informações detalhadas, consulte o capítulo "Qualidade de Serviço" neste documento.

Etapa 8 

Router(config-dial-peer)# preference value

(Opcional) Configura uma preferência para o ponto de discagem VoIP. O valor é um número de 0 a 10, sendo que quanto mais baixo o número, mais alta a preferência. Para mais informações, consulte a seção "Grupos de Rastreio e Preferências".

Etapa 9 

Router(config-dial-peer)# tech-prefix number

(Opcional) Especifica que um prefixo de tecnologia específico seja anexado ao padrão de destino deste ponto de discagem.

Etapa 10 

Router(config-dial-peer)# translate-outgoing {called | calling} name-tag

(Opcional) Especifica a regra de conversão definida para ser aplicada ao número chamador ou ao número chamado. Para mais informações, consulte a seção "Regras de Conversão de Dígitos para VoIP".

Etapa 11 

Router(config-dial-peer)# vad

(Opcional) Ativa VAD (activity detection de voz) desativando a transmissão de pacotes durante períodos de silêncio. VAD está ativado por padrão.

O tempo mínimo de detecção de silêncio para VAD pode ser modificado usando o comando de configuração global voice vad-time.

O padrão para o comando vad é ativado, o qual normalmente é a configuração preferida. Caso esteja em operação uma rede de alta largura de banda e a qualidade de voz seja de maior importância, deve-se desativar o VAD usando o comando no vad. Isto resulta em melhor qualidade de voz, mas também exige maior largura de banda para voz. Por exemplo, a média industrial para ampla economia de VAD em ligações T1 para cima é de 30 a 35 por cento da largura de banda geral.


Observação O limite de música que é configurado usando o comando de porta de voz music-threshold pode afetar o desempenho de VAD.


Alguns codecs vêm com algoritmos VAD embutidos (especificamente G.729 Anexo B e G.723.1 simétrico). VAD pode ser usado com todos os outros codecs.

Configurando Pontos de Discagem VoFR

Para fazer a configuração dos pontos de discagem VoFR, consulte o capítulo "Configurando Voz sobre Frame Relay".

Configurando Pontos de Discagem VoATM

Para fazer a configuração dos pontos de discagem VoATM, consulte o capítulo "Configurando Voz sobre ATM".

Verificando Configurações de Pontos de Discagem POTS e VoIP

É possível verificar a validade da sua configuração de ponto de discagem realizando as tarefas a seguir:

Caso haja relativamente poucos pontos de discagem configurados, é possível usar o comando show dial-peer voice para verificar se a configuração está correta. Para exibir um ponto de discagem específico ou para exibir todos os pontos de discagem configurados, use esse comando. Veja abaixo um exemplo de saída do comando show dial-peer voice para um ponto de discagem VoIP específico:

router# show dial-peer voice 10

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
VoiceOverIpPeer10
        tag = 10, dest-pat = \Q',
        incall-number = \Q+14087',
        group = 0, Admin state is up, Operation state is down
        Permission is Answer, 
        type = voip, session-target = \Q',
        sess-proto = cisco, req-qos = bestEffort, 
        acc-qos = bestEffort, 
        fax-rate = voice, codec = g729r8,
        Expect factor = 10,Icpif = 30, VAD = disabled, Poor QOV Trap = disabled, 
        Connect Time = 0, Charged Units = 0
        Successful Calls = 0, Failed Calls = 0
        Accepted Calls = 0, Refused Calls = 0
        Last Disconnect Cause is ""
        Last Disconnect Text is ""
        Last Setup Time = 0

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Para mostrar o ponto de discagem que corresponde a um número determinado (padrão de destino), use o comando show dialplan number . O exemplo a seguir exibe o ponto de discagem VoIP associado ao padrão de destino 51234:

router# show dialplan number 51234

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
Macro Exp.: 14085551234
VoiceOverIpPeer1004
        tag = 1004, destination-pattern = \Q+1408555....',
        answer-address = \Q',
        group = 1004, Admin state is up, Operation state is up
        type = voip, session-target = \Qipv4:1.13.24.0',
        ip precedence: 0        UDP checksum = disabled
        session-protocol = cisco, req-qos = best-effort,
        acc-qos = best-effort,
        fax-rate = voice, codec = g729r8,
        Expect factor = 10, Icpif = 30,
        VAD = enabled, Poor QOV Trap = disabled
        Connect Time = 0, Charged Units = 0
        Successful Calls = 0, Failed Calls = 0
        Accepted Calls = 0, Refused Calls = 0
        Last Disconnect Cause is ""
        Last Disconnect Text is ""
        Last Setup Time = 0
Matched: +14085551234   Digits: 7
Target: ipv4:172.13.24.0

Dicas para análise de falhas

É possível fazer a análise de falhas nas configurações de pontos de discagem realizando as tarefas a seguir:

Faça um ping do endereço IP associado para confirmar a conectividade. Caso o ping do destino não seja bem-sucedido, consulte o Guia de Configuração de IP do Cisco IOS.

Para verificar se o status operacional e o status administrativo do ponto de discagem estão ativos, use o comando show dial-peer voice.


Observação Para ativar um ponto de discagem, os comandos answer-address, incoming called-number, ou destination-pattern com port ou session-target devem estar configurados no ponto de discagem.


Para verificar se os dados estão configurados corretamente em ambos os routers use o comando show dialplan number nos routers local e remoto.

Caso a expansão de número tenha sido configurada, use o comando show num-exp para verificar se o número parcial do router local mapeia para o número de telefone E.164 completo e correto no router remoto.

Caso regras de conversão tenham sido configuradas, use o comando test translation-rule para verificar a manipulação de dígitos.

Caso um valor de codec tenha sido configurado, certifique-se de que o mesmo valor de codec seja configurado em ambos os pontos de discagem VoIP em cada lado da conexão. É possível verificar o valor de codec configurado usando o comando show dial-peer voice ou show dialplan number.

Para verificar se a cadeia de saída que o router disca está correta, use o comando debug voip ccapi inout .

Para verificar pacotes RTP (Real-Time Transport Protocol), use o comando debug cch323 rtp.

Para verificar a negociação de canal lógico, use o comando debug cch323 h245.

Para verificar a configuração da chamada, use o comando debug cch323 h225.

Visão Geral do Ponto de Discagem

Antes de definir um plano de discagem, é necessário entender como o router corresponde cadeias discadas a pontos de discagem internos e externos. O modo que o router corresponde cadeias discadas afeta diretamente os dígitos que seus usuários devem discar, além dos dígitos que são coletados e encaminhados ou reproduzidos para a interface telefônica, como um PBX, sistema chave ou PSTN.

As seções a seguir descrevem conceitos básicos sobre como o router seleciona um ponto de discagem para corresponder:

Discagem em Dois Estágios

Correspondência de Comprimento Variável

Comparando peers internos de discagem

Pontos de Discagem Internos para Aplicativos IVR

Comparando correspondentes de discagem externos

Rotas Padrão para Trechos de Chamada Externos


Observação A menos que observado de outra maneira, os conceitos descritos nesta seção se aplicam a pontos de discagem VoIP, VoFR e VoATM.


Discagem em Dois Estágios

Com a discagem em dois estágios, quando uma chamada de voz chega na rede, o router de origem coleta os dígitos discados até que possa corresponder um ponto de discagem externo. Assim que o router corresponde um ponto de discagem, ele imediatamente realiza a chamada e encaminha a cadeia de discagem associada. Nenhum dígito adicional é coletado. Os dígitos e caracteres curinga definidos no padrão de destino determinam quantos dígitos o router de origem coleta antes de corresponder o ponto de discagem. Quaisquer dígitos discados após o primeiro ponto de discagem ser correspondido são descartados.

Por exemplo, se a cadeia discada é "1234599" e o router de origem correspondem um ponto de discagem com padrão de destino 123.., os dígitos "99" não são coletados. A chamada é realizada imediatamente após o dígito "5" ser discado, e a cadeia de discagem "12345" é encaminhada ao próximo trecho de chamada.

No router de terminação, os dígitos justificados à esquerda que correspondem explicitamente com o ponto de discagem POTS de terminação são removidos. Quaisquer dígitos curinga precedentes são considerados dígitos em excesso. O router de terminação encaminha os dígitos em excesso para a interface telefônica. Por exemplo, se a cadeia de discagem "1234599" é correspondida em um router de terminação a um padrão de destino "123..," os dígitos "4599" são dígitos em excesso e são encaminhados para a interface telefônica.

A Figura 31 ilustra como o router de origem coleta uma cadeia de discagem e o router de terminação encaminha os dígitos ao dispositivo telefônico.

Figura 31: Coletando e Encaminhando Dígitos Discados

Os exemplos na Tabela 14 demonstram como o router de origem coleta dígitos discados para um dado padrão de destino no ponto de discagem de rede de voz externo.

Tabela 14: Coleta de Dígitos Baseada no Padrão de Destino

Dígitos Discados
Padrão de Destino
Cadeia de Discagem Coletada1

5551234

5......

5551234

5551234

555....

5551234

5551234

555

555

555123499

555....

5551234

1 Estes exemplos se aplicam apenas à discagem em dois estágios, na qual o router coleta a cadeia discada dígito por dígito. Se a DID estiver ativada no ponto de discagem POTS interno, o router realiza a discagem em um estágio, o que significa que a cadeia completa discada é usada independentemente do padrão de destino correspondido.


O padrão do router é a discagem em dois estágios a menos que se faça a configuração da DID. Para obter informações sobre a configuração de DID, consulte a seção "DID para Pontos de Discagem POTS".

Correspondência de Comprimento Variável

Ao corresponder pontos de discagem, o padrão do router é a correspondência de comprimento variável, o que significa que enquanto os dígitos justificados à esquerda na cadeia de discagem corresponderem com o padrão configurado no ponto de discagem, quaisquer dígitos além do padrão configurado serão ignorados para propósitos de correspondência. Por exemplo, a cadeia de discagem 5551212 corresponderia com ambos os pontos de discagem a seguir:

dial-peer voice 1 voip
 destination-pattern 555
 session target ipv4:10.10.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
dial-peer voice 2 voip
 destination-pattern 5551212
 session target ipv4:10.10.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Para desativar a correspondência de comprimento variável para um ponto de discagem, adicione o símbolo de dólar ($) ao final do padrão de destino como mostrado:

dial-peer voice 1 voip
 destination-pattern 555$
 session target ipv4:10.10.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

O caractere $ na configuração acima evita que este ponto de discagem seja correspondido para a cadeia de discagem 5551212 porque os dígitos extras além de 555 são considerados na correspondência.

Com a discagem em dois estágios, o router coleta a cadeia discada dígito por dígito. Ele tenta corresponder um ponto de discagem após cada dígito ser recebido. Assim que encontra uma correspondência, ele imediatamente encaminha a chamada. Por exemplo, dadas as seguintes configurações, o router iria imediatamente corresponde uma cadeia de discagem 5551212 com o ponto de discagem 1.

dial-peer voice 1 voip
 destination-pattern 555
 session target ipv4:10.10.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
dial-peer voice 2 voip
 destination-pattern 5551212
 session target ipv4:10.10.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Caso o router esteja realizando discagem em dois estágios e seja preciso ter certeza de que a cadeia de discagem completa seja coletada antes de um ponto de discagem ser correspondido, é possível usar o indicador de intervalo T como em planos de discagem de comprimento variável. Por exemplo, após o router esperar até que a cadeia de discagem completa seja coletada, a cadeia de discagem 5551212 corresponderia ambos os pontos de discagem a seguir:

dial-peer voice 1 voip
 destination-pattern 555T
 session target ipv4:10.10.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
dial-peer voice 2 voip
 destination-pattern 5551212T
 session target ipv4:10.10.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

O modo que o router seleciona um ponto de discagem também depende do ponto de discagem estar sendo correspondido para o trecho de chamada interno ou externo. Para mais informações, consulte as seções "Correspondendo Pontos de Discagem Internos" e "Correspondendo Pontos de Discagem Externos".

Comparando peers internos de discagem

Para corresponder trechos de chamada internos a pontos de discagem, o router usa três elementos de informação na mensagem de configuração de chamada e quatro atributos configuráveis de ponto de discagem. Os três elementos de configuração de chamada são:

Número chamado ou DNIS (dialed number identification service) — Um conjunto de números que representa o destino, que deriva da mensagem de configuração de ISDN ou DNIS de CAS.

Número chamador ou ANI (automatic number identification) — Um conjunto de números que representa a origem, que deriva da mensagem de configuração de ISDN ou ANI de CAS.

Porta de voz — A porta de voz que transporta a chamada.

Os quatro atributos configuráveis de ponto de discagem são:

Número chamado de entrada — Uma cadeia que representa o número chamado ou DNIS. É configurado usando o comando de configuração de ponto de discagem incoming called-number em pontos de discagem POTS ou MMoIP. Para mais informações, consulte a seção "Identificando Chamadas de Voz e Modem".

Endereço de resposta — Uma cadeia que representa o número chamador ou ANI. É configurado usando o comando de configuração de ponto de discagem answer-address em pontos de discagem POTS ou VoIP e é usado apenas para chamadas internas da rede IP. Para mais informações, consulte a seção "Endereço de Resposta para VoIP".

Padrão de destino — Uma cadeia que representa o número chamador ou ANI. É configurado usando o comando de configuração de ponto de discagem destination-pattern em pontos de discagem POTS ou de rede de voz. Para mais informações, consulte a seção "Padrão de Destino".

Porta — A porta de voz através da qual as chamadas para este ponto de discagem são realizadas.

O router seleciona um ponto de discagem interno correspondendo os elementos de informação na mensagem de configuração com os atributos de ponto de discagem. O router tenta corresponder estes itens na ordem a seguir:

1. Número chamado com número chamado de entrada

2. Número chamador com endereço de resposta

3. Número chamador com padrão de destino

4. Porta de voz de entrada com porta de voz configurada

O router deve corresponder a apenas uma dessas condições. Não é necessário que todos os atributos estejam configurados no ponto de discagem ou que todos os atributos correspondam às informações de configuração de chamada; apenas uma condição deve ser atendida para que o router selecione um ponto de discagem. O router pára de procurar assim que um ponto de discagem é correspondido e a chamada é roteada de acordo com os atributos de ponto de discagem configurados. Mesmo havendo outros pontos de discagem que corresponderiam, apenas o primeiro é usado.


Observação Para que um ponto de discagem seja correspondido, seu estado administrativo deve estar ativo. O estado administrativo do ponto de discagem é ativo por padrão quando ele está configurado com pelo menos um destes comandos: incoming called-number, answer-address ou destination-pattern. Caso destination-pattern seja usado, a porta de voz ou o destino de sessão também devem estar configurados.


Pontos de Discagem Internos para Aplicativos IVR

Para identificar um IVR (interactive response de voz) para manejar chamadas internas, o router de origem deve corresponder com um ponto de discagem POTS. Para configurar qual aplicativo IVR manejará chamadas de voz internas, é necessário usar o comando de configuração de ponto de discagem application. Caso o router não consiga corresponder com um ponto de discagem interno ou caso o ponto de discagem interno não especifique um aplicativo, o aplicativo padrão manejará a chamada. A configuração a seguir mostra um exemplo de especificação de um aplicativo IVR para um trecho de chamada POTS interno:

dial-peer voice 571 pots
 application tr6
 destination-pattern 5714954
 port 0:D

Comparando correspondentes de discagem externos

O modo que o router seleciona um ponto de discagem externo depende da DID estar configurada no ponto de discagem POTS interno. Caso a DID não esteja configurada no ponto de discagem POTS interno, o router coleta a cadeia discada recebida dígito por dígito. Assim que um ponto de discagem é correspondido, o router realiza a chamada imediatamente usando os atributos configurados no ponto de discagem correspondido.

Caso a DID esteja configurada no ponto de discagem POTS interno, o router usa a cadeia de discagem completa recebida para corresponder com o padrão de destino no ponto de discagem externo. Com DID, a mensagem de configuração contém todos os dígitos necessários para rotear a chamada; nenhuma coleta adicional de dígitos é exigida. Caso mais de um ponto de discagem combine com a cadeia de discagem, todos os pontos de discagem que combinem são usados para formar um grupo rotativo. O router tenta realizar o trecho de chamada externo usando todos os pontos de discagem no grupo rotativo até que um obtenha sucesso. Para mais informações sobre grupos rotativos, consulte a seção "Grupos de Rastreio e Preferências".

Para obter informações sobre a configuração de DID, consulte a seção "DID para Pontos de Discagem POTS".

Rotas Padrão para Trechos de Chamada Externos

Rotas padrão reduzem o número de pontos de discagem que devem ser configurados quando chamadas que não são terminadas por outros pontos de discagem são enviadas a um router central, geralmente para serem encaminhadas a um PBX. Uma rota padrão é um ponto de discagem que corresponde automaticamente qualquer chamada que não seja terminada por outros pontos de discagem. Por exemplo, na configuração a seguir, o padrão de destino 8... é uma rota padrão de voz porque todas as chamadas de voz com uma cadeia discada que comece com 8 seguido por pelo menos três dígitos adicionais corresponderão com 8208 ou terminarão em 8..., que é a rota de voz de último recurso usada pelo router caso nenhum outro ponto de discagem seja correspondido.

dial-peer voice 8 pots
 destination-pattern 8208
 port 1/1
!
dial-peer voice 1000 pots
 destination-pattern 8...
 port 1/1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Uma rota padrão também poderia ser definida usando um único caractere curinga com o indicador de intervalo T no padrão de destino, como mostrado no exemplo a seguir:

dial-peer voice 1000 voip
 destination-pattern .T
 session-target ipv4:10.10.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

É preciso ter cuidado, porém, ao usar o indicador T para rotas padrão. É preciso lembrar que, ao corresponder pontos de discagem para trechos de chamada externos, o router realiza a chamada assim que encontra o primeiro ponto de discagem correspondido. O router poderia corresponder neste ponto de discagem imediatamente mesmo que existisse outro ponto de discagem com uma correspondência mais explícita e uma rota mais desejável.


Observação O indicador de intervalo T é apropriado apenas para discagem em dois estágios. Caso o router esteja configurado para discagem em um estágio, o que significa que a DID está configurada no ponto de discagem POTS interno, então o indicador de intervalo T é desnecessário.


Configurando Recursos de Correspondência de Pontos de Discagem

É possível definir os atributos que o router usa para corresponder pontos de discagem configurando recursos específicos de ponto de discagem. Esses recursos de correspondência de ponto de discagem são descritos nas seções a seguir:

Endereço de Resposta para VoIP

DID para Pontos de Discagem POTS

Identificando Chamadas de Voz e Modem

Grupos de Rastreio e Preferências

Correspondência do Tipo de Numeração

Classe de Restrições


Observação A menos que observado de outra maneira, os conceitos descritos nesta seção se aplicam a pontos de discagem VoIP, VoFR e VoATM.


Endereço de Resposta para VoIP

O comando answer-address pode ser usado para selecionar o ponto de discagem interno para chamadas VoIP, ao invés de usar o padrão de destino. Caso o comando answer-address esteja configurado em pontos de discagem POTS ou VoIP, o router tenta corresponder o número chamador à cadeia configurada como endereço de resposta antes de tentar corresponder um padrão de destino em qualquer ponto de discagem. O ponto de discagem a seguir corresponderia com qualquer chamada VoIP interna que tivesse um número chamador 5551212.

dial-peer voice 2 voip
 answer-address 5551212
 session target ipv4:192.168.1.1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Para mais informações, consulte a seção "Correspondendo Pontos de Discagem Internos".


Observação O comando answer-address não é compatível com pontos de discagem VoFR e VoATM.


DID para Pontos de Discagem POTS

O recurso DID (Direct Inward Dialing) em pontos de discagem habilita o router para usar o número chamado (DNIS) para corresponder diretamente um ponto de discagem externo ao receber uma chamada interna de uma interface POTS. Quando a DID é configurada no ponto de discagem POTS de entrada, o número chamado (DNIS) é automaticamente usado para corresponder ao padrão de destino do trecho de chamada externo.

A menos que configurado de outra maneira, quando uma chamada de voz chega ao router, ele apresenta um tom de discagem ao chamador e coleta dígitos até que possa identificar um ponto de discagem externo. Este processo chama-se discagem em dois estágios. Após o ponto de discagem externo ser identificado, o router encaminha a chamada ao destino como configurado no ponto de discagem.

Pode ser preferível que o router use o número chamado (DNIS) para encontrar um ponto de discagem para o trecho de chamada externo — por exemplo, caso o switch que conecta a chamada ao router já tenha coletado todos os dígitos discados. A DID habilita o router a corresponder o número chamado a um ponto de discagem e então realizar diretamente a chamada externa. Com DID, o router não apresenta um tom de discagem ao chamador e não coleta dígitos; ele encaminha a chamada diretamente ao destino configurado. Isso é chamado de discagem de um estágio.

A Figura 32 mostra um cenário de chamada usando DID.

Figura 32: Chamada VoIP Usando DID

Na Figura 32, o ponto de discagem POTS que corresponde com o número chamado de entrada tem discagem interna direta configurada:

dial-peer voice 100 pots
 incoming called-number 5552020
 direct-inward-dial
 port 0:D 

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

O comando direct-inward-dial no ponto de discagem POTS instrui o gateway para procurar por um padrão de destino em um ponto de discagem que combine com o DNIS. Por exemplo, se o número discado é 5552020, o gateway corresponde o ponto de discagem VoIP a seguir para o trecho de chamada externo:

dial-peer voice 101 voip
 destination-pattern 5552020
 session target ipv4:10.1.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

A chamada é feita através da rede IP para 10.1.1.2 e uma correspondência é encontrada naquele gateway de terminação:

dial-peer voice 555 pots
 destination-pattern 5552020
 port 0:D
 prefix 5274200

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

O ponto de discagem corresponde o número discado e muda esse número para 52744200 com o comando prefix. O resultado é que o usuário disca um número, é conectado e nunca sabe que o número alcançado é diferente do número discado.


Observação DID para pontos de discagem POTS não é a mesma coisa que a DID analógica para routers Cisco que permite serviço de tronco DID do PSTN.


Para configurar um ponto de discagem POTS para DID, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number pots

Entra no modo de configuração de ponto de discagem e define um ponto de discagem local que se conectará à rede POTS.

O número consiste em um ou mais dígitos que identificam o ponto de discagem. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# direct-inward-dial

Especifica DID para este ponto de discagem POTS.


Observação DID é configurada apenas para pontos de discagem POTS.


Identificando Chamadas de Voz e Modem

Quando um router Cisco está manejando chamadas de modem e de voz, ele precisa identificar o tipo de serviço da chamada — ou seja, se a chamada recebida no router é uma chamada de modem ou de voz. Quando o router maneja apenas chamadas de modem, a identificação do tipo de serviço é manejada através de conjuntos de modem. Conjuntos de modem associam chamadas a recursos de modem baseados no número chamado (DNIS). Em um ambiente misto, onde o router recebe tanto chamadas de modem quanto de voz, é necessário identificar o tipo de serviço usando o comando incoming called-number.

Caso o comando incoming called-number não esteja configurado, o router tenta resolver se uma chamada recebida é de modem ou de voz baseado na interface através da qual a chamada chega. Caso a chamada chegue através de uma interface associada a um conjunto de modem, a chamada é considerada de modem; caso uma chamada chegue através de uma porta voz associada a um ponto de discagem POTS, a chamada é considerada de voz.

Para identificar o tipo de serviço de uma chamada como de voz, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number {pots | voip | vofr | voatm}

Entra no modo de configuração de ponto de discagem.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# incoming called-number número

Define o número de telefone que identifica chamadas de voz associadas a este ponto de discagem.

Grupos de Rastreio e Preferências

O router suporta o conceito de grupos de rastreio, às vezes chamados grupos rotativos, no qual múltiplos pontos de discagem são configurados com o mesmo padrão de destino. Devido ao destino de cada ponto de discagem POTS ser uma única porta de voz a uma interface telefônica, os grupos de rastreio ajudam a garantir que as chamadas sejam transmitidas mesmo que uma porta de voz específica esteja ocupada. Caso o router esteja configurado para rastreio, ele pode encaminhar uma chamada a outra porta de voz quando uma porta de voz está ocupada.

Por exemplo, na configuração a seguir para o Router A, quatro pontos de discagem POTS estão configurados com padrões de destino diferentes. Devido a cada ponto de discagem ter um padrão de destino diferente, não existe backup disponível caso a porta de voz mapeada a um ponto de discagem determinador esteja ocupado com outra chamada.

Com um grupo de rastreio, caso uma porta de voz esteja ocupada, o router rastreia outra porta de voz até encontrar uma que esteja disponível. No exemplo a seguir para o Router B, cada ponto de discagem está configurado usando o mesmo padrão de destino de 3000, formando um conjunto de discagem para esse padrão de destino.

Router A (Sem Grupos de Rastreio)
Router B (Com Grupos de Rastreio e Preferências)
dial-peer voice 1 pots
 destination-pattern 3001
 port 1/1
!
dial-peer voice 2 pots
 destination-pattern 3002
 port 1/2
!
dial-peer voice 3 pots
 destination-pattern 3003
 port 1/3
!
dial-peer voice 4 pots
 destination-pattern 3004
 port 1/4
dial-peer voice 1 pots
 destination pattern 3000
 port 1/1
 preference 0
!
dial-peer voice 2 pots
 destination pattern 3000
 port 1/2
 preference 1
!
dial-peer voice 3 pots
 destination pattern 3000
 port 1/3
 preference 2
!
dial-peer voice 4 pots
 destination pattern 3000
 port 1/4
 preference 3

Para dar preferência a pontos de discagem específicos sobre outros no conjunto, é possível fazer a configuração da ordem de preferência para cada ponto de discagem usando o comando preference. O router tenta realizar uma chamada para o ponto de discagem com preferência mais alta. O exemplo de configuração dado para o Router B mostra que todos os pontos de discagem têm o mesmo padrão de destino, mas ordens de preferência diferentes.

Quanto mais baixo o número de preferência, mais alta a prioridade. A prioridade mais alta é dada ao ponto de discagem com ordem de preferência 0. Caso a mesma preferência seja definida em múltiplos pontos de discagem com mesmo padrão de destino, um ponto de discagem é selecionado aleatoriamente.

Por padrão, pontos de discagem em um grupo de rastreio são selecionados de acordo com os critérios a seguir, na ordem listada:

1. Maior correspondência em número de telefone — Padrão de destino que corresponde ao maior número de dígitos discados. Por exemplo, se um ponto de discagem é configurado com uma cadeia de discagem 345.... e um segundo ponto de discagem é configurado com 3456789, o router selecionaria primeiro 3456789 porque, dos dois pontos de discagem, este é o que possui a maior correspondência explícita.

2. Preferência explícita — Prioridade configurada usando o comando de ponto de discagem preference.

3. Seleção aleatória — Todos os padrões de destino ponderados igualmente.

É possível mudar esta ordem de seleção padrão ou escolher métodos diferentes para rastrear pontos de discagem usando o comando de configuração global dial-peer hunt. Um critério adicional de seleção é o "uso menos recente", que seleciona o padrão de destino que esperou mais tempo desde que foi selecionado.

É possível misturar pontos de discagem POTS e de rede de voz ao criar grupos de rastreio. Isto pode ser útil para que chamadas recebidas sejam enviadas através da rede de pacote, exceto pelo fato de que, se a conectividade da rede falhar, será preciso redirecionar as chamadas de volta através do PBX para o PSTN. Esse tipo de configuração é, às vezes, chamado de hairpinning. O hairpinning está ilustrado na Figura 33.

Figura 33: Chamada de Voz Usando Hairpinning

A configuração a seguir mostra um exemplo de envio de chamadas para o PSTN caso a rede IP falhe:

dial-peer voice 101 voip
 destination-pattern 472....
 session target ipv4:192.168.100.1
 preference 0
!
dial-peer voice 102 pots
 destination-pattern 472....
 prefix 472
 port 1/0:1
 preference 1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Não é possível usar os mesmos números de preferência para pontos de discagem POTS e de rede de voz dentro de um grupo de rastreio. É possível definir uma ordem de preferência separada para cada tipo de ponto de discagem, mas a ordem de preferência não funciona nos dois ao mesmo tempo. Por exemplo, é possível fazer a configuração de uma ordem de preferência 0, 1 e 2 para pontos de discagem POTS, e uma ordem de preferência 0, 1 e 2 para os pontos de discagem de rede de voz, mas as duas ordens de preferência são separadas. O sistema resolve as ordens de preferência primeiro entre pontos de discagem POTS.

Configurando Opções de Rastreio de Pontos de Discagem

O rastreio de pontos de discagem está habilitado por padrão. Para desabilitar o rastreio de pontos de discagem em um ponto de discagem, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number {pots | vofr | voip}

Entra no modo de configuração de ponto de discagem para o ponto de discagem especificado.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# huntstop

(Opcional) Desabilita o rastreio de pontos de discagem no ponto de discagem. Após esse comando ser inserido, nenhum rastreio é permitido caso uma chamada falhe no ponto de discagem selecionado.

Use o comando no huntstop para reabilitar o rastreio de pontos de discagem caso ela tenha sido desabilitada.

Para configurar opções de rastreio de pontos de discagem, use os comandos a seguir no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer hunt hunt-order-number

(Opcional) Especifica a ordem de seleção de rastreio para pontos de discagem em um grupo de rastreio. Os valores válidos são de 0 a 7. O padrão é 0.

0 — Maior correspondência em número de telefone, preferência explícita, seleção aleatória

1 — Maior correspondência em número de telefone, preferência explícita, uso menos recente

2 — Preferência explícita, maior correspondência em número de telefone, seleção aleatória

3 — Preferência explícita, maior correspondência em número de telefone, uso menos de recente

4 — Uso menos recente, maior correspondência em número de telefone, preferência explícita

5 — Uso menos recente, preferência explícita, maior correspondência em número de telefone

6 — Seleção aleatória

7 — Uso menos recente

Etapa 2 

Router(config)# voice hunt {user-busy | invalid-number | unassigned-number}

(Opcional) Define como o router de origem ou alinhado maneja o rastreio de pontos de discagem rotativos caso receba um código da causa de desconexão do router de terminação.

user-busy configura o router para continuar o rastreio de pontos de discagem caso receba de um router de destino um código da causa de desconexão ocupada pelo usuário.

invalid-number configura o router para parar o rastreio de pontos de discagem caso receba de um router de destino um código da causa de desconexão de número inválido.

unassigned-number configura o router para parar o rastreio de pontos de discagem caso receba de um router de destino um código da causa de desconexão de número não atribuído.

Correspondência do Tipo de Numeração

Um ponto de discagem pode ser selecionado de acordo com o tipo de campo de número no número da parte chamada ou no elemento de informação do número da parte chamadora, além de corresponder o ponto de discagem baseado no padrão de destino configurado, no endereço de resposta ou no número chamado de entrada. O tipo de valor de número é selecionado usando o comando de configuração de ponto de discagem numbering-type.

Por exemplo, na configuração a seguir, a cadeia discada "4085559999" corresponderia com este ponto de discagem caso o tipo de campo de número para o número da parte chamada fosse "nacional."

dial-peer voice 408 voip
 numbering-type national
 destination-pattern 408.......
 session target ipv4:10.1.1.2

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Os tipos de numeração a seguir podem ser usados:

Abreviado — Representação abreviada do número completo como compatível com esta rede

Internacional — Número chamado para alcançar um assinante em outro país

Nacional — Número chamado para alcançar um assinante no mesmo país, mas fora da rede local

Rede — Número de serviço ou administrativo específico da rede de compartilhamento

Reservado — Reservado para extensão

Assinante — Número chamado para alcançar um assinante na mesma rede local

Desconhecido — Tipo de número desconhecido pela rede

Para obter informações detalhadas sobre estes tipos de numeração, consulte a recomendação Q.931 da ITU-T

Configurando a Correspondência do Tipo de Numeração

Para configurar a correspondência do tipo de numeração para um trecho de chamada de ponto de discagem, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number {pots | voip | vofr | voatm}

Entra no modo de configuração de ponto de discagem.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# numbering-type {abbreviated | international | national | network | reserved | subscriber | unknown}

Especifica o tipo de numeração a corresponder, como definido pela especificação Q.931 da ITU.


Observação Para corresponder um ponto de discagem usando o comando numbering-type, também é preciso fazer a configuração do comando destination-pattern, answer-address ou incoming called-number .


Classe de Restrições

O recurso COR (Class of Restrictions) fornece a capacidade de negar determinadas tentativas de chamada com base nas classes de restrições de entrada e de saída fornecidas nos pontos de discagem. Esta funcionalidade fornece flexibilidade no desenho da rede, permite que os usuários bloqueiem chamadas (por exemplo, para números 900) e aplica diferentes restrições a tentativas de chamadas de diferentes originadores.

A COR é usada para especificar qual ponto de discagem de entrada pode usar determinado ponto de discagem de saída para fazer uma chamada. Cada ponto de discagem pode ser fornecido com uma lista de COR de entrada e de saída. A lista de COR de entrada indica a capacidade do ponto de discagem de iniciar certas classes de chamadas. A lista de COR de saída indica a capacidade exigida para que um ponto de discagem de entrada envie uma chamada através deste ponto de discagem de saída. Caso as capacidades do ponto de discagem de entrada não sejam as mesmas ou sejam um superconjunto das capacidades exigidas pelo ponto de discagem de saída, a chamada não poderá ser completada usando esse ponto de discagem de saída.

Um aplicativo típico da COR é definir um nome de COR para o número que um ponto de discagem de saída serve, e então definir uma lista que contenha apenas aquele número de COR e atribuir a lista como corlist outgoing para esse ponto de discagem de saída. Por exemplo, um ponto de discagem com padrão de destino 5T pode ter um corlist outgoing que contenha COR 5x, como mostrado na configuração a seguir.

A próxima etapa, no aplicativo típico, é determinar quantos grupos de permissão de chamada são necessários e definir uma lista de COR para cada grupo. Por exemplo, o grupo A está autorizado a chamar 5x e 6x e o grupo B está autorizado a chamar 5x, 6x e 1900x. Em seguida, para cada ponto de discagem de entrada que pode ser atribuído um grupo, define-se qual número um ponto de discagem de entrada pode chamar. Atribuir um grupo significa atribuir um corlist incoming a este ponto de discagem de entrada.

dial-peer cor custom
 name 5x
 name 6x
 name 1900x
!
dial-peer cor list listA
 member 5x
 member 6x
!
dial-peer cor list listB
 member 5x
 member 6x
 member 1900x
!
dial-peer cor list list5x
 member 5x
!
dial-peer cor list list6x
 member 6x
!
dial-peer cor list list1900x
 member 1900x

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
! outgoing dialpeer 100, 200, 300
dial-peer voice 100 pots
 destination-pattern 5T
 corlist outgoing list5x
dial-peer voice 200 pots
 destination-pattern 6T
 corlist outgoing list6x
dial-peer voice 300 pots
 destination-pattern 1900T
 corlist outgoing list1900x
!
! incoming dialpeer 400, 500 
dial-peer voice 400 pots
 answer-address 525....
 corlist incoming listA
dial-peer voice 500 pots
 answer-address 526
 corlist incoming listB

Configurando Classes de Restrições

Para configurar classes de restrições para pontos de discagem, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer cor custom

Entra no modo de configuração de COR para especificar classes de restrições para aplicar a pontos de discagem.

Etapa 2 

Router(config-dp-cor)# name class-name

Fornece um nome para uma classe de restrições.

Observação Repita esta etapa para nomes adicionais de classe quando necessário. Esses nomes de classe são usados para definir as listas de COR configuradas nas Etapas 4 e 5.

Etapa 3 

Router(config-dp-cor)# exit

Encerra o modo de configuração de COR.

Etapa 4 

Router(config)# dial-peer cor list list-name

Fornece um nome para uma lista de restrições.

Etapa 5 

Router(config-dp-corlist)# member class-name

Adiciona uma classe de COR a essa lista de restrições.

O membro é uma classe denominada na Etapa 2.

Observação Repita a Etapa 4 e a Etapa 5 para definir outra lista e sua associação quando necessário.

Etapa 6 

Router(config-dp-corlist)# exit

Encerra o modo de configuração de lista de COR.

Etapa 7 

Router(config)# dial-peer voice number {pots | voip}

Entra no modo de configuração de ponto de discagem e define um ponto de discagem.

Etapa 8 

Router(config-dial-peer)# corlist incoming cor-list-name

Especifica a lista de COR a ser usada quando este é o ponto de discagem de entrada.

Etapa 9 

Router(config-dial-peer)# corlist outgoing cor-list-name

Especifica a lista de COR a ser usada quando este é o ponto de discagem de saída.

Observação Repita da Etapa 7 à Etapa 9 para pontos de discagem adicionais quando necessário.

Verificando Classes de Restrições

Para verificar a validade da configuração de classes de restrições, realize as tarefas a seguir:

Digite o comando show dial-peer voice para saber se os campos de listas de COR estão configurados como desejado em um ponto de discagem:

Router# show dial-peer voice 210

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
VoiceEncapPeer210
        information type = voice,
        tag = 210, destination-pattern = `221',
        answer-address = `', preference=0,
        numbering Type = `unknown'
        group = 210, Admin state is up, Operation state is up,
        incoming called-number = `221', connections/maximum = 4/unlimited,
        DTMF Relay = disabled,
        Modem = system passthrough ,
        huntstop = disabled,
        application associated:
        permission :both
        incoming COR list:maximum capability
        outgoing COR list:minimum requirement
        type = pots, prefix = `221',
        forward-digits default
        session-target = `', voice-port = `1/0/8:D',
        direct-inward-dial = enabled,
        digit_strip = enabled,

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Digite o comando show dial-peer cor para exibir os nomes e listas de COR definidos:

Router# show dial-peer cor 

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
Class of Restriction
  name:900block
  name:800_call
  name:Catchall

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
COR list <list1>
  member:900block
  member:800_call

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
COR list <list2>
  member:900block

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
COR list <list3>
  member:900block
  member:800_call
  member:Catchall

Configurando Manipulação de Dígitos

O router pode precisar manipular dígitos em uma cadeia de discagem antes de passá-la para o dispositivo telefônico. Isto pode ser necessário, por exemplo, ao chamar PBXs com capacidades diferentes de aceitar dígitos, ou para PSTN e chamadas internacionais. Pode ser necessário considerar estratégias diferentes para configurar a manipulação de dígitos dentro dos pontos de discagem dependendo do plano de discagem existente, dos dígitos que se espera que os usuários disquem e das capacidades do PBX ou da unidade de sistema chave (KSU). Estas opções de manipulação de dígitos, em conjunto com o padrão de destino, determinam a cadeia de discagem que o router encaminha para o dispositivo telefônico.

As opções a seguir de manipulação de dígitos de ponto de discagem estão descritas nesta seção:

Remoção de Dígitos e Prefixos

Encaminhar Dígitos

Expansão de Número

Regras de Conversão de Dígitos para VoIP


Observação A menos que observado de outra maneira, estes conceitos se aplicam a redes VoIP, VoFR e VoATM.


Remoção de Dígitos e Prefixos

Quando o router de terminação corresponde uma cadeia de discagem a um ponto de discagem POTS externo, o router, por padrão, remove os dígitos justificados à esquerda que correspondam explicitamente ao padrão de destino. Quaisquer dígitos restantes, chamados dígitos em excesso, são encaminhados à interface telefônica, como um PBX ou o PSTN. Para mais informações sobre dígitos em excesso, consulte a seção "Discagem em Dois Estágios".

Alguns dispositivos telefônicos exigem que quaisquer dígitos removidos da cadeia de discagem sejam recuperados para suportar um plano de discagem específico. É possível realizar isto usando o comando de configuração de ponto de discagem no digit-strip para desabilitar o comportamento padrão de remoção de dígitos ou usando o comando de configuração de ponto de discagem prefix para adicionar dígitos à frente da cadeia de discagem antes dela ser encaminhada para a interface telefônica. Estes comandos são compatíveis apenas com pontos de discagem POTS.

O comando no digit-strip desabilita a função automática de remoção de dígitos de forma que dígitos correspondentes não sejam removidos da cadeia discada antes dela ser passada para a interface telefônica. Por exemplo, na configuração de ponto de discagem a seguir, toda a cadeia de sete dígitos discada é passada para a interface telefônica:

dial-peer voice 100 pots
 destination-pattern 555....
 no digit-strip
 port 1/0:1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Desabilitar a remoção de dígitos é útil quando a interface telefônica exige a cadeia discada completa. Com alguns planos de discagem, porém, os dígitos discados devem ser manipulados de acordo com regras específicas. O comando prefix pode ser usado para adicionar dígitos específicos à frente da cadeia discada antes dela ser encaminhada para a interface telefônica.

Por exemplo, considere-se um telefone cujo número chamado E.164 é 1(408)555-1234. Este telefone pode ser alcançado dentro da empresa discando o número de extensão 51234. Caso seja feita a configuração de um padrão de destino "1408555...." (os pontos representam caracteres curinga) para o ponto de discagem POTS externo associado, o gateway de terminação removerá os dígitos "1408555" ao receber uma chamada para 1(408)555-1234. Para que o gateway de terminação encaminhe a chamada para o destino apropriado, o dígito "5" precisa ser anexado aos dígitos restantes. Neste caso, deveria ser configurado um prefixo 5, como mostrado na configuração de ponto de discagem a seguir.

dial-peer voice 100 pots
 destination-pattern 1408555....
 prefix 5
 port 1/0:1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Um prefixo também pode incluir vírgulas (,). Cada vírgula indica uma pausa de um segundo na discagem. Por exemplo, considere um telefone cujo número chamado E.164 é 1(408)555-1234; para alcançar este dispositivo, deve-se discar "9". Neste caso, poderia fazer-se a configuração de "1408......." como o padrão de destino e "9" como o prefixo. Neste exemplo, o router de terminação removerá os dígitos "1408" do número chamado e anexar o dígito "9" à frente dos dígitos restantes, de modo que o número real discado seja" 9,5551234". O router pausa por um segundo entre a discagem do "9" e do "5551234" para permitir um tom de discagem secundário. Neste exemplo, a configuração do router deveria ser feita como a seguir:

dial-peer voice 100 pots
 destination-pattern 1408.......
 prefix 9,
 port 1/0:1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Usar uma vírgula com o comando prefix é útil quando o router permitir um tom de discagem secundário; caso contrário, o router não espera o tom de discagem antes de reproduzir dígitos em excesso. Colocar vírgulas no prefixo faz com que o router pause por um segundo por vírgula, permitindo que um tom de discagem ocorra antes que o router reproduza os dígitos.

A Figura 34 mostra um exemplo de uma rede usando o comando no digit-strip. Neste exemplo, uma estação central (Site D) está conectada a estações remotas através de routers (Sites A, B e C), bem como através de um sistema Centrex para estações que ainda usam o PSTN (Sites E e F). O serviço Centrex exige a cadeia de discagem completa de 7 dígitos para completar chamadas. Os pontos de discagem estão configurados com um plano de discagem de 7 dígitos de comprimento fixo.

Figura 34: Rede com Remoção de Dígitos Desabilitada ou Prefixos Habilitados

Quando a estação E (8204...) disca 8201999, a cadeia discada completa de 7 dígitos passa através do Centrex para o router no Site D. O Router D corresponde o padrão de destino 8201... e encaminha a cadeia de discagem de 7 dígitos para o Router A. O Router A corresponde o padrão de destino 8201... , remove a correspondência 8201 e encaminha a cadeia de discagem de 3 dígitos restante para o PBX. O PBX corresponde a estação correta e completa a chamada para a extensão adequada.

Chamadas na direção inversa são manejadas de maneira semelhante, mas devido ao fato do serviço Centrex exigir que a cadeia de discagem completa de 7 dígitos complete chamadas, o ponto de discagem POTS no Router D é configurado com a remoção de dígitos desabilitada. Como alternativa, a remoção de dígitos poderia ser habilitada e o ponto de discagem poderia, ao invés, ser configurado com um prefixo de 4 dígitos, neste caso 8204, o que resultaria no encaminhamento da cadeia de discagem completa para o serviço Centrex.

Router A
Router D
dial-peer voice 1 pots
 destination-pattern 8201...
 port 1/0:1
!
dial-peer voice 4 vofr
 destination-pattern 8204...
 session target s0 2
!
dial-peer voice 5 vofr
 destination-pattern 8205...
 session target s0 2
!

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr
dial-peer voice 4 pots
 destination-pattern 8204...
 no digit-strip 
 port 1/0:1
!
dial-peer voice 5 pots
 destination-pattern 8205...
 no digit-strip 
 port 1/0:1
!
dial-peer voice 1 vofr
 destination-pattern 8201...
 session target s0 1
!

Encaminhar Dígitos

O comando forward-digits controla o número de dígitos removidos antes da cadeia discada ser passada para a interface telefônica. Em pontos de discagem POTS, o router de terminação normalmente remove todos os dígitos que correspondam explicitamente ao padrão de destino no ponto de discagem POTS de terminação. Apenas dígitos correspondidos pelo padrão curinga são encaminhados. O comando forward-digits pode ser usado para encaminhar um número fixo de dígitos discados, ou todos os dígitos discados, independentemente do número de dígitos que correspondam explicitamente ao padrão de destino.

Por exemplo, o comando forward-digits 4 instrui o router para encaminhar os últimos quatro dígitos na cadeia discada. O comando forward-digits all instrui o router para encaminhar a cadeia discada completa. Caso o comprimento da cadeia discada seja maior do que o comprimento do padrão de destino, o comando forward-digits extra encaminha os dígitos extra precedentes. Dígitos extra não são encaminhados, porém, se o padrão de destino do ponto de discagem for de comprimento variável; por exemplo, 123T, 123...T.

O comando forward-digits é compatível apenas com pontos de discagem POTS.

A Figura 35 mostra um exemplo de roteamento de chamadas de voz através de um PBX usando dígitos encaminhados. Nesta configuração, os Routers T1 e T2 são nós alinhados que devem suportar dígitos encaminhados de modo que as chamadas provenientes dos Routers A, B e C possam fazer uma chamada para a extensão 8208.

Figura 35: Roteando Chamadas de Voz Através de um PBX Usando Dígitos Encaminhados

Neste exemplo, todos os dígitos correspondidos com o destino 8... são encaminhados para a porta apropriada. Para que uma chamada proveniente do Router A alcance a extensão 8208, a chamada termina antes no Router T1, que reproduz os dígitos 8208 para a porta de voz conectada ao PBX. O PBX encaminha então a chamada de voz para o Router T2. O comando forward-digits all é usado aqui, mas o comando forward-digits 4 também poderia ser usado neste exemplo.

As configurações de ponto de discagem a seguir são exigidas em cada router para este exemplo:

Router T1
Router T2
dial-peer voice 1 vofr
 destination-pattern 8200
 session-target s0 1
!
dial-peer voice 6 vofr
 destination-pattern 8205
 session-target s0 6
!
dial-peer voice 10 vofr
 destination-pattern 8209
 session-target s0 10
!
dial-peer voice 1 pots
 destination-pattern 8...
 forward-digits all 
 port 1/1
dial-peer voice 8 pots
 destination-pattern 8208
 port 1/1
!
dial-peer voice 1000 pots
 destination-pattern 8...
 forward-digits all 
 port 1/1
!
dial-peer voice 9999 pots
 destination-pattern ....
 forward-digits all 
 port 1/1

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Router A
dial-peer voice 1 pots
 destination-pattern 8200
 port 1/1
!
dial-peer voice 1000 vofr
 destination-pattern 8...
 session-target s0 1

Expansão de Número

Na maioria dos ambientes corporativos, a rede de telefone é configurada de modo que seja possível alcançar um destino discando apenas uma parte (um número de extensão) do número de telefone E.164 completo. É possível definir um número de extensão como padrão de destino de um ponto de discagem. O router pode ser configurado para reconhecer o número de extensão e expandi-lo para seu número discado E.164 completo quando o comando de configuração global num-exp é usado com o comando de configuração de ponto de discagem destination-pattern.

A expansão de número é uma regra aplicada globalmente que permite definir um conjunto de dígitos para o router anexar ao início de uma cadeia discada antes de passá-la para o dispositivo telefônico remoto. Isto reduz o número de dígitos que um usuário precisa discar para alcançar um local remoto. A expansão de número é semelhante ao uso de prefixo, exceto que a expansão de número é aplicada globalmente a todos os pontos de discagem.

Usando um simples exemplo baseado em telefone, suponhamos que John trabalhe em uma empresa onde as extensões dos funcionários são alcançadas discando-se os últimos quatro dígitos do número de telefone E.164 completo. O número de telefone é E.164 é 555-2123; o número de extensão de John é 2123. Suponhamos que todos os funcionários do andar de John possuam um número de telefone que comece com os mesmos primeiros quatro dígitos: 5552. Seria possível definir o padrão de destino de cada ponto de discagem usando cada número de extensão e então usar a expansão de número para anexar os primeiros quatro dígitos à extensão. Neste exemplo, o router poderia ser configurado como a seguir:

num-exp 2... 5552...
!
dial peer voice 1 pots
 destination pattern 2123

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

A expansão de número também pode ser usada para substituir um número discado por outro número, como no caso de encaminhamento de chamada. Suponhamos que, por algum motivo, John precise que todas as suas chamadas telefônicas sejam encaminhadas para outro número, 555-6611. Neste exemplo, a configuração do router deveria ser feita como a seguir:

num-exp 2123 5556611
!
dial peer voice 1 pots
 destination pattern 5556611

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Neste exemplo, toda vez que o dispositivo receber uma chamada para a extensão 2123, os dígitos discados serão substituídos por 555-6611 e a chamada será encaminhada para este telefone.

Antes de fazer a configuração do comando num-exp é útil mapear extensões individuais de telefone a seus números discados E.164 completos. Esta tarefa pode ser feita facilmente criando-se uma tabela de expansão de número.

Criando uma Tabela de Expansão de Número

A Figura 36 mostra uma rede para uma pequena empresa que deseja usar VoIP para integrar sua rede telefônica à sua rede IP existente. Os padrões de destino (ou números de telefone expandidos) associados ao Router A são 408 115-xxxx, 408 116-xxxx e 408 117-xxxx, sendo que xxxx identifica os pontos de discagem individuais por extensão. O padrão de destino (ou número de telefone expandido) associado ao Router B é 729 555-xxxx.

Figura 36: Exemplo de VoIP para Expansão de Número

A Tabela 15 mostra a tabela de expansão de número para este cenário. As informações incluídas neste exemplo devem ser configuradas tanto no Router A quanto no Router B.

Tabela 15: Amostra de Tabela de Expansão de Número

Extensão
Padrão de Destino
Entrada do Comando Num-Exp

5....

408115....

num-exp 5.... 408115....

6....

408116....

num-exp 6.... 408116....

7....

408117....

num-exp 7.... 408117....

1...

729555....

num-exp 1... 729555....


O caractere ponto (.) representa caracteres curinga (tais como números de extensão) em um número de telefone.

Configurando a Expansão de Número

Para expandir um número de extensão para seu número de telefone completo, use o comando a seguir no modo de configuração global:

Comando
Propósito

Router(config)# num-exp extension-number expanded-number

Configura a expansão de número globalmente para todos os pontos de discagem.

O argumento extension-number define o número de extensão a ser expandido para o número de telefone completo que é especificado pelo argumento expanded-number.

O argumento expanded-number define o número de telefone completo ou o padrão de destino para o qual o número de extensão é expandido.

Verificando a Expansão de Número

É possível verificar a validade da configuração de expansão de número realizando as tarefas a seguir:

Digite o comando show num-exp para confirmar que os números de telefone foram mapeados corretamente.

Digite o comando show dialplan number para ver como um número de telefone mapeia a um ponto de discagem.

Regras de Conversão de Dígitos para VoIP

As regras de conversão de dígitos são usadas para manipular os dígitos do número chamador (ANI) ou do número chamado (DNIS) para uma chamada de voz, ou para mudar o tipo de numeração de uma chamada. As regras de conversão são usadas para converter um número de telefone em um número diferente antes que a chamada seja correspondida a um ponto de discagem interno ou antes que a chamada seja encaminhada pelo ponto de discagem externo. Por exemplo, dentro de uma empresa é possível discar uma extensão de cinco dígitos para alcançar um funcionário em outra estação. Caso a chamada seja roteada através do PSTN para alcançar a outra estação, o gateway originador deve usar as regras de conversão para converter a extensão de cinco dígitos no formato de 10 dígitos que é reconhecido pelo switch do escritório central.

As regras de conversão são definidas pelo uso do comando translation-rule. Após ser definido um conjunto de regras de conversão, é possível aplicar as regras a todas as chamadas VoIP internas, a todas as chamadas que sejam encerradas em uma porta de voz específica, e a trechos de chamada internos e externos individuais de acordo com o ponto de discagem.


Observação As regras de conversão de dígitos não são compatíveis com chamadas SIP internas.


O exemplo a seguir mostra um ponto de discagem configurado para usar o conjunto de regras de conversão 1, que contém dez regras de conversão. A primeira regra definida é a regra 0, na qual 910 é o padrão que deve ser correspondido e substituído, e 0 é o padrão que é substituído por 910.

translation-rule 1
 rule 0 ^910 0
 rule 1 ^911 1
 rule 2 ^912 2
 rule 3 ^913 3
 rule 4 ^914 4
 rule 5 ^915 5
 rule 6 ^916 6
 rule 7 ^917 7
 rule 8 ^918 8
 rule 9 ^919 9
!
!
dial-peer voice 2 voip
 destination-pattern 91..........
 translate-outgoing called 1
 session target ras

bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

A configuração acima resulta na remoção dos dígitos iniciais 91 de qualquer número chamado que comece por 91 antes que o número seja encaminhado pelo ponto de discagem VoIP externo. Use o símbolo de intercalação (^) para especificar que os dígitos correspondidos devem ocorrer no início de uma cadeia de discagem.


Observação Símbolos curinga como o ponto (.), o asterisco (*), o sinal de porcentagem (%), o sinal de adição (+) e o ponto de interrogação (?) não são válidos nas regras de conversão. O router simplesmente ignora estes símbolos ao converter um número caso eles sejam usados em uma regra de conversão.


As regras de conversão também podem ser usadas para mudar o tipo de numeração de uma chamada. Por exemplo, alguns gateways podem rotular qualquer número com mais de 11 dígitos como um número internacional, mesmo quando o usuário precisa discar um 9 para alcançar uma linha externa. O exemplo a seguir mostra uma regra de conversão que converte qualquer número chamado começado por 91, e que é rotulado como um número internacional, em um número nacional sem o 9 antes de enviá-lo ao PSTN.

translation-rule 20
 rule 1 91 1 international national
!
!
dial-peer voice 10 pots
 destination-pattern 91..........
 translate-outgoing called 20
 port 1:D
!

Observação O uso das regras de conversão de dígitos com o comando num-exp ou prefix não é recomendado a menos que esta seja a única maneira de minimizar uma confusão.


Configurando Regras de Conversão de Dígitos

Para criar regras de conversão de dígitos, realize as tarefas do procedimento a seguir:

Criando Regras de Conversão de Dígitos (Exigido)

Para aplicar regras de conversão de dígitos a chamadas VoIP, realize um ou mais dos procedimentos a seguir:

Aplicando Regras de Conversão a Chamadas POTS Internas (Opcional)

Aplicando Regras de Conversão a Chamadas VoIP Internas (Opcional)

Aplicando Regras de Conversão a Trechos de Chamada Externos (Opcional)

Criando Regras de Conversão de Dígitos

Para entrar no modo de configuração de regras de conversão e especificar um conjunto de regras de conversão, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# translation-rule name-tag

Define um conjunto de regras de conversão de dígitos e entra no modo de configuração de regras de conversão. Todos os comandos subseqüentes inseridos neste modo antes de encerrá-lo serão aplicados a este conjunto de regras de conversão.

O argumento name-tag representa um número exclusivo que identifica o conjunto de regras de conversão. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.

Etapa 2 

Router(config-translate)# rule name-tag input-matched-pattern substituted-pattern [match-type substituted-type]

Define uma regra de conversão individual. Este comando pode ser inserido até 11 vezes para adicionar uma regra de conversão individual ao conjunto de regras de conversão definido na Etapa 1.

   

O argumento name-tag representa um número exclusivo que identifica esta regra de conversão individual. Os valores válidos são de 0 a 10.

O argumento input-matched-pattern define a cadeia de dígitos que deve ser correspondida e então substituída com o substituted-pattern. O argumento substituted-pattern define a cadeia de dígitos que substitui input-matched-pattern.

O argumento opcional match-type define o tipo de numeração a ser substituído pelo tipo de numeração definido em substituted-type. Digite any para o match-type caso queira corresponder qualquer tipo de numeração.

   

Caso contrário, digite uma das palavras-chave a seguir para cada um destes argumentos:

abreviado

internacional

nacional

network

reservado

assinante

desconhecido

Para obter uma descrição destes tipos de numeração, consulte a seção "Correspondência do Tipo de Numeração".

Para criar regras de conversão individuais adicionais para incluir no conjunto de regras de conversão, repita a Etapa 2.


Observação Aplicar regras de conversão a mais de um trecho de chamada em uma chamada de ponta a ponta não é recomendado.


Aplicando Regras de Conversão a Chamadas POTS Internas

Para aplicar um conjunto de regras de conversão a todas as chamadas POTS internas que terminem na mesma porta de voz, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# voice-port location

Especifica a porta de voz através da qual a chamada chega ao router.

A sintaxe do comando voice-port é específica da plataforma. Para mais informações sobre a sintaxe deste comando, consulte o capítulo "Configuração de Porta de Voz".

Etapa 2 

Router(config-voiceport)# translate {called | calling} name-tag

Especifica o conjunto de regras de conversão a ser aplicado ao número chamado ou ao número chamador.

A palavra-chave called aplica a regra de conversão ao número da parte chamada. A palavra-chave calling aplica a regra de conversão ao número da parte chamadora.

O argumento name-tag é o número de referência da regra de conversão. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.


Observação Quando este método é usado, as regras de conversão de dígitos são executadas primeiro antes que o ponto de discagem POTS interno seja correspondido.


Aplicando Regras de Conversão a Chamadas VoIP Internas

Para aplicar um conjunto de regras de conversão a todas as chamadas VoIP internas originadas em um gateway H.323, use o comando a seguir no modo de configuração global:

Comando
Propósito

Router(config)# voip-incoming translation-rule {called | calling} name-tag

Especifica o conjunto de regras de conversão a ser aplicado a todos os trechos de chamada VoIP internos originados em um gateway H.323.

A palavra-chave called aplica a regra de conversão ao número da parte chamada. A palavra-chave calling aplica a regra de conversão ao número da parte chamadora.

O argumento name-tag é o número de referência da regra de conversão. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.


Observação Quando este método é usado, as regras de conversão de dígitos são executadas primeiro antes que o ponto de discagem VoIP interno seja correspondido.



Observação As regras de conversão de dígitos não são compatíveis com chamadas de SIP (session initiation protocol) internas.


Aplicando Regras de Conversão a Trechos de Chamada Externos

Para aplicar um conjunto de regras de conversão a um trecho de chamada VoIP ou POTS externo, use os comandos a seguir começando no modo de configuração global:

 
Comando
Propósito

Etapa 1 

Router(config)# dial-peer voice number voip


bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

ou


bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Router(config)# dial-peer voice number pots

Entra no modo de configuração de ponto de discagem para configurar um ponto de discagem VoIP.


bbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbbrbr

Entra no modo de configuração de ponto de discagem para configurar um ponto de discagem POTS.

Etapa 2 

Router(config-dial-peer)# translate-outgoing {called | calling} name-tag

Especifica o conjunto de regras de conversão a ser aplicado ao número chamador ou ao número chamado.

A palavra-chave called aplica a regra de conversão ao número da parte chamada. A palavra-chave calling aplica a regra de conversão ao número da parte chamadora.

O argumento name-tag é o número de referência da regra de conversão. Os valores válidos são de 1 a 2147483647.


Observação As regras de conversão que são configuradas em um ponto de discagem usando o comando translate-outgoing não se aplicam a trechos de chamada internos. Durante o uso da discagem em dois estágios, as regras de conversão que são configuradas na porta de voz através do comando translate são aplicadas duas vezes; após o ponto de discagem interno ser correspondido e, novamente, após os dígitos serem coletados.



Observação Caso o comando prefix também esteja configurado no ponto de discagem, o comando translate-outgoing é executado primeiro.


Verificando a Conversão de Dígitos

Para verificar a configuração de uma regra de conversão de dígitos, digite o comando EXEC show translation-rule. O exemplo a seguir mostra a saída para uma regra de conversão específica:

Router# show translation-rule 10
Translation rule address: 0x62C4F4B0
Tag name: 10
Translation rule in_used 1
**** Xrule rule table ******* 
        Rule : 1
        in_used state: 1
        Match pattern: 555.%
        Sub  pattern: 1408555
        Match  type: subscriber
        Sub type: international
**** Xrule rule table ******* 
        Rule : 2
        in_used state: 1
        Match pattern: 91.%
        Sub  pattern: 1
        Match  type: international
        Sub type: national
**** Xrule rule table ******* 
        Rule : 3
        in_used state: 1
        Match pattern: 527.%
        Sub  pattern: 1408527
        Match  type: subscriber
        Sub type: international

Para verificar se uma regra de conversão de dígitos funciona da maneira esperada, digite o comando EXEC test translation-rule. O exemplo a seguir mostra que quando a regra de conversão 10 é usada, o número 5551212 é convertido para 14085551212:

Router# test translation-rule 10 5551212
The replaced number: 14085551212