Software Cisco IOS e NX-OS : Software Cisco IOS versões 12.3 Special e implantações anteriores

Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

2 Abril 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (20 Novembro 2003) | Feedback

Índice

Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Índice

Pré-requisitos para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Restrições para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Informações sobre o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

SLAs IP do Cisco IOS

Benefícios do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Como fazer a configuração do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando a Interface Primária para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando a Interface de Backup para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando o Monitoração de Redes com SLAs IP do Cisco IOS para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando a Política de Roteamento para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando a Rota Padrão da Interface Primária Usando o Roteamento Estático

Configurando uma Rota Padrão Estática Flutuante na Interface Secundária

Verificando o Estado do Objeto Rastreado para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Exemplos de Configurações para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de PPPoE

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de DHCP

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplos de Roteamento Estático

Verificando o Estado do Objeto Rastreado: Exemplo

Referências Adicionais

Documentação Relacionada

Padrões

MIBs

RFCs

Assistência Técnica

Referências a Comandos

ip dhcp client

rota ip

set ip next-hop dynamic dhcp

show ip route track-table


Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos


O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos apresenta a capacidade do software Cisco IOS em utilizar os pings do Protocolo de Mensagens de Controle da Internet (ICMP) para identificar o momento em que ocorre a desativação de um túnel de VPN do protocolo Point-to-Point over Ethernet (PPPoE) ou IP Security (IPSec), o que possibilita o início de uma conexão de backup por qualquer porta alternativa. O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos é compatível com as rotas estáticas pré-configuradas e com as configurações do Protocolo de Configuração de Host Dinâmico (DHCP).

Versão
Modificação

12.3(2)XE

Este recurso foi introduzido.

12.3(8)T

O suporte para este recurso foi integrado à versão 12.3(8)T do Cisco IOS.

12.3(14)T

A interface de linha de comando (CLI) do Cisco IOS, utilizada para fazer a configuração do conjunto de recursos de monitoramento e gerenciamento de Acordos de Nível de Serviço (SLAs) de IP do Cisco IOS, foi modificada.

12.2(33)SRA

Este recurso foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA.


Histórico de Recursos para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Localizando Informações de Suporte para Plataformas e Imagens do Cisco IOS Software

Use o Cisco Feature Navigator para localizar informações sobre suporte de plataforma e suporte de imagem do software Cisco IOS. Acesse o Cisco Feature Navigator em http://tools.cisco.com/ITDIT/CFN/jsp/index.jsp. É necessário ter uma conta em Cisco.com. Se não possui uma conta ou esqueceu o nome de usuário ou a senha, clique em Cancelar na caixa de diálogo de login e siga as instruções exibidas.

Índice

Pré-requisitos para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Restrições para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Informações sobre o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Como fazer a configuração do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Exemplos de Configurações para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Referências Adicionais

Referências a Comandos

Pré-requisitos para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

O Dial-on-Demand Routing (DDR) deverá ser configurado se a conexão de backup estiver configurada em uma interface de discador. Para mais informações sobre configuração de DDR, consulte a parte "Configuração de Roteamento de Discagem sob Demanda" do Guia de Configuração de Tecnologias de Discagem do Cisco IOS.

Restrições para Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Este recurso é suportado em todas as imagens do Cisco IOS Software para o Cisco 1700 Series Modular Access Routers, exceto na imagem Base IP do Cisco IOS.

Informações sobre o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Para fazer a configuração do recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos, é preciso compreender os seguintes conceitos:

Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

SLAs IP do Cisco IOS

Benefícios do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos inclui a capacidade de fazer backup com segurança das implantações de VPN do protocolo PPPoE ou IPSec, iniciando uma conexão de DDR por uma porta alternativa caso o circuito para o gateway primário esteja interrompido. O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos assegura o backup confiável no caso de eventos catastróficos diversos, como falha de circuito da Internet ou falha de dispositivo de mesmo nível. Um cenário típico é mostrado na Figura 1.

Figura 1

Diagrama da Rede do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

O tráfego da LAN remota é redirecionado para o escritório principal pela interface primária do router remoto. Se a conexão com o escritório principal for perdida, o status do objeto rastreado será alterado de ativo para inativo. Quando o estado do objeto rastreado muda para inativo, a entrada da tabela de roteamento para a interface primária é removida e a rota estática flutuante pré-configurada é instalada na interface secundária. O tráfego então é redirecionado para o destino pré-configurado por meio da interface secundária. Se o DDR estiver configurado na interface secundária, o tráfego interessante o acionará. O circuito de backup pode ser configurado para usar a rede telefônica pública comutada (PSTN) ou a Internet. Quando o estado do objeto rastreado muda para de inativo para ativo, a entrada da tabela de roteamento para a interface primária é reinstalada e a rota estática flutuante para a interface secundária é removida.

SLAs IP do Cisco IOS

O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos utiliza os SLAs IP do Cisco IOS, um conjunto de recursos de monitoração de redes, para gerar pings ICMP a fim de monitorar o estado da conexão com o gateway primário. Os SLAs IP do Cisco IOS são configurados para executar ping em um destino, por exemplo, um endereço IP publicamente roteável ou um destino na rede corporativa. Os pings são roteados apenas pela interface primária. Um objeto de rastreio é criado para monitorar o status da configuração dos SLAs IP do Cisco IOS. O objeto de rastreio informa ao cliente, a rota estática, quando uma mudança de estado ocorre. A rota estática flutuante pré-configurada na interface secundária será instalada quando o estado mudar de ativo para inativo.

HTTP GET, eco do Protocolo de Datagrama do Usuário (UDP) ou qualquer outro protocolo suportado pelos SLAs IP do Cisco IOS pode ser utilizado no lugar de pings ICMP.

Benefícios do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

As implantações de VPN dos protocolos PPPoE e IPSec fornecem soluções de Internet, seguras e de baixo custo, que podem substituir os circuitos de discagem e Frame Relay tradicionais.

O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos pode determinar o estado da conexão primária sem permitir um protocolo de roteamento dinâmico.

O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos apresenta uma solução de backup confiável para as implantações de VPN dos protocolos PPPoE e IPSec, permitindo o uso dessas soluções em circuitos essenciais que não devem ser desativados sem o uso automático de um circuito de backup.

Como fazer a configuração do Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Esta seção contém as seguintes tarefas:

Configurando a Interface Primária para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos (obrigatório)

Configurando a Interface de Backup para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos (obrigatório)

Configurando o Monitoração de Redes com SLAs IP do Cisco IOS para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos (obrigatório)

Configurando a Política de Roteamento para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos (obrigatório)

Configurando a Rota Padrão da Interface Primária Usando o Roteamento Estático (obrigatório)

Configurando uma Rota Padrão Estática Flutuante na Interface Secundária (obrigatório)

Verificando o Estado do Objeto Rastreado para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos (opcional)

Configurando a Interface Primária para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Faça a configuração da conexão entre a interface primária e o gateway remoto. O status dessa conexão será monitorado pelo recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos.

A interface primária pode ser configurada de três maneiras: para PPPoE, DHCP ou roteamento estático. Escolha um desses três tipos de configuração. Se não estiver seguro de qual método usar com sua configuração de rede, consulte seu provedor de serviços de Internet (ISP) ou o administrador da rede.

Execute uma das seguintes tarefas para fazer a configuração da interface primária:

Configurando a Interface Primária para PPPoE

Configurando a Interface Primária para DHCP

Configurando a Interface Primária para Roteamento Estático

Configurando a Interface Primária para PPPoE

Execute essa tarefa para fazer a configuração da interface primária, se estiver usando PPPoE.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. interface type number [name-tag]

4. description string

5. no ip address

6. pvc [name] vpi/vci [ces | ilmi | qsaal | smds | l2transport]

7. pppoe-client dial-pool-number number [dial-on-demand]

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

interface type number [name-tag]

Exemplo:

Router(config)# interface ATM 0

Configura um tipo de interface e entra no modo de configuração de interface.

Etapa 4 

description string

Exemplo:

Router(config-if)# description primary-link

Adiciona uma descrição a uma configuração de interface.

Etapa 5 

no ip address

Exemplo:

Router(config-if)# no ip address

Define o endereço IP primário ou secundário de uma interface.

Etapa 6 

pvc [name] vpi/vci [ces | ilmi | qsaal | smds |
l2transport]
Exemplo:

Router(config-if)# pvc 0/33

Cria ou atribui um nome a um circuito virtual permanente (PVC) ATM, especifica o tipo de encapsulamento em um PVC ATM e entra no modo de configuração de circuito virtual ATM.

Etapa 7 

pppoe-client dial-pool-number number
[dial-on-demand]

Exemplo:

Router(config-if-atm-vc)# pppoe-client dial-pool-number 1

Configura um cliente PPPoE e especifica a funcionalidade DDR.

Configurando a Interface Primária para DHCP

Execute essa tarefa para fazer a configuração da interface primária, se estiver usando DHCP.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. interface type number [name-tag]

4. description string

5. ip dhcp client route track number

6. ip address dhcp

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

interface type number [name-tag]

Exemplo:

Router(config)# interface FastEthernet 0/0

Configura um tipo de interface e entra no modo de configuração de interface.

Etapa 4 

description string

Exemplo:

Router(config-if)# description primary-link

Adiciona uma descrição a uma configuração de interface.

Etapa 5 

ip dhcp client route track number

Exemplo:

Router(config-if)# ip dhcp client route track 123

Configura o cliente DHCP para associar ao número de rastreio especificado todas as rotas adicionadas.

route track number—Associe um objeto de rastreio à rota estática instalada pelo DHCP. Os valores válidos de um argumento number variam de 1 a 500.

Observação Faça a configuração do comando ip dhcp client antes de emitir o comando ip address dhcp em uma interface. O comando ip dhcp client é verificado apenas quando um endereço IP é obtido do DHCP. Se o comando ip dhcp client for emitido depois que um endereço IP tiver sido obtido do DHCP, ele só entrará em vigor na próxima vez que o router obtiver um endereço IP do DHCP.

Etapa 6 

ip address dhcp

Exemplo:

Router(config-if)# ip address dhcp

Obtém um endereço IP em uma interface Ethernet do DHCP.

Configurando a Interface Primária para Roteamento Estático

Execute essa tarefa para fazer a configuração da interface primária, se estiver usando roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. interface type number [name-tag]

4. description string

5. ip address ip-address mask [secondary]

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

interface type number [name-tag]

Exemplo:

Router(config)# interface FastEthernet 0/0

Configura um tipo de interface e entra no modo de configuração de interface.

Etapa 4 

description string

Exemplo:

Router(config-if)# description primary-link

Adiciona uma descrição a uma configuração de interface.

Etapa 5 

ip address ip-address mask [secondary]

Exemplo:

Router(config-if)# ip address 10.1.1.1 255.0.0.0

Define o endereço IP primário ou secundário de uma interface.

Configurando a Interface de Backup para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Configuração de uma interface de backup para contato com o gateway remoto. Em caso de desativação da conexão entre a interface primária e o gateway remoto, a interface de backup será utilizada.

Execute a seguinte tarefa para fazer a configuração da interface de backup. Esta tarefa se aplica às configurações de PPPoE, DHCP e roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. interface type number [name-tag]

4. description string

5. ip address ip-address mask [secondary]

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configure terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

interface type number [name-tag]

Exemplo:

Router(config)# interface Dialer 0

Configura um tipo de interface e entra no modo de configuração de interface.

Etapa 4 

description string

Exemplo:

Router(config-if)# description backup-link

Adiciona uma descrição a uma configuração de interface.

Etapa 5 

ip address ip-address mask [secondary]

Exemplo:

Router(config-if)# ip address 10.2.2.2 255.0.0.0

Define o endereço IP primário ou secundário de uma interface.

Configurando o Monitoração de Redes com SLAs IP do Cisco IOS para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

O recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos utiliza uma configuração de SLAs IP do Cisco IOS para gerar pings ICMP a fim de monitorar o estado da conexão com o gateway primário.

Desde a versão 12.3(14)T do Cisco IOS, a CLI utilizada para configurar os SLAs IP do Cisco IOS foi modificada.

Execute uma das tarefas a seguir para fazer a configuração dos SLAs IP do Cisco IOS, dependendo de qual versão do software Cisco IOS estiver executando:

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versão 12.3(8)T, Cisco IOS Versão 12.3(11)T e Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versões 12.3(14)T, 12.4 e 12.4(2)T

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versão 12.4(4)T e Posteriores

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versão 12.3(8)T, Cisco IOS Versão 12.3(11)T e Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA

Execute esta tarefa para criar uma configuração de SLAs IP e emitir ping para o endereço de destino. Esta tarefa se aplica às configurações de PPPoE, DHCP e roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. rtr [operation-number]

4. type echo protocol ipIcmpEcho {destination-ip-address | destination-hostname} [source-ipaddr {ip-address | hostname}

5. timeout milliseconds

6. frequency seconds

7. threshold milliseconds

8. exit

9. rtr schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds]

10. track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

rtr [operation-number]

Exemplo:

Router(config)# rtr 1

Inicia a configuração de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de RTR.

Etapa 4 

type echo protocol ipIcmpEcho
{destination-ip-address | destination-hostname}
[source-ipaddr {ip-address | hostname}
Exemplo:

Router(config-rtr)# type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7

Configura uma operação de prova de tempo de resposta de eco ponta a ponta para SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 5 

timeout milliseconds

Exemplo:

Router(config-rtr)# timeout 1000

Define o tempo de espera da operação de SLAs IP do Cisco IOS por uma resposta de seu pacote de requisições.

Etapa 6 

frequency seconds

Exemplo:

Router(config-rtr)# frequency 3

Define se a taxa em que uma operação de SLAs IP do Cisco IOS especificada é enviada para a rede.

Etapa 7 

threshold milliseconds

Exemplo:

Router(config-rtr)# threshold 2

Define a elevação de limiar (histerese) que gera um evento de reação e armazena informações do histórico da operação de SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 8 

exit

Exemplo:

Router(config-rtr)# exit

Sai do modo de configuração de RTR.

Etapa 9 

rtr schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds]

Exemplo:

Router(config)# rtr schedule 1 life forever start-time now

Configura uma operação de eco ICMP para SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 10 

track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

Exemplo:

Router(config)# track 123 rtr 1 reachability

Rastreia o estado de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de rastreamento.

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versões 12.3(14)T, 12.4 e 12.4(2)T

Execute esta tarefa para criar uma configuração de SLAs IP e emitir ping para o endereço de destino. Esta tarefa se aplica às configurações de PPPoE, DHCP e roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. ip sla monitor [operation-number]

4. type echo protocol ipIcmpEcho {destination-ip-address | destination-hostname} [source-ipaddr {ip-address | hostname} | source-interface interface-name]

5. timeout milliseconds

6. frequency seconds

7. threshold milliseconds

8. exit

9. ip sla monitor schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds] [recurring]

10. track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

ip sla monitor [operation-number]

Exemplo:

Router(config)# ip sla monitor 1

Inicia a configuração de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de monitor de SLA IP.

Etapa 4 

type echo protocol ipIcmpEcho
{destination-ip-address | destination-hostname}
[source-ipaddr {ip-address | hostname} |
source-interface interface-name]
Exemplo:

Router(config-sla-monitor)# type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7

Configura uma operação de tempo de resposta de eco de ICMP de ponta a ponta para SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 5 

timeout milliseconds

Exemplo:

Router(config-sla-monitor-echo)# timeout 1000

Define o tempo de espera da operação de SLAs IP do Cisco IOS por uma resposta de seu pacote de requisições.

Etapa 6 

frequency seconds

Exemplo:

Router(config-sla-monitor-echo)# frequency 3

Define se a taxa em que uma operação de SLAs IP do Cisco IOS especificada é enviada para a rede.

Etapa 7 

threshold milliseconds

Exemplo:

Router(config-sla-monitor-echo)# threshold 2

Define a elevação de limiar (histerese) que gera um evento de reação e armazena informações do histórico da operação de SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 8 

exit

Exemplo:

Router(config-sla-monitor-echo)# exit

Sai do modo de configuração de eco de ICMP para SLAs IP.

Etapa 9 

ip sla monitor schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds] [recurring]

Exemplo:

Router(config)# ip sla monitor schedule 1 life forever start-time now

Configura os parâmetros de agendamento de uma única operação de SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 10 

track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

Exemplo:

Router(config)# track 123 rtr 1 reachability

Rastreia o estado de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de rastreamento.

Configurando SLAs IP do Cisco IOS para o Cisco IOS Versão 12.4(4)T e Posteriores

Execute esta tarefa para criar uma configuração de SLAs IP e emitir ping para o endereço de destino. Esta tarefa se aplica às configurações de PPPoE, DHCP e roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. ip sla [operation-number]

4. icmp-echo {destination-ip-address | destination-hostname} [source-ip {ip-address | hostname} | source-interface interface-name]

5. timeout milliseconds

6. frequency seconds

7. threshold milliseconds

8. exit

9. ip sla schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds] [recurring]

10. track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

ip sla [operation-number]

Exemplo:

Router(config)# ip sla monitor 1

Inicia a configuração de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de monitor de SLA IP.

Etapa 4 

icmp-echo {destination-ip-address |
destination-hostname} [source-ip {ip-address |
hostname} | source-interface interface-name]
Exemplo:

Router(config-ip-sla)# type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7

Configura uma operação de tempo de resposta de eco de ICMP de ponta a ponta para SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 5 

timeout milliseconds

Exemplo:

Router(config-ip-sla-echo)# timeout 1000

Define o tempo de espera da operação de SLAs IP do Cisco IOS por uma resposta de seu pacote de requisições.

Etapa 6 

frequency seconds

Exemplo:

Router(config-ip-sla-echo)# frequency 3

Define se a taxa em que uma operação de SLAs IP do Cisco IOS especificada é enviada para a rede.

Etapa 7 

threshold milliseconds

Exemplo:

Router(config-ip-sla-echo)# threshold 2

Define a elevação de limiar (histerese) que gera um evento de reação e armazena informações do histórico da operação de SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 8 

exit

Exemplo:

Router(config-ip-sla-echo)# exit

Sai do modo de configuração de eco de ICMP para SLAs IP.

Etapa 9 

ip sla schedule operation-number [life {forever | seconds}] [start-time {hh:mm[:ss] [month day | day month] | pending | now | after hh:mm:ss}] [ageout seconds] [recurring]

Exemplo:

Router(config)# ip sla schedule 1 life forever start-time now

Configura os parâmetros de agendamento de uma única operação de SLAs IP do Cisco IOS.

Etapa 10 

track object-number rtr rtr-operation {state | reachability}

Exemplo:

Router(config)# track 123 rtr 1 reachability

Rastreia o estado de uma operação de SLAs IP do Cisco IOS e entra no modo de configuração de rastreamento.

Configurando a Política de Roteamento para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Para rastrear o status da conexão primária com o gateway remoto, os pings ICMP dos SLAS IP do Cisco IOS devem ser roteados somente pela interface primária.

Execute uma das tarefas a seguir para fazer a configuração de uma política de roteamento a qual assegure que os pings dos SLAs IP do Cisco IOS sejam roteados sempre fora da interface primária:

Configurando uma Política de Roteamento para PPPoE

Configurando uma Política de Roteamento para DHCP

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático

Configurando uma Política de Roteamento para PPPoE

Execute essa tarefa para fazer a configuração de uma política de roteamento se a interface primária estiver configurada para PPPoE.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

4. route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

5. match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

6. set interface type number [... type number]

7. exit

8. ip local policy route-map map-tag

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

Exemplo:

Router(config)# access-list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo

Define uma lista de acesso de IP estendida.

Etapa 4 

route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

Exemplo:

Router(config)# route-map MY-LOCAL-POLICY permit 10

Insere o modo de configuração de rota-mapa e define as condições para redistribuir rotas de um protocolo de roteamento para outro.

Etapa 5 

match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

Exemplo:

Router(config-route-map)# match ip address 101

Distribui quaisquer rotas que tiverem um endereço numérico da rede de destino permitido por uma lista de acesso estendida ou padrão ou realiza o roteamento de políticas em pacotes.

Etapa 6 

set interface type number [... type number]

Exemplo:

Router(config-route-map)# set interface null 0

Indica onde dar saída em pacotes que passam uma cláusula match de um mapa de rota para roteamento de política.

Observação A interface deve ser configurada para null 0 nesse cenário. Se o próximo salto não estiver definido porque a interface está desativada, o pacote será roteado para a interface nula e descartado. Caso contrário, o roteamento de políticas falhará e o pacote será roteado utilizando a placa Base de Informações de Roteamento (RIB). O roteamento do pacote com o uso da placa RIB não é desejável.

Etapa 7 

exit

Exemplo:

Router(config-route-map)# exit

Sai do modo de configuração de rota-mapa.

Etapa 8 

ip local policy route-map map-tag

Exemplo:

Router(config)# ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

Identifica um mapa de rota a ser usado no roteamento de políticas local.

Configurando uma Política de Roteamento para DHCP

Execute essa tarefa para fazer a configuração de uma política de roteamento se a interface primária estiver configurada para DHCP.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

4. route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

5. match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

6. set ip next-hop dynamic dhcp

7. exit

8. ip local policy route-map map-tag

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

Exemplo:

Router(config)# access-list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo

Define uma lista de acesso de IP estendida.

Etapa 4 

route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

Exemplo:

Router(config)# route-map MY-LOCAL-POLICY permit 10

Insere o modo de configuração de rota-mapa e define as condições para redistribuir rotas de um protocolo de roteamento para outro.

Etapa 5 

match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

Exemplo:

Router(config-route-map)# match ip address 101

Distribui quaisquer rotas que tiverem um endereço numérico da rede de destino permitido por uma lista de acesso estendida ou padrão ou realiza o roteamento de políticas em pacotes.

Etapa 6 

set ip next-hop dynamic dhcp

Exemplo:

Router(config-route-map)# set ip next-hop dynamic dhcp

Define o próximo salto para o gateway que foi recém-descoberto pelo cliente DHCP.

Etapa 7 

exit

Exemplo:

Router(config-route-map)# exit

Sai do modo de configuração de rota-mapa.

Etapa 8 

ip local policy route-map map-tag

Exemplo:

Router(config)# ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

Identifica um mapa de rota a ser usado no roteamento de políticas local.

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático

Execute uma das tarefas a seguir se a interface primária estiver configurada para roteamento estático:

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático com um Gateway Primário Ponto a Ponto

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático com um Gateway Primário Multiponto

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático com um Gateway Primário Ponto a Ponto

Execute essa tarefa para fazer a configuração de uma política de roteamento se a interface primária estiver configurada para roteamento estático e o gateway primário for ponto a ponto.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

4. route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

5. match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

6. set interface type number [... type number]

7. exit

8. ip local policy route-map map-tag

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

Exemplo:

Router(config)# access-list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo

Define uma lista de acesso de IP estendida.

Etapa 4 

route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

Exemplo:

Router(config)# route-map MY-LOCAL-POLICY permit 10

Insere o modo de configuração de rota-mapa e define as condições para redistribuir rotas de um protocolo de roteamento para outro.

Etapa 5 

match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

Exemplo:

Router(config-route-map)# match ip address 101

Distribui quaisquer rotas que tiverem um endereço numérico da rede de destino permitido por uma lista de acesso estendida ou padrão ou realiza o roteamento de políticas em pacotes.

Etapa 6 

set interface type number [...type number]

Exemplo:

Router(config-route-map)# set interface dialer 0 Null 0

Indica onde dar saída em pacotes que passam uma cláusula match de um mapa de rota para roteamento de política.

Etapa 7 

exit

Exemplo:

Router(config-route-map)# exit

Sai do modo de configuração de rota-mapa.

Etapa 8 

ip local policy route-map map-tag

Exemplo:

Router(config)# ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

Identifica um mapa de rota a ser usado no roteamento de políticas local.

Configurando uma Política de Roteamento para Roteamento Estático com um Gateway Primário Multiponto

Execute essa tarefa para fazer a configuração de uma política de roteamento se a interface primária estiver configurada para roteamento estático e o gateway primário for multiponto.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

4. route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

5. match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

6. set ip next-hop ip-address [... ip-address]

7. set interface type number [... type number]

8. exit

9. ip local policy route-map map-tag

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

access-list access-list-number [dynamic dynamic-name [timeout minutes]] {deny | permit} icmp source source-wildcard destination destination-wildcard [icmp-type [icmp-code] | icmp-message] [precedence precedence] [tos tos] [log | log-input] [time-range time-range-name] [fragments]

Exemplo:

Router(config)# access-list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo

Define uma lista de acesso de IP estendida.

Etapa 4 

route-map map-tag [permit | deny] [sequence-number]

Exemplo:

Router(config)# route-map MY-LOCAL-POLICY permit 10

Insere o modo de configuração de rota-mapa e define as condições para redistribuir rotas de um protocolo de roteamento para outro.

Etapa 5 

match ip address {access-list-number | access-list-name} [... access-list-number | ... access-list-name]

Exemplo:

Router(config-route-map)# match ip address 101

Distribui quaisquer rotas que tiverem um endereço numérico da rede de destino permitido por uma lista de acesso estendida ou padrão ou realiza o roteamento de políticas em pacotes.

Etapa 6 

set ip next-hop ip-address [... ip-address]

Exemplo:

Router(config-route-map)# set ip next-hop 10.1.1.242

Indica onde dar saída em pacotes que passam uma cláusula match de um mapa de rota para roteamento de política.

Etapa 7 

set interface type number [... type number]

Exemplo:

Router(config-route-map)# set interface null 0

Indica onde dar saída em pacotes que passam uma cláusula match de um mapa de rota para roteamento de política.

Etapa 8 

exit

Exemplo:

Router(config-route-map)# exit

Sai do modo de configuração de rota-mapa.

Etapa 9 

ip local policy route-map map-tag

Exemplo:

Router(config)# ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

Identifica um mapa de rota a ser usado no roteamento de políticas local.

Configurando a Rota Padrão da Interface Primária Usando o Roteamento Estático

Execute essa tarefa para fazer a configuração da rota padrão estática apenas se estiver utilizando roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. ip route prefix mask {ip-address | interface-type interface-number [ip-address]} [distance] [name] [permanent | track number] [tag tag]

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

ip route prefix mask {ip-address | interface-type interface-number [ip-address]} [distance] [name] [permanent | track number] [tag tag]

Exemplo:

Router(config)# ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.1.1.242 track 123

Estabelece rotas estáticas.

track number—Especifica que a rota estática será instalada apenas se o objeto de rastreio configurado estiver ativo.

Configurando uma Rota Padrão Estática Flutuante na Interface Secundária

Execute essa tarefa para fazer a configuração de uma rota padrão estática flutuante na interface secundária. Esta tarefa se aplica às configurações de PPPoE, DHCP e roteamento estático.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. configure terminal

3. ip route network-number network-mask {ip-address | interface} [distance] [name name]

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

configure terminal

Exemplo:

Router# configuração de terminal

Insere o modo de configuração global.

Etapa 3 

ip route network-number network-mask {ip-address | interface} [distance] [name name]

Exemplo:

Router(config)# ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.2.2.125 254

Estabelece rotas estáticas e define o próximo salto.

Verificando o Estado do Objeto Rastreado para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Execute a tarefa a seguir para determinar se o estado do objeto rastreado é ativo ou inativo.

RESUMO DAS ETAPAS

1. enable

2. show ip route track-table

ETAPAS DETALHADAS

 
Comando ou Ação
Propósito

Etapa 1 

enable

Exemplo:

Router> enable

Habilita o modo EXEC com privilégio.

Insira a senha, se solicitado.

Etapa 2 

show ip route track-table

Exemplo:

Router# show ip route track-table

Exibe informações sobre a tabela de rastreamento de rota IP.

Exemplos de Configurações para o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos

Esta seção fornece os seguintes exemplos de configurações:

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de PPPoE

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de DHCP

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplos de Roteamento Estático

Verificando o Estado do Objeto Rastreado: Exemplo

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de PPPoE

O exemplo a seguir configura o recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos, com o uso do PPPoE. A interface primária é uma interface ATM, enquanto a de backup é uma interface BRI. Esse exemplo se aplica ao Cisco IOS versões 12.3(8)T, 12.3(11)T e 12.2(33)SRA.

interface ATM 0
 description primary-link
 no ip address
 pvc 0/33
  pppoe-client dial-pool-number 1
!
interface BRI 0
 description backup-link
 ip address 10.2.2.2 255.0.0.0
!
rtr 1
 type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7
 timeout 1000
 frequency 3
 threshold 2

rtr schedule 1 life forever start-time now
track 123 rtr 1 reachability

access list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo
route map MY-LOCAL-POLICY permit 10
 match ip address 101
 set interface null 0
!
ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.2.2.125 254

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplo de DHCP

O exemplo a seguir configura o recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos, com o uso do DHCP. A interface primária é uma interface Ethernet, enquanto a de backup é uma interface serial. Este exemplo se aplica ao Cisco IOS versão 12.3(14)T e acima.

interface ethernet 0/0
 description primary-link
 ip dhcp client route track 123
 ip address dhcp

interface serial 0
 description backup-link
 ip address 10.2.2.2 255.0.0.0

ip sla monitor 1
 type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7
 timeout 1000
 frequency 3
 threshold 2

ip sla monitor schedule 1 life forever start-time now
track 123 rtr 1 reachability

access list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo
route map MY-LOCAL-POLICY permit 10
 match ip address 101
 set ip next-hop dynamic dhcp
!
ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.2.2.125 254

Configurando o Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos: Exemplos de Roteamento Estático

O exemplo a seguir configura o recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos, com o uso do roteamento estático para um gateway primário ponto a ponto. A interface primária é uma interface PPPoE Fast Ethernet, enquanto a de backup é uma interface de discador. Este exemplo se aplica ao Cisco IOS versão 12.3(14)T e acima.

interface FastEthernet 0/0
 description primary-link
 ip address 10.1.1.1 255.0.0.0

interface Dialer 0
 description backup-link
 ip address 10.2.2.2 255.0.0.0

ip sla monitor 1
 type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7
 timeout 1000
 frequency 3
 threshold 2

ip sla monitor schedule 1 life forever start-time now
track 123 rtr 1 reachability

access list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo
route map MY-LOCAL-POLICY permit 10
 match ip address 101
 set interface dialer 0 null 0
!
ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.1.1.242 track 123
ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.2.2.125 254

O exemplo a seguir configura o recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos, com o uso do roteamento estático para um gateway primário multiponto. A interface primária e a de backup são interfaces Ethernet. Este exemplo se aplica ao Cisco IOS versão 12.3(14)T e acima.

interface ethernet 0
 description primary-link
 ip address 10.1.1.1 255.0.0.0

interface ethernet 1
 description backup-link
 ip address 10.2.2.2 255.0.0.0

ip sla monitor 1
 type echo protocol ipIcmpEcho 172.16.23.7
 timeout 1000
 frequency 3
 threshold 2

ip sla monitor schedule 1 life forever start-time now
track 123 rtr 1 reachability

access list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo
route map MY-LOCAL-POLICY permit 10
 match ip address 101
 set ip next-hop 10.1.1.242
 set interface null 0
!
ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.1.1.242 track 123
ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.2.2.125 254

Verificando o Estado do Objeto Rastreado: Exemplo

O exemplo a seguir exibe informações sobre objetos de rastreio na tabela de rastreamento de rota IP:

Router# show ip route track-table

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.1.1.242 track-object 123 state is [up]

Referências Adicionais

As seções a seguir fornecem referências relacionadas ao recurso de Backup de Roteamento Estático Confiável Usando o Rastreamento de Objetos.

Documentação Relacionada

Tópico Relacionado
Título do Documento

Tarefas de configuração do IPSec

O capítulo "Configurando a Segurança da Rede IPSec" no Guia de Configuração de Segurança do Cisco IOS

Comandos do IPSec: sintaxe de comando completa, modo de comando, histórico de comando, padrões, diretrizes de uso e exemplos

A Referências a Comandos de Segurança do Cisco IOS

Tarefas de configuração de VPDN

O Guia de Configuração de VPDN do Cisco IOS

Comandos de VPDN: sintaxe de comando completa, modo de comando, histórico de comando, padrões, diretrizes de uso e exemplos

A Referências a Comandos de VPDN do Cisco IOS

Tarefas de configuração do PPPoE

O capítulo "Configurando o Acesso Banda Larga: Encapsulamento de Ligação PPP e Roteado" no Guia de Configuração de Rede de Área Ampla do Cisco IOS

Comandos de PPPoE: sintaxe de comando completa, modo de comando, histórico de comando, padrões, diretrizes de uso e exemplos

A Referências a Comandos de Rede de Área Ampla do Cisco IOS

Tarefas de configuração de DDR

A parte "Configuração de Roteamento de Discagem sob Demanda" no Guia de Configuração de Tecnologias de Discagem do Cisco IOS

Configurando e solucionando problemas de backup DDR

Comandos de DDR: sintaxe de comando completa, modo de comando, histórico de comando, padrões, diretrizes de uso e exemplos

A Referências a Comandos de Tecnologias de Discagem do Cisco IOS

Tarefas de configuração de SLAs IP

Guia de Configuração de SLAs IP do Cisco IOS

Comandos de SLAs IP: sintaxe de comando completa, modo de comando, histórico de comando, padrões, diretrizes de uso e exemplos

Referências a Comandos de SLAs IP do Cisco IOS


Padrões

Padrões
Título

Nenhum


MIBs

MIBs
Ligação de MIBs

Nenhum

Para localizar e fazer download de MIBs para plataformas, versões do Cisco IOS e conjuntos de recursos selecionados, use o Localizador de MIBs da Cisco, no seguinte URL:

http://tools.cisco.com/ITDIT/MIBS/servlet/index


RFCs

RFCs
Título

Nenhum


Assistência Técnica

Descrição
Ligação

A página do Centro de Assistência Técnica (TAC) contém 30 mil páginas de conteúdo técnico pesquisável, incluindo ligações para produtos, tecnologias, soluções, dicas técnicas e ferramentas. Os usuários registrados da Cisco.com podem fazer login nessa página para acessar ainda mais conteúdo.

http://www.cisco.com/cisco/web/BR/support/


Referências a Comandos

Esta seção registra comandos novos e modificados.

ip dhcp client

rota ip

set ip next-hop dynamic dhcp

show ip route track-table

ip dhcp client

Para configurar o cliente DHCP a associar quaisquer rotas adicionadas a um número de objeto rastreado especificado, utilize o comando ip dhcp client no modo de configuração de interface. Para restaurar a configuração padrão, utilize a forma no deste comando.

ip dhcp client route track number

no ip dhcp client route track

Descrição da sintaxe

route track number

Associa um número de objeto rastreado à rota estática instalada pelo DHCP. Os valores válidos de um argumento number variam de 1 a 500.


Defaults

Nenhuma rota é associada a um número de rastreio.

Modos de comando

Configuração da interface

Histórico de comando

Versão
Modificação

12.3(2)XE

Esse comando foi introduzido.

12.3(8)T

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.3(8)T.

12.2(33)SRA

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA.


Diretrizes de uso

O comando ip dhcp client deve ser configurado antes da configuração do comando ip address dhcp em uma interface. O comando ip dhcp client é verificado apenas quando um endereço IP é obtido do DHCP. Se o comando ip dhcp client for especificado depois que um endereço IP tiver sido obtido do DHCP, o comando ip dhcp client só entrará em vigor na próxima vez que o router obtiver um endereço IP do DHCP.

Exemplos

O exemplo a seguir configura o DHCP em uma interface Ethernet e associa o objeto rastreado 123 às rotas geradas por essa interface:

interface ethernet 0/0
 ip dhcp client route track 123
 ip address dhcp

Comandos relacionados

Comando
Descrição

ip address dhcp

Obtém um endereço IP em uma interface Ethernet do DHCP.


rota ip

Para estabelecer rotas estáticas, use o comando ip route no modo de configuração global. Para remover rotas estáticas, use a forma negativa desse comando.

ip route prefix mask {ip-address | interface-type interface-number [ip-address]} [dhcp] [distance] [name] [permanent | track number] [tag tag]

no ip route prefix mask

Descrição da sintaxe

prefix

Prefixo da rota IP do destino.

máscara

Máscara de prefixo do destino.

ip-address

Endereço IP do próximo salto que pode ser usado para acessar essa rede.

interface-type interface-number

Tipo e número da interface de rede.

dhcp

(Opcional) Habilita um servidor DHCP a atribuir uma rota estática a um gateway padrão (opção 3).

Observação Especifique a palavra-chave dhcp para cada protocolo de roteamento.

distance

(Opcional) Uma distância administrativa. A distância administrativa padrão para uma rota estática é 1.

nome

(Opcional) Aplica um nome à rota especificada.

permanente

(Opcional) Especifica que a rota não será removida, mesmo que a interface seja encerrada.

track number

(Opcional) Associa um objeto de rastreio a essa rota. Os valores válidos de um argumento number variam de 1 a 500.

tag tag

(Opcional) O valor de tag que pode ser utilizado como valor de "correspondência" para controle de redistribuição via mapas de rota.


Defaults

Nenhuma rota estática é estabelecida.

Modos de comando

Configuração global

Histórico de comando

Versão
Modificação

10.0

Esse comando foi introduzido.

12.3(2)XE

A palavra-chave track e o argumento number foram adicionados.

12.3(8)T

A palavra-chave track e o argumento number foram integrados ao Cisco IOS versão 12.3(8)T. A palavra-chave dhc foi adicionada.

12.3(9)

As alterações feitas no Cisco IOS versão 12.3(8)T foram adicionadas ao Cisco IOS versão 12.3(9).

12.2(33)SRA

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA.


Diretrizes de uso

O estabelecimento de uma rota estática é apropriado quando o Cisco IOS Software não pode criar dinamicamente uma rota para o destino.

Quando especificar um servidor DHCP para atribuir uma rota estática, o tipo e o número da interface, bem como a distância administrativa podem ser configurados também.

Se especificar uma distância administrativa, estará sinalizando uma rota estática que poderá ser substituída por informações dinâmicas. Por exemplo, as rotas derivadas do Protocolo de Roteamento de Gateway Interior Aprimorado (EIGRP) têm uma distância administrativa padrão de 100. Para ter uma rota estática que seria substituída por uma rota dinâmica EIGRP, especifique uma distância administrativa acima de 100. A distância administrativa padrão de rotas estáticas é 1.

As rotas estáticas que apontam para uma interface em um router conectado serão anunciadas por meio do Protocolo de Informações de Roteamento (RIP) e do EIGRP, mesmo que os comandos redistribute static sejam especificados para esses protocolos de roteamento. Essa situação ocorre porque rotas estáticas que apontam para uma interface são consideradas na tabela de roteamento como conectadas e por essa razão perdem sua natureza estática. Além disso, o destino da rota estática deve ser incluído no comando network (DHCP) . Se essa condição não for atendida, nenhum protocolo de roteamento dinâmico anunciará a rota, a menos que um comando redistribute static seja especificado para esses protocolos. Com a seguinte configuração:

rtr1 (serial 172.16.188.1/30)--------------> rtr2(Fast Ethernet 172.31.1.1/30) ------>

router [rip | eigrp]
 network 172.16.188.0
 network 172.31.0.0

O RIP e o EIGRP redistribuirão a rota se ela estiver apontando para a interface Fast Ethernet:

ip route 172.16.188.252 255.255.255.252 FastEthernet 0/0

O RIP e o EIGRP não redistribuem a rota com o seguinte comando ip route por causa do algoritmo de horizonte dividido:

ip route 172.16.188.252 255.255.255.252 serial 2/1

O EIGRP redistribui a rota com ambos os seguintes comandos:

ip route 172.16.188.252 255.255.255.252 FastEthernet 0/0
ip route 172.16.188.252 255.255.255.252 serial 2/1

Com o protocolo Open Shortest Path First (OSPF), as rotas estáticas que apontam para uma interface não serão anunciadas, a menos que um comando redistribute static seja especificado.

A adição de uma rota estática a uma interface Ethernet ou outra de difusão (por exemplo, ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 Ethernet 1/2) fará com que a rota seja inserida na tabela de roteamento apenas quando a interface estiver ativa. Essa configuração em geral não é recomendável. Quando a próximo salto de uma rota estática aponta para uma interface, o router considera cada host na faixa da rota como diretamente conectado por essa interface, e assim ele enviará requisições de Protocolo de Resolução de Endereço (ARP) a todos os endereços de destino roteados pela rota estática.

A implicação prática da configuração do comando ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 ethernet 1/2 é que o router considerará todos os destinos que o router não sabe como acessar através de outra rota como diretamente conectados à interface Ethernet 1/2. Por isso, o router enviará uma requisição de ARP para cada host para o qual ele recebe pacotes nesse segmento de rede. Essa configuração pode causar alta utilização do processador e um grande cache de ARP (junto com falhas de alocação de memória). A configuração de uma rota padrão ou de outra rota estática que direciona o router a encaminhar os pacotes de uma grande faixa de destinos para um segmento de rede de difusão conectada pode provocar o recarregamento do router.

A especificação de um salto seguinte numérico que esteja em uma interface conectada diretamente impedirá que o router utilize proxy ARP. Entretanto, se a interface com o salto seguinte for desativada e o salto seguinte numérico puder ser acessado por uma rota recursiva, especifique o salto seguinte e a interface (por exemplo, ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 ethernet 1/2 10.1.2.3) com uma rota estática para evitar que as rotas passem por uma interface não planejada.

A combinação de palavra-chave e argumento track number especifica que a rota estática será instalada apenas se o estado do objeto de rastreio configurado for ativo.

Exemplos

O exemplo a seguir escolhe uma distância administrativa de 110. Nesse caso, os pacotes da rede 10.0.0.0 serão roteados para um router em 172.31.3.4, se informações dinâmicas com uma distância administrativa abaixo de 110 não estiverem disponíveis.

ip route 10.0.0.0 255.0.0.0 172.31.3.4 110

Observação A especificação do salto seguinte sem especificar uma interface ao configurar uma rota estática pode fazer com que o tráfego passe por uma interface não planejada, se a interface padrão for desativada.


O exemplo a seguir roteia os pacotes da rede 172.31.0.0 para um router em 172.31.6.6:

ip route 172.31.0.0 255.255.0.0 172.31.6.6

O exemplo a seguir roteia os pacotes da rede 192.168.1.0 diretamente para o salto seguinte em 10.1.2.3. Se a interface for desativada, essa rota será removida da tabela de roteamento e não será restaurada, a menos que a interface seja reativada.

ip route 192.168.1.0 255.255.0.0 Ethernet 0 10.1.2.3

O exemplo a seguir instalará a rota estática apenas se o estado do objeto de rastreio 123 for ativo:

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 Ethernet 0/1 10.1.1.242 track 123

O exemplo a seguir mostra que o uso da palavra-chave dhcp em uma configuração das interfaces Ethernet 1 e 2 habilita as interfaces a obter os endereços IP do router de salto seguinte dinamicamente de um servidor DHCP:

ip route 10.165.200.225 255.255.255.255 ether1 dhcp
ip route 10.165.200.226 255.255.255.255 ether2 dhcp 20

Comandos relacionados

Comando
Descrição

network (DHCP)

Configura o número e a máscara de sub-rede para um pool de endereços DHCP em um servidor DHCP do Cisco IOS.

redistribute (IP)

Redistribui rotas de um domínio de roteamento para outro.


set ip next-hop dynamic dhcp

Para definir o salto seguinte para o gateway que foi recém-descoberto pelo cliente DHCP, use o comando set ip next-hop dynamic dhcp no modo de configuração de mapa de rotas. Para restaurar a configuração padrão, utilize a forma no deste comando.

set ip next-hop dynamic dhcp

no set ip next-hop dynamic dhcp

Descrição da sintaxe

Esse comando não tem argumentos ou palavras-chave.

Defaults

Esse comando está desabilitado por padrão.

Modos de comando

Configuração de mapa de rotas

Histórico de comando

Versão
Modificação

12.3(2)XE

Esse comando foi introduzido.

12.3(8)T

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.3(8)T.

12.2(33)SRA

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA.


Diretrizes de uso

O comando set ip next-hop dynamic dhcp suporta apenas uma interface DHCP. Se várias interfaces tiverem o DHCP configurado, o gateway recém-descoberto entre todas as interfaces que executam o DHCP será utilizado pelo mapa de rotas.

Exemplos

O exemplo a seguir configura uma política de roteamento local que define o próximo salto para o gateway recém-descoberto pelo cliente DHCP:

access list 101 permit icmp any host 172.16.23.7 echo
route map MY-LOCAL-POLICY permit 10
 match ip address 101
 set ip next-hop dynamic dhcp
!
ip local policy route-map MY-LOCAL-POLICY

Comandos relacionados

Comando
Descrição

access list (IP extended)

Define uma lista de acesso de IP estendida.


show ip route track-table

Para exibir informações sobre a tabela de rastreamento de rotas IP, use o comando show ip route track-table no modo EXEC privilegiado.

show ip route track-table

Descrição da sintaxe

Esse comando não tem argumentos ou palavras-chave.

Modos de comando

EXEC Privilegiado

Histórico de comando

Versão
Modificação

12.3(2)XE

Esse comando foi introduzido.

12.3(8)T

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.3(8)T.

12.2(33)SRA

Este comando foi integrado ao Cisco IOS Versão 12.2(33)SRA.


Exemplos

O exemplo a seguir exibe informações sobre objetos a tabela de rastreamento de rotas IP:

Router# show ip route track-table

ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.1.1.242 track-object 123 state is [up]

Tabela 1 descreve os campos significativos mostrados na tela.

Descrições do Campo show ip route track-table da Tabela 1 

Campo
Descrição

rota ip

A rota IP configurada.

track-object

O número do objeto de rastreio.

state is

O estado do objeto de rastreio. O objeto pode estar ativo ou inativo.