Cisco Interfaces and Modules : Placas de linha da Cisco

Instalação e Configuração da Ethernet Line Card

5 Setembro 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (2 Novembro 2007) | Feedback

Índice

Instalação e Configuração da Ethernet Line Card

Índice

Informações importantes

Números do Produto Ethernet Line Card

Instalação do Hardware do Router

Requisitos de Revisão de Hardware e de Versão do Cisco IOS Software

Opções de Memória

Documentação Relacionada

Visão Geral do Produto

Comparação da Ethernet Line Card

Fast Ethernet Line Card de 8 portas

Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

Gigabit Ethernet ISE Line Card de 4 portas

1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Gigabit Ethernet Line Card Modular

Preparação para a instalação

Diretrizes de Segurança

Prevenindo Descarga Eletrostática

Ferramentas e Equipamentos Necessários

Removendo e Instalando uma Line Card

Diretrizes para Remoção e Instalação da Line Card

Removendo uma Line Card

Instalando uma Line Card

Removendo e Instalando EPAs

Removendo uma EPA da Modular Gigabit Ethernet Line Card

Inserindo uma EPA em uma Modular Gigabit Ethernet Line Card

Removendo e Instalando GBICs

Guias Gerais de Manutenção e Manuseio de GBIC

Removendo o GBIC de uma Ethernet Line Card

Inserindo um GBIC na Gigabit Ethernet Interface

Instalando e Removendo Módulos SFP

Módulo SFP Bale Clasp

Módulo SFP Mylar Tab

Módulo SFP Actuator Button

Módulo SFP Slide Tab

Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Removendo um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Instalando um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Cabeamento e Especificações

Fast Ethernet Interface

Gigabit Ethernet Interface

Cabos de Interface de Fibra Óptica

Removendo e Instalando Cabos de Interface de Fibra Óptica

Limpeza de Conectores de Fibra Óptica

Cabos de Cobre RJ-45 100BASE-T

Removendo e Instalando o Cabo de Cobre RJ-45 100BASE-T

Verificando e Análise de falhas de Instalação

Processo Inicial de Inicialização

LEDs de Status

LEDs Alfanuméricos

Análise de falhas na Instalação

Configurando e Análise de falhas de Interfaces da Line Card

Usando Comandos de Configuração

Configurando uma Ethernet Line Cards

Configurando Contadores 802.1Q VLAN

Verificando a Versão GBIC

Verificando a Versão SFP

Exemplos de Arquivo de Configuração

Análise de falhas Avançados da Line Card

Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software versão 12.0(22)S e Posterior

Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software nas Versões Anteriores a 12.0(22)S

Memória da Line Card

Localizações da Memória da Line Card

Removendo e Instalando a Memória da Line Card

Informações sobre Regulamentação, Conformidade e Segurança

Traduções de Avisos de Segurança e Aprovações Administrativas

Instruções Normativas de Compatibilidade Eletromagnética

Segurança Laser

Obtendo Documentação

Cisco.com

Solicitando Documentação

Feedback da Documentação

Obtendo Assistência Técnica

Website Cisco TAC

Abrindo um caso de TAC

Definições de Prioridades de Casos do Cisco TAC

Obtendo Publicações e Informações Adicionais


Instalação e Configuração da Ethernet Line Card


Número de Ordem do Documento: DOC-7816361=

Este manual contém instruções para a instalação e configuração das line cards Ethernet nos Cisco 12000 Series Routers suportados. Também estão incluídas análise de falhas básicas, técnicas de diagnóstico e ferramentas designadas para ajudar a resolver instalações de line card que não sejam colocadas on-line com êxito.

Índice

Este guia de instalação e configuração inclui as seguintes seções:

Informações importantes

Visão Geral do Produto

Preparação para a instalação

Removendo e Instalando uma Line Card

Removendo e Instalando EPAs

Removendo e Instalando GBICs

Instalando e Removendo Módulos SFP

Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Cabeamento e Especificações

Verificando e Análise de falhas de Instalação

Configurando e Análise de falhas de Interfaces da Line Card

Memória da Line Card

Informações sobre Regulamentação, Conformidade e Segurança

Obtendo Documentação

Obtendo Assistência Técnica

Obtendo Publicações e Informações Adicionais

Informações importantes

Esta seção contém informações sobre os seguintes tópicos:

Números do Produto Ethernet Line Card

Instalação do Hardware do Router

Requisitos de Revisão de Hardware e de Versão do Cisco IOS Software

Opções de Memória

Documentação Relacionada

Números do Produto Ethernet Line Card

A Tabela 1 lista os números de produtos da Cisco para os quais esta publicação se aplica. Este manual substitui os documentos individuais de instalação e configuração da line card Ethernet para o Cisco 12000 Series Router.

Tabela 1 Números do Produto Ethernet Line Card  

Ethernet Line Card
Número de produto Cisco

Fast Ethernet Line Card de 8 portas

8FE-FX-SC=
8FE-FX-SC-B=
8FE-TX-RJ45=
8FE-TX-RJ45-B=

Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

GE-SX/LH-SC=
GE-GBIC-SC-B=

Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

3GE-GBIC-SC=

Gigabit Ethernet Internet Services Engine ISE (Internet Services Engine) Line Card de 4 portas

4GE-SFP-LC=

1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

10X1GE-SFP-LC=
10X1GE-SFP-LC-B=

10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

1X10GE-LR-SC=
1X10GE-ER-SC=

Gigabit Ethernet Line Card Modular

EPA-GE/FE-BBRD=
EPA-3GE-SX/LH-LC=


Instalação do Hardware do Router

Para informações de instalação e configuração do hardware do Cisco 12000 Series Routers, consulte o guia de instalação e configuração do seu router. O manual inclui informações sobre a estrutura de comutação do router e como ela afeta a operação da line card, assim como os locais de slot da line card, a largura do slot e outros requisitos.

Também consulte as publicações da unidade substituível em campo (FRU) que descrevem como instalar, manter e substituir os subsistemas do router, tais como ventiladores, fontes de alimentação, chassi da placa-mãe e assim por diante.

Plataformas suportadas

A Tabela 2 lista as plataformas de router suportadas para line cards Ethernet:

Tabela 2 Plataformas do Router Suportadas na Ethernet Line Card  

Ethernet Line Card
Plataforma Suportada

Fast Ethernet de 8 portas

Todos Cisco 12000 Series Routers

Gigabit Ethernet de 1 porta

Todos Cisco 12000 Series Routers

Gigabit Ethernet de 3 portas

Todos Cisco 12000 Series Routers

Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

Todos Cisco 12000 Series Routers

1-Gigabit Ethernet de 10 portas

Todos os Routers Cisco 12400 e 12800

10-Gigabit Ethernet de 1 porta

Todos os Routers Cisco 12400 e 12800

Modular Gigabit Ethernet

Todos os Routers Cisco 12400 e 12800



Observação O Cisco 12000 Series Routers deve apresentar um conjunto completo de placas de estrutura de comutação instaladas para suportar as line cards Ethernet. Consulte o guia de instalação e configuração apropriado do Cisco 12000 Series Router para informações sobre a estrutura de comutação e outros requisitos relacionados.



Observação Já que as line cards 1-Gigabit Ethernet de 10 portas, 10-Gigabit Ethernet de 1 porta e Modular Gigabit Ethernet exigem um slot de gabinete de placa com 1,8 polegada (4,5 centímetros) de largura, essas line cards só podem ser utilizadas nos Cisco 12416 Router, Cisco 12410 Router, Cisco 12406 Router, Cisco 12404 Router, Cisco 12816 Router e Cisco 12810 Router.


Requisitos de Revisão de Hardware e de Versão do Cisco IOS Software

As line cards Ethernet apresentam alguns requisitos do Cisco IOS software. Além disso, para assegurar a compatibilidade com o software, uma line card Ethernet deve apresentar um número de revisão de hardware específico. O número está impresso em uma etiqueta afixada ao lado do componente da placa e é exibido pelo comando show diag .

A Tabela 3 lista os requisitos de hardware e de software das line cards Ethernet.

Tabela 3 Line Card de Ethernet, Versão do Cisco IOS e Compatibilidade da Versão do Hardware 

Ethernet Line Card
Número da Peça
Line Card
Versão de Software IOS Mínima
Necessário
Versão de Hardware

Fast Ethernet de 8 portas

8FE-FX-SC=
(fibra óptica)

Versão 11.2(18)GS2 ou mais recente e 12.0(6)S ou mais recente de 12.0S

73-3684-03

8FE-FX-SC-B=
(fibra óptica)

11.2(19)GS4 ou versão mais recente da 11.2GS4; ou 12.0(10)S ou versão mais recente de 12.0S

73-3684-03

8FE-TX-RJ45= (cobre)

Versão 11.2(18)GS2 ou mais recente e 12.0(6)S ou mais recente de 12.0S

73-3683-03

8FE-TX-RJ45-B= (cobre)

11.2(19)GS4 ou versão mais recente da 11.2GS4; ou 12.0(10)S ou versão mais recente de 12.0S

73-3683-03

Gigabit Ethernet de 1 porta

GE-SX/LH-SC=

Versão 12.0(5)S ou mais recente de 12.0S

73-3302-03, revisão A0 ou mais recente

GE-GBIC-SC-B=

Versão 12.0(10)S ou mais recente de 12.0S

73-3302-04, revisão A0 ou mais recente

Gigabit Ethernet de 3 portas

3GE-GBIC-SC=

As line cards Ethernet equipadas com multimodo de percurso curto (WS-G5484=), modo simples de percurso longo (WS-G5486=), ou GBICs (Gigabit Interface Converters) de modo simples e distância prolongada (WS-G5487=) são compatíveis com a versão 12.0(11)S3 do Cisco IOS ou uma versão mais recente do 12.0S.

As line cards Ethernet equipadas com GBICs CWDM (Coarse Wave Division Multiplexing) em qualquer um dois oito comprimentos de onda com suporte são compatíveis com a Versão 12.0(23)Sn do Cisco IOS ou uma versão mais recente do 12.0S.

73-4775-02 revisão A0 ou mais recente

Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

4GE-SFP-LC=

Cisco IOS Versão 12.0(25)S ou mais recente

73-8517-03, revisão A0 ou mais recente

1-Gigabit Ethernet de 10 portas

10X1GE-LC=

Versão 12.0(19)S ou mais recente de 12.0S; ou 12.0(19)ST ou mais recente de 12.0ST

73-5479-06 ou mais recente

10X1GE-LC-B=

Versão 12.0(21)S ou mais recente de 12.0S; ou 12.0(21)ST ou mais recente de 12.0ST

73-7673-02 ou mais recente

10-Gigabit Ethernet de 1 porta

1X10GE-LR-SC=
(transceptor de tecnologia ótica a laser LR)

Versão 12.0(23)S ou mais recente de 12.0S1

73-7182-01 ou mais recente

1X10GE-ER-SC=
(transceptor de tecnologia ótica a laser ER)

Versão 12.0(23)S ou mais recente de 12.0S

73-7182-01 ou mais recente

Modular Gigabit Ethernet

EPA-GE/FE-BBRD=

Versão 12.0(23)S ou mais recente de 12.0S

73-6701-02

EPA-3GE-SX/LH-LC=

Versão 12.0(23)S ou mais recente de 12.0S

73-6701-02

1 O Cisco IOS Versão12.0(22)S não fornece suporte para as line cards Ethernet 1X10GE-LR-SC.


Os comandos show diag slot_number, show version e show hardware exibem a configuração atual do hardware do router, incluindo a versão do software do sistema que está carregada e sendo executada no momento e o número de revisão do hardware. Para descrições completas dos comandos show, consulte o Cisco IOS Guia de Configuração dos Princípios Básicos de Configuração e Referências a Comandos Básicos de Configuração do Cisco IOS para a versão instalada do Cisco IOS.

Se as telas do comando indicarem que o Cisco IOS software é uma versão anterior à versão que você precisa, verifique o conteúdo da memória flash para determinar se as imagens exigidas estão disponíveis no sistema. O comando dir devicename exibe uma lista de todos os arquivos armazenados na memória. Se você não possui a versão correta do software, entre em contato com o serviço de atendimento ao cliente Cisco.

Para obter mais informações sobre configuração de software, consulte a configuração do Cisco IOS software e as publicações de referências a comandos para a versão instalada do Cisco IOS. Consulte também as release notes de versão do Cisco IOS software para obter mais informações.

Opções de Memória

As opções de line card Ethernet variam de acordo com a line card. Consulte a sessão "Memória da Line Card" para obter mais informações.

Documentação Relacionada

Essa publicação descreve a instalação básica e a configuração inicial das line cards Ethernet. Para obter informações completas sobre configuração, consulte as seguintes publicações:

Guia de Instalação e Configuração do Cisco 12xxx Series Internet Router

Guia de Configuração dos Princípios Básicos de Configuração do Cisco IOS

Referências a Comandos dos Princípios Básicos de Configuração do Cisco IOS

Guia de Configuração do Software para o Cisco 12000 Series Internet Router

Release notes da Versão 12.0S do Cisco IOS para Cisco 12000 Series Internet Routers

Diagnóstico de Campo para Cisco 12000 Series Internet Router

Informações de Conformidade com Regulamentações e Segurança para Cisco 12000 Series Internet Routers

Consulte a seção "Obtendo a Documentação" para informações sobre como obter estas publicações.

Visão Geral do Produto

As sessões seguintes fornecem informações sobre os produtos line card Ethernet:

Comparação da Ethernet Line Card

Fast Ethernet Line Card de 8 portas

Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

Gigabit Ethernet ISE Line Card de 4 portas

1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Gigabit Ethernet Line Card Modular

Comparação da Ethernet Line Card

A Tabela 4 fornece informações comparativas sobre line cards Ethernet. A primeira line card Ethernet apresenta uma interface Fast Ethernet e as outras uma interface Gigabit Ethernet.

Tabela 4 - Comparação do Hardware da Ethernet Line Card 

Ethernet Line Card
Número da Peça
Line Card
Portas
GBIC Conectável
SFP Conectável
Placa-filha EPA
Inserível
Cabo e Conector

Fast Ethernet de 8 portas

8FE-FX-SC=
(fibra óptica)

8

Fibra multimodo com conectores SC

8FE-FX-SC-B=
(fibra óptica)

8

Fibra multimodo com conectores SC

8FE-TX-RJ45= (cobre)

8

Cabo de interface UTP categoria 5 com cabeamento MDI e conectores RJ-45

8FE-TX-RJ45-B= (cobre)

8

Cabo de interface UTP categoria 5 com cabeamento MDI e conectores RJ-45

Gigabit Ethernet de 1 porta

GE-SX/LH-SC=

1

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores SC (dependendo do GBIC)

GE-GBIC-SC-B=

1

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores SC (dependendo do GBIC)

Gigabit Ethernet de 3 portas

3GE-GBIC-SC=

3

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores SC (dependendo do GBIC)

Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

4GE-SFP-LC=

4

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores LC (dependendo do SFP)

1-Gigabit Ethernet de 10 portas

10X1GE-SFP-LC=

10

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores LC (dependendo do SFP)

10X1GE-SFP-LC-B=

10

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores LC (dependendo do SFP)

10-Gigabit Ethernet de 1 porta

1X10GE-LR-SC=
(transceptor de tecnologia ótica a laser LR)

1

Fibra de modo simples com conectores SC

1X10GE-ER-SC=
(transceptor de tecnologia ótica a laser ER)

1

Fibra de modo simples com conectores SC

Modular Gigabit Ethernet

EPA-GE/FE-BBRD= e
EPA-3GE-SX/LH-LC= (placa-filha)

1 a 10

X

X

Fibra multimodo ou modo simples com conectores LC (dependendo do SFP)



Cuidado Para evitar problemas no sistema, não utilize GBICs (Gigabit Interface Converters) de outros fornecedores. Utilize apenas o GBIC que foi enviado junto com a line card Ethernet. O GBIC contém um EPROM interno que o identifica no Cisco IOS software.


Cuidado Utilize apenas módulos conectáveis de fator de forma pequeno (SFPs) fornecidos pela Cisco no Cisco 12000 Series Routers. Cada módulo SFP contém um número de série interno programado seguramente pelo fabricante do módulo SFP com informações que oferecem uma maneira para que a Cisco (por meio do Cisco IOS software) identifique e valide o módulo SFP como um tipo de módulo qualificado pela Cisco para operar com as line cards Gigabit Ethernet. Os módulos SFP não aprovados (os não comprados diretamente da Cisco) não funcionam.

Fast Ethernet Line Card de 8 portas

A line card Fast Ethernet de 8 portas oferece oito interfaces Fast Ethernet (IEEE 802,3u) que operam a uma taxa de dados full-duplex de 100 Mbps cada uma.

A line card Fast Ethernet de 8 portas suporta transceptores Fast Ethernet de cobre ou de fibra óptica. A interface de fibra óptica 100BASE-FX suporta conectores duplex SC multimodo operando no modo semi-duplex ou full-duplex. A interface de cobre suporta os padrões 100BASE-TX semi-duplex e full-duplex que utilizam um conector RJ-45.

Existem dois modelos, cada um com revisões atualizadas (-B) da line card Fast Ethernet de 8 portas. As duas versões de interface de fibra óptica são funcionalmente equivalentes; porém, o modelo -B contém alguns ASICs e chips de memória mais recentes e exigem uma versão posterior do Cisco IOS. As versões de interface de cobre também são funcionalmente equivalentes; o modelo -B contém alguns ASICs e chips de memória mais recentes e exigem uma versão posterior do Cisco IOS. Os painéis frontais são exibidos na Figura 1.

Figura 1 Line Card Fast Ethernet de 8 Portas

1

Alavanca do ejetor

4

LEDs Alfanuméricos

2

LED de Status (um por porta)

5

Alavanca do ejetor

3

8 portas RJ-45 de cobre em uma versão cabeada

6

8 conectores SC em uma versão de fibra


A Tabela 5 resume as ópticas e os conectores utilizados pela line card Fast Ethernet Fast de 8 portas.

Tabela 5 8-Tipos de Óptica e Conectores da Fast Ethernet Line Card de 8 portas

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

8FE-FX-SC,
8FE-FX-SC-B

850 nm (enviar),
850 nm (receber)

200 m

SC

8FE-TX-RJ45,
8FE-TX-RJ45

100BASE-TX

100 m

RJ-45


Figura 2 LEDs Integrados de Status de Recepção e Transmissão

1

Borda frontal da placa

2

LEDs Integrados (8)



Observação O LED Link está localizado no painel frontal da line card. Os LEDs de recepção e transmissão estão localizados na line card e não são visíveis quando uma line card está totalmente instalada no GSR.


Para obter mais informações sobre conectores, cabeamento e interfaces de Fast Ethernet, consulte a seção "Interface de Fast Ethernet" e a seção "Cabeamento e Especificações".

Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

A line card Gigabit Ethernet de 1 porta fornece ao Cisco 12000 Series Routers uma interface de tecnologia ótica Ethernet que opera a uma taxa de 1 Gbps. A placa fornece ao Cisco 12000 Series Routers uma conexão multimodo ou de modo simples Gigabit Ethernet SC de porta única. A interface de tecnologia ótica Ethernet é fornecida pelo módulo GBIC na line card Gigabit Ethernet de 1 porta.

Figura 3 Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

1

Alavanca do ejetor

4

LEDs Alfanuméricos

2

Porta Gigabit Ethernet (fornecida pelo GBIC em um modelo de line card)

5

Alavanca do ejetor

3

LEDs de Status

   

A Tabela 6 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card Gigabit Ethernet de 1 porta.

Tabela 6 Tipos de Óptica e Conectores da Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

GE-SX/LH-SC

Consulte a Tabela 14.

Consulte a Tabela 14.

SC

GE-GBIC-SC-B

Consulte a Tabela 14.

Consulte a Tabela 14.

SC


Para obter mais informações, consulte a seção "Módulos do Transceptor de Tecnologia Ótica a Laser GBIC" e a seção "Cabeamento e Especificações".

A configuração padrão da memória de router de line card é de 128 MB; um DIMM de 128 MB é instalado no soquete DRAM DIMM0 da memória de router. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

A line card Gigabit Ethernet de 3 portas fornece ao Cisco 12000 Series Routers três interfaces de tecnologia ótica Gigabit Ethernet em uma única line card. Essas interfaces fornecerão conexões de alta velocidade para outros dispositivos de rede, como o Cisco 12000 Series Routers, outros routers, ou switches de 2 camadas e de 3 camadas que suportam interfaces Gigabit Ethernet. A line card Gigabit Ethernet de 3 portas suporta taxas de linha completa com duas portas em serviço, enquanto a terceira porta estiver fechada. Com três portas ativadas, a transferência da line card Gigabit Ethernet de 3 portas fica limitada ao mecanismo de encaminhamento da line card de 4 milhões de pacotes por segundo (4 Mpps) a 64 bytes.

As três portas do painel frontal da line card são os números das portas 0, 1, e 2, da parte superior da placa até a parte inferior. Cada porta consiste em um receptáculo para um módulo de transceptor de tecnologia ótica a laser GBIC substituível em campo, que é inserido no receptáculo para fornecer a interface de tecnologia ótica Ethernet Gigabit.

Ao lado de cada porta da line card há três LEDs verdes alinhados verticalmente e rotulados de cima para baixo da seguinte forma: Ligação, Active e RX Frame.

Essa line card exige um slot de line card estreito dentro do chassi do router. A Figura 4 exibe a line card.

Figura 4 Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

1

Alavanca do ejetor

4

Porta 1 GBIC

7

LEDs de Status da Porta 2

2

Porta 0 GBIC

5

LEDs de Status da Porta 1

8

LEDs Alfanuméricos

3

LEDs de Status da Porta 0

6

Porta 2 GBIC

9

Alavanca do ejetor


Tabela 7 Tipos de Óptica e Conectores da Gigabit Ethernet Line Card de 3 portas

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

3GE-GBIC-SC

Consulte a Tabela 14.

Consulte a Tabela 14.

SC


A Tabela 7 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card Ethernet Gigabit de 1 porta.

Para mais informações, consulte a seção "Módulos do Transceptor de Tecnologia Ótica a Laser GBIC" e a seção "Cabeamento e Especificações".

A configuração padrão da memória de router da line card é de 128 MB; um DIMM de 128-MB é instalado no soquete DRAM DIMM0 da memória de router. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

Gigabit Ethernet ISE Line Card de 4 portas

A line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas fornece ao Cisco 12000 Series Routers três interfaces de tecnologia ótica Gigabit Ethernet em uma única line card, utilizando módulos SFP substituíveis em campo. A line card fornece conexões de alta velocidade para outros dispositivos de rede, como outros Cisco 12000 Series Router, outros routers ou switches de 2 camadas e de 3 camadas que suportam interfaces Gigabit Ethernet. A transferência da line card Gigabit Ethernet de 4 portas é limitada a 4 milhões de pacotes por segundo (4 Mpps) a 64 bytes, portanto as quatro portas não podem ser executadas em taxa de linha.

A Figura 5 exibe a vista frontal da line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas.

Figura 5 - Gigabit Ethernet ISE Line Card de 4 portas

1

Alavanca do ejetor (uma em cada ponta)

3

LEDs Alfanuméricos

2

LEDs de Status (um conjunto por porta)

4

Porta (fornecida pelo módulo SFP)


A Tabela 8 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas.

Tabela 8 - Tipos de Óptica e Conectores da Gigabit Ethernet ISE Line Card de 4 portas

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

4GE-SFP-LC

Consulte a Tabela 18.

Consulte a Tabela 18.

LC


Para mais informações, consulte a seção "Módulos Gigabit Ethernet SFP " e a seção "Cabeamento e Especificações".

A line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas é fornecida com uma memória de router de 256 MB e uma memória de pacote de 512 MB. A memória de router pode receber manutenção em campo. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

A line card 1-Gigabit Ethernet de 10 portas, projetada para aplicações de alta densidade e de agregação de servidor, fornece ao Cisco 12400 e12800 Routers10 interfaces de tecnologia ótica Gigabit Ethernet 802.3 em uma única line card. Essas interfaces oferecem conexões de alta velocidade para outros dispositivos de rede, como outros Cisco 12000 Series Router, outros routers ou switches de 2 camadas ou de 3 camadas que suportam interfaces Gigabit Ethernet. A Figura 6 exibe a visão frontal da line card.

As 10 portas do painel frontal da line card são numeradas de 0 a 9, da parte superior da placa até a parte inferior. Cada porta é formada por um receptáculo para um módulo de transceptor de tecnologia ótica a laser SFP substituível em campo, que é inserido no receptáculo para fornecer a interface de tecnologia ótica Gigabit Ethernet.

Ao lado de cada porta da line card há três LEDs verdes alinhados verticalmente e rotulados de cima para baixo da seguinte forma: LIGAÇÃO, ACTIVE e RX FRAME.


Observação A versão 10X1GE-SFP-LC-B dessa placa não é mostrada. O modelo 10X1GE-SFP-LC-B da line card 1-Gigabit Ethernet de 10 portas é aprimorado com pequenas características de hardware que não estão disponíveis com o desenho original.


Figura 6 1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

1

Receptáculo do módulo SFP

2

LEDs de status de porta

3

LEDs Alfanuméricos


A Tabela 9 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card 1-Gigabit Ethernet de 10 portas.

Tabela 9 Tipos de Óptica e Conectores da 1-Gigabit Ethernet Line Card de 10 portas

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

10X1GE-SFP-LC,
10X1GE-SFP-LC-B

Consulte a Tabela 18.

Consulte a Tabela 18.

LC


Para mais informações, consulte a seção "Módulos SFP Gigabit Ethernet" e a seção "Cabeamento e Especificações".

A line card 1-Gigabit Ethernet de 10 portas é enviada com as seguintes configurações de memória instaladas:

256 MB de memória do processador de rota (Número do Produto MEM-LC4-256)

512 MB de memória de pacote (Número do Produto MEM-LC4-PKT-512)—256 MB em cada sentido de transmissão e recepção

A memória da line card nas line cards do Engine 4 (memória de pacote e de rota) não é substituível em campo. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

A line card 10-Gigabit Ethernet de 1 porta oferece ao Cisco 12000 Series Routers uma interface de tecnologia ótica 10-Gigabit Ethernet 802.3ae. Essa interface fornece uma conexão de alta velocidade para outros dispositivos de rede, como o Cisco 12000 Series Routers12000, outros routers ou switches de 2 camadas e 3 camadas que suportam interfaces 10-Gigabit Ethernet. A Figura 7 exibe a visão frontal da line card.

A porta do painel frontal da line card é a porta número 0. Esta porta utiliza um transceptor de tecnologia ótica a laser embutido para oferecer uma interface de tecnologia ótica 10-Gigabit Ethernet. O transceptor é formado por duas interfaces de tecnologia ótica—transmissão a laser (TX) e recepção a laser (RX)—que utilizam conectores SC.

Ao lado da porta da line card há três LEDs verdes alinhados verticalmente e rotulados de cima para baixo da seguinte forma: LIGAÇÃO, ACTIVE e RX FRAME.

Figura 7 10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

1

Alavanca do ejetor

3

Porta RX

5

LEDs Alfanuméricos

2

Porta TX

4

LEDs de Status

6

Alavanca do ejetor


A Tabela 10 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card 10-Gigabit Ethernet de 1 porta.

Tabela 10 - Tipos de Óptica e Conectores da 10-Gigabit Ethernet Line Card de 1 porta

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

1X10GE-LR-SC

1550 nm (enviar),
1300 nm a 1570 nm (receber)

20 km

SC

1X10GE-ER-SC

1550 nm (enviar),
1300 nm a 1570 nm (receber)

75 km

SC


Para mais informações, consulte a seção "10-Gigabit Ethernet" e a seção "Cabeamento e Especificações".

A line card 10-Gigabit Ethernet de 1 porta é fornecida com uma memória do processador de rota de 256 MB e uma memória de pacote de 512 MB. A line card 10-Gigabit Ethernet de 1 porta não é substituível em campo. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

Gigabit Ethernet Line Card Modular

A line card Modular Gigabit Ethernet, projetada para aplicações de alta densidade e de agregação de servidores, fornece ao Cisco 12000 Series Routers até 10 interfaces de tecnologia ótica Gigabit Ethernet 802.3. Essas interfaces oferecem conexões de alta velocidade para outros dispositivos de rede, como outros Cisco 12000 Series Routers, outros tipos de routers, ou switches de 2 camadas ou de 3 camadas que suportam interfaces Gigabit Ethernet.

Além de um receptáculo Gigabit Ethernet SFP embutido, a line card Modular Gigabit Ethernet apresenta três bastidores onde é possível instalar os adaptadores de porta Ethernet (EPAs). Cada EPA possui três receptáculos que podem ser preenchidos por SFPs Gigabit Ethernet, em um total de 10 portas Gigabit Ethernet (uma embutida, mais três em cada um dos três EPAs). A line card Ethernet é fornecida com 0, 1, 2, ou 3 EPAs instalados e pelo menos um módulo SFP instalado.

Ao lado da porta da line card há três LEDs verdes alinhados verticalmente e rotulados de cima para baixo da seguinte forma: LIGAÇÃO, ACTIVE e RX FRAME.

A Figura 8 exibe a visão frontal vertical da line card e o conector do painel traseiro.

Figura 8 Modular Gigabit Ethernet Line Card

1

Alavanca do ejetor (uma em cada ponta)

3


Receptáculo SFP embutido


5


LEDs de Status

2

EPA (três bastidores)

4

LEDs Alfanuméricos

   

A Tabela 11 resume os conectores e a óptica utilizada pela line card Modular Gigabit Ethernet.

Tabela 11 - Tipos de Óptica e Conectores da Modular Gigabit Ethernet Line Card

Número da peça
Óptica/Transmissão
Distância Máxima
Tipo de conector

EPA-GE/FE-BBRD,
EPA-3GE-SX/LH-LC

Consulte a Tabela 18.

Consulte a Tabela 18.

LC


Para mais informações, consulte a seção "Módulos Gigabit Ethernet SFP " e a seção "Cabeamento e Especificações".

As line cards Ethernet são enviadas com as seguintes configurações de memória instaladas:

256 MB de memória do processador de rota

512 MB de memória do pacote—256 MB em cada sentido de transmissão e recepção

A memória dessa line card (memória de pacote e de rota) não é substituível em campo. Para mais informações sobre a memória, consulte a seção "Memória da Line Card".

Preparação para a instalação

As seções seguintes fornecem informações sobre a preparação para a instalação de line cards:

Diretrizes de Segurança

Prevenindo Descarga Eletrostática

Ferramentas e Equipamentos Necessários

Diretrizes de Segurança

Antes de realizar qualquer procedimento desta publicação, revise as diretrizes de segurança nesta seção para evitar danos pessoais ou ao equipamento.

As seguintes diretrizes são para sua segurança e para proteger o equipamento. As diretrizes não incluem todos os riscos. Fique alerta.


Observação Revise os avisos de segurança relacionados na publicação Informações de Conformidade com Regulamentações e Segurança para Cisco 12000 Series Internet Router (Número do Documento 78-4347-xx), que acompanha seu router, antes da instalação, configuração ou manutenção de uma line card.


Mantenha a área de trabalho limpa e sem poeira durante e após a instalação. Não permita a entrada de sujeira ou partículas nos componentes a laser.

Não use roupas soltas, jóias ou outros itens que possam ficar presos no router durante o trabalho com as line cards.

O equipamento Cisco opera com segurança quando é utilizado de acordo com as especificações e instruções de uso do produto.

Antes de trabalhar com laser óptico, leia a seção "Segurança Laser".

Prevenindo Descarga Eletrostática

Os danos provocados por ESD (descarga eletrostática), que podem ocorrer quando as placas do circuito impresso eletrônico são manejadas indevidamente, podem resultar em falhas completas ou intermitentes. A proteção da interferência eletromagnética (EMI) é um componente integrante da line card. A Cisco recomenda o uso de pulseira antiestática sempre que você estiver lidando com equipamentos de rede ou um de seus componentes.

As diretrizes para evitar danos de ESD são as seguintes:

Sempre use uma pulseira antiestática de pulso ou tornozelo e verifique se ela está pleno contato com a pele. Conecte a ponta do cabo de conexão do equipamento a um soquete de conexão ESD no router ou a uma superfície metálica limpa do chassi.

Manuseie as line cards Ethernet apenas pelos parafusos prisioneiros de instalação, pelo cabo fornecido, pelas alavancas ejetoras ou pela portadora de metal da line card; evite tocar na placa ou nos pinos do conector.

Coloque as line cards Ethernet removidas com a placa para cima em uma superfície antiestática ou em uma bolsa com proteção estática. Se pretende devolver o componente à fábrica, coloque-o imediatamente em uma bolsa com proteção estática.

Evite o contato das line cards Ethernet com a roupa. A pulseira só protege a placa das voltagens ESD no corpo; as voltagens ESD nas roupas ainda podem causar danos.


Aviso Para fins de segurança, verifique periodicamente o valor da resistência da pulseira ESD. A medida deve ser entre 1 e 10 megaohms.


Ferramentas e Equipamentos Necessários

São necessárias as seguintes ferramentas e peças para remover e instalar as line cards Ethernet:

Chave de fenda com ponta lisa ou chave Philips

Pulseira antiestática de pulso ou tornozelo e instruções

Cabos de interface para conectar o line card Ethernet a outro router ou switch

Todos os módulos EPAs, GBICs, SFP ou a memória que você precisa instalar (e que ainda não instalou)


Observação Precisando de equipamento adicional, consulte o Cisco.com ou o seu representante de serviço para pedir informações.


Consulte a descrição individual da line card na seção "Visões Geral do Produto" para obter mais informações. A Tabela 4 relaciona os requisitos de hardware de cada line card Ethernet.

Removendo e Instalando uma Line Card

As seguintes seções fornecem os procedimentos de remoção ou instalação de uma line card:

Diretrizes para Remoção e Instalação da Line Card

Removendo uma Line Card

Instalando uma Line Card


Observação Consulte a seção "Diretrizes para Remoção e Instalação da Line Card" antes de remover uma line card quando o router estiver ligado.



Observação Os procedimentos nas seguintes seções utilizam ilustrações de um Cisco 12012 Internet Router para dar suporte às descrições de remoção e instalação de line cards. Ainda que os gabinetes de placa do Cisco 12000 Series Routers sejam diferentes do número de slots da placa, o uso designado dos slots e o processo de remoção e instalação de uma line card são basicamente os mesmos. Portanto, não estão incluídos nesta publicação procedimentos e ilustrações separados de outros routers Cisco.


Diretrizes para Remoção e Instalação da Line Card

As diretrizes para remoção e instalação da line card incluem o seguinte:

Suporte à inserção e remoção on-line (OIR), permitindo remover e instalar as line cards enquanto o router estiver em funcionamento. A OIR é simples para os usuários de rede, mantendo todas as informações de roteamento e assegurando a preservação da sessão.


Observação Com a OIR, não é obrigatório a notificação do software ou reinicialização da energia. Entretanto, você tem a opção de usar o comando shutdown antes de remover uma line card.


Após a reinstalação de uma line card, o router faz o download automático do software necessário do processador de rota (RP). Em seguida, o router coloca on-line apenas as interfaces que correspondem à configuração atual e que estavam configuradas previamente como administrativamente ativado. Você deve proceder à configuração de todos os outros com o comando configuração.


Cuidado O sistema poderá indicar uma falha de hardware se você não seguir os procedimentos adequados. Remova ou insira apenas uma line card de cada vez. Espere pelo menos 15 segundos para que o router complete as tarefas anteriores antes de remover ou inserir outra line card.

Depois de remover e inserir uma line card no mesmo slot, espere pelo menos 60 segundos antes de remover e inserir outra line card.

As line cards têm duas alavancas de ejetor para soltar a line card do conector do painel traseiro. Durante a instalação, utilize as alavancas para remover a line card e para encaixá-la firmemente no conector do painel traseiro. As alavancas do ejetor alinham e encaixam os conectores da placa no painel traseiro.


Cuidado Quando remover uma line card, sempre utilize as alavancas do ejetor para assegurar que os pinos do conector estejam desconectados do painel traseiro na seqüência esperada pelo router. Qualquer placa que só estiver parcialmente conectada à placa mãe poderá interromper o router.

Ao instalar uma line card, sempre use as alavancas do ejetor para assegurar que a placa esteja corretamente alinhada ao conector do painel traseiro; os pinos do conector devem estar em contato com o painel traseiro na ordem correta, indicando que a placa está totalmente encaixada ao painel traseiro. Se uma placa estiver apenas parcialmente encaixada ao painel traseiro, o router será suspenso e conseqüentemente quebrará.

Para mais informações sobre a configuração da line card, consulte a seção "Configuração e Análise de falhas de Line Card Interfaces".

Removendo uma Line Card

Ao substituir uma line card com defeito, primeiro remova a já existente e instale a nova line card no mesmo slot. Para remover uma line card, utilize a Figura 9 como referência e siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte e remova todos os cabos de interface das portas; observe as conexões atuais dos cabos às portas na line card.

Etapa 3 Desconecte o suporte de gerenciamento de cabos da line card.

Etapa 4 Utilize uma chave de parafuso para afrouxar os parafusos prisioneiros em cada extremidade da placa da line card. (Consulte a Figura 9a.)

Figura 9 - Diretrizes para Remoção e Instalação da Line Card


Cuidado Quando remover uma line card, sempre utilize as alavancas do ejetor para assegurar que os pinos do conector da line card estejam desconectados do painel traseiro na seqüência lógica esperada pelo router. Qualquer line card que só estiver parcialmente conectada ao painel traseiro pode interromper o router.

Etapa 5 Gire simultaneamente as alavancas do ejetor para soltar a line card do conector do painel traseiro. (Consulte a Figura 9b.)

Etapa 6 Segure as alavancas do ejetor e puxe metade da line card para fora do slot.

Etapa 7 Segure a line card e retire-a cuidadosamente do slot, mantendo a outra mão sob a line card para guiá-la. (Consulte a Figure 9c.) Evite tocar na placa de circuito impresso, nos componentes ou nos pinos conectores da line card.

Etapa 8 Coloque a line card removida em um material antiestático ou coloque-a imediatamente em uma sacola antiestática, se planejar devolvê-la à fábrica.

Etapa 9 Se o slot da line card permanecer vazio, instale uma line card em branco (Número do Produto MAS-GSR-BLANK) para manter o chassi sem poeira e manter o fluxo de ar apropriado no compartimento da line card. Prenda a line card em branco ao chassi apertando seus parafusos prisioneiros.



Cuidado Cuidado para não danificar ou mudar de posição as garras da mola EMI localizadas na borda frontal da placa da line card.


Observação Sempre insira um plugue contra poeira em uma porta de tecnologia ótica aberta para cada porta que não estiver em uso.


Para informações sobre como desligar cabos de interface, consulte a seção "Remoção e Instalação de Cabos de Interface de Fibra Óptica".

Para informações sobre como remover o suporte de gerenciamento de cabos, consulte a seção "Remoção do Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card".

Instalando uma Line Card

Uma line card se encaixa em quase todos os slots de line card e se conecta diretamente ao painel traseiro. Ao instalar uma line card nova, você deverá primeiro remover a line card em branco do slot disponível.


Observação Consulte o guia de instalação e configuração do seu router para obter informações sobre os tipos de slot para line cards, larguras de slot, e locais de slot.



Cuidado O sistema poderá indicar uma falha de hardware se você não seguir os procedimentos adequados. Remova ou insira apenas uma line card de cada vez. Esperar pelo menos 15 segundos para que o router conclua as tarefas anteriores antes de remover ou inserir outra line card.

Para instalar uma line card, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Escolha um slot de line card disponível e verifique se o cabo de interface da line card tem comprimento suficiente para conectar a line card aos equipamentos externos.


Cuidado Para evitar danos de ESD, manuseie as line cards apenas pelos parafusos prisioneiros de instalação, pelo cabo fornecido, pelas alavancas ejetoras ou pela portadora de metal da line card. Não toque em nenhum dos componentes elétricos ou no circuito.

Etapa 3 Segure a placa (ou haste) da line card com uma das mãos e coloque a outra mão por baixo do transportador da placa para apoiar o peso da placa; posicione a placa para inserção no slot do gabinete da placa. Evite tocar na placa de circuito impresso, nos componentes ou nos pinos conectores da line card.

Etapa 4 Encaixe cuidadosamente a line card no slot até que as alavancas do ejetor encostem nas pontas do gabinete da placa, em seguida, pare quando os ganchos da alavanca do ejetor engatarem na extremidade do gabinete da placa. Se não engatar, tente reinserir a line card até que os ganchos da alavanca estejam totalmente travados. (Consulte a Figura 10.)

Figura 10 Alavancas do Ejetor


Cuidado Ao instalar uma line card, utilize sempre as alavancas do ejetor para garantir que a placa se alinhe corretamente ao conector do painel traseiro, os pinos conectores da placa fiquem em contato com o painel traseiro na ordem correta e a placa se encaixe totalmente no painel traseiro. Uma placa que esteja apenas parcialmente encaixada no painel traseiro pode fazer com que o conector se solte e conseqüentemente quebre.

Etapa 5 Gire simultaneamente as alavancas do ejetor em direção uma da outra até ficarem perpendicular à placa da line card. Essa ação encaixa firmemente a placa no painel traseiro.

Etapa 6 Utilize uma chave de fenda de ponta lisa de 3/16 polegadas para apertar os parafusos prisioneiros em cada ponta da placa da line card para garantir proteção adequada contra EMI e para evitar que a line card fique parcialmente desencaixada do painel traseiro.


Cuidado Para garantir espaço adequado para as line cards adicionais, sempre aperte os parafusos prisioneiros de instalação em cada line card recém-instalada antes de inserir as line cards adicionais. Esses parafusos também evitam a remoção acidental e oferecem aterramento adequado e proteção contra EMI para o router.

Etapa 7 Instalar o suporte de gerenciamento de cabos.

Etapa 8 Instalar os módulos GBIC ou SFP, e as placas-filhas EPA, nas line cards que as utilizem.

Etapa 9 Instalar os cabos de interface.


Para informações sobre como instalar o suporte de gerenciamento de cabos, consulte a seção "Instalação do Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card".

Para informações sobre a instalação de EPAs, consulte a seção "Remoção e Instalação de EPAs".

Para informações sobre a instalação de GBICs, consulte a seção "Remoção e Instalação de GBICs".

Para informações sobre a instalação dos módulo SFP, consulte a seção "Remoção e Instalação de Módulos SFP".

Para informações sobre como instalar cabos de interface, consulte a seção "Remoção e Instalação de Cabos de Interface de Fibra Óptica".

Para informações sobre verificação e análise de falhas de instalação de hardware, consulte a seção " Verificação e Análise de falhas de Instalação".

Removendo e Instalando EPAs

A line card Modular Gigabit Ethernet é fornecida com 0, 1, 2, ou 3 EPAs instalados. Sendo necessário adicionar ou modificar uma EPA, siga os procedimentos destas seções:

Removendo uma EPA da Modular Gigabit Ethernet Line Card

Inserindo uma EPA em uma Modular Gigabit Ethernet Line Card

A Figura 11 exibe uma visualização mecânica ampliada de uma EPA Gigabit Ethernet com três receptáculos SFP da line card, um módulo SFP, e um cabo do tipo LC duplex.

Figura 11 Removendo e Substituindo EPAs

Removendo uma EPA da Modular Gigabit Ethernet Line Card

É possível remover uma EPA da line card Modular Gigabit Ethernet com ou sem módulos SFP instalados.

Para remover uma EPA da line card Modular Gigabit Ethernet, utilize a Figura 12 como referência e siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte o conector de fibra óptica LC do módulo SFP.

Anote qual plugue de conector de cabo é TX e qual é RX para quando for recolocar.

Etapa 3 Insira um plugue contra poeira nas portas de tecnologia ótica do módulo SFP para manter as interfaces de tecnologia ótica limpas.

Etapa 4 Remova a line card Modular Gigabit Ethernet do chassi, conforme descrito na seção " Remoção de uma Line Card" , e coloque a line card em uma superfície lisa e plana.

Etapa 5 Utilize uma chave Phillips para afrouxar e desaparafusar os parafusos que conectam a EPA a line card, localizados na placa da line card, conforme demonstrado na Figura 12A.

Etapa 6 Utilize uma chave Phillips para afrouxar e desaparafusar o parafuso que conecta a EPA ao interior da line card, conforme demonstrado na Figura 12B.

Etapa 7 Levante com cuidado um lado da EPA para desconectar a EPA da line card, conforme demonstrado na Figura 12C.


Cuidado Para evitar danos por descarga eletrostática, manuseie as EPAs somente pelas bordas da placa portadora .


Cuidado Evite tocar na placa de circuito impresso da EPA, nos componentes ou nos pinos conectores da line card.


Figura 12 Remoção de uma EPA

Se o bastidor da EPA permanecer vazio, instale uma EPA em branco (Número do Produto MAS-EPA-BLANK=) para manter a line card sem poeira, mantendo o fluxo de ar apropriado e EMI através da line card e do chassi.

Inserindo uma EPA em uma Modular Gigabit Ethernet Line Card

Para inserir de uma EPA em uma line card Modular Gigabit Ethernet, siga essas etapas:


Aviso Use uma correia de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD para executar esse procedimento. Fixe uma correia de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso, antes de executar esse procedimento.



Etapa 1 Primeiro, leia o rótulo de advertência amarelo da EPA. A Figura 13 exibe um exemplo desse rótulo de advertência.

Figura 13 Locais dos Rótulos e Pontos de Referência na EPA


Cuidado Os conectores deverão ser encaixados sem desalinhamento angular. O encaixe dos conectores na posição inclinada causará danos aos conectores.

Etapa 2 Certifique-se que os pinos-guia do conector estejam alinhados, e acople o conector da EPA ao conector da line card, conforme demonstrado na Figura 14 e na Figura 15. A Figura 15 exibe duas visualizações laterais da EPA e da line card.

Figura 14 Acoplando o Conector da EPA a Line Card

Figura 15 Visualizações Laterais - Acoplando o Conector da EPA a Line Card

Etapa 3 Certifique-se que os pinos-guia do conector estejam alinhados. Quando o conector estiver encaixado, pressione levemente com o polegar os dois cantos traseiros da EPA, conforme demonstrado na Figura 16 e na Figura 17.

Figura 16 Pressione os cantos traseiros da EPA

Figura 17 Cantos Traseiros da EPA (Visualização aproximada)

Etapa 4 Pressione levemente os rótulos brancos no meio da ponta de fora da EPA, conforme demonstrado na Figura 18 para garantir que o conector esteja totalmente encaixado.

Figura 18 Pressione os Rótulos Brancos da EPA

Etapa 5 Utilize uma chave Phillips para inserir e apertar o parafuso na EPA, 3 a 5 pol-lb, conforme demonstrado na Figura 19.


Cuidado Aplique um torque de até 5 pol-lb ao apertar o parafuso.

Figura 19 Inserindo e Apertando o parafuso na EPA

Etapa 6 Utilize uma chave Phillips para inserir e apertar os dois parafusos da placa da line card, 3 a 5 pol-lb, conforme demonstrado na Figura 20.


Cuidado Aplique um torque de até 5 pol-lb ao apertar o parafuso.

Figura 20 Inserindo os 2 parafusos na Placa da Line Card

Removendo e Instalando GBICs

As line cards Ethernet são enviadas com um GBIC instalado. Se a sua line card chegar sem o GBIC instalado e você precisar instalá-lo agora, ou se você precisar trocar o GBIC por outro motivo, siga os procedimentos destas seções:

Guias Gerais de Manutenção e Manuseio de GBIC

Removendo o GBIC de uma Ethernet Line Card

Inserindo um GBIC na Gigabit Ethernet Interface

Antes de remover ou instalar um GBIC, leia as informações de instalação dessa seção e a seção "Segurança com Laser".


Nota A Cisco recomenda que você desligue todos os cabos de fibra óptica antes de remover ou instalar um GBIC.



Cuidado Para evitar problemas de sistema, não use GBICs de outros fornecedores. Utilize apenas o GBIC que foi enviado junto com a line card Gigabit Ethernet. Esses GBIC contêm um EPROM interno que os identifica no Cisco IOS software.


Cuidado Para evitar problemas associados à transmissão de dados, esse dispositivo deve ser conectado apenas a dispositivos em conformidade com IEEE 802.3x.


Observação A line card Ethernet suporta inserção e a remoção on-line (OIR) de GBICs. Isso significa que você pode remover e substituir GBICs enquanto o sistema permanece ligado. Ao remover um GBIC, a interface se torna inativa porque um GBIC não foi detectado no receptáculo de GBIC.


Guias Gerais de Manutenção e Manuseio de GBIC

Siga esses guias de manutenção e manuseio de GBIC:

Os GBICs são sensíveis à estática. Para evitar danos de ESD, siga as diretrizes descritas na seção "Prevenção de descarga eletrostática".

Os GBICs são sensíveis à poeira. Quando os GBICs são armazenados ou quando um cabo de fibra de tecnologia ótica não está conectado em uma das portas de tecnologia ótica do GBIC, inserir sempre um plugue contra poeira em uma porta óptica.

Mantenha a porta de tecnologia ótica limpa. A fonte mais comum de contaminação nas portas de tecnologia ótica é a sujeira que se acumula nos ferrolhos dos conectores de cabos de tecnologia ótica. Use um pano com álcool para limpar os ferrolhos do conector do cabo antes de inserir no GBIC.

Removendo o GBIC de uma Ethernet Line Card

Para remover o GBIC de uma line card Ethernet, siga essas etapas:


Etapa 1 Desconecte os cabos de fibra óptica do tipo SC do GBIC. Observe qual plugue é TX e qual é RX para quando for recolocar.

Etapa 2 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 3 Localize as guias em um dos lados da parte exposta do GBIC, apertando-as com o polegar e dedo indicador, e retire cuidadosamente o GBIC do slot de GBIC. (Veja as setas na Figura 21.)


Figura 21 Removendo e Substituindo um GBIC

1

Guia Locking

2

Guia Locking

3

Sulco de alinhamento


Inserindo um GBIC na Gigabit Ethernet Interface

Para inserir um GBIC na interface Gigabit Ethernet, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Localize o sulco de alinhamento no GBIC. (Observe a ampliação na Figura 21.) Posicione o GBIC para que esse sulco esteja na posição mostrada na ampliação para garantir que o plugue de 20 pinos do GBIC esteja na posição correta.


Cuidado Para evitar danos ao plugue e ao receptáculo do GBIC antes de inserir o GBIC no slot do GBIC na interface Gigabit Ethernet, verifique se o plugue e o sulco de alinhamento se encaixam.

Etapa 3 Aperte as guias de cada lado do GBIC usando o polegar e dedo indicador, e insira o GBIC no slot de GBIC na interface Gigabit Ethernet. (Consulte a Figura 21.)

Etapa 4 Usando força moderada, certifique-se de que o GBIC esteja totalmente inserido no receptáculo de 20 pinos na parte traseira da abertura do GBIC. As abas em ambos os lados do GBIC se encaixarão no lugar quando o GBIC estiver inserido adequadamente.

Etapa 5 Reconecte os cabos de fibra óptica do tipo SC ao GBIC.


Instalando e Removendo Módulos SFP

Antes de remover ou instalar um módulo SFP, leia as informações de instalação dessa seção e a seção "Segurança com laser".


Cuidado Proteja os módulos SFP inserindo tampas limpas contra poeira nos módulos após os cabos serem removidos. Certifique-se de limpar as superfícies de tecnologia ótica dos cabos de fibra antes de conectar os cabos de volta nas portas de tecnologia ótica de outro módulo SFP. Evite acumular poeira e outros contaminantes nas portas de tecnologia ótica dos módulos SFP, porque a óptica não funcionará corretamente quando obstruída com poeira.


Cuidado É recomendável não instalar ou remover o módulo SFP com cabos de fibra óptica anexados pelo alto risco de se danificar o cabo, o conector do cabo ou as interfaces de tecnologia ótica no módulo SFP. Desconecte todos os cabos antes de remover ou instalar um módulo SFP.

Inserir e a remover um módulo SFP pode encurtar sua vida útil, portanto não se deve remover e inserir módulos SFP com mais frequência do que o absolutamente necessário.

Os módulos SFP utilizam de um de quatro dispositivos de travamento diferentes para instalar e remover o módulo de uma porta. Os quatro tipos de dispositivos de travamento dos módulos SFP estão descritos nas seções a seguir:

Módulo SFP Bale Clasp

Módulo SFP Mylar Tab

Módulo SFP Actuator Button

Módulo SFP Slide Tab

Módulo SFP Bale Clasp

O módulo SFP bale clasp possui um grampo para remover ou instalar o módulo SFP. (Consulte a Figura 22.)

Figura 22 Módulo SFP Bale Clasp

Removendo um Módulo SFP Bale Clasp

Para remover esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte e remova todos os cabos de interface das portas; observe as conexões atuais dos cabos às portas na line card.

Etapa 3 Abra o bale clasp no módulo SFP com o dedo indicador direcionado para baixo, como mostrado na Figura 23. Se o bale clasp estiver obstruído e você não conseguir usar o dedo indicador para abri-lo, use uma chave de fenda de ponta lisa ou outro instrumento longo e estreito para abrir o bale clasp.

Etapa 4 Segure o módulo SFP entre seus dedos polegar e indicador e remova-o cuidadosamente da porta, como mostrado na Figura 23.

Figura 23 Removendo um Módulo SFP Bale Clasp

Etapa 5 Coloque o módulo SFP removido em um material antiestático ou coloque-o imediatamente em uma bolsa com proteção estática, se planejar devolvê-lo à fábrica.

Etapa 6 Proteja sua line card inserindo tampas limpas do compartimento do módulo SFP no compartimento do módulo de tecnologia ótica, quando não houver módulos SFP instalados.


Instalando um Módulo SFP Bale Clasp

Para instalar esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Feche o bale clasp antes de inserir um módulo SFP.

Etapa 3 Alinhe o módulo SFP com a porta e o encaixe na porta. (Consulte a Figura 24.)

Figura 24 Instalando um Módulo SFP Bale Clasp em uma Porta



Observação Verifique se os módulos SFP estão totalmente acomodados e protegidos em seus locais devidos na line card empurrando firmemente cada módulo SFP. Se o módulo SFP não estiver totalmente acomodado e protegido no local, você ouvirá um clique quando um pino triangular da parte inferior do módulo SFP estalar no sulco do compartimento.


Módulo SFP Mylar Tab

O módulo SFP mylar tab possui uma guia que deve ser puxada para remover o módulo de uma porta. (Consulte a Figura 25.)

Figura 25 Módulo SFP Mylar Tab

Removendo um Módulo SFP Mylar Tab

Para remover esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte e remova todos os cabos de interface das portas; observe as conexões atuais dos cabos às portas na line card.

Etapa 3 Retire cuidadosamente a aba na direção inferior até ela desengatar da porta, então retire o módulo SFP. (Consulte a Figura 26)

Figura 26 Removendo um Módulo SFP Mylar Tab

Etapa 4 Coloque o módulo SFP removido em um material antiestático ou coloque-o imediatamente em uma bolsa com proteção estática, se planejar devolvê-lo à fábrica.

Etapa 5 Proteja sua line card inserindo tampas limpas do compartimento do módulo SFP no compartimento do módulo de tecnologia ótica quando não houver módulos SFP instalados.



Cuidado Ao retirar a guia para remover o módulo SFP, certifique-se de retirá-la com um movimento reto para fora, e então remova o módulo SFP da porta em uma direção paralela. Não torça ou puxe a guia porque você pode desconectá-la do módulo SFP.

Instalando um Módulo SFP Mylar Tab

Para instalar esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Alinhe o módulo SFP com a porta e o encaixe no lugar. (Consulte a Figura 27.)

Figura 27 Instalando um Módulo SFP Mylar Tab



Observação Verifique se os módulos SFP estão totalmente acomodados e protegidos em seus locais devidos na line card empurrando firmemente cada módulo SFP. Se o módulo SFP não estiver totalmente acomodado e protegido no local, você ouvirá um clique quando um pino triangular da parte inferior do módulo SFP estalar no sulco do compartimento.


Módulo SFP Actuator Button

O módulo SFP actuator button inclui um botão que deve ser empurrado para remover o módulo SFP de uma porta. (Consulte a Figura 28.)

Figura 28 Módulo SFP Actuator Button

Removendo um Módulo SFP Actuator Button

Para remover esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte e remova todos os cabos de interface das portas; observe as conexões atuais dos cabos às portas na line card.

Etapa 3 Pressione levemente o botão de ativação na parte frontal do módulo SFP até ouvir um clique e o mecanismo de trava ser ativado soltando o módulo SFP da porta. (Consulte a Figura 29.)

Figura 29 Removendo um Módulo SFP Actuator Button de uma Porta

Etapa 4 Segure o botão de ativação entre seus dedos polegar e indicador e puxe cuidadosamente o módulo SFP da porta.

Etapa 5 Coloque o módulo SFP removido em um material antiestático ou coloque-o imediatamente em uma bolsa com proteção estática, se planejar devolvê-lo à fábrica.

Etapa 6 Proteja sua line card inserindo tampas limpas do compartimento do módulo SFP no compartimento do módulo de tecnologia ótica, quando não houver módulos SFP instalados.


Instalando um Módulo SFP Actuator Button

Para instalar esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Alinhe o módulo SFP com a porta e o deslize até o botão de ativação encaixar no lugar. (Consulte a Figura 30) Certifique-se de não pressionar o botão de ativação ao inserir o módulo SFP porque você pode inadvertidamente desengatar o módulo SFP da porta.

Figura 30 Instalando um Módulo SFP Actuator Button



Observação Verifique se os módulos SFP estão totalmente acomodados e protegidos em seus locais devidos na line card empurrando firmemente cada módulo SFP. Se o módulo SFP não estiver totalmente acomodado e protegido no local, você ouvirá um clique quando um pino triangular da parte inferior do módulo SFP estalar no sulco do compartimento.


Módulo SFP Slide Tab

O módulo SFP slide tab tem uma guia abaixo da frente do módulo SFP que é utilizada para desengatar o módulo de uma porta. (Consulte a Figura 31.)

Figura 31 Módulo SFP Slide Tab

Removendo um Módulo SFP Slide Tab

Para remover esse tipo de módulo SFP, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte e remova todos os cabos de interface das portas; observe as conexões atuais dos cabos às portas na line card.

Etapa 3 Segure o módulo SFP entre os dedos polegar e indicador.

Etapa 4 Com o polegar, empurre a guia de rolagem na frente da parte inferior do módulo SFP no sentido da line card para desengatar o módulo da porta da line card. (Consulte a Figura 32.)

Figura 32 - Desengatando a Guia de Rolagem

Etapa 5 Com a guia ainda empurrada, puxe cuidadosamente o módulo SFP da porta como mostrado na Figura 33.


Cuidado Você deve desengatar o módulo SFP empurrando a guia de rolagem antes de retirar o módulo SFP. Se o módulo SFP for puxado sem desengatar a guia, ele poderá ficar danificado.

Figura 33 Removendo um Módulo SFP Slide Tab

Etapa 6 Coloque o módulo SFP removido em um material antiestático ou coloque-o imediatamente em uma bolsa com proteção estática, se planejar devolvê-lo à fábrica.

Etapa 7 Proteja sua line card inserindo tampas limpas do compartimento do módulo SFP no compartimento do módulo de tecnologia ótica quando não houver módulos SFP instalados.


Instalando um Módulo SFP Slide Tab

Para instalar esse tipo de módulo SFP em uma line card, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Segure o módulo SFP com a etiqueta do hardware para cima.


Cuidado O módulo SFP deve inserido com a etiqueta do hardware para cima para evitar danos ao módulo ou a line card.

Etapa 3 Insira o módulo SFP no slot apropriado e empurre cuidadosamente até que ele se encaixe completamente no slot. (Consulte a Figura 34.)

Figura 34 Instalando um Módulo SFP Slide Tab



Observação Verifique se os módulos SFP estão totalmente acomodados e protegidos em seus locais devidos na line card empurrando firmemente cada módulo SFP. Se o módulo SFP não estiver totalmente acomodado e protegido no local, você ouvirá um clique quando um pino triangular da parte inferior do módulo SFP estalar no sulco do compartimento.


Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card


Observação As ilustrações nesta seção exibem várias line cards, mas o procedimento de instalação do suporte de gerenciamento de cabos da line card é o mesmo independentemente da line card específica.


O Cisco 12000 Series Routers inclui um sistema de gerenciamento de cabos que organiza a entrada e saída dos cabos de interface do router, mantendo-os afastados e livres de dobras.


Cuidado A dobra excessiva de cabos de interface pode danificá-los.

O sistema de gerenciamento de cabos é formado por dois componentes diferentes:

1. Uma bandeja de gerenciamento de cabo montada no chassi. Consulte o guia de instalação e configuração do Cisco 12000 Series Router apropriado para obter mais informações sobre a bandeja de gerenciamento de cabo.

2. Um suporte de gerenciamento de cabo anexado a uma line card.

Esta seção descreve o suporte do gerenciamento de cabos da line card. A Figura 35exibe o suporte do gerenciamento de cabos da line card de uma porta; a Figura 36 mostra o suporte do gerenciamento de cabos da line card de várias portas.

Figura 35 Suporte do Gerenciamento de Cabos da Line Card de Porta Única

Figura 36 Suporte do Gerenciamento de Cabos da Line Card de Várias Portas


Observação Quando enviado com pedidos de line card sobressalentes, o suporte do gerenciamento de cabos não é anexado a line card. O suporte do gerenciamento de cabos deve ser anexado a line card antes de inserir a line card no router.



Cuidado Não use o suporte do gerenciamento de cabos como alavanca para retirar ou empurrar a line card. O suporte do gerenciamento de cabos da line card é designado para segurar os cabos da interface e pode quebrar se for utilizado para empurrar, puxar ou carregar a line card após sua remoção do router.

A remoção e instalação do suporte do gerenciamento de cabos são descritas nos seguintes procedimentos:

Removendo um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Instalando um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Removendo um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Para remover um suporte do gerenciamento de cabos, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Observe as conexões de cabo da interface atuais às portas em cada line card.

Etapa 3 Iniciando pelo cabo de interface da porta inferior na line card, desconecte o cabo da interface da line card.


Observação Não é necessário remover os cabos de interface do suporte de gerenciamento de cabos da line card. O suporte (com os cabos anexados) pode ser preso na bandeja ou no suporte de gerenciamento de cabos no chassi até que seja instalada uma nova line card.


Etapa 4 Para os suportes de gerenciamento de cabos de várias portas, na parte superior remova a interface da tira de Velcro na extremidade do separador de cabos. (Consulte a Figura 37.)

Para os suportes de gerenciamento de cabos de uma porta, remova cuidadosamente o cabo de interface do clipe de cabos. (Consulte a Figura 38.) Evite torcer ou dobrar o cabo.

Etapa 5 Repita a Etapa 3 e Etapa 4 em todos os cabos de interface restantes, e vá para a Etapa 6.

Etapa 6 Para os suportes de gerenciamento de cabos de várias portas, afrouxe o parafuso prisioneiro de instalação em cada extremidade do suporte de gerenciamento de cabos e remova o suporte da line card.

Para os suportes de gerenciamento de cabos de uma porta, afrouxe o parafuso prisioneiro de instalação no suporte de gerenciamento de cabos e remova o suporte da line card.


Figura 37 Instalação e Remoção do Gerenciamento de Cabos da Line Card de Várias Portas
(Line Card de Demonstração OC-48c/STM-16c DPT de 4 portas)

1

Bandeja de gerenciamento de cabo do chassi

3

Suporte de gerenciamento de cabos da line card

2

Tiras de velcro

4

Cabo de fibra


Figura 38 -Instalação e Remoção do Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card de Porta Única (Line Card de Demonstração OC-48c/STM-16c DPT de 4 portas)

1

Bandeja de gerenciamento de cabo do chassi

3

Cabo da interface

2

Clipe do cabo

4

Suporte de gerenciamento de cabos da line card


Instalando um Suporte de Gerenciamento de Cabos da Line Card

Para instalar um suporte do gerenciamento de cabos, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Conecte o suporte de gerenciamento de cabos a line card como se segue:

a. Posicione o suporte de gerenciamento de cabos na frente da placa da line card.

b. Insira e aperte o(s) parafusos(s) prisioneiro(s) para prender o suporte a line card.

c. Iniciando com a porta inferior da line card, conecte cada cabo de interface à porta pretendida.

Etapa 3 Para os suportes de gerenciamento de cabos da line card de várias portas, envolva cuidadosamente os cabos com a tira de Velcro fornecida. (Consulte a Figura 37.)

Para os suportes de gerenciamento de cabos de porta única, pressione cuidadosamente o cabo de interface no clipe de cabos. (Consulte a Figura 38.) Evite torcer ou dobrar o cabo.


Para informações sobre como desligar cabos de interface, consulte a seção "Remoção e Instalação de Cabos de Interface de Fibra Óptica".

Cabeamento e Especificações

As seguintes seções fornecem informações sobre as especificações e o cabeamentos das line cards Ethernet:

Fast Ethernet Interface

Gigabit Ethernet Interface

Cabos de Interface de Fibra Óptica

Removendo e Instalando Cabos de Interface de Fibra Óptica

Limpeza de Conectores de Fibra Óptica

Cabos de Cobre RJ-45 100BASE-T

Removendo e Instalando o Cabo de Cobre RJ-45 100BASE-T

Fast Ethernet Interface

O termo Ethernet é normalmente utilizado para todas as redes de área local (LANs) de acesso múltiplo com detecção da portadora/detecção de colisão (CSMA/CD) que estão em conformidade com as especificações de Ethernet, incluindo Fast Ethernet definida por IEEE 802.3u.

O IEEE 802.3u especifica as seguintes camadas físicas diferentes do 100BASE-T:

100BASE-TX—100BASE-T, par trançado não-blindado (UTP) semi e full-duplex Categoria 5, EIA/TIA [Electronic Industries Association/Telecommunications Industries Association]-cabo compatível com 568.


Observação A line card Fast Ethernet de 8 portas fornece um conector RJ-45 que segue o padrão de cabeamento de porta MDI (Media-Dependent Interface), como oposto ao esquema de cabeamento MDI-X (Media-Dependent Interface-crossed) encontrado em vários hubs e repetidoras.


100BASE-FX—100BASE-T, cabo de fibra-óptica semi e full-duplex.


Observação 100BASE-TX e 100BASE-FX são normalmente chamados 100BASE-X em vez de 100BASE-T.


100BASE-T4—100BASE-T, UTP semi e full-duplex nas Categorias 3, 4 ou 5 UTP ou cabeamento de par trançado blindado (STP) com quatro pares, também chamado 4T+. O cabo de dois pares UTP da Categoria 3 é chamado T2.


Observação A line card Fast Ethernet de 8 portas suporta 100BASE-TX e 100BASE-FX. 100BASE-T4 não é suportado.


A Tabela 12 relaciona as especificações de cabeamento das transmissões de Fast Ethernet de 100 Mbps nos cabos UTP, STP e de fibra-óptica. A Tabela 13 resume as características físicas da IEEE 802.3u 100BASE-T para 100BASE-TX e 100BASE-FX.

Tabela 12 Limites de Especificação e Conexão para Transmissão a 100 Mbps 

Parâmetro
RJ-45
MII
Tipo SC

Especificação de cabos

Category 51 UTP2 , 22 a 24 AWG3

UTP ou STP de 150-ohm Categoria 3, 4 ou 5, ou fibra óptica multimodo

Fibra óptica multimodo de 62.5/125

Comprimento máximo do cabo

-

1,64 ft (0,5 m) (cabo MII para MII4 )

-

Comprimento máximo de segmento

328 ft (100 m) para 100BASE-TX

3,28 ft (1 m)5 ou 1.312 ft (400 m) para 100BASE-FX

2 km

Comprimento máximo de rede

656 ft (200 m) 5 (com 1 repetidora)

-

4 km 5 (com 1 repetidora)

1 Compatível com 1 EIA/TIA-568 ou com EIA-TIA-568 TSB-36.

2 A Cisco Systems não fornece cabos RJ-45 UTP Categoria 5 ou MII STP de 150-ohm. Ambos estão disponíveis comercialmente.

3 AWG = American Wire Gauge. Esse calibre é especificado pelo padrão EIA/TIA-568.

4 Esse é o cabo entre a porta MII na interface FE e o transceptor apropriado.

5 Esse comprimento é especificamente entre duas estações em um segmento repetido.


Tabela 13 - Características Físicas do IEEE 802.3u 

Parâmetro
100BASE-FX
100BASE-TX

Taxa de dados (Mbps)

100

100

Método de sinalização

Banda base

Banda base

Comprimento máximo de segmento (metros)

2 km entre repetidoras

100 m entre o DTE1 e repetidoras

Mídia

Tipo SC: simplex duplo ou duplex simples para recepção (RX) e transmissão (TX)

RJ-45MII

Topologia

Estrela ou hub

Estrela ou hub

1 DTE = equipamento de terminal de dados.


Gigabit Ethernet Interface

Essa seção descreve a interface Gigabit Ethernet:

Módulos do Transceptor de Tecnologia Ótica a Laser GBIC

Módulos Gigabit Ethernet SFP

10-Gigabit Ethernet

Módulos do Transceptor de Tecnologia Ótica a Laser GBIC

Os GBICs (Gigabit Interface Converters) são módulos substituíveis em campo que se conectam ao receptáculo na line card e fornecem a interface de tecnologia ótica do Gigabit Ethernet. Os GBICs apresentam duas interfaces de tecnologia ótica—transmissão a laser (TX) e recepção a laser (RX)—e uma interface elétrica (para a line card). Todos os tipos de módulo GBIC apresentam dois conectores SC duplos. Podem ser solicitados diferentes GBICs para cada porta na line card. As line cards de Gigabit Ethernet de 1 porta e de 3 portas utilizam GBICs para fornecer a interface de tecnologia ótica Gigabit Ethernet.

As seguintes seções fornecem informações sobre GBIC e GBIC CWDM (Coarse Wave Division Multiplexing) nas line cards Ethernet:

Módulos GBIC

Utilização de GBICs CWDM com a Gigabit Ethernet Line Card de 3 Portas

Diretrizes de Uso e Instalação Gerais de GBIC CWDM

Documentação Relacionada a CWDM

Regras Gerais de Conexão para GBICs CWDM

Módulos GBIC

As especificações de transmissão de fibra óptica identificam dois tipos de fibra: modo único e multimodo. Os sinais podem se movimentar mais através de fibra de modo único do que através de fibra multimodos.

As line cards de Gigabit Ethernet de 1 porta e de 3 portas suportam a fibra multimodos pelo módulo do transceptor de tecnologia ótica a laser WS-G5484= GBIC e a fibra de modo único por WS-G5486=, WS-G5487=. A line card de Gigabit Ethernet de 3 portas também suporta GBIC CWDM-xxxx= módulos do transceptor de tecnologia ótica a laser GBIC.

A Tabela 14 descreve os parâmetros operacionais do laser óptico GBIC disponível.

Tabela 14 Parâmetros do Ethernet GBIC Laser Optic  

Módulo/
Conector GBIC
Tipo
Comprimento de onda
Tipo de fibra
Distância1

WS-G5484=
conector SC

Onda curta (multimodo de percurso curto)

Definido pelo padrão 1000BASE-SX, IEEE 802.3

850 nm

MMF de 62,5 microns

902 pés (275 m)

MMF de 50 microns

1804 pés (550 m)

WS-G5486=
conector SC

Onda longa (modo simples de percurso longo)

Em conformidade com o padrão 1000BASE-LX, IEEE 802.3

1310 nm

SMF de 10/9 microns

6,2 milhas (10 km)

WS-G5487=
conector SC

Distância prolongada (modo simples)

1550 nm

SMF de 10/9 microns

43,5 milhas (70 km)

SMF de 8 microns2

62 milhas (100 km)

GBIC CWDM-xxxx=3

Onda longa (modo simples)

1470-1610 nm4

SMF de 10/9 microns

62 milhas (100 km)

1 Essas distâncias representam as melhores condições, dependendo da qualidade da fibra, da dispersão e das perdas devido a conectores, nós ou emendas. No caso dos módulos GBICs CWDM, os módulos OADM CWDM ou mux/demux são necessários para que esses GBICs funcionem em topologias diferentes da ponto a ponto dentro da edificação, portanto a distância máxima é determinada por um cálculo de orçamento de potência de tecnologia ótica que leva em consideração todos os tipos de perda, incluindo a perda de inserção devido aos módulos CWDM OADM e mux/demux, e pode ser diferente da distância exibida na tabela. Para informações de parâmetro de tecnologia ótica associadas aos módulos CWDM OADM e mux/demux, consulte a seção "Documentação do CWDM Relacionada".

2 Cabos de fibra óptica de modo único e de dispersão deslocada necessários para distâncias de 100 mil metros.

3 Suportado por módulos de Gigabit Ethernet de 3 portas

4 Os comprimentos de onda GBICs CWDM são baseados na grade de comprimento de onda de 20 nanômetros (nm) e estão disponíveis em oito comprimentos: 1470, 1490, 1510, 1530, 1550, 1570, 1590 e 1610 nm.



Observação 1000BASE-SX e 1000BASE-LX (LH) eram originalmente parte do padrão IEEE 802.3z, que foi incorporado pelo padrão IEEE 802.3.



Observação Utilize apenas os módulos GBIC fornecidos pela Cisco com o line card Ethernet. Eles foram testados pela Engenharia da Cisco e, em alguns casos, um GBIC fornecido pela Cisco pode conter uma memória programável de somente leitura apagável (EPROM) interna que identifica o GBIC para o software Cisco IOS. Para verificar a versão do módulo GBIC instalado, consulte a seção "Verificação da Versão do GBIC".


A distância máxima de qualquer span de fibra em uma rede de tecnologia ótica é determinada pelo tipo e qualidade da fibra, assim como o comprimento do span, número de emendas e o número de nós de tecnologia ótica no caminho. Se o seu desenho de rede requer que o sinal viaje próximo a distância máxima teórica (como listado na Tabela 15), você deve calcular o orçamento de potência de tecnologia ótica e a sensibilidade de recepção (RX) para toda a topologia da rede para verificar se está dentro das especificações da opção de GBIC em uso.


Observação Os cálculos de orçamento de potência óptica envolvem muitas variáveis específicas para topologia e desenho de rede e estão, portanto, fora do escopo desta publicação.


Tabela 15 Valores do Parâmetro de Tecnologia Ótica para Cálculo de Orçamento de Energia de Ligação  

GBIC
Transmissão de
Energia
Recebimento de
Energia
Sensibilidade de
Recepção
Orçamento de
Ligação
Distância Máxima1

WS-G5484=

-9,5dBm a 0 dBm2

-17 a 0 dBm

-17 dBm

7,5 dB

1.804 pés (550 m)

WS-G5486=

-11 a -3 dBm

-19 a -3 dBm

-19 dBm

8 dB

6,2 milhas (10 km)

WS-G5487=

0 a +5 dBm

-23 a 0 dBm

-23 dBm

23 dB

43,5 a 62 milhas (70 a 100 km3 )

CWDM-GBIC-xxxx=

+1 a +5 dBm

-31 a -7 dBm

-31 dBm

32 dB

62 milhas (100 km)4

1 Essas distâncias representam as melhores condições, dependendo da qualidade da fibra, da dispersão e das perdas devido a conectores, nós ou emendas.

2 dBm = decibéis referenciados para 1 milliwatt.

3 Cabos de fibra óptica de modo único e de dispersão deslocada necessário para distâncias de 100 quilômetros.

4 Essa distância representa as melhores condições, dependendo da qualidade da fibra, da dispersão e das perdas devido a conectores, nós ou emendas. No caso dos módulos GBICs CWDM, os módulos OADM CWDM ou mux/demux são necessários para que esses GBICs funcionem em topologias diferentes da ponto a ponto dentro da edificação, portanto a distância máxima é determinada por um cálculo de orçamento de potência de tecnologia ótica que leva em consideração todos os tipos de perda, incluindo a perda de inserção devido aos módulos CWDM OADM e mux/demux, e pode ser diferente da distância exibida na tabela. Para informações de parâmetro de tecnologia ótica associadas aos módulos CWDM OADM e mux/demux, consulte a seção "Documentação do CWDM Relacionada".


Utilização de GBICs CWDM com a Gigabit Ethernet Line Card de 3 Portas

A line card Gigabit Ethernet de 3 portas suporta GBICs CWDM. Os oito GBICs CWDM disponíveis para uso com uma line card Ethernet são componentes ativos que se conectam aos receptáculos GBIC padrão na line card. Eles convertem sinais elétricos de Gigabit Ethernet em uma interface de fibra de tecnologia ótica de modo único (SMF) que alimenta uma rede CWDM por meio de um módulo de conexão OADM (optical add/drop multiplexing) ou mux/demux (multiplexing/demultiplexing) da Cisco. A Figura 39 mostra a aparência física de um GBIC CWDM com um plugue contra poeira em uma porta de tecnologia ótica removido.

Figura 39 - GBIC CWDM (CWDM-GBIC-1550 Codificado em Amarelo= Mostrado)

1

Cor da banda na etiqueta

4

Calibre da transmissão de tecnologia ótica

6

Calibre da recepção de tecnologia ótica

2

Sulco de alinhamento

5

Plugue contra poeira do calibre de tecnologia ótica

7

Ponto de cor

3

Clipe da mola

       

Os GBICs CWDM disponíveis para uso com uma line card Gigabit Ethernet s'ao apresentados em oito comprimentos de onda que variam de 1470 nm a 1610 nm. O ponto de cor entre as portas de recepção e transmissão e a cor da banda na etiqueta do GBIC CWDM da Cisco identificam o comprimento de onda do GBIC. A Tabela 16 relaciona os GBICs CWDM e seus códigos de cores associados.

Tabela 16 Parâmetros do Gigabit Ethernet CWDM GBIC Laser Optic  

Número do Produto GBIC
Comprimento de onda GBIC CWDM
Identificador de Cor

CWDM-GBIC-1470=

Modo simples a laser com ondas longas de 1470 nm

Cinza

CWDM-GBIC-1490=

Modo simples a laser com ondas longas de 1490 nm

Violeta

CWDM-GBIC-1510=

Modo simples a laser com ondas longas de 1510 nm

Azul

CWDM-GBIC-1530=

Modo simples a laser com ondas longas de 1530 nm

Verde

CWDM-GBIC-1550=

Modo simples a laser com ondas longas de 1550 nm

Amarelo

CWDM-GBIC-1570=

Modo simples a laser com ondas longas de 1570 nm

Laranja

CWDM-GBIC-1590=

Modo simples a laser com ondas longas de 1590 nm

Vermelho

CWDM-GBIC-1610=

Modo simples a laser com ondas longas de 1610 nm

Marrom


Diretrizes de Uso e Instalação Gerais de GBIC CWDM

A solução GBIC CWDM da Cisco possui dois componentes principais: os GBICs CWDM da Cisco e os módulos de conexão OADM ou mux/demux da Cisco, que são montados no rack em um chassi OADM CWDM externo da Cisco para o Cisco 12000 Series Router que contem a line card Ethernet.

Os módulos de conexão OADM CWDM e mux/demux são componentes de tecnologia óptica passivos que fazem a multiplexação juntamente com os comprimentos de onda múltiplos dos pares múltiplos de fibra SMF para um par de fibra SMF. Podem ser montados no rack até dois módulos de conexão CWDM, utilizando o chassi de unidade única de rack CWDM.

Os GBICs CWDM se conectam aos receptáculos GBIC padrão na placa da line card Ethernet e são conectados aos módulos de conexão OADM CWDM ou mux/demux no chassi CWDM externo utilizando cabos de jumper SMF com conectores do tipo SC.

Um Cisco 12000 Series Router equipado com uma line card Ethernet e GBICs CWDM pode ser conectado a uma rede CWDM por módulos de conexão CWDM externos nos seguintes cenários de implementação:

Ponto-a-ponto—Dois pontos finais são conectados diretamente por meio de uma ligação de fibra. Podem ser adicionados ou descartados até oito canais Gigabit Ethernet em um par de fibras de modo único.

Hub-and-spoke (anel)—Vários nós (spokes) são conectados com uma localização de hub por meio de um anel de fibra de modo único. Cada conexão de hub/nó pode ser formada por um ou mais comprimentos de onda, cada um carregando um canal Gigabit Ethernet completo.

Malha (anel)—Combina as conexões hub-and-spoke e ponto-a-ponto (ou ainda vários ponto-a-ponto) paralelamente com a mesma ligação óptica CWDM. O máximo de oito comprimentos de onda GBIC permite diferentes combinações destes cenários.

Documentação Relacionada a CWDM

Para mais informações sobre o uso da solução GBIC CWDM, incluindo os parâmetros de tecnologia ótica (perda de inserção e valores de isolamento) dos módulos CWDM OADM e mux/demux, consulte a seguinte documentação relacionada:

Cisco CWDM GBIC Solution e Folha de Dados

Cisco CWDM GBIC Solution e Perguntas e Respostas

Nota de Instalação para o CWDM Passive Optical System

Regras Gerais de Conexão para GBICs CWDM

Observe as seguintes regras de conexão dos GBICs CWDM:

Sempre faça a correspondência de cor do GBIC CWDM com a porta do equipamento da mesma cor do sistema de tecnologia ótica passivo CWDM .

Utilize os códigos de cor do conector do sistema de tecnologia óptica passivo CWDM exibidos na Tabela 16 para ajudar a conectar o router ao sistema de tecnologia ótica passivo CWDM.

Sempre conecte da transmissão (TX) para a recepção (RX) ao conectar GBICs a outros equipamentos:

Conecte GBIC TX ao equipamento RX

Conecte GBIC RX ao equipamento TX

Transceptores de tecnologia ótica—como os Cisco GBICs CWDM—possuem potência máxima de recepção de tecnologia ótica, acima da qual poderá ocorrer danos ao diodo de recepção. O nível de potência de entrada poderá ser muito alto se faltar atenuação na fibra, o que poderá ocorrer em um percurso de fibra mais curto (inferior a aproximadamente 25 km). Os atenuadores são utilizados para diminuir o sinal de tecnologia ótica de entrada abaixo da potência de recepção de tecnologia óptica máxima do Cisco GBIC CWDM (-7 dB).

Quando o comprimento da ligação de fibra de tecnologia óptica for menor que 15,5 milhas (25 km), você deverá inserir um atenuador de tecnologia ótica em linha de 10-dB (número de produto Cisco AT-10DB-SC=) entre a rede de fibra óptica e a porta de recepção do Cisco GBIC CWDM em cada extremidade da ligação para garantir que a potência de recepção máxima seja sempre inferior a -7 dBm.

Módulos Gigabit Ethernet SFP

O módulo de transceptor de tecnologia ótica a laser SFP é um módulo SFP (Small Form-Factor Pluggable) substituível em campo, que se conecta ao receptáculo do adaptador da porta Ethernet (EPA) localizado na line card Modular Ethernet e fornece interface de tecnologia ótica Gigabit Ethernet. (Consulte a Figura 40.) O módulo apresenta duas interfaces de tecnologia ótica —transmissão a laser (TX) e recepção a laser (RX)—e uma interface elétrica (para a line card). A Gigabit Ethernet ISE de 4 portas, 1-Gigabit Ethernet de 10 portas, e as line cards Modular Gigabit Ethernet utilizam módulos SFP.

Figura 40 Módulo SFP e Cabo de Fibra Óptica

1

Componente lateral da line card

3

Placa portadora lateral da line card

2

Superfície superior do módulo SFP

   

As seguintes opções do módulo SFP estão disponíveis para uma line card Gigabit Ethernet:

GLC-SX-MM—Módulo SFP com comprimento de onda curto (850 nm nominal) para uso em ligações 1000BASE-SX.

GLC-LH-SM—Módulo SFP com comprimento de onda longo ou percurso longo (1310 nm nominal), para uso em ligações 1000BASE-LX.

GLC-LX-SM—Modo simples, percurso longo

GLC-ZX-SM=—Modo simples, alcance estendido (suportado apenas pela line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas)

Os módulos SFP possuem conectores LC. As diferentes opções de módulo SFP permitem personalizar as interfaces físicas da line card utilizando os dois tipos de módulos na mesma line card. A única restrição é que cada porta deverá corresponder às especificações da outra extremidade do cabo (comprimento de onda curto ou longo), e não deverá ultrapassar o comprimento de cabo recomendado para uma comunicação confiável.

As especificações de transmissão de fibra óptica identificam dois tipos de fibra: modo único e multimodo. A distância máxima para instalações de modo simples é determinada pela quantidade de perda de luz no caminho da fibra. Se o seu ambiente exigir que a luz se movimente próxima a distância máxima típica, você deverá utilizar um OTDR (Optical time-domain reflectometer) para medir a perda de energia.

A Tabela 17 descreve os parâmetros operacionais para os módulos SFP suportados.

Tabela 17 Orçamento de Energia do Módulo Gigabit Ethernet SFP e Exigências de Sinal 

SFP
Transceptor
Orçamento de Energia
Transmissão de
Energia
Recebimento de
Energia
Sensibilidade de Recepção
Distância Máxima Típica

GLC-SX-MM

Comprimento de onda curto

Multimodo,
percurso curto

7,5 dB

-9,5 to -4 dBm1
a 850 nm2

-17 a 0 dBm

-17 dBm

300 metros (984 pés)

GLC-LH-SM3

Comprimento de onda longo

Modo simples,
percurso longo

8,0 dB

-9,5 a -3 dBm
a 1310 nm

-19 a -3 dBm

 

10.000 metros (32.808 pés)

GLC-LX-SM4

Modo simples,
alcance longo

8 dB

-11 to -3 dBm
a 1310 nm

-19 a -3 dBm

-19 dBm

 

GLC-ZX-SM5

Modo simples,
alcance estendido

23 dB

0 a +5 dBm
a 1550 nm

-23 a 0 dBm

-23 dBm

 

1 dBm = decibéis com referência a 1 milliwatt

2 nm = nanômetro

3 Não é válido para line cards Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

4 Somente line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

5 Somente line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas


Tabela 18 Parâmetros Operacionais do Módulo do Transceptor de Tecnologia Ótica a Laser Gigabit Ethernet (SFP)  

Módulo SFP
Tipo
Comprimento de onda
Cabo
Distância

GLC-SX-MM

Comprimento de onda curto (percurso curto multimodo)

850 nm

MMF 62,5/125 micron

722 pés (220m)

MMF 50/125 micron

1640 pés (500 m)

GLC-LH-SM

Comprimento de onda longo (percurso longo no modo simples)

1310 nm

SMF 9/125 micron

32.808 pés (10.000 m)



Observação Use apenas os módulos SFP fornecidos pela Cisco com a sua line card Gigabit Ethernet. Cada módulo SFP contém um número de série EEPROM programado seguramente pelo fabricante do SFP com informações que oferecem uma maneira para que a Cisco (por meio do Cisco IOS software) identifique e valide o módulo SFP como um tipo de módulo testado e qualificado pela Cisco para operar com as line cards Gigabit Ethernet. Os módulos SFP não aprovados (os que não são comprados diretamente da Cisco) não funcionam com a line card Gigabit Ethernet. Para verificar a versão do módulo SFP instalado, consulte a seção "Verificação de Versão de SFP".


10-Gigabit Ethernet

A line card 10-Gigabit Ethernet de 1 porta utiliza um cabo de fibra óptica em modo simples. A distância máxima para instalações de modo simples é determinada pela quantidade de perda de luz no caminho da fibra. Se o seu ambiente exigir que a luz se movimente próxima à distância máxima típica (conforme relacionado na Tabela 20), você deverá usar um OTDR (Optical time-domain reflectometry) para medir a perda de energia.

A line card Ethernet é oferecida com duas opções de transceptor:

Percurso longo ou comprimento de onda longo, 1310 nanômetros (nm) nominal, utilizado em ligações 1000BASE-LR.

Percurso longo ou comprimento de onda longo, 1550 nm nominal, utilizado em ligações 1000BASE-ER.

A Tabela 19 descreve os parâmetros operacionais das opções de transceptor.

Tabela 19 Parâmetros Operacionais do 10-Gigabit Ethernet Laser Optical Transceiver  

Opção de Transceptor
Tipo
Comprimento de onda
Cabo
Distância

LR

Comprimento de onda longo
(percurso longo no modo simples)

1310 nm

SMF 9/125 micron

6,2 milhas (10 km)

ER

Comprimento de onda longo
(percurso longo no modo simples)

1550 nm

SMF 9/125 micron

24,9 milhas (40 km)


A Tabela 20 relaciona as taxas de potência e distâncias máximas dos dois modelos de line cards Ethernet. A distância real nos dois casos dependerá da qualidade da fibra óptica conectada ao transceptor.

Tabela 20 Orçamento de Energia do Módulo Transceptor e Requisitos de Sinal 

Opção de Transceptor
Orçamento de
Energia
Transmissão de
Energia
Recebimento de
Energia
Distância Máxima Típica

LR

6,2 dB

-8,2 a +0,5 dBm a 1310 nm

-14,4 a +0,5 dBm

6,2 milhas (10 km)

ER

11,1 dB

-4,7 a +4 dBm a 1550 nm

-15.8 a -1 dBm

24,9 milhas (40 km)


Cabos de Interface de Fibra Óptica

Dependendo da line card (consulte a Tabela 4), utilize um cabo de interface de fibra óptica de modo simples ou multimodo com conectores LC ou SC para conectar uma interface Ethernet na line card Ethernet do Cisco 12000 Series Router a outra interface Ethernet, router ou switch.


Observação Os cabos de fibra óptica não estão disponíveis na Cisco Systems. Eles podem ser adquiridos com fornecedores de cabos.


Os seguintes tipos de cabos são utilizados com line cards Ethernet para conectar o seu router a outro router ou switch:

Modo simples—Geralmente na cor amarela.

Multimodo—Geralmente nas cores cinza ou laranja. Os cabos multimodo são cabos multi-fibras com 12 canais de dados de fibra.


Observação Em aplicações de rede usando GBICs CWDM em line cards Ethernet, os GBICs CWDM utilizam apenas cabos de correção SMF. Verifique se todos os cabos de correção são amarelos (SMF), em vez de laranja (MMF).


Os seguintes tipos de conectores de cabo são utilizados com as line cards Ethernet:

Conector de subscritor (SC)—Consulte a Figura 41 e a Figura 42

Conector Lucent (LC)— Consulte a Figura 43 e Figura 44

Podem ser utilizados dois cabos com conectores simplex, ou um cabo com conectores dual de teclas.


Aviso É possível que ocorra radiação invisível de laser da abertura da porta quando não houver cabo conectado. Evite exposições a radiações de laser e não exponha os olhos aos orifícios abertos.


Figura 41 Conector de Cabo SC Simplex (Modo simples)

1

Conector de cabo SC

2

Trava de desconexão por ação de mola


Figura 42 Conector de Cabo SC Duplex

Figura 43 Conector de Cabo LC Simplex

1

Conector LC

2

Trava de desconexão por ação de mola


Figura 44 Conector de Cabo LC Duplex


Observação Os conectores dos cabos de fibra óptica devem ficar livres de poeira, óleo ou outros contaminadores. Antes de conectar o cabo a line card, limpe cuidadosamente os conectores de fibra óptica utilizando um pano com álcool ou outro produto de limpeza adequado. Consulte a seção "Limpeza de Conectores de Fibra Óptica" para obter mais informações.

O conector do cabo pode ser fornecido apresentando uma camada de poeira. Nesse caso, remover a camada de poeira antes de tentar conectar o cabo na porta da line card.


Removendo e Instalando Cabos de Interface de Fibra Óptica

Essa seção contém informações sobre remoção e instalação de cabos de interface de fibra óptica para conectar o router em outro router ou switch.


Observação Os procedimentos nas seguintes seções utilizam ilustrações de uma line card Ethernet para dar suporte às descrições de remoção e instalação de cabos de interface. Apesar das diferenças entre as line cards, o processo de remoção e instalação de cabos de interface é basicamente o mesmo. Portanto, não estão incluídos nesta publicação procedimentos e ilustrações separados.


Remoção de Cabos de Interface de Fibra Óptica

Para remover os cabos de interface da line card, consulte a Figura 45 (exibindo uma possibilidade) e siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma correia de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Pressione a trava de desconexão por ação de mola para desconectar os conectores do cabo da interface das portas de interface da line card.


Aviso É possível que ocorra radiação invisível de laser da abertura da porta quando não houver cabo conectado. Evite exposições a radiações de laser e não exponha os olhos aos orifícios abertos.



Observação Não é necessário remover os cabos de interface do suporte de gerenciamento de cabos da line card.


Etapa 3 Insira um plugue contra poeira em uma porta de tecnologia ótica aberta para cada porta que não estiver em uso.

Etapa 4 Utilize uma chave de parafuso para afrouxar os parafusos prisioneiros da instalação nas extremidades do suporte do gerenciamento de cabos da line card.

Etapa 5 Desconecte o suporte do gerenciamento de cabos da line card e o pacote de cabos de fibra óptica da line card e coloque-o cuidadosamente fora de alcance. (Consulte a Figura 45B.)


Figura 45 Desconectando Cabos de Interface da Line Card

1

Cabo de fibra

3

Suporte de gerenciamento de cabo

5

Módulo SFP

2

Fita de velcro

4

Plugue contra poeira

   

Instalação de Cabos de Interface de Fibra Óptica

Utilize dois conectores SC ou LC simplex ou um conector SC ou LC duplex (consulte a Figura 46 e a Figura 47).


Observação Os cabos de fibra de tecnologia ótica estão disponíveis nos fornecedores de cabo. Os cabos não estão disponíveis na Cisco Systems.



Cuidado É possível que ocorra radiação invisível da abertura da porta, quando não houver cabo conectado, portanto, evite exposições a radiações e não exponha os olhos aos orifícios abertos.



Aviso Produto a laser classe 1.



Aviso Produto com LED classe 1 (multimodo).



Observação Os conectores dos cabos de fibra óptica devem ficar livres de poeira, óleo ou outros contaminadores. Antes de conectar o cabo a line card, limpe cuidadosamente os conectores de fibra óptica utilizando um pano com álcool ou outro produto de limpeza adequado. Consulte a seção "Limpeza de Conectores de Fibra Óptica" para obter mais informações.


Para instalar um cabo, siga essas etapas:


Etapa 1 Remova a camada de poeira do conector.

Etapa 2 Alinhe a extremidade do conector do cabo à porta apropriada. Observe a relação do cabo de recepção (RX) e transmissão (TX) nos cabos, conforme demonstrado na Figura 46 e na Figure 47.

Etapa 3 Anexe o cabo de fibra entre a porta da line card e o dispositivo onde a line card está conectada.

Etapa 4 Insira o conector do cabo de fibra até ouvir um clique e ele travar no local.

Etapa 5 Repita essas etapas até que o cabeamento esteja completo.


Figura 46 Acoplando Cabos de Fibra Óptica Simplex ou Duplex (Módulo SFP)

1

Conector TX

3

Cabos simplex

2

Conector RX

4

Cabo duplex


Figura 47 Acoplando Cabos de Fibra Óptica Simplex ou Duplex (Line Card Port ou GBIC)


Observação Os conectores de fibra óptica devem ficar livres de poeira, óleo ou outros contaminadores. Limpe cuidadosamente os conectores de fibra óptica utilizando um pano com álcool ou outro produto de limpeza adequado.


Limpeza de Conectores de Fibra Óptica

Os conectores de fibra óptica são utilizados para conectar duas fibras. Quando esses conectores são utilizados em um sistema de comunicação, uma conexão adequada passa a ser um componente essencial. Eles podem ser danificados pela limpeza e procedimentos de conexão inadequados. Conectores de fibra óptica sujos ou danificados podem resultar em uma comunicação imprecisa ou sem repetição.

Os conectores de fibra óptica são diferentes dos conectores de micro-ondas. Em um sistema de fibra óptica, a luz é transmitida por meio de um núcleo de fibra extremamente pequeno. Visto que os núcleos da fibra apresentam diâmetros de 62,5 microns ou inferiores e as partículas de poeira situarem-se na faixa entre um décimo de micron até diversos microns de diâmetro, poeira ou outros contaminantes na extremidade do núcleo da fibra podem prejudicar o desempenho da interface do conector onde os dois núcleos se encontram. Portanto, o conector deve ser alinhado com precisão e a interface do conector deve estar totalmente livre de materiais estranhos.

A perda do conector, ou perda de inserção, é uma característica de desempenho crítica de um conector de fibra óptica. A perda de retorno também é um fator importante. A perda de retorno especifica o total de luz refletida: quanto menor a reflexão, melhor a conexão. Os conectores de melhor contato físico apresentam perda de retorno acima de -40 dB, mas -20 a -30 dB são mais comuns.

A qualidade da conexão depende de dois fatores: tipo de conector e limpeza adequada, e técnicas de conexão. Conectores de fibra sujos são uma fonte comum de perda de luz. Mantenha sempre os conectores limpos, e mantenha os plugues ou tampas de poeira instalados quando os conectores não estiverem em uso.

Antes de instalar qualquer tipo de cabo ou conector, utilize hastes de algodão sem fiapos de um kit de limpeza para limpar o ferrolho, o tubo de proteção ou cone que fica em volta do núcleo da fibra, e a face de fundo do núcleo da fibra.

Como regra geral, sempre que detectar uma perda de luz significativa, sem explicação, limpe os conectores. Para limpar os conectores de tecnologia ótica, use um cassete de limpeza CLETOP (Tipo A para conectores SC) e siga as instruções de uso do fabricante.

Se um cassete de limpeza CLETOP não estiver disponível, siga essas etapas:


Etapa 1 Utilize um pano molhado e sem fiapos com 99% de álcool isopropílico e limpe cuidadosamente a face de fundo do núcleo da fibra. Espere 5 segundos até que a superfície seque e limpe as superfícies de novo.

Etapa 2 Utilize ar comprimido limpo, seco e livre de óleo para remover toda a poeira residual do conector.


Aviso É possível que ocorra radiação invisível de laser da abertura da porta quando não houver cabo conectado. Evite exposições a radiações de laser e não exponha os olhos aos orifícios abertos.


Etapa 3 Utilize uma lente de aumento ou um microscópio para inspecionar o ferrolho na posição inclinada. Não olhe diretamente na abertura. Se detectar contaminação, repita a Etapa 1 e a Etapa 2.


Cabos de Cobre RJ-45 100BASE-T

Com uma line card Fast Ethernet de 8 portas com portas RJ-45, utilize um cabo em conformidade com EIA/TIA, fiação MDI e conectores RJ-45 para conectar o Cisco 12000 Series Router a outro router ou switch. A Figura 48 exibe um conector RJ-45 típico.


Observação Cabos em conformidade com EIA/TIA-568 e fiações MDI e conectores RJ-45 podem ser encontrados em diversos locais. Os cabos não estão disponíveis na Cisco Systems.


Figura 48 Conector de Cabo RJ-45

Removendo e Instalando o Cabo de Cobre RJ-45 100BASE-T

Essa seção contém informações sobre remoção e instalação de cabos de cobre RJ-45 para conectar o router em outro router ou switch.

Remoção dos Cabos RJ-45

Para remover os cabos da line card, siga essas etapas (consulte a Figura 49):


Etapa 1 Fixe uma correia de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Desconecte os conectores do cabo da interface das portas de interface da line card.


Observação Não é necessário remover os cabos de interface do suporte de gerenciamento de cabos da line card.


Etapa 3 Utilize uma chave de parafuso para afrouxar os parafusos prisioneiros da instalação nas extremidades do suporte do gerenciamento de cabos da line card.

Etapa 4 Desconecte o suporte do gerenciamento de cabos da line card e o pacote de cabos de fibra óptica da line card e coloque-o cuidadosamente fora de alcance.


Instalação dos Cabos RJ-45

Insira o conector RJ-45 em uma porta aberta até ouvir um clique e ele travar no local. Acople um cabo entre cada interface da line card e o dispositivo ao qual a line card será conectada. A Figura 49 exibe a relação entre a interface RJ-45 da line card e o conector do cabo.

Figura 49 Acoplando Cabos de Cobre RJ-45

Verificando e Análise de falhas de Instalação

Após a instalação do hardware, é necessário olhar os LEDs e verificar se a line card Ethernet foi instalada corretamente. Se não tiver sido, você precisará solucionar o problema. As seções seguintes fornecem informações sobre verificar e análise de falhas de instalação de line cards:

Processo Inicial de Inicialização

LEDs de Status

LEDs Alfanuméricos

Análise de falhas na Instalação

A Análise de falhas utilizando os comandos do Cisco IOS é descrita na seção "Configuração e Análise de falhas de Interfaces da Line Card".

Processo Inicial de Inicialização


Observação Por padrão, muitas line cards são designadas como inativas para administração. Os LEDs de status permanecem desativados até que se proceda à configuração das interfaces e se utilizar o comando no shutdown.


Durante um processo típico de inicialização de line card, os seguintes eventos ocorrem:

1. O módulo do barramento de manutenção da line card (MBus) recebe energia e inicia a execução do software MBus.

2. O módulo de MBus da line card determina o tipo de placa em que ele está, realiza verificações internas e se prepara para aceitar o Cisco IOS software do RP.

3. O RP alimenta a line card e a carrega com o Cisco IOS software.

Para verificar se a line card está trabalhando adequadamente, realize as seguintes verificações operacionais:

Durante o processo de inicialização da line card, observe os LEDs alfanuméricos da line card para verificar se a placa está executando a seqüência típica de inicialização. A seqüência deve terminar com IOS RUN.

Observe os LEDs de status da line card para verificar se o LED Active (LED Link ou LED de status das line cards sem LED Active) está ligado. Se um LED Active não estiver ligado, verifique se a interface associada não está fechada.

Se uma dessas condições não for cumprida, consulte a seção "Análise de falhas Avançados da Line Card" para identificar possíveis problemas.

LEDs de Status

As line cards Gigabit Ethernet e a line card Fast Ethernet de 8 portas possuem LEDs de status diferentes.

LEDs de status de Gigabit Ethernet

Após a instalação da line card e a conexão de cabos de interface, verifique se a line card está funcionando corretamente observando os LEDs na placa. Sobre a localização dos LEDs, consulte as figuras na seção "Visões Geral do Produto" .

Os LEDs de status mostram o status de cada conector de fibra óptica:

LIGAÇÃO—Quando aceso, indica que a camada MAC do Gigabit Ethernet (GE) está recebendo caracteres de vírgula de um dispositivo GE conectado.

ACTIVE—Quando aceso, indica que a interface está ativa.

RX FRAME—Quando aceso, indica que a interface recebeu um pacote.

Os LEDs alfanuméricos explicam o estado da line card e são compostos de duas exibições de LEDs alfanuméricos de quatro dígitos. (Consulte a seção "LEDs Alfanuméricos".)

Os LEDs de status podem não ficar ligados após a configuração das interfaces da line card (ou ligá-los, se estiverem desligados). Para verificar a operação correta de cada interface, conclua os procedimentos de configuração da line card. (Consulte a seção "Configuração e Análise de falhas de Interfaces da Line Card".)

Os diferentes estados de operação dos LEDs de status da line card de Gigabit Ethernet são mostrados na Tabela 21.

Tabela 21 - Descrições do LED de Status 

LED
Cor/Atividade
Descrição
LIGAÇÃO

Verde

 · Foi detectado um sinal.
 · Há uma sincronização RX.
 · O módulo GBIC ou SFP é inserido e não apresenta condições de falha.
 · A line card é conectada a outra interface Gigabit Ethernet em funcionamento e recebeu caracteres de detecção de vírgulas.
 

Desl.

 · Perda de sinal (LOS). Ocorre quando o sinal é perdido na entrada óptica. Por exemplo, a remoção de um GBIC ou SFP ou a remoção de um cabo causa LOS e uma perda de sincronização.
 · Perda de sincronização RX. Ocorre quando o receptor não pode detectar vírgulas. Por exemplo, a remoção de um cabo RX local ou do cabo TX remoto causará perda de sincronização.
 · Palavra inválida recebida. Para manter o alinhamento e a sincronização do receptor, o receptor procura um único padrão de bit de código detectável. Uma condição de palavra inválida ocorre porque o receptor detecta um caractere ou uma seqüência de caracteres incorretos ou não suportados, resultando na perda de sincronização e uma condição de ligação inativa.
ATIVO

Verde

 · Quando o protocolo de linha está ativo. Por exemplo, é inserido um comando no shutdown como parte da configuração da interface.
 · Durante a seqüência de inicialização do hardware da line card.
 

Desl.

 · A linha está inativa por causa de uma falha de ligação ou problema com o módulo GBIC ou SFP.
 · Falha na inicialização do hardware.
 · A interface da line card está fechada porque um módulo GBIC ou SFP foi removido e substituído ou foi administrativamente encerrado. Observe que uma line card inserida outra vez é designada administrativamente inativa, dessa forma o Active LED da interface permanece desligado até que a interface seja configurada. O Active LED na line card não ficará ligado até que se proceda à configuração da interface da line card (ou ligada à interface se ela estiver desligada). Na verificação operacional, é possível verificar se a placa está recebendo energia olhando as tela dos LEDs alfanuméricos, que são ativados quando uma line card é inserida corretamente no chassi e é ligada.
RX FRAME

Verde

Estão sendo recebidos pacotes nesta interface.

 

Desl.

Não estão sendo recebidos pacotes nesta interface.


LEDs da Line Card Fast Ethernet de 8 portas

Consulte as figuras na seção "LEDs da Line Card Fast Ethernet de 8 portas" para ver a localização do Link LED e os LEDs de status de recepção e transmissão. O Link LED está localizado no painel frontal da line card. Os LEDs de recepção e transmissão estão localizados ao lado da line card e não são visíveis quando uma line card está totalmente instalada no Cisco 12000 Series Router. Esses LEDs sinalizam o status da porta, como explicado na Tabela 22 .

s

Tabela 22 - Explicação dos LEDs de Status

LED State
Explicação
Receber (on-board)
Transmitir (on-board)
Ligação
(painel frontal)
 

Desl.

Desl.

Desl.

A porta está desligada.

Desl.

Desl.

Ligado

A porta está ligada.

Desl.

Ligado

Ligado

A porta está transmitindo dados.

Ligado

Desl.

Ligado

A porta está recebendo dados.

Ligado

Ligado

Ligado

A porta está transmitindo e recebendo dados.


O Link LED está ligado sob as seguintes condições:

Quando o protocolo de linha está ativo. Por exemplo, quando é inserido um comando no shutdown como parte da configuração da interface.

Durante a inicialização de hardware da line card Fast Ethernet de 8 portas.

O Link LED está desligado sob as seguintes condições:

A linha está desligada devido a uma falha ou problema de ligação.

Falha na inicialização do hardware.

Por exemplo, a interface da line card estará desligada quando é inserido um comando shutdown como parte da configuração da interface.

Os LEDs de status na line card não ficarão ligados até que seja configurada as interfaces da line card (ou ligadas se estiverem desligadas). A tela alfanumérica deve acender quando uma line card é inserida corretamente no chassi e é ligada.

Para verificar a operação correta de cada interface, conclua os procedimentos de configuração da line card (consulte a seção "Configuração e Análise de falhas de Interfaces da Line Card").

LEDs Alfanuméricos

As line cards Ethernet apresentam duas exibições de LED alfanumérico de quatro dígitos em cada extremidade da placa, próximo à alavanca do ejetor e exibem uma seqüência de mensagens que indicam o estado da placa. Em geral, os LEDs não são ligados até que o RP reconheça e ligue a placa. Ao inicializar, a line card exibe uma seqüência de mensagens similares às da Tabela 23.


Observação É comum que algumas mensagens exibidas apareçam muito rapidamente para ler. Além disso, algumas mensagens relacionadas na Tabela 23 e na Tabela 24 podem não aparecer na line card.


Tabela 23 - Mensagens do LED Alfanumérico Durante uma Seqüência de Inicialização Típica 

Tela do LED1
Significado
Fonte

MROM
nnnn

Execução do microcódigo MBus; nnnn é o número da versão do microcódigo.

Controlador MBus

LMEM
TEST

Está sendo testada a memória insuficiente da line card.

Monitor de ROM da Line Card

LROM
RUN

O teste da memória insuficiente foi concluído.

Monitor de ROM da Line Card

BSS
INIT

A memória principal foi inicializada.

Monitor de ROM da Line Card

RST
SAVE

O conteúdo do registrador do motivo da redefinição está sendo salvo.

Monitor de ROM da Line Card

IO
RST

O registrador de E/S da redefinição está sendo acessado.

Monitor de ROM da Line Card

EXPT
INIT

Os alimentadores de interrupção estão sendo inicializados.

Monitor de ROM da Line Card

TLB
INIT

O TLB está sendo inicializado.

Monitor de ROM da Line Card

CACH
INIT

Os dados da CPU e do cache de instrução estão sendo inicializados.

Monitor de ROM da Line Card

MEM
INIT

O tamanho da memória principal na line card está sendo descoberto.

Monitor de ROM da Line Card

LROM
RDY

O ROM está pronto para a tentativa de download.

Monitor de ROM da Line Card

ROMI
GET

A imagem de ROM está sendo carregada na memória da line card.

Software RP IOS

ROM
VGET2

A imagem de ROM está recebendo uma resposta.

Software RP IOS

FABI
WAIT

A line card está esperando que o downloader de estrutura seja carregado.3

Software RP IOS

FABM
WAIT2

A line card está esperando que o gerente da estrutura relate que a estrutura é utilizável.

Software RP IOS

FABL
DNLD

O downloader de estrutura está sendo carregado na memória da line card.

Software RP IOS

FABL
STRT

O downloader de estrutura está sendo iniciado.

Software RP IOS

FABL
RUN

O downloader de estrutura está sendo iniciado e está em execução.

Software RP IOS

IOS
DNLD

O Cisco IOS software está sendo baixado na memória da line card.

Software RP IOS

IOS
FABW2

O Cisco IOS software está esperando que a estrutura fique pronta.

Software RP IOS

IOS
VGET2

A line card está obtendo a versão do Cisco IOS.

Software RP IOS

IOS
RUN

A line card está ativada e pronta para uso.

Software RP IOS

IOS
STRT

O Cisco IOS software está sendo lançado.

Software RP IOS

IOS
TRAN

O Cisco IOS software está em transição para ativo.

Software RP IOS

IOS
UP

O Cisco IOS software está em execução.

Software RP IOS

1 Toda a seqüência do LED mostrada na Tabela 23 pode ser exibida muito rapidamente dificultando a leitura; entretanto, esta seqüência é fornecida nesta forma tabular como uma linha de base, demonstrando como uma line card deve funcionar na inicialização.

2 Essa seqüência de LED só é exibida no Cisco IOS versão 12.0(24)S ou mais recente.

3 O downloader de estrutura carrega a imagem do Cisco IOS software na line card.


A Tabela 24 relaciona outras mensagens exibidas na tela do LED alfanumérico da line card.

Tabela 24 - Outras Mensagens do LED Alfanumérico 

Tela do LED
Significado
Fonte

MAL
FUNC

Mau funcionamento da line card relatado por diagnósticos de campo.

RP

MISM
ATCH1

O tipo da line card é incompatível com os slots emparelhados.

RP

PWR
STRT 1

A line card foi novamente ligada.

RP

PWR
ON

A line card está ligada.

RP

IN
RSET

Em reinicialização.

RP

RSET
DONE

Reinicialização concluída.

RP

MBUS
DNLD

Download do agente de MBus sendo feito.

RP

MBUS
DONE

Download do agente de MBus concluído.

RP

ROMI
DONE

Aquisição da imagem de ROM concluída.

RP

MSTR
WAIT

Esperando a determinação da condição de mestre.

RP

CLOK
WAIT

Esperando a configuração do relógio do slot.

RP

CLOK
DONE

Configuração do relógio do slot concluída.

RP

FABL
LOAD

Carga do downloader de estrutura2 concluída.

RP

IOS
LOAD

Download do Cisco IOS software concluído.

RP

BMA
ERR

Erro de BMA do Cisco IOS software.

RP

FIA
ERR

Erro de configuração ASIC da interface da estrutura do Cisco IOS.

RP

CARV
ERR

Falha na gravação do buffer.

RP

DUMP
REQ

A line card requer um dump central.

RP

DUMP
RUN

Dump central da line card.

RP

DUMP
DONE

Dump central da line card concluído.

RP

DIAG
MODE

Modo de diagnóstico.

RP

DIAG
LOAD

Baixando os diagnósticos de campo no MBus.

RP

DIAG
F_LD

Baixando os diagnósticos de campo na estrutura.

RP

DIAG
STRT

Iniciando os diagnósticos de campo.

RP

DIAG
HALT

Cancelar os diagnósticos de campo.

RP

DIAG
TEST

Executando os testes do diagnóstico de campo.

RP

DIAG
PASS 1

Os diagnósticos de campo foram concluídos com êxito.

RP

POST
STRT

Iniciando o POST (autoteste de inicialização).

RP

UNKN
STAT

Estado desconhecido.

RP

ADMN
DOWN

A line card está administrativamente inativa.

RP

SCFG
PRES 1

Comando hw-module slot srp incorreto inserido.

RP

SCFG 1
REDQ

Comando hw-module slot srp solicitado não inserido.

RP

1 Essa seqüência de LED só é exibida no Cisco IOS versão 12.0(24)S ou mais recente.

2 O downloader de estrutura carrega a imagem do Cisco IOS software na line card.


Análise de falhas na Instalação


Observação Por padrão, muitas line cards são designadas como inativas para administração. Os LEDs de status permanecem desativados até que se proceda à configuração das interfaces e se utilizar o comando no shutdown.


Se o LED Active (LED Link ou LED de status de line cards sem o LED Active) ou o a tela do LED alfanumérico em uma line card não permanecer ligado, há um problema com a instalação da line card ou uma falha de hardware. Para verificar se a line card está instalada corretamente, siga essas etapas:


Etapa 1 Se o LED Active não permanecer ligado e os LEDs de exibição alfanumérica na line card indicarem atividade, verifique se a seqüência de inicialização termina com IOS RUN. Se este for o caso, verifique se a interface não está fechada. Se não for este o caso, suspeite de um problema de circuito com o LED Active e contate um representante de serviço para maior assistência.

Etapa 2 Se o LED Active na line card não permanecer aceso ou os LEDs de exibição alfanumérica não indicarem IOS RUN, verifique as conexões do router como se segue:

a. Verifique se o conector de placa da line card está completamente encaixado no painel traseiro. Afrouxe os parafusos prisioneiros da instalação e gire firmemente as alavancas do ejetor, uma em direção a outra, até ficarem perpendiculares à placa da line card. Aperte os parafusos prisioneiros da instalação.

b. Verifique se todos os cabos de alimentação e de dados estão firmemente conectados às extremidades.

c. Verifique se todos os módulos de memória estão completamente encaixados na placa e presos aos soquetes.

Após a reinicialização da line card, o LED Active da line card deverá ficar ligado. Se o LED Active permanecer ligado, a instalação estará concluída; se o LED Active permanecer desligado, vá para a próxima etapa.

Etapa 3 Se o LED Active continuar desligado, remova a line card Ethernet e tente instalá-la em outro slot de line card disponível.

Se o LED Active ficar ligado quando a line card for instalada em um novo slot, suspeite de uma porta defeituosa do painel traseiro no slot da line card original.

Se o LED Active e os LEDs de exibição alfanumérica não permanecerem ligados, interrompa a instalação. Entre em contato com um representante de serviço para relatar o equipamento defeituoso e obter mais instruções.

Etapa 4 Se for exibida uma mensagem de erro no terminal do console durante a inicialização da line card, consulte a publicação de referência apropriada para as definições da mensagem de erro. Se surgirem outros problemas que não consiga resolver, entre em contato com um representante de serviço para obter assistência.

Para obter mais informações sobre Análise de falhas e diagnósticos, consulte o guia de instalação e configuração que acompanha o Cisco 12000 Series Router.


Etapa 5


Observação Se for realizada a inserção ou remoção on-line do GBIC ou SFP sem fechar a interface, uma mensagem de aviso é exibida no dispositivo do console.


Configurando e Análise de falhas de Interfaces da Line Card

Após instalar o hardware e verificar se a nova line card Ethernet foi instalada corretamente verificando os LEDs, o administrador da rede pode proceder à configuração da nova interface. As sessões seguintes fornecem informações sobre configuração e Análise de falhas de line cards Ethernet:

Usando Comandos de Configuração

Configurando uma Ethernet Line Cards

Configurando Contadores 802.1Q VLAN

Verificando a Versão GBIC

Verificando a Versão SFP

Exemplos de Arquivo de Configuração

Análise de falhas Avançados da Line Card

Mensagem de Erro FPGA

Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software versão 12.0(22)S e Posterior

Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software nas Versões Anteriores a 12.0(22)S

Usando Comandos de Configuração

Para configuração de uma line card, insira o modo correto e os comandos necessários.

Primeiro, insira o nível privilegiado do intérprete de comando EXEC (modo EXEC privilegiado) utilizando o comando enable. O sistema solicitará uma senha se houver uma definida. Em seguida, use o comando configure para acessar o modo de configuração. Se quiser alterar os valores da configuração padrão da line card, utilize o comando configure terminal para inserir o modo de configuração global. Então, utilize o comando interface para especificar a interface e inserir o modo de configuração, onde nova interface pode ser configurada. Esteja preparado para a informação necessária, tal como o endereço IP da interface.

A Tabela 25 relaciona alguns comandos de configuração e os valores padrão. Consulte a documentação do Cisco IOS para obter informações completas sobre estes comandos.

Tabela 25 - Valores Padrão da Configuração da Line Card Ethernet 

Parâmetro
Comando de Configuração
Valor padrão

Endereço IP

ip address

Nenhum

Tradução de transmissão direcionada para transmissões físicas

transmissões direcionadas com ip

Desabilitado

Fechamento

fechamento

Interface desabilitada

Negociação automática

negociação automática

Negociação automática

Cisco Discovery Protocol (CDP)

cdp enable

Desabilitado

Unidade de transmissão máxima (MTU)

mtu bytes

1500

Protocolo

protocolo ip

IP (apenas o valor válido)


Um Cisco 12000 Series Router identifica um endereço de interface pelo número do slot e da porta da line card, no formato slot/porta. As portas da line card Ethernet são numeradas 0, 1, 2 e assim por diante. Por exemplo, o endereço slot/porta da porta superior de uma interface em uma line card Ethernet instalada no slot da line card 1 é 1/0. Mesmo se a line card contiver apenas uma porta, você deve ser utilizada a notação slot/porta.

A line card Modular Gigabit Ethernet identifica um endereço de interface pelo número do slot da line card, número EPA e número da porta, no formato slot/EPA_number/port. A Tabela 26 descreve os números da porta EPA e Ethernet Gigabit atribuídos e como endereçar uma porta utilizando o Cisco IOS.

Tabela 26 Endereçamento de Porta e EPA Gigabit Ethernet

Número EPA
Números de Porta GE Atribuídos
Endereços de Porta do Cisco IOS

PA 0

Portas 0 - 2

slot/0/0 até ao slot/0/2

PA 1

Portas 3 - 5

slot/1/0 through slot/1/2

PA 2

Portas 6 -8

slot/2/0 até ao slot/2/2

PA 3

Porta 9

slot/3/0


Por exemplo, para configuração do gig3, a quarta porta na line card (a primeira porta no segundo EPA), o endereço deve ser slot/1/0. Para configuração da porta 9, o endereço deve ser slot/3/0.

Configurando uma Ethernet Line Cards

O seguinte procedimento é para criar uma configuração básica—ativar uma interface e especificar o IP routing. Também pode ser necessário inserir outros subcomandos de configuração, dependendo dos requisitos de configuração do seu sistema.

Para configuração de uma line card Ethernet, siga as seguintes etapas:


Etapa 1 Digite o modo EXEC privilegiado:

Router> enable

Se o sistema solicitar uma senha, digite-a.

Etapa 2 Confirme se o sistema reconhece a placa digitando o comando show version :

Router# show version

Etapa 3 Verifique o status de cada porta digitando o comando show interface:

Router# show interface

Etapa 4 Insira o modo de configuração global e especifique se o terminal do console será a origem dos comandos de configuração:

Router# configure terminal

Etapa 5 Na tela, especifique a nova interface a proceder à configuração inserindo o comando interface , seguido pelo tipo (por exemplo, gigabitethernet ou fastethernet) e slot/porta (número do slot/porta da line card). Por exemplo, para configuração da porta 0 em uma line card Gigabit Ethernet ISE de 4 portas no slot 1 da line card:

Router(config)# interface gigabitethernet 1/0

Você está agora no modo de configuração da interface.

Etapa 6 Atribua um endereço IP e uma máscara de sub-rede à interface com o subcomando de configuração ip address, como no exemplo seguinte:

Router(config-if)# ip address 10.1.2.3 255.255.255.0

Etapa 7 Altere o estado de fechamento para ativo e habilite a interface:

Router(config-if)# no shutdown

O comando no shutdown passa o comando enable a line card de Ethernet. Isso também faz com que a line card se configure, baseada nos comandos de configuração mais recentes recebidos pela line card.

Etapa 8 Para desativar o CDP (Cisco Discovery Protocol), que não é solicitado, utilize este comando:

Router(config-if)# no cdp enable

Etapa 9 Adicione outros subcomandos de configuração necessários para habilitar os protocolos de roteamento e ajuste as características da interface.

Etapa 10 Após incluir todos os subcomandos de configuração para concluir a configuração, digite Ctrl-Z (mantenha a tecla Control pressionada Z) para sair do modo de configuração.

Etapa 11 Grave a nova configuração na memória:

Router# copy running-config startup-config

O sistema exibe uma mensagem de OK quando a configuração estiver armazenada.


Após a conclusão da configuração, pode ser feita a verificação utilizando os comandos show, conforme descrito nas seguintes seções.

Configurando Contadores 802.1Q VLAN

Nas line cards Gigabit Ethernet e Fast Ethernet Routers do Cisco 12000 Series, pode proceder à configuração das subinterfaces 802.1Q VLAN para fazer a contagem do tráfego VLAN por bytes ou pacotes. Por padrão, as estatísticas do tráfego VLAN são contabilizadas em pacotes. Não é possível habilitar os contadores de byte e pacote ao mesmo tempo.

Para configuração de que maneira o tráfego 802.1Q VLAN será contabilizado em uma subinterface Ethernet, siga essas etapas:


Etapa 1 Digite o modo EXEC privilegiado:

Router> enable

Se o sistema solicitar uma senha, digite-a.

Etapa 2 Insira o modo de configuração global.

Router# configure terminal

Etapa 3 Insira o modo de configuração da subinterface para configurar a subinterface Ethernet:

Router# interface type slot/port.subinterface-number

Etapa 4 Especifique o tipo de contador a ser utilizado nas estatísticas do tráfego 802.1Q VLAN na subinterface.

Router# counter-type {byte | packet}


Para exibir as estatísticas registradas no tráfego 802.1Q VLAN em uma subinterface de Ethernet, digite o comando show vlan no modo EXEC privilegiado.

Verificando a Versão GBIC

Utilize o comando EXEC exec slot n show controller gigabitethernet gbic para exibir o tipo de GBIC instalado atualmente na line card, como mostrado no seguinte exemplo:

router# exec slot 4 show controller gigabitethernet 1 gbic
========= Line Card (Slot 4) =======
** GBIC serial EEPROM
   identifier           0x01 (GBIC)
   connector            0x01 (FibreChannel SC)
   gbic transceiver_code0x01      1000BASE-SX 
   encoding             0x01 (8B10B)
   br_nominal (units of 100MHz)   13
   length_9u (units of 100m)      0
   length_50u (units of 100m)     50
   length_62_5u (units of 100m)   22
   length_cu (unit of 10m)        0
   vendor_name          HEWLETT-PACKARD
   vendor_oui           0x00 00 00
   vendor_pn            0x48464252 2D353630 31202020 20202020
   vendor_rev           0x30303030 0000
   cc_base              0x74
   options[0]           0x1A      LOS (Loss of Signal) TX Fault TX Disable
   br_max (upper baud rate margin, units of %)
                      0
   br_min (upper baud rate margin, units of %)
                      0
   vendor_sn            0x39383037 31303037 34383539 36363933
   date_code            98071000 (yymmddvv, v=vendor specific)

Verificando a Versão SFP

Utilize o comando show interfaces gigabitethernet para exibir o tipo de módulo SFP atualmente instalado em uma porta na line card. Por exemplo:

Router# show interfaces gigabitethernet 1/0/0

GigabitEthernet1/0/0 is administratively down, line protocol is down
  Hardware is GigMac 10 Port GigabitEthernet, address is 0005.5f1a.c8aa (bia
0005.5f1a.c8aa)
  MTU 1500 bytes, BW 1000000 Kbit, DLY 10 usec, rely 255/255, load 1/255
  Encapsulation ARPA, loopback not set
  Keepalive set (10 sec)
  Full-duplex mode, link type is autonegotiation, media type is SX
  output flow-control is unsupported, input flow-control is unsupported
  ARP type: ARPA, ARP Timeout 04:00:00
  Last input never, output never, output hang never
  Last clearing of "show interface" counters never
  Queueing strategy: fifo
  Output queue 0/40, 0 drops; input queue 0/75, 0 drops
  5 minute input rate 0 bits/sec, 0 packets/sec
  5 minute output rate 0 bits/sec, 0 packets/sec
     0 packets input, 0 bytes, 0 no buffer
     Received 0 broadcasts, 0 runts, 0 giants, 0 throttles
     0 input errors, 0 CRC, 0 frame, 0 overrun, 0 ignored
     0 watchdog, 0 multicast, 0 pause input
     0 packets output, 0 bytes, 0 underruns
     0 output errors, 0 collisions, 0 interface resets
     0 babbles, 0 late collision, 0 deferred
     0 lost carrier, 0 no carrier, 0 pause output
     0 output buffer failures, 0 output buffers swapped out
Router#

Exemplos de Arquivo de Configuração

Esta seção aborda os seguintes exemplos:

Exemplo de Fast Ethernet

Exemplo de Gigabit Ethernet

Exemplo de Configuração de IP e VLAN para Gigabit Ethernet

Exemplo de Fast Ethernet

O seguinte exemplo mostra os comandos do arquivo de configuração de uma Fast Ethernet de 8 portas.

!
interface FastEthernet10/0
 ip address 10.1.1.1 255.25x.2x5.0
 arp timeout 100000
 no logging event subif-link-status
 no keepalive
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/1
 ip address 10.1.2.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 shutdown
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/2
 ip address 10.1.3.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 shutdown
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/3
 ip address 10.1.4.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 shutdown
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/4
ip address 10.1.5.1255.25x.2x55.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 shutdown
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/5
 ip address 10.1.6.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/6
 ip address 10.1.7.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 no cdp enable
!
interface FastEthernet10/7
 ip address 10.1.7.1 255.25x.2x5.0
 no logging event subif-link-status
 loopback external
 no keepalive
 no cdp enable
!
no ip classless
ip route 2x3.2x5.25x.253 25x.25x.2xx.255 Ethernet0
ip route 2x3.2x5.25x.253 25x.25x.2xx.255 Ethernet0
logging buffered 524288 debugging
logging history size 500
logging trap debugging
!
line con 0
 exec-timeout 0 0
 length 33
 history size 50
line aux 0
 exec-timeout 0 0
 length 36
 history size 50
line vty 0 4
 password xyzzy
 login
!
no scheduler max-task-time
end

Exemplo de Gigabit Ethernet

A seguir, exemplos de comandos do arquivo de configuração da line card Gigabit Ethernet utilizados no cenário apresentado na Figura 50. Um Cisco 12000 Series Router primário e em espera é ajustado entre dois switches da série Cisco Catalyst 5000. A configuração suporta HSRP utilizando ISIS.

Figura 50 HSRP sobre ISIS utilizando Dois Routers Cisco 12000 Series (Topologia)

Configuração do Router Primário (GE MFR2)

A configuração do router primário, demonstrada na Figura 50, é a seguinte:

ip routing
no cdp run
!
no ip domain-lookup
line 0
history size 30
!
service timestamps debug datetime msec
service timestamps log datetime msec
!
router isis area2
! NSAP consists of area/ system ID /n-selector
! NSAP could be 20 Bytes in length
! n-selector is always 1 Byte
! if n-selector is zero then NSAP becomes NET
! the NSAP is for area 2/system ID 1/n-selector 0
net 02.1111.1111.1111.00
#NET - Stands for Network Entity Title
is-type level-2-only
redistribute static 
!
interface Ethernet 0
ip address 20.13.5.13 255.255.0.0
ip helper-address 223.255.254.254
shut
!
!
interface G4/0
ip address 23.0.0.2 255.0.0.0
mac-addr 0010.1234.2302
ip router isis area2
no keepalive
no shutdown
!
!HSRP CONFIGURATION
no ip redirects
standby 1 priority 200
standby 1 ip 23.0.0.4
!
!This allows the router to become active when its
!priority is higher than the others in the same group standby 1 preempt
!sets interval between hellos and the hold time for
!the standby router to become active
standby 1 timers 3 4
!
interface G6/0
mac-addr 0010.1234.1002
ip address 10.0.0.2 255.0.0.0
ip router isis area2
no keepalive
no shutdown
!HSRP CONFIGURATION
no ip redirects
standby 2 priority 200
standby 2 preempt
standby 2 ip 10.0.0.4
!This allows the router to become active when its
!priority is higher than the others in the same group standby 2 preempt
!sets interval between hellos and the hold time for
!the standby router to become active
standby 2 timers 3 4

Configuração do Router em Espera (GE MFR2)

A configuração do router em espera, demonstrada na Figura 50, é a seguinte:

hostname gemfr1
ip routing
no ip domain-lookup
line 0
history size 30
!
service timestamps debug datetime msec
service timestamps log datetime msec
!
ip host abrick 223.255.254.254
router isis area2
! NSAP consists of area/ system ID /n-selector
! NSAP could be 20 Bytes in length
! n-selector is always 1 Byte
! if n-selector is zero then NSAP becomes NET
! the NSAP is for area2/system ID 2/n-selector 0
net 02.2222.2222.2222.00
#NET - Stands for Network Entity Title
is-type level-2-only
redistribute static
net 02.2222.2222.2222.00
is-type level-2-only
!
interface Ethernet0
ip address 20.13.5.12 255.255.255.0
ip helper-address 223.255.254.254
no keepalive
shutdown
!
!
interface G4/0
ip address 23.0.0.1 255.0.0.0
mac-address 0010.1234.2301
ip router isis area2
no keep
no shutdown
!
!HSRP standby configuration
no ip redirects
standby 1 priority 101
standby 1 ip 23.0.0.4
!This allows the router to become active when its
!priority is higher than the others in the same group standby 1 preempt
!sets interval between hellos and the hold time for
!the standby router to become active
standby 1 timers 3 4
!
!
interface G6/0
ip address 10.0.0.1 255.0.0.0
mac-address 0010.1234.1001
ip router isis area2
no keep
no shutdown
!
!HSRP standby configuration
no ip redirects
standby 2 priority 101
standby 2 ip 10.0.0.4
!This allows the router to become active when its
!priority is higher than the others in the same group standby 2 preempt
!sets interval between hellos and the hold time for
!the standby router to become active
standby 2 timers 3 4
!

Exemplo de Configuração de IP e VLAN para Gigabit Ethernet

Os seguintes exemplos mostram diferentes comandos do arquivo de configuração da porta de uma line card 1-Gigabit Ethernet de 10 portas no slot 3 de um sistema:

IP routing

VLANs

Contadores de VLAN

IP com contabilidade de MAC de origem/destino

IP com ACLs de entrada

IP com ACLs de saída

IP routing

interface gigabitethernet 3/9
 ip address 172.1.1.1 255.255.255.0
 mtu 9180

VLANs

interface gigabitethernet 3/1.1
 encapsulation dot1q 10
 ip address 172.1.1.1 255.255.255.0

Contadores de VLAN

interface gigabitethernet 3/1.1
 counter-type packet

IP com contabilidade de MAC de origem/destino

interface gigabitethernet 3/9
 ip address 172.1.1.1 255.255.255.0
 mtu 9180
 ip accounting mac-address input
 ip accounting mac-address output

IP com ACLs de entrada

access-list 100 permit ip any any
interface gigabitethernet 3/9
 ip address 172.1.1.1 255.255.255.0
 ip access-group 100 in

IP com ACLs de saída

Extended IP access list 191 permit ip any any
interface GigabitEthernet1/0
 ip address 10.10.10.1 255.255.255.0
 ip access-group 191 out
 no ip unreachables
 no ip directed-broadcast
 negotiation auto

Análise de falhas Avançados da Line Card

Esta seção fornece informações de Análise de falhas avançados em caso de falha da line card. Também fornece indicações para identificar se a falha está ou não relacionada ao hardware. Essa seção não inclui nenhuma falha relacionada a software, exceto aquelas que são normalmente confundidas com falhas de hardware.


Observação Esta seção presume que você possui conhecimento básico de uso dos comandos do Cisco IOS software.


Ao ler esta seção e seguir as etapas para a Análise de falhas, você deverá estar apto a determinar a origem dos problemas relacionados com a sua line card. A primeira etapa é identificar a causa da falha na line card ou dos erros de console que você está vendo. Para descobrir qual placa possivelmente apresenta falha, é fundamental coletar a saída dos seguintes comandos:

show context summary

show logging

show logging summary

show diag slot

show context slot slot

Juntamente com esses comandos show, você também deve coletar as seguintes informações:

Registros de Console e Informações de Syslog—Esta informação é fundamental se estiverem ocorrendo diversos sintomas. Se o router estiver configurado para enviar registros a um servidor de Syslog, poderão ser vistas algumas informações sobre o ocorrido. Nos registros de console, o ideal é estar conectado diretamente ao router na porta do console com o registro ativado.

Dados Adicionais—O comando show tech-support é uma compilação de vários comandos diferentes, incluindo show version, show running-config e show stacks. Esta informação é solicitada ao lidar com problemas com o Centro de Assistência Técnica (TAC) da Cisco.


Observação É importante coletar os dados show tech-support antes de recarregar ou desligar e ligar. A falha neste ato pode causar a perda de todas as informações sobre o problema.



Observação A saída destes comandos pode variar um pouco, dependendo da line card utilizada, mas as informações básicas serão as mesmas.


Exemplos de Saída

A seguir, exemplos de saída de sistema que pode ser vista se a line card do Cisco 12000 Series Router falhar. Os dados de distribuição na saída estão sublinhados.

Saída show context summary

Saída show logging

Saída show diag slot

Saída show context slot

Saída show context summary

Router# show context summary
CRASH INFO SUMMARY
Slot 0 : 0 crashes
Slot 1 : 1 crashes
1 . crash at 10:36:20 UTC Wed Dec 19 2001
Slot 2 : 0 crashes
Slot 3 : 0 crashes
Slot 4 : 0 crashes
Slot 5 : 0 crashes
Slot 6 : 0 crashes
(remainder of output omitted)

Saída show logging

Router# show logging
Syslog logging: enabled (2 messages dropped, 0 messages rate.limited, 0 flushes,
0 overruns)
Console logging: level debugging, 24112 messages logged
Monitor logging: level debugging, 0 messages logged
Buffer logging: level debugging, 24411 messages logged
Logging Exception size (4096 bytes)
Trap logging: level informational, 24452 message lines logged
5d16h: %LCINFO.3.CRASH: Line card in slot 1 crashed
5d16h: %GRP.4.RSTSLOT: Resetting the card in the slot: 1,Event: 38
5d16h: %IPCGRP.3.CMDOP: IPC command 3
5d16h: %CLNS.5.ADJCHANGE: ISIS: Adjacency to malachim2 (GigabitEthernet1/0) Up,
n8 (slot1/0): linecard is disabled
.Traceback= 602ABCA8 602AD8B8 602B350C 602B3998 6034312C 60342290 601A2BC4 601A2BB0
5d16h: %LINK.5.CHANGED: Interface GigabitEthernet1/0, changed state to
administratively down
5d16h: %LINEPROTO.5.UPDOWN: Line protocol on Interface GigabitEthernet1/0,
changed state to down
5d16h: %GRP.3.CARVE_INFO: Setting mtu above 8192 may reduce available buffers
on Slot: 1.
SLOT 1:00:00:09: %SYS.5.RESTART: System restarted ..
(remainder of output omitted)

Saída show diag slot

Router# show diag 1
SLOT 1 (RP/LC 1 ): 3 Port Gigabit Ethernet
MAIN: type 68, 800.6376.01 rev E0 dev 0
HW config: 0x00 SW key: 00.00.00
PCA: 73.4775.02 rev E0 ver 2
HW version 2.0 S/N CAB0450G8FX
MBUS: Embedded Agent
Test hist: 0x00 RMA#: 00.00.00 RMA hist: 0x00
DIAG: Test count: 0x00000001 Test results: 0x00000000
FRU: Linecard/Module: 3GE.GBIC.SC=
Route Memory: MEM.GRP/LC.64=
Packet Memory: MEM.LC1.PKT.256=
L3 Engine: 2 . Backbone OC48 (2.5 Gbps)
MBUS Agent Software version 01.46 (RAM) (ROM version is 02.10)
Using CAN Bus A
ROM Monitor version 10.06
Fabric Downloader version used 05.01 (ROM version is 05.01)
Primary clock is CSC 0 Board is analyzed
Board State is Line Card Enabled (IOS RUN )
Insertion time: 00:00:10 (5d16h ago)
DRAM size: 67108864 bytes
FrFab SDRAM size: 134217728 bytes, SDRAM pagesize: 8192 bytes
ToFab SDRAM size: 134217728 bytes, SDRAM pagesize: 8192 bytes
1 crash since restart

Saída show context slot

Router# show context slot 2
CRASH INFO: Slot 2, Index 1, Crash at 12:24:22 MET Wed Nov 28 2001
VERSION:
GS Software (GLC1.LC.M), Version 12.0(18)S1, EARLY DEPLOYMENT RELEASE SOFTWARE (fc1)
TAC Support: http://www.cisco.com/cisco/web/BR/support/index.html
Compiled Fri 07.Sep.01 20:13 by nmasa
Card Type: 3 Port Gigabit Ethernet, S/N
System exception: SIG=23, code=0x24, context=0x4103FE84
System restarted by a Software forced crash
STACK TRACE:
.Traceback= 400BEB08 40599554 4004FB64 4005B814 400A1694 400A1680
CONTEXT:
$0 : 00000000, AT : 41040000, v0 : 00000032, v1 : 4103FC00
a0 : 4005B0A4, a1 : 41400A20, a2 : 00000000, a3 : 00000000
t0 : 41D75220, t1 : 8000D510, t2 : 00000001, t3 : FFFF00FF
t4 : 400C2670, t5 : 00040000, t6 : 00000000, t7 : 4150A398
s0 : 0000003C, s1 : 00000036, s2 : 4103C4D0, s3 : 41D7EC60
s4 : 00000000, s5 : 00000001, s6 : 41027040, s7 : 00000000
t8 : 41A767B8, t9 : 00000000, k0 : 415ACE20, k1 : 400C4260
GP : 40F0DD00, SP : 41D7EC48, s8 : 4102D120, ra : 40599554
EPC : 0x400BEB08, SREG : 0x3400BF03, Cause : 0x00000024
ErrorEPC : 0x400C6698, BadVaddr : 0xFFBFFFFB
.Process Traceback= No Extra Traceback
SLOT 2:00:00:09: %SYS.5.RESTART: System restarted ..
(remainder of output omitted)

O tipo de falha que ocorreu no exemplo show context slot 2 é identificado pelo valor SIG= sublinhado. Os três tipos mais comuns de falhas de line card são:

Travamento forçado por software (SIG=23)

Erro de barramento (SIG=10)

Exceção de paridade de cache (SIG=20)

No exemplo acima, a line card falhou e causou uma recarga por causa de uma exceção software forced crash. Assim que for determinada a causa e coletada a saída necessária, verifique a existência de advertências na versão do Cisco IOS software utilizando o Conjunto de Ferramentas de Erro (disponível apenas para usuários registrados da Cisco.com).

Verificando o status atual da placa de linha

Após determinar se os problemas são causados por erros do sistema no registro ou uma falha real, é importante verificar o status atual da line card para ver se ela se recuperou da falha. O status das line cards individuais pode ser identificado examinando os LEDs alfanuméricos localizados na parte frontal da line card ou emitindo o comando show led.

Saída show led

Router# show led
SLOT 1 : RUN IOS
SLOT 6 : DNLD FABL
SLOT 7 : RP ACTV
SLOT 10 : RUN IOS
SLOT 11 : RUN IOS
SLOT 13 : RUN IOS
SLOT 14 : RUN IOS


Observação É possível que o valor de um LED alfanumérico esteja invertido. Por exemplo, o IOS RUN deve ser exibido como RUN IOS.


Se o LEDs alfanuméricos da line card exibirem qualquer coisa diferente de IOS RUN ou se o RP não for nem Mestre/Primário nem Escravo/Secundário, existe um problema e a line card não terá sido totalmente carregada. Antes de substituir a line card, tente solucionar o problema seguindo essas etapas:


Etapa 1 Recarregue o microcódigo utilizando o comando de configuração global microcode reload slot.

Etapa 2 Recarregue a line card utilizando o comando de recarga hw-module slot. Isso faz a line card reinicializar e fazer o download dos MBus e do software do downloader de estrutura antes de tentar fazer o download do Cisco IOS software.

ou

Etapa 3 Reinicie a line card manualmente. Isso pode eliminar a possibilidade de quaisquer problemas causados por uma conexão inválida com o MBus ou com a tela de comutação.


Falha de ping de tela

Falhas de ping de construção ocorrem quando uma line card ou o RP secundário não responde a uma requisição de ping de construção a partir do RP principal sobre a tela do switch. Essas falhas são um sintoma de um problema que deve ser investigado. Elas são indicadas pelas seguintes mensagens de erro:

%GRP-3-FABRIC_UNI: Unicast send timed out (1)
%GRP-3-COREDUMP: Core dump incident on slot 1, error: Fabric ping failure
%LCINFO-3-CRASH: Line card in slot 1 crashed

Mais informações sobre este problema encontram-se em Cisco.com na publicação Análise de falhas e Intervalos de Ping de Tela no Cisco 12000 Series Internet Router.

Mensagens de erro

Ao receber qualquer mensagem de erro relacionada a uma line card, utilize a ferramenta Error Message Decoder (em Cisco.com) para encontrar o significado desta mensagem de erro. Alguns erros apontam para um problema de hardware, enquanto outros indicam uma advertência do Cisco IOS software ou um problema de hardware em outra parte do router. Esta publicação não abrange todas essas mensagens.


Observação Algumas mensagens relacionadas ao CEF (Cisco Express Forwarding) e a IPC (Inter Process-Communication) são explicadas em Cisco.com na publicação Análise de falhas de Mensagem de Erro Relacionadas ao CEF.


Análise de falhas de GBIC

Utilize os seguintes comandos para visualizar o status de GBIC nas line cards GSR:

LC-Slot2# show controller gigabitethernet 0 gbic
Optics disabled or link problems (0x8)

*** SFP Serial EEPROM contents
   identifier           0x03 (Reserved)
   connector            0x07 (Reserved)
   gbic_transceiver_code 0x01 (1000BASE-SX)
   encoding             0x01 (8B10B)
   br_nominal (units of 100MHz)
                        12
   length_9u (units of 100m)
                        0
   length_50u (units of 100m)
                        55
   length_62_5u (units of 100m)
                        27
   length_cu (unit of 10m)
                        0
   vendor_name          CISCO-AGILENT
   vendor_oui           0x00 30 D3
   vendor_pn            0x51464252 2D353739 384C2020 20202020
   vendor_rev           0x20202020
   cc_base              0xA0
   options[0]           0x00
   br_max (upper baud rate margin, units of %)
                        0
   br_min (upper baud rate margin, units of %)
                        0
   vendor_sn            0x41353031 31373633 38202020 20202020
   date_code            030911   (yymmddvv, v=vendor specific)
   cc_ext               0x48


Observação Ao tentar utilizar GBICs que não foram fabricados pela Cisco, você receberá a mensagem de erro:
Ópticas desativadas ou problemas de ligação.


Análise de falhas de SFP

Siga as seguintes etapas na análise de falhas de SFP:


Etapa 1 Conecte a placa ao SFP com problema utilizando o comando execute-on:

Router# execute-on 1 show tech

Etapa 2 Utilize o comando test sfp para exibir informações sobre o SFP com problema no slot 1, porta 0 da line card.

# test interfaces gigabitEthernet 1/0

Etapa 3 Utilize os comandos debug para fornecer informações adicionais. Utilize o comando a seguir para depurar todas as interfaces:

# debug ethernet-interface

Utilize o seguinte comando para depurar uma interface específica no slot 1, porta 0:

# debug interface gigabitEthernet 1/0

Etapa 4 Utilize o comando show controller para visualizar informações adicionais:

LC-Slot3# show controller gigabitethernet 2 1 sfp
SFP disabled or link problems (0x32)

Mensagem de Erro FPGA

Se a line card não inicializar e você receber uma mensagem de erro indicando que há um problema com a imagem de FPGA (Field-Programmable Gate Array) (ou se a tela do LED alfanumérico da line card permanecer travada no estado IOS STRT), será necessária a atualização da imagem de FPGA utilizando a opção update-fpga no comando diag.


Observação O comando diag e a opção update-fpga estão documentadas na publicação Diagnóstico de Campo para o Cisco 12000 Series Internet Router.

Quando a imagem do Cisco IOS inicializa, é verificado se está sendo executada uma imagem de FPGA compatível no router. O maior número da versão da imagem de FPGA deve ser o mesmo que o esperado pela imagem do Cisco IOS; o menor número da versão da imagem de FPGA deve ser o mesmo ou maior que o número da versão esperado pela imagem do Cisco IOS. Por exemplo, se a imagem do Cisco IOS espera uma imagem de FPGA mínima de 03.02, o software verificará se o maior número da versão real da imagem de FPGA no flash de inicialização da line card é 03, e se o menor número da versão é 02 ou acima.


Os exemplos de mensagem de erro que indicam um problema de FPGA aparecem como se segue:

Error Message    No FPGA image available for slot0. Please run field diagnostics image
on slot0 to upgrade the FPGA image.

Explicação    Atualmente não há imagem de FPGA válida no flash de inicialização da line card. Deve ser carregada uma imagem de FPGA válida para o flash de inicialização da line card.

Error Message    FPGA image not appropriate or corrupted for slot0. Please run field
diagnostics on slot0 to upgrade the FPGA image.

Explicação   A imagem de FPGA atualmente carregada no flash de inicialização da line card não é compatível com a versão do Cisco IOS software atualmente em execução no router, ou está corrompida. Atualize a imagem de FPGA para a versão correta.


Observação Não confunda o flash de inicialização da line card com o flash de inicialização do processador de rota (RP). As imagens de FPGA são carregadas apenas para o flash de inicialização da line card.



Observação A mensagem de erro de FPGA se aplicam apenas as line cards Gigabit Ethernet ISE de 4 portas.


Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software versão 12.0(22)S e Posterior


Observação A saída deste procedimento pode variar um pouco, dependendo da line card utilizada, mas as informações básicas serão as mesmas.


O software de diagnóstico de campo da line card é designado para identificar qualquer line card defeituosa em um Cisco 12000 Series Router. Antes da versão 12.0(22)S do Cisco IOS Software, o software de diagnóstico de campo estava incluído no Cisco IOS software. Iniciando com a versão 12.0(22)S do Cisco IOS Software, este software é descompactado da imagem principal e deve ser baixado de Cisco.com utilizando o IOS Upgrade Planner.

A Cisco iniciou essa mudança para acomodar usuários com placas de memória Flash de 20 MB. Os diagnósticos de campo agora são armazenados e mantidos como uma imagem separada sob o seguinte nome:

c12k-fdiagsbflc-mz-xxx-xx.s (onde xxx-xx é o número da versão)

Esta imagem deve estar disponível em uma placa de memória Flash separada, disco Flash ou o servidor de inicialização TFTP para carregar os diagnósticos de campo da line card. A versão mais recente está sempre disponível em Cisco.com. O RP e os testes de estrutura permanecem incluídos na imagem principal do Cisco IOS software.

Enquanto o teste de diagnóstico está em execução, a line card não funciona normalmente e não pode transmitir nenhum tráfego durante o teste (5 a 20 minutos, dependendo da complexidade da line card). Sem a palavra-chave verbose, o comando fornece uma mensagem de saída truncada. Na comunicação com o Cisco TAC, o modo verbose é útil na identificação de problemas específicos. O resultado do teste de diagnóstico sem o comando verbose é semelhante a:

Router# diag 7 tftp://223.255.254.254/diagnostic/award/c12k.fdiagsbflc.mz.120-25.s
Running DIAG config check
Fabric Download for Field Diags chosen: If timeout occurs, try 'mbus' option.
Runnning Diags will halt ALL activity on the requested slot. [confirm]
Launching a Field Diagnostic for slot 7
Downloading diagnostic tests to slot 7 via fabric (timeout set to 300 sec.)
5d20h: %GRP.4.RSTSLOT: Resetting the card in the slot: 7,Event:
EV_ADMIN_FDIAGLoading diagnostic/award/c12k.fdiagsbflc.mz.120-25.s from 223.255.254.254
(via Ethernet0): !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
5d20h: Downloading diags from tftp file tftp://223.255.254.254/diagnostic/award/
c12k.fdiagsbflc.mz.120-25.s
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
[OK . 13976524 bytes]
FD 7> *****************************************************
FD 7> GSR Field Diagnostics V6.05
FD 7> Compiled by award on Tue Jul 30 13:00:41 PDT 2002
FD 7> view: award.conn_isp.FieldDiagRelease
FD 7> *****************************************************
Executing all diagnostic tests in slot 7
(total/indiv. timeout set to 2000/600 sec.)
FD 7> BFR_CARD_TYPE_OC12_4P_POS testing...
FD 7> Available test types 2
FD 7> 1
FD 7> Completed f_diags_board_discovery() (0x1)
FD 7> Test list selection received: Test ID 1, Device 0
FD 7> running in slot 7 (30 tests from test list ID 1)
FD 7> Skipping MBUS_FDIAG command from slot 2
FD 7> Just into idle state
Field Diagnostic ****PASSED**** for slot 7
Shutting down diags in slot 7
Board will reload
(remainder of output omitted)

A line card só é recarregada automaticamente depois de passar no teste. Se a line card apresentar falha no teste, não será carregada automaticamente. Carregue a line card manualmente utilizando o comando hw-module slot slot reload.

Os resultados do diagnóstico de campo são armazenados em uma EEPROM (electrically erasable programmable read-only memory ) na line card. É possível exibir os resultados do último teste de diagnóstico realizado na line card ao executar o comando diag slot previous.

Algumas advertências causam falha nos testes de diagnóstico, mesmo se a line card não apresentar falhas. Como precaução, se a line card falhar e hpuver sido substituída anteriormente, reveja essa saída com o Cisco TAC.

Diagnóstico da Line Card Utilizando Cisco IOS Software nas Versões Anteriores a 12.0(22)S


Observação A saída deste procedimento pode variar um pouco, dependendo da line card utilizada, mas as informações básicas serão as mesmas.


O software de diagnóstico de campo da line card está incluído com o principal Cisco IOS software permitindo testar se uma line card suspeita está com defeito. Para utilizar este recurso, você deve estar no modo habilitado privilegiado e emitir o comando diag slot [verbose].

Enquanto o teste de diagnóstico está em execução, a line card não funciona normalmente e não pode passar tráfego durante o teste. Sem a palavra-chave verbose, o comando fornece uma mensagem de saída truncada. Na comunicação com o Cisco TAC, o modo verbose é útil na identificação de problemas específicos. O resultado do teste de diagnóstico sem o comando verbose é semelhante a:

Router#diag 3
Running DIAG config check
Running Diags will halt ALL activity on the requested slot
[confirm]
Router#
Launching a Field Diagnostic for slot 3
Downloading diagnostic tests to slot 3 (timeout set to 600 sec.)
*Nov 18 22:20:40.237: %LINK.5.CHANGED: Interface GigabitEthernet3/0,
changed state to administratively down
Field Diag download COMPLETE for slot 3
FD 3> *****************************************************
FD 3> GSR Field Diagnostics V4.0
FD 3> Compiled by award on Thu May 18 13:43:04 PDT 2000
FD 3> view: award.conn_isp.FieldDiagRelease
FD 3> *****************************************************
FD 3> BFR_CARD_TYPE_1P_GE testing...
FD 3> running in slot 3 (83 tests)
Executing all diagnostic tests in slot 3
(total/indiv. timeout set to 600/200 sec.)
Field Diagnostic: ****TEST FAILURE**** slot 3: last test run 51,
Fabric Packet Loopback, error 3
Shutting down diags in slot 3
slot 3 done, will not reload automatically

A line card só é recarregada automaticamente depois de passar no teste. No exemplo acima, a line card apresentou falha no teste e não recarregou automaticamente. Carregue a line card manualmente utilizando o comando hw-module slot slot reload.

Os resultados do diagnóstico de campo são armazenados em uma EEPROM na line card. É possível exibir os resultados do último teste de diagnóstico realizado na line card ao executar o comando diag slot previous.

Algumas advertências causam falha nos testes de diagnóstico, mesmo se a line card não apresentar falhas. Como precaução, se a line card falhar e hpuver sido substituída anteriormente, reveja essa saída com o Cisco TAC.

Memória da Line Card

Esta seção contém informações sobre o seguinte:

Localizações da Memória da Line Card

Removendo e Instalando a Memória da Line Card

É possível substituir a memória de roteamento nas line cards Ethernet. Os módulos da memória de roteamento são instalados em soquetes de SODIMM (small outline DIMM) de 144 pinos. A memória de roteamento executa a imagem do Cisco IOS software e armazena as tabelas de roteamento de rede atualizadas baixadas do processador de roteamentos.

A Tabela 27 fornece informações sobre os vários mecanismos de hardware disponíveis nas line cards Ethernet. O mecanismo determina onde a memória foi colocada.

Tabela 27 - Mecanismos da Line Card Ethernet 

Ethernet Line Card
Mecanismo de Hardware

Fast Ethernet de 8 portas

Mecanismo 1

Gigabit Ethernet

Gigabit Ethernet de 3 portas

Mecanismo 2

Gigabit Ethernet ISE de 4 portas

Engine 3 e ISE (Internet Services Engine)

1-Gigabit Ethernet de 10 portas

Engine 4+ ES (Enhanced Services)

10-Gigabit Ethernet de 1 porta

Modular Gigabit Ethernet


Localizações da Memória da Line Card

As seguintes seções contêm informações gerais da memória da line card para cada line card Ethernet:

Localizações da Memória Line Card Engine 0 e Engine 1

Localizações da Memória Line Card Engine 2

Localizações da Memória Line Card ISE

Localizações da Memória Line Card Engine 4

Opções de Memória de Roteamento Line Card Ethernet

Opções de Memória de Pacote Line Card Ethernet

As instruções de remoção e instalação da memória são encontradas na seção "Remoção e Instalação da Memória da Line Card".

Localizações da Memória Line Card Engine 0 e Engine 1

A Figura 51 mostra as localizações do soquete DIMM (dual in-line memory module) em uma line card Engine 0 ou Engine 1. Esta line card é equipada com seis soquetes DIMM:

Dois soquetes DIMM de memória de rota

Dois pares de soquetes DIMM de memória de pacote (pares RX e TX)

Figura 51 Localizações da Memória Line Card Engine 0 e Engine 1

1

Memória de rota DIMM0

4

Memória de pacote RX DIMM1

2

Memória de rota DIMM1

5

Memória de pacote TX DIMM0

3

Memória de pacote RX DIMM0

6

Memória de pacote TX DIMM1


Localizações da Memória Line Card Engine 2

A Figura 52 mostra as localizações do soquete DIMM em uma line card Engine 2. Esta line card é equipada com oito soquetes DIMM:

Dois soquetes DIMM de memória de rota

Dois pares de soquetes DIMM de memória de pacote (pares RX e TX)

Um soquete DIMM de memória PLU (pointer look-up) sem manutenção pelo usuário

Um soquete DIMM de memória TLU (table look-up) sem manutenção pelo usuário

Figura 52 Localizações da Memória Line Card Engine 2

1

Memória de rota DIMM0

5

Memória de pacote RX DIMM0

2

Memória de rota DIMM1

6

Memória de pacote RX DIMM1

3

Memória de pacote TX DIMM0

7

DIMM PLU (sem manutenção pelo usuário)

4

Memória de pacote TX DIMM1

8

DIMM TLU (sem manutenção pelo usuário)


Localizações da Memória Line Card ISE

A Figura 53 mostra as localizações do soquete SODIMM (small outline DIMM) em uma line card ISE. Esta line card é equipada com dez soquetes SODIMM:

Dois soquetes SODIMM de memória de rota

Quatro soquetes de memória de pacote (sem manutenção pelo usuário)

Quatro soquetes de memória TLU/PLU (sem manutenção pelo usuário)

Figura 53 Localizações da memória Line Card ISE

1

Memória de roteamento SODIMM0

3

Quatro soquetes de memória de pacote SODIMM (sem manutenção em campo)

2

Memória de roteamento SODIMM1

4

Quatro soquetes SODIMM de memória TLU/PLU (sem manutenção em campo)


Há dois soquetes de memória de rota nas line cards ISE (Engine 3) que suportam a adição de módulos de memória de rota. A Tabela 28 descreve as várias opções de atualização de memória.

Tabela 28 - Opções de Atualização de Memória de Line Card ISE/Engine 3

Placa de linha
Configuração Atual
Upgrade da Memória1

Gigabit Ethernet de 4 portas

Dois módulos de memória de 128 MB



Dois módulos de memória de 256 MB

Um módulo de memória de 512 MB

Atualizar para 512 MB instalando dois módulos de memória de 256 MB.2

Atualizar para 512 MB instalando um módulo de memória de 512 MB.3

Atualizar para 1 GB instalando dois módulos de memória de 512 MB. 2, 3

Atualizar para 1 GB instalando um segundo módulo de memória de 512 MB. 2, 3

1 Para atualizar mais de 2 módulos de 512 MB, entre em contato com o Centro de Assistência Técnica (TAC) da Cisco para obter instruções.

2 Não misture tamanhos de memória. As duas DIMMs devem ter o mesmo tamanho de memória.

3 Requer a versão 12.0(31)S do Cisco IOS ou superior e o código ROMMON do processador de rota para a Versão 1.13 ou superior deve ser atualizado antes da instalação da memória atualizada.


Localizações da Memória Line Card Engine 4

A Figura 54 mostra as localizações do soquete DIMM em uma line card Engine 4. Estas line cards são equipada com cinco soquetes DIMM:

Um soquete SODIMM (small-outline DIMM) de memória de rota

Dois pares de soquetes de DIMM de memória de pacote (sem manutenção pelo usuário)

O módulo da memória de roteamento é instalado em um soquete SODIMM de 144 pinos. A memória de roteamento executa a imagem do Cisco IOS software e armazena as tabelas de roteamento de rede atualizadas baixadas do processador de roteamentos.

Figura 54 Localizações da Memória Line Card Engine 4

1

Memória de rota SODIMM

2

DIMMs de memória de pacote (sem manutenção pelo usuário)


Opções de Memória de Roteamento Line Card Ethernet

A memória de roteamento executa a imagem do Cisco IOS software e armazena as tabelas de roteamento de rede atualizadas baixadas do processador de roteamentos (RP). A memória de rota da line card varia de 128 MB a 256 MB. A Tabela 29 relaciona as configurações de memória de rota disponíveis e os números de produto associados dos módulos de memória utilizados para atualizar as memórias de rota nas line cards Ethernet.

Tabela 29 - Configurações de Memória de Rota das Line Cards Ethernet 

Memória de Rota Total
Número de produto Cisco
Módulo DIMM
Soquetes DIMM de Memória de Rota

64 MB

MEM-GRP/LC-64=1

1 DIMM de 64 MB

DIMM0 ou DIMM1

128 MB

MEM-DFT-GRP/LC-128

1 128-MB DIMM

DIMM0 ou DIMM1

128 MB

MEM-GRP/LC-128=

1 128-MB DIMM

DIMM0 ou DIMM1

256 MB

MEM-GRP/LC-256=

2 DIMMs de 128 MB

DIMM0 e DIMM1

256 MB

MEM-LC4-256=2

1.256-MB SODIMM

Varia

1 Esta opção adiciona um segundo DIMM de 64 MB para um total de128 MB de line cards equipadas com 64 MB.

2 Esta opção é compatível apenas com as line cards Ethernet de 4 portas e apenas para substituição.


Ao atualizar ou substituir uma rota de line card e uma memória de pacote, consulte a publicação Instruções de Substituição de Memória do Cisco 12000 Series Router para procedimentos de instalação e as opções de memórias mais atualizadas.

Opções de Memória de Pacote Line Card Ethernet

A memória do pacote da placa de linha armazena temporariamente os pacotes de dados aguardando decisões de comutação a serem tomadas pelo processador da placa de linha. Quando o processador de line card toma as decisões de comutação, os pacotes são propagados na estrutura de comutação do router para transmissão para o line card apropriado.

A Tabela 30 relaciona as opções de memória de pacote para as line cards Ethernet.

Tabela 30 Opções de Memória de Pacote Line Card Ethernet

Memória de Pacote Total1
Número de produto Cisco
Módulos DIMM
Soquetes DIMM

256 MB

MEM-LC1-PKT-256=

2 RX 64-MB DIMMs
2 TX 64-MB DIMMs

RX DIMM0 e RX DIMM1

TX DIMM0 e TX DIMM1

512 MB (atualização)

MEM-PKT-512-UPG=

2 RX 128-MB DIMMs
2 TX 128-MB DIMMs

RX DIMM0 e RX DIMM1

TX DIMM0 e TX DIMM1

1 Os DIMMs de SDRAM instalados em um determinado buffer (de recebimento ou de transmissão) devem apresentar o mesmo tipo e tamanho, mas os buffers individuais de recebimento e de transmissão podem operar com capacidades de memória diferentes.


Removendo e Instalando a Memória da Line Card

Antes de iniciar os procedimentos de substituição da memória nesta seção, verifique se as ferramentas e equipamentos adequados estão disponíveis e se os equipamentos e técnicas antiestática são apropriados. Antes de remover ou instalar memória, observe as seguintes instruções:

DIMMs de Memória de Rota

O soquete DIMM0 da memória de rota deve estar sempre preenchido.

Em algumas configurações de memória, o soquete DIMM1 da memória de rota pode permanecer vazio.

As DIMMs devem ser dispositivos de 3.3V.

DIMMs de memória de pacote

Os quatro soquetes DIMM da memória do buffer SDRAM devem estar preenchidos.

Os soquetes DIMM de um par de buffer (mesmo aqueles do buffer de transmissão ou os do buffer de recepção) devem estar preenchidos com DIMMs de SDRAM do mesmo tipo e tamanho.

Não é necessário haver compatibilidade entre o tamanho dos DIMMs do buffer de transmissão e o tamanho dos DIMMs de SDRAM do buffer de recepção.

As DIMMs devem ser dispositivos de 3.3V.

As instruções estão nas seguintes seções:

Removendo um DIMM

Instalando um DIMM

Removendo um SODIMM

Instalando um SODIMM

Verificando a Instalação da Memória Line Card

Removendo um DIMM

Para remover um DIMM de uma line card, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Coloque a line card em uma superfície antiestática para que a placa fique mais perto de você.

Etapa 3 Localize os soquetes DIMM na line card.


Observação Algumas line cards utilizam soquetes DIMM equipados com alavancas de liberação duplas, como mostrado na Figura 55; outras line cards utilizam soquetes DIMM equipados com alavanca de liberação simples, como mostrado na Figura 56. Ambos os soquetes DIMM operam da mesma maneira.


Figura 55 — Soquete DIMM com alavancas de liberação duplas

Figura 56 — Soquete DIMM com alavanca de liberação simples

Etapa 4 Utilize as alavancas de liberação do soquete para retirar o DIMM.

Para um soquete com alavancas de liberação duplas (consulte a Figura 55), puxe as duas alavancas ao mesmo tempo para retirar o DIMM.

ou

Para um soquete com alavanca de liberação simples (consulte a Figura 56), puxe a alavanca para retirar o DIMM.


Cuidado Manuseie apenas as bordas do DIMM. Não toque nos dispositivos de circuito integrado no DIMM, nos traços ou dedos de metal ao longo da borda do DIMM ou nos pinos no soquete DIMM.

Etapa 5 Com uma extremidade do DIMM liberada, segure os cantos superiores do DIMM com os dedos polegar e indicador e retire completamente o DIMM de seu soquete.

Etapa 6 Coloque imediatamente o DIMM em uma sacola antiestática para protegê-lo de danos ocasionados por descarga eletrostática.

Etapa 7 Repita da Etapa 4 à Etapa 6 para remover DIMMs restantes.


Instalando um DIMM

Esta seção contém instruções para a instalação de uma memória DIMM em uma line card.


Observação Ao atualizar a memória de pacote, os soquetes DIMM de um par (mesmo aqueles do buffer de transmissão ou os do buffer de recepção) devem estar ocupados com DIMMs do mesmo tipo e tamanho.


Para instalar DIMMs em uma line card, siga essas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Coloque a line card em uma superfície antiestática para que a placa fique mais perto de você.


Cuidado Para evitar problemas de router e memória, todos os DIMMs instalados na line card devem ser dispositivos 3.3V.

Etapa 3 Remova o novo DIMM da sacola antiestática protetora.

Etapa 4 Segure apenas as bordas do DIMM. Não toque nos dispositivos de circuito integrado no DIMM, nos traços ou dedos de metal ao longo da borda do DIMM ou nos pinos no soquete DIMM. (Consulte a Figura 57.)

Etapa 5 Para posicionar o DIMM para inserção, oriente-o no mesma posição do soquete DIMM. Os dois entalhes (chaves) na borda inferior do módulo asseguram que o conector de borda do DIMM está registrado adequadamente no soquete. (Consulte a Figura 57.)

Se necessário, balance o DIMM cuidadosamente para frente e para trás para alinhá-lo ao soquete.

Figura 57 Manuseando um DIMM


Cuidado Quando inserir DIMMs em um soquete, use pressão firme, mas não excessiva. Ao danificar um soquete DIMM, a line card deve ser devolvida para conserto.

Etapa 6 Insira cuidadosamente o DIMM no soquete e pressione até que o DIMM se encaixe e a alavanca de liberação se nivele com o lado do soquete.

Etapa 7 Verifique se a alavanca de liberação está nivelada com o lado do soquete. Se não estiver, o DIMM não poderá ser encaixado adequadamente. Em um soquete com alavancas de liberação duplas, ambas as alavancas deverão ser niveladas com os lados do DIMM.

Se o módulo parecer desalinhado, remova-o cuidadosamente e recoloque-o, verificando se a alavanca de liberação está nivelada com o lado do soquete DIMM.

Etapa 8 Repita da Etapa 3 à Etapa 7 para instalar DIMMs restantes na sua configuração de memória.


Removendo um SODIMM

Para remover os SODIMMs, siga estas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Coloque a line card em uma superfície antiestática para que a placa fique mais perto de você.

Etapa 3 Localize o soquete da memória de roteamento na line card.

Etapa 4 Se estiver presente, remova o clipe restante do SODIMM do soquete do módulo de memória. Segure a interseção do braço de mola localizado de cada lado do clipe e retire cuidadosamente o clipe. (Consulte a Figura 58.) Guarde o clipe de retenção.


Observação Algumas line cards não requerem clipe de retenção.



Cuidado Se o clipe de retenção estiver torto ou danificado, não tente consertá-lo ou reutilizá-lo. Isso pode causar sérios danos a line card. Cada substituição de SODIMM acompanha um clipe de retenção, no caso de haver qualquer dano ao clipe existente.

Figura 58 Remover o Clipe de Retenção do Soquete do Módulo de Memória

Etapa 5 Remover o SODIMM movendo cuidadosamente a mola de plástico para fora, paralelamente a e longe do módulo de memória, até que ela se libere e gire a um ângulo de 45 graus. (Consulte a Figura 59 e a Figura 60a.)


Cuidado A mola de plástico no soquete SODIMM é fechada pela mola de alívio de tensão de metal. A mola de plástico não deve nunca ser movida para além da mola de alívio de tensão de metal.


Cuidado Manuseie apenas as bordas do SODIMM. Não toque nos dispositivos de circuito integrado no SODIMM, nos traços ou dedos de metal ao longo da borda do SODIMM ou nos pinos no soquete SODIMM.

Figura 59 Movendo a Mola de Plástico do SODIMM

Etapa 6 Conforme o SODIMM é liberado, ele se posiciona em um ângulo de 45 graus. Retire cuidadosamente o módulo SODIMM do soquete. Continue a manter o módulo em um ângulo de 45 graus até que seja completamente removido dos guias do soquete. (Consulte a Figura 60b.)

Figure 60 — Removendo um Módulo SODIMM de 144 pinos

Etapa 7 Coloque imediatamente o SODIMM em uma sacola antiestática para protegê-lo de danos ocasionados por descarga eletrostática.


Instalando um SODIMM

Para instalar um módulo SODIMM, siga estas etapas:


Etapa 1 Fixe uma pulseira de pulso ou tornozelo para prevenção de ESD e siga as instruções de uso.

Etapa 2 Coloque a line card em uma superfície antiestática para que a placa fique mais perto de você.

Etapa 3 Se houver um clipe de retenção, verifique se não está torto ou danificado. (Consulte a Figura 61.)


Observação Algumas line cards não requerem clipe de retenção.


Figure 61 Clipe de Retenção do Soquete SODIMM


Cuidado Não utilize o clipe de retenção se estiver danificado. Isso pode danificar o soquete SODIMM.

Etapa 4 Localize o soquete da memória de roteamento na line card.

Etapa 5 Remova o novo SODIMM da sacola antiestática protetora.


Cuidado Segure apenas as bordas do SODIMM. Não toque nos dispositivos de circuito integrado no SODIMM, nos traços ou dedos de metal ao longo da borda do SODIMM ou nos pinos no soquete SODIMM.

Etapa 6 Alinhe a chave do SODIMM com a chave do soquete da placa. (Consulte a Figura 62.)

Figura 62 SODIMM com Chave na Posição Para Cima

Etapa 7 O SODIMM deve ser alinhado a um ângulo de 45 graus. (Consulte a Figura 63a.)


Observação Quando a chave estiver na posição para cima, os traços de metal no lado esquerdo da chave devem medir 0,9 polegada (23,20 mm). Os traços de metal do lado direito da chave devem medir 1,29 polegada (32,80 mm). O SODIMM não pode ser inserido até que as chaves estejam alinhadas corretamente.


Etapa 8 Coloque os polegares no fim do soquete e use os dedos indicadores para guiar o módulo no soquete até que esteja completamente inserido.

Verifique se os dedos indicadores estão localizados nas bordas exteriores do SODIMM para manter pressão uniforme quando o módulo estiver sendo colocado no soquete.

Figura 63 Inserindo um Módulo SODIMM de 144 pinos

Etapa 9 Pressione cuidadosamente o SODIMM para baixo com os dedos indicadores, distribuindo a pressão uniformemente pelo módulo até que ele se trave nas guias. (Consulte a Figura 63b.)


Cuidado Pressão excessiva pode danificar o soquete SODIMM.

Etapa 10 Verifique se as alavancas de liberação estão niveladas com o lado do soquete. Se não estiverem, o SODIMM não poderá ser encaixado adequadamente.

Etapa 11 Se o módulo parecer desalinhado, remova-o cuidadosamente e recoloque-o, verificando se a alavanca de liberação está nivelada com o lado do soquete SODIMM.

Etapa 12 Se houver um clipe de retenção, insira-o deslizando o clipe entre a mola de alívio de tensão e a de plástico.
(Consulte a Figura 64.)

Figura 64 — Inserindo o Clipe de Retenção do Soquete

O clipe será devidamente instalado quando o detentor do clipe se projetar abaixo das molas de alívio de tensão e de plástico. (Consulte a Figura 65.)

Figura 65 Clipe de Retenção Totalmente Instalado na Mola do Módulo


Verificando a Instalação da Memória Line Card

Após instalar a memória da line card e reinstalar a line card do router, o router a reinicia e detecta a alteração da memória como parte do ciclo de reinicialização. O tempo solicitado pelo router para inicializar pode variar com as diferentes configurações do router e de memória.

Se a line card não for devidamente reinicializada após a atualização da memória, ou se o terminal do console exibir uma soma de verificação ou erro de memória, verifique se os DIMMs foram instalados corretamente e se estão instalados corretamente na line card.

Para verificar a instalação da memória da line card, siga estas etapas:


Etapa 1 Verifique se os DIMMs de memória de pacote são do mesmo tipo, tamanho e velocidade. Os DIMMs devem operar a 60 ns ou com velocidade maior. A velocidade do DIMM está impressa em uma das bordas.

Etapa 2 Verifique o alinhamento dos DIMMs examinando o plano horizontal da placa. Os DIMMs devem ser alinhados no mesmo ângulo e totalmente inseridos em seus soquetes respectivos. Se um DIMM não estiver alinhado corretamente, remova e recoloque-o.

Etapa 3 Reinstale a line card e realize outra verificação de instalação.


Se o router apresentar falha na reinicialização adequada após várias tentativas e você não conseguir resolver o problema, acesse a Cisco.com ou entre em contato com o seu representante de serviço para auxílio. Entretanto, antes de ligar, anote a mensagem de erro do console, estados incomuns do LED ou outras indicações ou comportamentos do router que possam ajudar a resolver o problema.

Informações sobre Regulamentação, Conformidade e Segurança

Esta seção inclui informações sobre regulamentação, conformidade e segurança nas seguintes seções:

Traduções de Avisos de Segurança e Aprovações Administrativas

Instruções Normativas de Compatibilidade Eletromagnética

Segurança Laser

Traduções de Avisos de Segurança e Aprovações Administrativas

A lista completa dos avisos de segurança traduzidos e das aprovações de agências está disponível na publicação Informações de Conformidade com Regulamentações e Segurança para o Cisco 12000 Series Internet Routers .
(Número do Documento 78-4347-xx.)

Instruções Normativas de Compatibilidade Eletromagnética

Esta seção contém as seguintes informações:

Conformidade com FCC Classe A

CISPR 22

Canadá

Europa (EU)

Aviso de Classe A para a Hungria

Aviso de Classe A para Taiwan e Outros Mercados Chineses Tradicionais

Aviso de Classe A VCCI para o Japão

Aviso de Classe A para a Coréia

Conformidade com FCC Classe A

Este equipamento foi testado e verificou-se que está em conformidade com os limites do equipamento digital Classe A, conforme a parte 15 das regras FCC. Estes limites são designados para fornecer proteção razoável contra interferência nociva quando o equipamento é operado em um ambiente comercial. Este equipamento gera, utiliza e pode irradiar energia de freqüência de rádio e se não for instalado e utilizado de acordo com o manual de instrução pode causar interferência nociva às comunicações por rádio. A operação deste equipamento em uma área residencial pode causar interferência nociva, e em tal caso os usuários serão solicitados a corrigir a interferência às suas próprias custas.

A modificação do equipamento sem a autorização da Cisco pode resultar em não conformidade do equipamento com os requisitos FCC de dispositivos digitais Classe A. Neste caso, seu direito de usar o equipamento pode ser limitado pela regulamentação FCC e você pode ser solicitado a corrigir qualquer interferência na comunicação de rádio ou televisão às suas próprias custas.

Você pode determinar se o equipamento está causando interferência desligando-o. Se a interferência parar, ela provavelmente foi causada pelo equipamento Cisco ou um de seus dispositivos periféricos. Se o equipamento causar interferência à recepção de rádio ou televisão, tente corrigir a interferência com uma ou mais das seguintes medidas:

Gire a televisão ou o rádio até que a interferência pare.

Coloque o equipamento em um dos lados da televisão ou do rádio.

Coloque o equipamento bem longe da televisão ou do rádio.

Ligue o equipamento em uma tomada que esteja em um circuito diferente do circuito da televisão ou do rádio. (Ou seja, verifique se o equipamento e a televisão ou o rádio estão em circuitos controlados por diferentes interruptores ou fusíveis.)

CISPR 22

Este dispositivo está em conformidade com o requisito CISPR 22/EN55022 Classe B irradiada e requisitos de emissões conduzidas.

Canadá

Instrução de Conformidade Inglesa

Este dispositivo digital classe A está em conformidade como ICES-003 canadense.

Instrução de Conformidade Francesa

Cet appareil numérique de la classe A est conforme à la norme NMB-003 du Canada.

Europa (EU)

Este dispositivo está em conformidade com os padrões EN55022 Classe B e EN55024 quando usado como equipamento ITE/TTE e EN300386 para TNE (Telecommunications Network Equipment) nos ambientes de instalação, centros de telecomunicação e outros locais internos.

Aviso de Classe A para a Hungria

Aviso


Este equipamento é um produto classe A e deve ser utilizado e instalado adequadamente de acordo com os requisitos Classe A do EMC húngaro (MSZEN55022). O equipamento Classe A é designado para estabelecimentos comerciais gerais para os quais são utilizadas condições especiais de instalação e distância de proteção.


Aviso de Classe A para Taiwan e Outros Mercados Chineses Tradicionais

Aviso


Este é um Produto de Informação Classe A e quando utilizado em ambiente residencial pode causar interferência na freqüência de rádio e, sob tais circunstâncias, o usuário pode ser solicitado a realizar as medidas de contagem apropriadas. Instrução 257


Aviso de Classe A VCCI para o Japão

Aviso


Este é um produto Classe A baseado no padrão do VCCI (Voluntary Control Council for Interference - Conselho de Controle Voluntário de Interferência) por Equipamento de Tecnologia da Informação. Se este equipamento for utilizado em um ambiente doméstico, poderá ocorrer interferência de rádio. Se ocorrer tal problema, o usuário pode ser solicitado a realizar ações corretivas. Instrução 191


Aviso de Classe A para a Coréia

Aviso


Este é um Dispositivo Classe A e está registrado nos requisitos EMC para uso industrial. O vendedor ou comprador deve estar ciente desse fato. Se este tipo foi vendido ou comprado por engano, deverá ser substituído por um tipo de uso residencial. Instrução 294


Segurança Laser

As line cards Ethernet de modo simples (todas as line cards com exceção da Fast Ethernet de 8 portas) são equipadas com laser Classe 1. As line cards Ethernet multimodos (Gigabit Ethernet e Gigabit Ethernet ISE de 4 portas) são equipadas com um LED Classe 1. Estes dispositivos emitem radiação invisível. Não olhe fixamente para as portas da line card operacional. Os seguintes avisos sobre laser se aplicam as line cards Ethernet:

Aviso de Produto a Laser Classe 1 (Modo simples)

Aviso de Produto com LED Classe 1 (Multimodo)

Aviso Geral sobre Laser

Aviso de Produto a Laser Classe 1 (Modo simples)


Aviso Produto a laser classe 1.


Aviso de Produto com LED Classe 1 (Multimodo)


Aviso Produto com LED classe 1.


Aviso Geral sobre Laser


Aviso É possível que ocorra radiação invisível de laser da abertura da porta quando não houver cabo conectado. Evite exposições a radiações de laser e não exponha os olhos aos orifícios abertos.


Para os avisos de segurança traduzidos, consulte a publicação Informações de Conformidade com Regulamentações e Segurança para
Cisco 12000 Series Internet Routers
(Número de Documento 78-4347-xx).

Obtendo Documentação

Documentação e literatura adicional da Cisco estão disponíveis em Cisco.com. A Cisco também permite obter assistência técnica e outros recursos técnicos de várias maneiras. Estas seções explicam como obter informações técnicas da Cisco Systems.

Cisco.com

É possível acessar a documentação mais atualizada da Cisco na Web, no seguinte URL:

http://www.cisco.com/univercd/home/home.htm

É possível acessar o website da Cisco no seguinte URL:

http://www.cisco.com

É possível acessar os websites da Cisco Internacional no seguinte URL:

http://www.cisco.com/web/siteassets/locator/index.html

Solicitando Documentação

Você encontrará instruções para solicitar documentação no seguinte URL:

http://www.cisco.com/en/US/docs/general/Illus_process/PDI/pdi.htm

Para solicitar documentação da Cisco, use os seguintes procedimentos:

Os usuários registrados da Cisco.com (clientes diretos da Cisco) podem solicitar documentação de produtos Cisco em Networking Products MarketPlace:

http://www.cisco.com/en/US/partner/ordering/index.shtml

Os usuários não registrados da Cisco.com podem solicitar documentação através de um representante de contas local, ligando para os escritórios centrais da Cisco Systems Corporate (Califórnia, EUA), através do número 408 526-7208 ou, caso esteja em algum outro local na América do Norte, ligando para 800.553-NETS (6387).

Feedback da Documentação

Envie seus comentários sobre a documentação técnica para bug-doc@cisco.com.

Envie os comentários usando a ficha de resposta (se existir) localizada na parte posterior da capa frontal de seu documento ou escrevendo para o seguinte endereço:

Cisco Systems
Attn: Customer Document Ordering
170 West Tasman Drive
San Jose, CA 95134-9883

Agradecemos seus comentários.

Obtendo Assistência Técnica

Para todos os clientes, parceiros, revendedores e distribuidores com contratos de serviços válidos com a Cisco, o Cisco Technical Assistance Center (TAC) fornece serviços ininterruptos de suporte técnico premiado, on-line e por telefone. A Cisco.com dispõe do website Cisco TAC como um ponto inicial on-line de assistência técnica. Se você não tem um contrato de serviço válido com a Cisco, entre em contato com seu revendedor.

Website Cisco TAC

O website de suporte técnico Cisco TAC oferece documentos e ferramentas on-line para solucionar problemas gerais e técnicos relacionados a produtos e tecnologias Cisco. O website Cisco TAC está disponível 24 horas por dia, 365 dias no ano. O website Cisco TAC encontra-se neste URL:

http://www.cisco.com/cisco/web/BR/support/index.html

O acesso a todas as ferramentas no website Cisco TAC requer um ID e senha de usuário da Cisco.com. Se você possuir um contrato de serviço válido mas não possuir um ID e senha de usuário, poderá registrar-se no seguinte URL:

http://tools.cisco.com/RPF/register/register.do

Abrindo um caso de TAC

O uso da ferramenta on-line TAC Case Open é o método mais rápido de abrir casos P3 e P4. (Os casos P3 e P4 são aqueles em que sua rede sofre um impacto mínimo ou cujas informações de produtos são necessárias). Após descrever sua situação, a ferramenta TAC Case Open automaticamente recomendará recursos para uma solução imediata. Se seu problema não for solucionado com esses recursos recomendados, seu caso será atribuído a um engenheiro do Cisco TAC. A ferramenta on-line TAC Case Open encontra-se neste URL:

http://www.cisco.com/cisco/web/BR/support/index.html/caseopen

Para os casos P1 ou P2 (os casos P1 e P2 são aqueles em que sua rede de produção está parada ou bastante prejudicada) ou se você não possui acesso a Internet, ligue para o Cisco TAC. Engenheiros do Cisco TAC são imediatamente designados aos casos P1 e P2, ajudando a manter o funcionamento normal de suas atividades comerciais.

Para abrir um caso por telefone, use um dos seguintes números:

Ásia-Pacífico: +61 2 8446 7411 (Austrália: 1 800 805 227)
EMEA: +32 2 704 55 55
EUA: 1 800 553 -2447

Para obter uma lista completa dos contatos do Cisco TAC, acesse o seguinte URL:

http://www.cisco.com/cisco/web/support/BR/cisco_worldwide_contacts.html

Definições de Prioridades de Casos do Cisco TAC

Para que todos os casos sejam relatados em um formato padrão, a Cisco criou definições de prioridades de casos.

Prioridade 1 (P1) — Sua rede está "parada" ou está ocorrendo um impacto crítico sobre suas atividades comerciais. Você e a Cisco usarão todos os recursos necessários de modo ininterrupto para resolver a situação.

Prioridade 2 (P2) — O funcionamento de uma rede existente foi gravemente comprometido ou aspectos importantes de sua atividade comercial estão sendo prejudicados pelo desempenho incorreto de produtos Cisco. Você e a Cisco utilizarão de recursos ininterruptos durante o horário de expediente normal para resolver a situação.

Prioridade 3 (P3) — O desempenho operacional de sua rede está prejudicado, mas a maioria das atividades comerciais está funcionando. Você e a Cisco utilizarão de recursos durante o horário de expediente normal para restaurar o serviço a níveis satisfatórios.

Prioridade 4 (P4) — Você precisa de informações ou assistência relacionadas a capacidades, instalação ou configuração de produtos Cisco. Há pouco ou nenhum impacto sobre suas atividades comerciais.

Obtendo Publicações e Informações Adicionais

Informações sobre produtos, tecnologias e soluções de rede Cisco encontram-se disponíveis em várias fontes de consulta on-line e impressas.

O Cisco Marketplace fornece uma variedade de livros, guias de referência e merchandise de logotipo da Cisco. Vá para este URL para visitar a loja da empresa:

http://www.cisco.com/go/marketplace/

O Cisco Product Catalog descreve os produtos de rede oferecidos pela Cisco Systems, assim como os serviços de pedidos e atendimento ao cliente. Acesse o Cisco Product Catalog, no seguinte URL:

http://www.cisco.com/en/US/products/index.html

A Cisco Press publica diversos títulos gerais de operação em rede, treinamento e certificação. Os usuários novos e os experientes se beneficiarão dessas publicações. Para obter os títulos e outras informações atualizadas da Cisco Press, acesse a Cisco Press on-line, no seguinte URL:

http://www.ciscopress.com

A revista Packet é a publicação trimestral da Cisco que fornece as últimas tendências em serviços de rede, avanços tecnológicos e produtos e soluções Cisco para ajudar os profissionais do setor a obter o máximo proveito de seus investimentos em serviços de rede. Estão incluídos dicas para desenvolvimento de redes e análise de falhas, exemplos de configurações, estudos de casos de clientes, tutoriais e treinamento, informações sobre certificações e ligações para diversos recursos on-line detalhados. É possível acessar a revista Packet no seguinte URL:

http://www.cisco.com/packet

iQ Magazine é a publicação bimestral da Cisco, que fornece as últimas informações sobre estratégias comerciais da Internet para executivos. É possível acessar a iQ Magazine, no seguinte URL:

http://www.cisco.com/go/iqmagazine

Internet Protocol Journal é um jornal trimestral publicado pela Cisco Systems para os profissionais de engenharia associados à elaboração, desenvolvimento e operação de internets e intranets públicas e privadas. É possível acessar o Internet Protocol Journal no seguinte URL:

http://www.cisco.com/ipj

Treinamento — A Cisco oferece treinamento em serviços de rede de nível internacional. As ofertas atuais de treinamento em operação em rede estão listadas no seguinte URL:

http://www.cisco.com/en/US/learning/index.html