Voz e comunicações unificadas : Adaptadores de telefone analógico Cisco ATA 180 Series

Configuração Básica do Cisco ATA 186

3 Abril 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (29 Julho 2013) | Inglês (2 Fevereiro 2006) | Feedback


Índice

Introdução
Pré-requisitos
     Requisitos
     Componentes Usados
     Convenções
Configurar o ATA 186
     Configuração Inicial para a Conectividade IP
     Solução de Problemas de Conectividade IP com Considerações de VLAN
     Configure o Cisco ATA 186 pelo IVR.
     Configure o Cisco ATA 186 pelo Servidor da Web.
     Configure o Cisco ATA 186 pelo Servidor de TFTP.
     Proteção de Senha
     Configure o Cisco ATA 186 para Coletar Depurações
Atualização de Software Grátis
Verificação
Solução de Problemas
Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco
Informações Relacionadas

Introdução

O Cisco Analog Telephone Adaptor (ATA) 186 é um adaptador de telefone analógico para Ethernet que interage com telefones analógicos com redes de telefonia baseada em IP. O Cisco ATA 186 tem duas portas de voz que foram desenhadas para suportar telefones de tom de toque analógicos herdados. Diferentemente das portas Foreign Exchange Station (FXS) regulares, essas não podem interagir com um PBX, pois o Cisco ATA 186 não pode enviar dígitos para essas portas. As duas portas de voz podem ser usadas simultaneamente, desde que tenham sido configuradas com números de telefone diferentes.

Este documento orienta você através da configuração inicial do Cisco ATA 186 por meio da imagem de H.323/SIP/SCCP do Cisco ATA. Para obter informações de configuração de outros protocolos, consulte a seção Informações Relacionadas neste documento.

Pré-requisitos

Requisitos

Essa configuração exige a versão 2.0 ou posterior do Cisco ATA 186, com um conjunto de recursos H.323.

Componentes Usados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de hardware e software:

  • Cisco ATA 186 com versão 3.1.1 e conjunto de recursos H.323.

As informações apresentadas neste documento foram criadas a partir dos dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos usados neste documento começaram com uma configuração vazia (padrão). Se a sua rede estiver ativa, certifique-se de entender o impacto potencial de todos os comandos.

Convenções

Para obter mais informações sobre convenções de documentos, consulte Convenções de Dicas Técnicas da Cisco.

Configurar o ATA 186

Há três maneiras de configurar o Cisco ATA 186:

Configuração Inicial para a Conectividade IP

O servidor de protocolo de configuração dinâmica de host (DHCP) é habilitado por padrão da versão 2.x em diante. Quando o campo DHCP é definido como 1, o Cisco ATA 186 entra em contato com o servidor de DHCP para obter o endereço IP, a máscara de sub-rede e a rota padrão. Você pode verificar qual endereço IP foi atribuído ao Cisco ATA usando o menu IVR. Se você não tiver familiaridade com a utilização do sistema IVR no Cisco ATA, leia a seção Configurar o Cisco ATA 186 pelo IVR. Se o Cisco ATA falhar em adquirir um endereço IP do servidor de DHCP, pule para a seção Solução de Problemas de Conectividade de IP com Considerações de VLAN, pois as configurações padrão do Cisco ATA podem impedi-lo de receber a configuração de IP adequada do servidor de DHCP.

Se você desejar configurar um endereço IP estático no Cisco ATA, deverá desabilitar o DHCP pelo sistema IVR. Você deverá configurar o endereço IP, a máscara de sub-rede e o gateway padrão também pelo IVR. O exemplo da seção Configurar o Cisco ATA 186 pelo IVR o orienta a configurar um endereço IP manualmente. Essa seção também explica como o sistema IVR é chamado e usado.

Solução de Problemas de Conectividade IP com Considerações de VLAN

Na versão 2.15 e mais recentes, o comportamento padrão do Cisco ATA mudou com relação à utilização do Cisco Discovery Protocol (CDP) e à rotulação 802.1Q VLAN. Essas alterações podem afetar a forma com que o Cisco ATA obtém um endereço IP de um servidor de DHCP. Se seu Cisco ATA falhar para capturar um endereço IP ou capturar um endereço IP de sua VLAN de Voz, poderá ser necessário alterar o valor padrão no campo Opflags. Isso pode ser feito se você selecionar o menu 323 do IVR e, em seguida, digitar o valor 106. Se você configurar este campo pela Interface da Web, configure o valor hexadecimal como 0x6A. Esse procedimento desabilitará a Descoberta de CDP, a rotulação 802.1Q e evitará que o Cisco ATA solicite a opção 150 em sua solicitação de DHCP. Incidentalmente, alguns servidores de DHCP não respondem a um cliente que solicite uma opção desconhecida para eles, o que pode significar que o Cisco ATA não seja capaz de adquirir um endereço IP.

Para acessar uma discussão detalhada sobre VLANS de Voz e como são usadas, consulte Configurando VLAN de Voz. Para acessar uma discussão detalhada sobre VLANS Auxiliares e como são usadas, consulte a seção “Configurando VLANs Auxiliares nos Switches Catalyst LAN” Configurando uma Rede de Voz-Sobre-IP.

Com o novo comportamento padrão, o tráfego do Cisco ATA é roteado para a VLAN de Voz ou Auxiliar em um switch Cisco Catalyst com esse recurso habilitado. Isso acontece porque o Cisco ATA envia seus quadros com um rótulo de prioridade 802.1Q. Os switches Cisco Catalyst que têm o recurso VLAN de Voz ou VLAN Auxiliar habilitado colocam essa tráfego em uma VLAN diferente da usada pelo tráfego que entram nessa porta não rotulada do switch. Além disso, quando esse recurso é habilitado em um switch, todo o tráfego não rotulado vai para a VLAN nativa da porta. Quando você altera o campo OpFlags para 0x6A como descrito, o tráfego do Cisco ATA passa a ficar não rotulado, sendo capaz de usar a VLAN nativa da porta.

Neste documento, uma VLAN Auxiliar ou de Voz é uma segunda VLAN configurada na porta do switch Catalyst que permite que você separe seu tráfego rotulado prioritário do tráfego regular da mesma porta do switch. A VLAN nativa é a VLAN padrão para onde todo o tráfego não rotulado vai.

Observação: Nem todos os switches Catalyst suportam VLANs Auxiliares e de Voz.

Configure o Cisco ATA 186 pelo IVR.

Siga estas etapas para configurar o Cisco ATA 186 pelo IVR:

  1. Conecte um telefone de tom de toque à porta PHONE 1 na parte traseira do Cisco ATA 186.

  2. Pegue o gancho do telefone e pressione o botão Clear function na parte superior do Cisco ATA 186.

    Você ouvirá o sinal inicial do IVR.

    Observação: O IVR não pode ser usado ou ouvido se o telefone estiver conectado a uma segunda porta do Cisco ATA denominada PHONE 2.

  3. Você será solicitado a inserir um número de menu seguido da tecla #. Pressione o número de menu usando o teclado de tom de toque.

    Esta tabela lista as opções de menu necessárias para configurar a conectividade de IP básica para o Cisco ATA:

    IVR Menu Number

    Feature

    1

    IP Address (StaticIP)

    2

    Default Gateway (StaticRoute)

    10

    Subnet Mask (StaticNetMask)

    20 (0 = Desabilitar, 1 = Habilitar)

    DHCP (Dhcp)

    80

    Check IP Address

    Observação: Pressione a tecla * para indicar um delimitador (ponto). Por exemplo, 192* 168*1 é usado para inserir um endereço IP 192.168.3.1 no teclado.

    Observação: Quando você insere valores em um campo hexadecimal, deve converter tais valores em decimais para inseri-los no sistema do IVR. Por exemplo, para inserir o valor hexadecimal 0x6A, pressione o número 106 no IVR.

  4. Pressione a tecla # depois de inserir o valor. Se você não pressionar #, o tempo limite do sistema esgotará automaticamente em 10 segundos.

    Você ouvirá um registro do valor digitado, seguido de uma solicitação para pressionar uma das seguintes teclas:

    • 1— Alterar o valor inserido.

    • 2— Rever o valor inserido.

    • 3— Salvar o valor inserido.

    • 4— Rever o valor salvo no momento.

  5. Depois de terminar a configuração pelo IVR, pressione a tecla #para sair.

    Observação: Para obter uma lista completa de comandos IVR, consulte o capítulo Códigos do Menu de Voz dos Guias do Administrador do Adaptador do Telefone Analógico Cisco ATA.

Configure o Cisco ATA 186 pelo Servidor da Web.

Siga estas etapas para configurar o Cisco ATA 186 pelo servidor da Web:

Observação: Quando você tiver conectividade IP do Cisco ATA 186 para qualquer PC, poderá realizar essas configurações adicionais pelo servidor da Web.

Observação: Se você não conseguir acessar o servidor da Web, assegure-se de que possa efetuar ping no Cisco ATA 186 do PC. Se você conseguir efetuar ping no Cisco ATA 186, confirme a conectividade IP (endereço IP configurado, máscara de sub-rede e rota de rede). Para confirmar se você está usando o endereço IP correto, pressione 80# no IVR. Para obter os comandos do IVR e verificar os outros parâmetros, consulte o capítulo Códigos do Menu de Voz dos Guias do Administrador do Adaptador do Telefone Analógico Cisco ATA. Assegure-se de que o endereço IP configurado é o que você está usando para acessar a Web.

  1. Verifique o endereço IP utilizado pelo servidor da Web interno no Cisco ATA 186 pelo IVR selecionando o número 80# do menu.

  2. No PC, abra um navegador da Web e digite esta URL: http://<endereçoip_do_ata>/dev.

    Esta janela será exibida.

    19288_fig1.gif

  3. Selecione os valores dos itens que deseja configurar.

  4. Clique no ícone apply para salvar suas alterações. O Cisco ATA 186 leva 10 segundos para ser reconfigurado. Não será necessário recarregar a página para fazer outras alterações.

  5. Feche o navegador da Web.

Configure o Cisco ATA 186 pelo Servidor de TFTP.

Este método de aprovisionamento facilita escalonar as grandes implantações dos adaptadores do Cisco ATA 186. Quando o Cisco ATA 186 é ligado, ele entra em contato com o servidor de TFTP para obter um perfil específico para fazer download. O Cisco ATA 186 tem um cache interno local e não volátil do perfil, de forma que, se o servidor de TFTP não estiver alcançável depois de três tentativas, ele usará seu próprio perfil armazenado localmente em cache da configuração anterior para continuar a operação normal. Um servidor de TFTP deve hospedar um perfil de host (configuração) para cada Cisco ATA 186.

Crie o Perfil

Para criar o perfil, siga estas etapas:

  1. Modifique o arquivo do texto de exemplo (para uma imagem h323, o nome do arquivo será h323_example.txt) com as alterações de configuração necessárias e salve como um novo arquivo, como h323_example_new.txt.

    As alterações da configuração dependerão da rede em que o Cisco ATA 186 é usado. Para obter mais informações, consulte os documentos relacionados na seção Informações Relacionadas.

    O arquivo do texto de exemplo é incluído no arquivo zip da versão mais recente do Cisco ATA, na seção Cisco ATA186 Terminal Adapter Software Download (clientes registrados somente) da Cisco.com.

    Observação: O Cisco ATA 186 não pode obter a configuração diretamente do arquivo de texto. É necessário converter o arquivo de texto no formato binário. Use o aplicativocfgfmt.exe para criar a versão binária do arquivo.

  2. Nomeie o arquivo de perfil binário.

    O arquivo de perfil binário deve ser nomeado como "ataxxxxxxxxxxxx ", onde cada xx é a representação hexadecimal em letras minúsculas de dois dígitos de cada inteiro do endereço MAC do Cisco ATA 186. Por exemplo, se o endereço MAC do Cisco ATA 186 for 1.2.3.4.5.6, o nome do arquivo deverá ser ata010203040506.

    Observação: O arquivo pode ser opcionalmente criptografado por razões de segurança com a opção e do aplicativo cfgfmt.exe. Quando você usa criptografia, o Cisco ATA 186 deve ser configurado com a chave correta para conseguir descriptografar o arquivo. O campo a ser configurado é o EncryptKey. Um valor de 0 nesse campo indica que não foi feita criptografia no perfil de entrada do servidor de TFTP. Para especificar a chave usada para criptografar o perfil a partir do servidor de TFTP, digite uma seqüência alfanumérica (máximo de oito caracteres) no campo.

  3. Armazene o arquivo de configuração do no servidor de TFTP.

    Este exemplo mostra a utilização do aplicativo cfgfmt.exe para criar a versão binária do arquivo de texto:

    D:\Documents\My Documents\voice\ata>cfgfmt.exe
    usage: cfgfmt [-eRc4passwd] [-tPtagFile] input output
         -eRc4Passwd -- use Rc4Passwd to encrypt or decrypt input
         -tPtagFile  -- specify an alternate PtagFile path
    D:\Documents\My Documents\voice\ata>cfgfmt.exe h323_example_new.txt ata010203040506
                   

Configure o Cisco ATA 186 para fazer download do seu perfil do servidor de TFTP.

O servidor de DHCP pode ser configurado para fornecer a URL e o nome do arquivo do servidor de TFTP ao Cisco ATA 186. Na falta do servidor de DHCP para apresentar essa informação, a URL do servidor de TFTP deverá ser fornecida manualmente pelo servidor da Web ou pelo IVR. Esta tabela lista os campos que precisam ser preenchidos:

Parâmetro

Descrição

Código de Acesso do IVR

Padrão

CfgInterval

Especifica o número de segundos (intervalo) entre cada atualização da configuração. Por exemplo, quando você usa o TFTP para aprovisionamento, o Cisco ATA 186 entra em contato com o servidor de TFTP sempre que o intervalo expirar, para obter seu arquivo de configuração na próxima vez que a caixa ficar ociosa.

Você pode definir o CfgInterval a um valor aleatório para obter intervalos de contato aleatórios de um Cisco ATA 186 para o servidor de TFTP.

80002

3600 (1 hora)

EncryptKey

Determina se é necessário fazer criptografia no perfil de entrada do servidor de TFTP.

Uma chave de criptografia pode ser configurada, devendo ser a mesma usada para a criptografia do arquivo de configuração pelo aplicativo cfgfmt.exe. Isso permite que o Cisco ATA 186 descriptografe o arquivo. O algoritmo de criptografia usado é o rc4.

320

0

URL do TFTP

O endereço IP ou a URL do servidor de TFTP a usar.

Eles são necessários se o DHCP não fornecer o endereço do TFTP. Você pode incluir opcionalmente o prefixo do caminho para o arquivo do TFTP de que fará download. Por exemplo, se o endereço IP do servidor de TFTP for 192.168.2.170 ou www.cisco.com e o caminho para fazer download do arquivo TFTP estiver em /ata186, você poderá especificar a URL como 192.168.2.170/ata186 ou www.cisco.com/ata186.

Observação: Do IVR, você só pode inserir o endereço IP; do servidor da Web, você pode digitar a URL real.

905

0

Observação: Também é possível atualizar o perfil do Cisco ATA 186 do servidor de TFTP antes da expiração do CfgInterval. Para isso, abra o navegador da Web e digite http://<endereçoip>/refresh, onde endereçoip é o endereço IP do Cisco ATA 186 que você deseja atualizar. O Cisco ATA 186 responderá com uma página OK, se inativo. Caso contrário, o Cisco ATA 186 responderá com uma página posterior.

Proteção de Senha

Para garantir que a configuração do Cisco ATA 186 esteja protegida, você pode definir uma senha.

Defina a Senha no Modo de Configuração da Web.

Use este procedimento para definir a senha no modo de configuração da Web.

  1. Defina o valor do campo UIPassword como 1, em seguida clique no botão apply na parte inferior da página.

    Observação: O “1” digitado NÃO é uma senha; ele apenas habilita a página de senha. Nesse momento, a senha ainda é “0”.

  2. A “Cisco ATA 186 Password Protected Page” é mostrada (como aqui) e solicita a UIPassword. Nesse momento, você também será capaz de alterá-la por qualquer senha alfanumérica.

    19288_fig2.gif

    Observação: A senha ainda é “0”. Agora, você pode alterar a senha para dizer “12345” nesta página.

Este é um exemplo de como você pode alterar a senha:

  1. Comece definindo a UIPassword como 0.

  2. Altere a UIPassword como para.12345.

  3. Depois de tocar no botão apply, você verá cinco pontos no campo UIPassword da página de configuração da Web.

  4. Agora, será pedida uma nova senha quando você tentar acessar o Cisco ATA 186 pelo modo de configuração da Web.

Defina a Senha no Modo IVR.

Use este procedimento para definir a senha no modo IVR.

  1. Pegue o gancho do telefone e pressione o botão Clear function no topo do Cisco ATA 186.

    Você ouvirá o sinal inicial do IVR.

  2. Disque 7387277#, que é a opção de menu para alterar a senha.

  3. Insira a nova senha seguida pela tecla #.

    Agora, será pedida uma nova senha quando você tentar acessar o Cisco ATA 186.

Limpe a Senha

Para limpar a senha, altere o campo Password para 0.

Observação: Se você alterar o campo UIPassword na Página de configuração da Web, a página "Password" será solicitada. A senha ainda é “12345” ou a alteração que você tenha feito. Agora, você precisa digitar 12345 para UIPassword e, em seguida, alterar New Password para 0 para desabilitar a proteção por senha.

Conclua estas etapas:

  1. Comece definindo a UIPassword como 12345.

  2. Altere a UIPassword para.0.

  3. Depois de tocar no botão apply, você verá um ponto no campo UIPassword da página de configuração da Web, e a página estará desabilitada.

Senha Esquecida

A única forma de recuperar uma senha esquecida é redefinir toda a configuração do Cisco ATA 186 (para obter mais informações, consulte a seção "Redefinindo o Cisco ATA aos Valores Padrão de Fábrica" de Configurando o Cisco ATA para SCCP). Para todas as versões do Cisco ATA anteriores ao build 020514a, consulte Recomendação de Segurança Cisco: Vulnerabilidade de Divulgação de Senha do ATA 186 .

Configure o Cisco ATA 186 para Coletar Depurações

Para coletar a saída de depuração do Cisco ATA 186, é necessário configurar o ATA 186 para enviar informações de depuração ao PC, como mostrado aqui:

  1. No campo NPrintf, digite o endereço IP e o número da porta do PC a que as mensagens de depuração serão enviadas. Use esta sintaxe para fazer isso: Endereço_IP.Número_da_Porta, onde a porta é 9001. Se outro processo de seu PC já usar a porta 9001, você poderá usar outro valor (os valores legítimos vão de 1024 a 65535). Se não for inserido nenhum valor de porta, o padrão será 9001.

    Por exemplo, 192.168.2.159.9001.

    Observação: Se este campo for definido como 0 ou 0.0.0.0.0, o Cisco ATA 186 não enviará nenhuma mensagem de depuração.

  2. No PC, execute prserv.exe do prompt do DOS e as depurações começarão a aparecer.

    Este arquivo executável é incluído no arquivo zip da versão mais recente do Cisco ATA, na seção Cisco ATA186 Terminal Adapter Software Download (clientes registrados somente) da Cisco.com.

Atualização de Software Grátis

Você pode melhorar a imagem do software do Cisco ATA 186 remotamente. Há dois métodos disponíveis para melhorar o software:

  • Use o método de arquivo executável

  • Use o método de servidor de TFTP

Para obter informações detalhadas sobre como melhorar a imagem do Cisco ATA, consulte Atualizando Analog Telephone Adapters (ATAs).

Verificação

Para verificar a configuração do Cisco ATA com o servidor da Web, consulte a seção Configurar o Cisco ATA 186 pelo Servidor da Web deste documento. Você também pode verificar a configuração usando o IVR. Para obter os números do menu do IVR usados para verificação, consulte o capítulo Códigos do Menu de Voz dos Guias do Administrador do Adaptador do Telefone Analógico Cisco ATA.

Solução de Problemas

Para solucionar problemas de configuração ou atualização do Cisco ATA, você pode usar a ferramenta prserv.exe. Para obter mais instruções sobre isso, consulte a seção Configurar o Cisco ATA 186 para Coletar Depurações deste documento. Além disso, outros problemas comuns e perguntas freqüentes sobre o Cisco ATA 186 são abordados em Problemas Comuns e Perguntas Freqüentes sobre o Cisco ATA 186.


Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 19288