Switches : Switches Cisco Catalyst 6500 Series

Cisco - Solucionando Problemas de Compatibilidade nos Switches Cisco Catalyst para NIC

22 Maio 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (29 Julho 2013) | Inglês (27 Outubro 2009) | Feedback


Índice

Introdução
Pré-requisitos
     Requisitos
     Componentes Usados
     Convenções
Informações Complementares
     Finalidade
     Por Que Existem Problemas de Negociação Automática e Compatibilidade?
Solução de Problemas Gerais de NICs de 10/100/1000 Mbps
     Tabela Configuração de Negociação Automática Válida
     EtherChannel e Entroncamento entre os Switches Catalyst e NICs
     Verificando Link e Conexão Física
     Verificando a Configuração de Porta do Switch
     Mantendo Link (Situações de Link Ativo/Inativo)
     Observações sobre o Desempenho
     Compreendendo Erros do Link de Dados
     Farejador de Rastreamento
Informações Adicionais de Solução de Problemas para NICs 1000BASE-X
     Negociação Automática de Gigabit (Nenhum link para o dispositivo conectado)
     Verificando GBIC
Problemas de Compatibilidade e Específicos da Operação do Switch Cisco Catalyst
     Catalyst 8510 e 8540 CSR
     Switches Catalyst 6000 e 6500
     Switches Catalyst 5000 e 5500
     Switches Catalyst 4000, 2948G e 2980G
     Switches Catalyst 2950 e 3550
Problemas de Compatibilidade e Operação da NIC
Apêndice A: Informações Anteriores à Criação de uma Solicitação de Serviço
Apêndice B: Compreendendo o Funcionamento da Negociação Automática
Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco
Informações Relacionadas

Introdução

O objetivo deste documento é abordar problemas comuns associados a placas de interface de rede (NICs) que interoperam com switches Catalyst da Cisco. Problemas de rede, como baixo desempenho e problemas de conectividade, bem como problemas com o switch Catalyst ao lidar com conectividade física e erros de link de dados, podem estar relacionados a problemas com a NIC.

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Usados

Este documento não está restrito a versões específicas de software e de hardware.

Convenções

Para obter mais informações sobre convenções de documentos, consulte Convenções e Dicas Técnicas da Cisco.

Informações Complementares

Finalidade

Este documento aborda como solucionar tais problemas:

  • Negociação Automática

  • Conectividade Física

  • Erros de Porta (Erros de link de dados)

  • Situações de Link Contínuo Ativo/Inativo

  • Configuração da Porta de Gigabit

  • Problemas Comuns do Software de Comutação Catalyst

  • Problemas Comuns de NIC e Resoluções

Ao solucionar problemas de NIC com os switches Catalyst, a primeira etapa é verificar se isso não está relacionado a um provável problema de configuração no switch Catalyst. Para obter informações úteis sobre problemas comuns de conectividade com a configuração do switch Catalyst, consulte os documentos listados abaixo.

Por Que Existem Problemas de Negociação Automática e Compatibilidade?

Os problemas da negociação automática podem resultar de implementação sem compatibilidade, incapacidades de hardware ou defeitos do software. Quando switches de NIC ou fornecedores não são exatamente compatíveis com relação à especificação de IEEE 802.3u, pode haver problemas. A incompatibilidade de hardware e outros problemas também podem existir em virtude de recursos avançados específicos do fornecedor, como a polaridade automática ou a integridade do cabeamento, que não são descritos na especificação IEEE 802.3u para negociação automática de 10/100 Mbps. Geralmente, se a NIC e o switch aderirem às especificações de negociação automática IEEE 802.3u e todos os recursos adicionais estiverem desativados, a negociação automática deverá negociar adequadamente a velocidade e o duplex, e não deverá haver problemas operacionais.

Solução de Problemas Gerais de NICs de 10/100/1000 Mbps

Tabela Configuração de Negociação Automática Válida

Problemas de determinação de velocidade podem resultar em ausência de conectividade. Entretanto, os problemas com negociação automática de duplex geralmente não resultam em problemas de estabelecimento de link. Em vez disso, os problemas de negociação automática resultam em questões relacionadas a desempenho. Os problemas mais comuns quando se investiga o NIC estão relacionados à configuração de velocidade e de duplex. A tabela abaixo resume todas as configurações possíveis de velocidade e duplex para NICs FastEthernet e portas do switch.

Observação: Esta seção se aplica somente a NICs de 10/100/1000 Mbps (1000BASE-T) e não a NICs de 1000BASE-X.

Tabela 1 - Configuração de Negociação Automática Válida

Configuração de NIC (Velocidade/Duplex)

Switch de Configuração (Speed/Duplex)

Velocidade/duplex resultante da NIC

Velocidade/Duplex resultante do Catalyst

Comentários

AUTO

AUTO

1000 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

Supondo a capacidade máxima do switch Catalyst e NIC de 1000 Mbps, full-duplex.

1000 Mbps, modo full-duplex

AUTO

1000 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

O link está estabelecido, mas o switch não vê nenhuma informação de negociação automática de NIC. Como os switches Catalyst suportam somente operação full-duplex com 1000 Mbps, eles padronizam para full-duplex e isso ocorre somente ao operar a 1000 Mbps.

1000 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

Configuração Manual Correta

100 Mbps, modo full-duplex

1000 Mbps, modo full-duplex

Sem link

Sem link

Nenhum dos lados estabelece um link, devido à incompatibilidade de velocidade.

100 Mbps, modo full-duplex

AUTO

100 Mbps, modo full-duplex

100 Mbps, modo semiduplex

Incompatibilidade Duplex (Bidirecional) 1

AUTO

100 Mbps, modo full-duplex

100 Mbps, modo semiduplex

100 Mbps, modo full-duplex

Incompatibilidade Duplex (Bidirecional) 1

100 Mbps, modo full-duplex

100 Mbps, modo full-duplex

100 Mbps, modo full-duplex

100 Mbps, modo full-duplex

Configuração Manual Correta2

100 Mbps, modo semiduplex

AUTO

100 Mbps, modo semiduplex

100 Mbps, modo semiduplex

O link está estabelecido, mas o switch não vê nenhuma informação de negociação automática de NIC considera semiduplex padrão, quando operando a 10/100 Mbps.

10 Mbps, modo semiduplex

AUTO

10 Mbps, modo semiduplex

10 Mbps, modo semiduplex

O link está estabelecido, mas o switch não vê o Fast Link Pulse (FLP) e utiliza como padrão semiduplex de 10 Mbps.

10 Mbps, modo semiduplex

100 Mbps, modo semiduplex

Sem link

Sem link

Nenhum dos lados estabelece um link, devido à incompatibilidade de velocidade.

AUTO

100 Mbps, modo semiduplex

100 Mbps, modo semiduplex

100 Mbps, modo semiduplex

O link está estabelecido, mas a NIC não vê nenhuma informação de negociação automática e considera padrão o semiduplex de 100 Mbps.

AUTO

10 Mbps, modo semiduplex

10 Mbps, modo semiduplex

10 Mbps, modo semiduplex

O link está estabelecido, mas a NIC não vê o FLP e considera padrão o semiduplex de 10 Mbps.

1 Uma incompatibilidade bidirecional pode resultar em problemas de desempenho, conectividade intermitente e perda de comunicação. Ao tentar solucionar problemas de NIC, verifique se a NIC e o switch estão usando uma configuração válida.

2 Algumas placas NIC de terceiros podem cair para o modo de operação semiduplex, mesmo se a configuração da porta do switch e da NIC tiverem sido feitas manualmente para 100 Mbps, full-duplex. Esse comportamento ocorre porque a detecção do link de negociação automática da NIC permanece em operação quando a NIC é manualmente configurada. Isso provoca uma inconsistência de duplex entre a porta do switch e a NIC. Os sintomas incluem baixo desempenho da porta e erros de seqüência de verificação de quadros (FCS) que incrementam a porta do switch. Para resolver essa questão, tente configurar manualmente a porta de comutação como 100 Mbps, semiduplex. Se essa ação resolver os problemas de conectividade, sua execução pode estar sendo feita neste problema de NIC. Tente atualizar para os drivers mais recentes da sua NIC, ou entre em contato com o fornecedor da placa NIC para obter mais suporte.

Por que a velocidade e o duplex não podem ser inseridos em apenas um parceiro de link?

Como indicado na Tabela Configuração de Negociação Automática Válida acima, a configuração manual da velocidade e do duplex como full-duplex em um parceiro de link resulta em uma incompatibilidade bidirecional. Este é o resultado de desabilitar a negociação automática em um parceiro de link enquanto o outro parceiro de link considera a configuração semiduplex padrão. Uma incompatibilidade bidirecional resulta em pouco desempenho, conectividade intermitente, erros de link de dados e outros problemas. Se o objetivo não for utilizar a negociação automática, será necessário configurar a velocidade e o duplex dos dois parceiros de link com configurações full-duplex.

Configuração de Porta Recomendada (Negociação Automática ou Configuração Manual)

Há muitas opiniões sobre o tema negociação automática. Anteriormente, muitos engenheiros aconselhavam os clientes a não usarem a negociação automática com nenhum dispositivo conectado ao switch. Entretanto, aprimoramentos na interoperação da negociação automática e o avanço da tecnologia mudaram recentemente a visão sobre a utilização da negociação automática. Além disso, os problemas de desempenho decorrentes de incompatibilidades bidirecionais, causados pela configuração manual de velocidade e duplex em apenas um parceiro de link, se tornaram mais comuns. Devido a esses problemas recentes, a utilização da negociação automática é considerada uma prática válida.

EtherChannel e Entroncamento entre os Switches Catalyst e NICs

O EtherChannel pode ser configurado dinamicamente usando o Port Aggregation Protocol (PAgP) e o entroncamento também pode ser configurado dinamicamente com o Dynamic Trunking Protocol (DTP). Tanto o PAgP quanto o DTP são protocolos patenteados da Cisco e suportados apenas nos switches Catalyst. Se você desejar configurar o EtherChannel ou o entroncamento entre switches Catalyst e NICs, é recomendável configurar esses recursos estaticamente, pois NICs de outros fornecedores podem não suportar PagP e DTP. Em switches Catalyst, configure o modo EtherChannel como on e o modo de entroncamento como nonegotiate, o que desativa os protocolos PagP e DTP. Se você configurar a porta do switch como modo automática ou desejável , poderá não conseguir formar EtherChannel ou troncos com NICs.

Verificando Link e Conexão Física

Na solução de problemas de NIC, a primeira etapa é verificar a conectividade física. A inspeção visual do switch deverá mostrar um indicador de luz de LINK quando conectado a um parceiro de link. Além disso, é possível que a NIC também possua uma luz indicadora LINK. A conectividade física da Interface de Linha de Comando (CLI) do switch deve ser verificada. A porta em questão deverá ser mostrada como connected para o software Catalyst OS (CatOS) e com protocolo de linha ativo Para o Cisco IOS® Software no switch.

Exemplo de CatOS (Catalyst 2948G, 2980G, 4000, 5000 e 6000 executando o software CatOS)

  • show port mod⁄port

    Switch> (enable) show port 3/1
    Port Name     Status      VLAN      Level     Duplex    Speed       Type
    ----------   --------   -------   -------   -------     ------  --------------
    3/1        notconnect     1      normal    half        100     100BaseFX MM
    
    

Exemplo do Cisco IOS Software no switch (Catalyst 2900XL, 3500XL, 2984G-L3 e 6000 executando o Cisco IOS Software).

  • show interfaces type

    Switch# show interfaces fastethernet 0/1
    FastEthernet0/1 is down, line protocol is down
    

Status diferentes de connected e protocolo de linha está ativo Indicam um problema de conectividade física. As etapas para solucionar problemas de conectividade física são:

  1. Definir velocidade e duplex de NIC e do switch a 10 Mbps, full-duplex.

    Existe conectividade física? Se desejar, repita este passo com velocidade configurada em 100 Mbps, bidirecional. A configuração manual da velocidade e do duplex não é necessária para o estabelecimento da conectividade física.

    Para obter possíveis problemas conhecidos, consulte as seções Compatibilidade do Switch Cisco Catalysts e Problemas Específicos da Operação e Problemas de Operação e Compatibilidade de NIC, neste documento.

  2. Substitua o cabo por um cabo Ethernet de categoria 5, 5e ou 6 de 10/100/1000 Mbps que você saiba que esteja em bom estado.

  3. Tente a conexão física entre várias portas de switch.

    Verifique se o problema ocorre em várias portas do switch. Além disso, experimente vários switches e hubs, se aplicável.

  4. Substitua a NIC para determinar se o problema ocorre com a mesma marca e o mesmo modelo de NIC.

    Para obter possíveis problemas conhecidos, consulte as seções Compatibilidade do Switch Cisco Catalyst e Problemas Específicos da Operação e Problemas de Operação e Compatibilidade de NIC, neste documento.

  5. Crie uma solicitação de serviço aoSuporte Técnico da Cisco e com o fornecedor da NIC.

Verificando a Configuração de Porta do Switch

A configuração padrão das portas do switch Catalyst pode causar problemas específicos de interoperabilidade das NICs. Os sintomas de problemas podem incluir problemas de DHCP e a incapacidade de executar um login de rede. Quando estiver solucionando problemas de qualquer porta de switch ou NIC, verifique se a configuração de canalização e entroncamento da porta está desligada e se o PortFast da árvore de abrangência está habilitado.

Para obter outras documentações relativas a essa alteração de configuração, consulte:

Mantendo Link (Situações de Link Ativo/Inativo)

Em certas circunstâncias, problemas de interoperabilidade entre switches Cisco e várias NICs podem resultar em situações contínuas ou intermitentes de links ativos/inativos. Estas situações de link ativo/inativo normalmente são resultado de recursos de gerenciamento de energia ou problemas de tolerância a variação associados à NIC.

  • Nas situações de link ativo/inativo do CatOS, as mensagens exibidas são as seguintes: Estas mensagens são normais para situações de link ativo/inativo.

    PAGP-5-PORTTOSPT: Port [dec]/[dec] joined bridge port [dec]/[chars]
    PAGP-5-PORTFROMSPT: Port [dec]/[dec] left bridge port [dec]/[chars]

    Este é um exemplo:

    %PAGP-5-PORTFROMSTP:Port 3/3 left bridge port 3/3
    %PAGP-5-PORTTOSTP:Port 3/3 joined bridge port 3/3
    
  • Para switches com base no Cisco IOS Software, essas mensagens aparecem para situações de link ativo/inativo:

    %LINK-3-UPDOWN: Interface interface , changed state to up
    %LINK-3-UPDOWN: Interface interface , changed state to down 

    Este é um exemplo:

    %LINK-3-UPDOWN: Interface FastEthernet0/1, changed state to up
    %LINK-3-UPDOWN: Interface FastEthernet0/1, changed state to down
    

Para solucionar esses problemas, tente a solução de problemas a seguir:

  • Desative as funções de gerenciamento de energia do Windows 2000 e do Windows Millennium Edition (ME).

    O Windows 2000 e o Windows Millennium Edition (ME) empregam um recurso de gerenciamento de energia que pode desativar a NIC. Quando a NIC tem o gerenciamento de energia desabilitado, ela deixa cair o link com o switch. Se houver uma preocupação sobre o link ficar ativo/inativo em NICs usando o sistema operacional Windows 2000 ou o Windows ME, desabilite o recurso de gerenciamento de energia como um primeiro meio de solucionar problemas de links ativos/inativos.

  • Desative a funcionalidade de gerenciamento de energia da NIC. Muitas NICs oferecem suporte aos seus próprios recursos de gerenciamento de energia.

    Ao solucionar problemas relacionados à atividade/inatividade do link, desabilite este recurso como outro meio de solução de problemas. Para obter informações sobre desativar o gerenciamento de energia, consulte a documentação da NIC:

  • Ajuste a tolerância de variação do switch.

    A tolerância a variação, de acordo com a IEEE 802.33u-1995, cláusula 25, não deve exceder 14 nanossegundos Entretanto, houve situações em que as NICs operando fora de especificações relativas a excesso de variação causaram situações de link ativo/inativo nas portas 10/100 do Catalyst 6000 e 65000. A solução para esse problema é aumentar a tolerância a variação para portas 10/100 para 3,1 segundos nos switches Catalyst 6000 e 6500 . O comando para habilitar o recurso é set option debounce enable. A principal solução é substituir as NICs que estão fora da especificação, em vez de usar a opção debounce. Este recurso foi inicialmente integrado à versão 5.3(5)CSX do software.

    Para o Catalyst 2900XL e 3500XL, o comando de interface carrier-delay time pode ser ajustado para quatro segundos, como uma possível solução para contornar esse mesmo problema.

    Mais informações relativas à tolerância a variação podem ser encontradas em:

Observações sobre o Desempenho

A maioria dos problemas de desempenho está relacionada a configuração da porta do switch, a incompatibilidades bidirecionais, a situações de atividade/inatividade do link e a erros do link de dados. Ao solucionar problemas de desempenho, revise todas as seções anteriores deste documento. Depois de analisar essas seções, continue para a próxima, Compreendendo Erros de Link de Dados. A etapa final para solucionar qualquer problema de desempenho é obter um farejador de rastreamento. Um farejador de rastreamento é muito conclusivo com relação a qualquer problema de desempenho específico, pois ele detalha a transferência do pacote.

Compreendendo Erros do Link de Dados

Muitos problemas de desempenho com NICs podem ser relacionadas a erros de links de dados. Erros em excesso geralmente indicam um problema. Na operação em configuração semiduplex, alguns erros de link de dados, como FCS, alinhamento e colisões são normais. Geralmente, uma razão de erros de um por cento para o tráfego total é aceitável para conexões semiduplex. Caso a razão entre erros e pacotes de entrada seja superior a dois ou três por cento, poderá ocorrer degradação de desempenho.

Em ambientes semiduplex, é possível que o switch e o dispositivo conectado detectem a conexão e transmitam exatamente ao mesmo tempo, resultando em uma colisão. As colisões podem provocar runts, FCS e erros de alinhamento devido ao quadro não estar sendo completamente copiado para a conexão, o que resulta em quadros fragmentados.

Na operação em full-duplex, FCS, verificações de redundância cíclica (CRC), erros de alinhamento e contadores de runt devem ser mínimos. Se o link estiver operando em full-duplex, o contador de colisão estará inativo. Se o FCS, CRC, alinhamento ou contadores de runt estiverem sendo incrementados, verifique se há incompatibilidade bidirecional. Incompatibilidade bidirecional é uma situação em que o switch está operando em full-duplex e o dispositivo conectado está operando em semiduplex, ou vice versa. O resultado de uma incompatibilidade bidirecional é o desempenho extremamente fraco, a conectividade intermitente e a perda de conexão. Outras possíveis causas de erros de link de dados em modo bidirecional são cabos incorretos, porta de switch defeituosa ou problemas de software/hardware de NIC.

Ao solucionar problemas de desempenho de NIC, veja a saída do comando show port mod/port e o comando show mac mod/port , e observe as informações do contador.

Tabela 2—Explicação dos Contadores de Comando show port do CatOS

Contador

Descrição

Erro de Alinhamento

Os erros de alinhamento são uma contagem do número de quadros recebidos que não terminam com um número par de octetos e possuem um CRC ruim.

FCS

A contagem de erros de FCS é o número de quadros que foram transmitidos ou recebidos com checksum inválido (valor de CRC) no quadro Ethernet. Esses quadros são descartados e não são propagados para outras portas.

Erro Xmit

É uma indicação de que o buffer interno de transmissão está cheio.

Rcv-Err

Essa é uma indicação de que o buffer de recebimento está cheio.

UnderSize

Estes são quadros menores que 64 bytes (incluindo o FCS) e que possuem um valor ideal de FCS.

Single Collisions

As colisões únicas representam o número de vezes em que a porta transmissora possuía mais de uma colisão antes de transmitir, com êxito, o quadro para a mídia.

Multiple Collisions

As colisões múltiplas representam o número de vezes em que a porta transmissora possuía mais de uma colisão antes de transmitir, com êxito, o quadro para a mídia.

Colisões Atrasadas

Uma colisão atrasada ocorre quando dois dispositivos transmitem ao mesmo tempo e nenhum dos lados da conexão detecta uma colisão. A razão para esta ocorrência é que o tempo de propagação do sinal de um fim de rede para outro é mais longo que o tempo de colocação do pacote inteiro na rede. Os dois dispositivos que causam a colisão atrasada nunca percebem que o outro está enviando até que ele coloque todo o pacote na rede. As colisões atrasadas são detectadas pelo transmissor depois da ocorrência da transmissão do primeiro período de tempo de 64 bytes. Elas só são detectadas durante transmissões de pacotes com mais de 64 bytes. A detecção é a mesma que a da detecção normal, só que ocorre mais tarde.

Colisões Excessivas

As colisões excessivas são o número de quadros derrubados depois de 16 tentativas de enviar o pacote, resultando em 16 colisões.

Carrier Sense

Carrier Sense ocorre sempre que um controlador de Ethernet deseja enviar dados e o contador é incrementado quando ocorre um erro no processo.

Runts

Esses quadros são menores do que 64 bytes com um valor FCS ruim.

Giants

São quadros maiores que 1518 bytes que possuem um valor de FCS inválido.

Tabela 3 – Possíveis Causas para Incrementação de Contadores do CatOS

Contador

Descrição

Erro de Alinhamento

Estes são o resultado de colisões de modo semiduplex, incompatibilidade bidirecional, hardware com erro (NIC, cabo ou porta) ou um dispositivo conectado gerando quadros que não terminam em um octeto e que têm um FCS com erro.

FCS

Estes são o resultado de colisões em incompatibilidade semiduplex, bidirecional, de hardware ruim (NIC, cabo ou porta) ou de um dispositivo conectado que gera quadros com FCS inválido.

Erro Xmit

Isso é um indicativo de taxas excessivas de tráfego de entrada. Isto também é uma indicação de buffer de transmissão cheio. O contador só deve ser incrementado em situações nas quais o switch é incapaz de encaminhar a saída de porta à taxa desejada. Situações como colisões excessivas e portas de 10 Mb fazem como que o buffer de transmissão fique cheio. Aumentar a velocidade e mover o parceiro de link para full-duplex deverá minimizar essa ocorrência.

Rcv-Err

Esta é uma indicação de taxas de saída de tráfego excessivas. Essa é também uma indicação de que o buffer de recebimento está cheio. Esse contador deve ser zero, a menos que exista um tráfego excessivo pelo switch. Em alguns switches, o contador Out-Lost tem correção direta com o Rcv-Err.

UnderSize

Isso é uma indicação de um quadro defeituoso gerado pelo dispositivo conectado.

Single Collisions

Esta é uma indicação exemplo da configuração semiduplex.

Multiple Collisions

Esta é uma indicação da configuração semiduplex.

Colisões Atrasadas

Isso é uma indicação de falha de hardware (NIC, cabo, ou porta do switch) ou de uma incompatibilidade bidirecional.

Colisões Excessivas

Isso é uma indicação de utilização exagerada da porta do switch em incompatibilidades bidirecionais ou semiduplex.

Carrier Sense

Isso é uma indicação de falha de hardware (NIC, cabo, ou porta do switch).

Runts

Essa é uma indicação do resultado de colisões, incompatibilidade bidirecional, IEEE 802.1Q (dot1q) ou um problema de configuração de Inter-Switch Link Protocol (ISL).

Giants

Isso indica hardware com defeito, dot1q ou um problema de configuração de ISL.

Tabela 4—Explicação dos Contadores de Comando show mac do CatOS

Contador

Descrição

Rcv-Unicast

Essa é uma indicação do número de pacotes de unicast recebidos.

Rcv-Multicast

Essa é uma indicação do número de pacotes de multicast recebidos.

Rcv-Broadcast

Essa é uma indicação do número de pacotes de broadcast recebidos.

Xmit-Unicast

Essa é uma indicação do número de pacotes unicast transmitidos.

Xmit-Multicast

Essa é uma indicação do número de pacotes multicast transmitidos.

Xmit-Broadcast

Essa é uma indicação do número de pacotes broadcast transmitidos.

Atraso excedido

Isso é uma indicação do número de quadros descartados devido a atraso excessivo no processo de switching.

MTU-Exced

Isso é uma indicação de que um dos dispositivos da porta ou segmento está transmitindo mais do que o tamanho de quadro permitido.

In-Discard 2

Contagem de quadros válidos recebidos que foram descartados ou filtrados pelo processo de encaminhamento.

Lrn-Discard 2

Pacotes que foram encaminhados e não deveriam ser encaminhados.

In-Lost

Pacotes que não puderam ser recebidos porque os buffers de entrada estão cheios.

Out-Lost

Pacotes que não puderam ser transmitidos porque os buffers de saída estão cheios.

2 In-Discard e Lrn-Discard não existem em todas as plataformas do Catalyst.

Tabela 5 – Possíveis Causas para Incrementação de Contadores do CatOS

Contador

Causa Possível

Atraso excedido

Problema sério com o switch. Crie uma solicitação de serviço ao Suporte Técnico da Cisco, se necessário.

MTU-Exced

Verifique as configurações de ISL e dot1q. Verifique se outro switch ou roteador não está injetando quadro em uma unidade de transmissão máxima (MTU) na rede do switch.

Lrn-Discard 2

Aumenta quando o switch receber tráfego em um tronco de uma VLAN específica enquanto o switch não tiver qualquer outra porta na VLAN. O contador também é incrementado quando o endereço de destino no pacote for conhecido na porta na qual o pacote foi recebido.

Lrn-Discard 2

Esse contador deve permanecer zerado. Se o contador for incrementado, crie uma solicitação de serviço aoSuporte Técnico da Cisco.

In-Lost

Taxa de tráfego de entrada excessiva.

Out-Lost

Taxa excessiva de saída de tráfego. É mais provável que as incrementações ocorram nesse contador quando ele estiver conectado a dispositivos de baixa velocidade. A primeira etapa na solução de problemas de incrementos Out-Lost é verificar se o parceiro de link está sendo executado a 100 Mbps, full-duplex, sem erros.

2 In-Discard e Lrn-Discard não existem em todas as plataformas do Catalyst.

Mais informações relativas ao contador podem ser encontradas se você emitir o comando show counters mod/port . O comando deve ser emitido para uma porta de cada vez. Consulte este documento para obter mais informações sobre o contador exibido:

Para obter mais informações relativas aos contadores do comando show interfaces do Cisco IOS Software, consulte a documentação do Cisco VPN Client.

Farejador de Rastreamento

A análise de farejador de rastreamento pode ser muito útil para solucionar problemas de desempenho do switch e da NIC ou de conectividade, quando esses problemas persistirem após a revisão de todas as outras seções deste documento. A análise do farejador de rastreamento revela cada pacote no fio e identifica o problema exato. Talvez seja importante obter vários farejadores de rastreamento de diferentes portas em diferentes switches. Em geral, é muito útil monitorar ("abranger") portas em vez de VLANs de abrangência ao solucionar problemas de desempenho e conectividade de switches e NIC.

Para obter mais informações sobre a utilização do recurso Switched Port Analyzer (SPAN) necessário para obter o farejador de rastreamento, consulte:

Informações Adicionais de Solução de Problemas para NICs 1000BASE-X

Negociação Automática de Gigabit (Nenhum link para o dispositivo conectado)

O Gigabit Ethernet possui um procedimento de negociação automática que é mais extensivo do que o usado para Ethernet de 10/100 Mbps (Especificação de negociação automática de Gigabit IEEE 802.3z-1998): A negociação automática de Gigabit negocia o controle de fluxo, modo duplex e informações de falha remota. Você deve habilitar ou desabilitar a negociação de link nas duas extremidades do link. Ambas as extremidades do link devem ser definidas com o mesmo valor ou o link não conseguirá ser conectado.

Se o dispositivo não suportar a negociação automática de Gigabit, a desativação da negociação automática de Gigabit forçará o link a ficar ativo. A configuração padrão de todos os switches Cisco é habilitada para negociação automática. Desabilitar a negociação automática oculta as quedas de links e outros problemas na camada física. Desative a negociação automática somente para dispositivos finais, como NICs Gigabit mais antigas que não suportam a negociação automática. Não desabilite a negociação automática entre os switches a menos que seja absolutamente exigido, uma vez que os problemas da camada física podem não ser detectados, resultando em loops de spanning tree. A alternativa à desabilitação da negociação automática é entrar em contato com o fornecedor para obter uma atualização de software ou hardware para suporte a negociação automática de Gigabit IEEE 802.3z.

Tabela 6 - Tabela com Configuração de Negociação Automática de Gigabit

Configurações de Negociação Automática

Configurações de Negociação Automática de Gigabit da NIC

Link de Gigabit da Porta do Switch

Alternar Link do Switch/Link da NIC

Habilitado

Habilitado

Ativo

Ativo

Desabilitado

Desabilitado

Ativo

Ativo

Habilitado

Desabilitado

Desativado

Ativo

Desabilitado

Habilitado

Ativo

Desabilitado

Emita os comandos a seguir para a configuração da negociação automática de Gigabit:

  • Comando do CatOS:

                      set port negotiation mod/port enable | disable
                   
  • Comando do Cisco IOS Software

                      negotiation auto no negotiation auto
                   

Verificando GBIC

Na solução de problemas de links na Gigabit Ethernet, também é importante verificar a utilização do adaptador do Gigabit Interface Converter (GBIC) e a distância correta de cabeamento. Este documento abrange especificações de distâncias e cabeamento necessárias para diferentes versões dos adaptadores de GBIC:

Problemas de Compatibilidade e Específicos da Operação do Switch Cisco Catalyst

As seções a seguir abordam problemas específicos dos switches Cisco Catalyst que podem afetar o desempenho, a compatibilidade e a interoperação de determinadas NICs.

Catalyst 8510 e 8540 CSR

No roteador do switch de campus (CSR) do Cisco IOS Software versão 12.0(5)W5(13), a negociação automática para velocidade e dúplex é habilitada por padrão. Em versões mais antigas, a negociação automática não tem suporte por padrão. Conseqüentemente, cada interface conectada tinha que ser configurada para execução no modo full-duplex. Se você fizer uma atualização para o Cisco IOS Software versão 12.0(5)W5(13) com o roteador executado manualmente no modo full-duplex, terá problemas de desempenho. Os sintomas incluem taxa de colisão alta, transmissão reduzida e mais quedas de pacotes. Isso ocorre porque o Catalyst 8500 aguarda para realizar a negociação automática com o dispositivo conectado. Agora que o dispositivo conectado foi forçado a ser executado em modo full-duplex, ele não participa da negociação automática. De acordo com a especificação, isso faz com que a interface do Catalyst 8500 se acomode no modo semiduplex, provocando uma incompatibilidade entre o dispositivo e o Catalyst 8500 no nível da interface. A interface do Catalyst 8500 fica como padrão no modo semiduplex quando o correspondente é incapaz de fazer negociação.

Switches Catalyst 6000 e 6500

A tabela abaixo descreve as IDs da Cisco para os erros encontrados nos switches Catalyst 6000 e 6500.

Tabela 7

Identificação de Erro da Cisco

Resolvido em

Descrição

CSCdm48887 (clientes registrados somente)

5.2.3, 5.3.1a

Quando uma porta física alcança o estado errdisable em um Catalyst 6000 ou 6500, o switch aprende inadvertidamente os endereços MAC de outros dispositivos a serem detectados na porta errdisable . O estado errdisable é causado por excesso de colisões atrasadas em uma porta. Uma vez que todo o tráfego nessa VLAN é encaminhado incorretamente pela porta incorreta, há uma perda de conectividade. Esse estado errdisable pode aparecer como resultado de uma incompatibilidade bidirecional ou uma NIC com defeito.

CSCdm80035 (clientes registrados somente)

5.2.3, 5.3.1a

Quando uma conexão de Gigabit é redefinida em um Catalyst 6000 ou 6500, a conexão pode não ser refeita. Um sintoma desse problema pode ser que uma NIC de Gigabit não está conectando depois da redefinição ou da desconexão.

CSCdm88013 (clientes registrados somente)

5.2.3, 5.3.1a

Ocasionalmente, as NICs de host conectadas a módulos WS-X6248-TEL ou WS-X6248-RJ-45 podem ser incorretamente revertidas para semiduplex, depois de uma falha de negociação automática.

Para obter informações detalhadas sobre IDs de erros da Cisco, consulte o Bug Toolkit (clientes registrados somente) .

Mais informações relativas a resoluções de erros documentados do Catalyst 6000 e 6500 podem ser encontradas em:

Switches Catalyst 5000 e 5500

A tabela abaixo lista diversos problemas conhecidos encontrados nos switches Catalyst 5000 e 5500.

Tabela 8

Identificação de Erros da Cisco

Resolvido em

Descrição

CSCdt28585 (clientes registrados somente)

5.5(6)

Os hosts conectados diretamente (PCs, roteadores e servidores) podem indicar um estado connected na saída de um comando show port, mas não encaminham quadros de Xmit-Broadcast. Isso faz com os problemas de conectividade sejam solucionados apenas pela emissão dos comandos set port disable mod/port e set port enable mod/port .

CSCdr50629 (clientes registrados somente)

5.5(3)

As portas dos módulos WS-X5225R, WS-X5234 e WS-X5201R param de transmitir quadros unicat depois de um teste programado dos buffers do pacote. A solução é desabilitar o teste do buffer do pacote.

CSCdr03818 (clientes registrados somente)

4.5(7), 5.4(2)

Os módulos WS-X5225R e WS-X5234 falham ao negociar o modo dúplex corretamente depois de um ciclo de reinicialização do sistema com estações de trabalho Ultra 5 da Sun.

CSCdm51653 (clientes registrados somente)

4.5(3), 5.1(2a)

A negociação automática entre NICs Sun 10/1000 e certos módulos da família Catalyst 5000 (como o WS-X5225R) pode resultar em incompatibilidade de velocidade ou bidirecional em certas condições. O problema normalmente ocorre depois da redefinição do módulo ou da desabilitação e reabilitação da porta do switch. A solução é desconectar e reconectar o cabo que conecta a estação de trabalho à porta do switch.

CSCdk32984 (clientes registrados somente)

4.2(2)

A porta 48 do módulo de Ethernet 10BASE-T (WS-X5012) derruba incorretamente quadros válidos com bits dribble (bits extra adicionados a quadros por algumas estações e transceptores.

CSCdj82035 (clientes registrados somente)

3.2(2), 4.1(3)

Em condições de tráfego intenso, as portas 1 a 24 (ou as portas de 25 a 48) do módulo 10BASE-T Ethernet de 48 portas (WS-X5012) podem parar de transmitir quadros.

Para obter informações detalhadas sobre IDs de erros da Cisco, consulte o Bug Toolkit (clientes registrados somente) .

Mais informações relativas a resoluções de erros documentados do Catalyst 5000 e 5500 podem ser encontradas em:

Switches Catalyst 4000, 2948G e 2980G

A tabela abaixo descreve diversos problemas conhecidos encontrados nos switches Catalyst 4000, 2948G e 2980G.

Tabela 9

ID do Bug

Resolvido em

Descrição

CSCds38973 (clientes registrados somente)

4.5(8), 5.2(7), 5.5(2)

Os switches Catalyst 2948G e Catalyst 4000 podem passar por problemas com perda total ou intermitente de conectividade. A freqüência de tais problemas pode variar de uma vez por dia a uma vez por mês. Este problema pode voltar a ocorrer até mesmo após o switch ser desligado e ligado. O objetivo da ID de erro da Cisco é combinar vários retrabalhos e correções de softwares que solucionam e reduzem a perda de problemas de conectividade e verificações adicionais de soluções de problemas no software.

CSCdr37645 (clientes registrados somente)

4.5(8), 5.5(2), 6.1(1)

Um pacote inválido com tamanho menor que 64 bytes, recebido em uma porta 10/100 faz com que os contadores Runts e FCS-Error sejam incrementados na porta. Para determinar o número real de erros FCS em pacotes de comprimento válido recebidos na porta, subtraia o valor do contador de Runts de porta do valor do contador de erros FCS de porta.

CSCdm38405 (clientes registrados somente)

5.1(1)

Algumas NICs do Sun Gigabit Ethernet não realizam negociação automática do controle de fluxo de forma confiável com determinadas portas nos módulos Gigabit Ethernet sobreassinados da série Catalyst 4000. O módulo de switching do servidor de 18 portas 1000BASE-X (GBIC) Gigabit Ethernet (WS-X4418) é afetado.

CSCdm51653 (clientes registrados somente)

4.5(3), 5.1(2a)

Em alguns casos, a negociação automática com algumas NIC Sum pode resultar em uma configuração não ideal (como 10 Mbps, semiduplex, em vez de 100 Mbps, full-duplex).

CSCdt80707 (clientes registrados somente)

5.5.7, 6.1.3, 6.2.1

No Catalyst 4006 com um Supervisor Engine II, é possível que as portas do switch na mesma VLAN percam conectividade entre si. A perda de conectividade resulta em uma VLAN que parece ser particionada em vários segmentos isolados. Um host pode ser capaz de executar ping em um conjunto de dispositivos de seu VLAN, mas não pode executar ping em outro conjunto de dispositivos do mesmo VLAN. Essa perda de conectividade é independente do slot no qual a placa de linha foi instalada, ou seja, o mesmo conjunto de portas de uma determinada placa de linha é afetado, independentemente do slot em que a placa de linha foi instalada. A solução é reinicializar o switch.

CSCds89148 (clientes registrados somente)

5.5.6, 6.2.1

O contador Xmit-Err é incrementado em portas não conectadas por razões inexplicadas. O bug também resolve um problema de condições de alta utilização de CPU que pode ser causado por portas não conectadas configuradas como portas de host.

Para obter informações detalhadas sobre IDs de erros da Cisco, consulte o Bug Toolkit (clientes registrados somente) .

Mais informações relativas a resoluções de bugs documentados do Catalyst 2948G, 2980G e 4000podem ser encontradas em:

Switches Catalyst 2950 e 3550

A tabela abaixo lista diversos problemas conhecidos encontrados nos switches Catalyst 2950 e 3550.

Tabela 10

Identificação de Bug da Cisco

Resolvido em

Descrição

CSCdz44520 (clientes registrados somente)

12.1(13)EA1

As interfaces de alimentação em linha do Catalyst 3550-24PWR não funcionam com certas interfaces de 10/100/1000 configuradas como auto/auto. A conexão de interfaces de alimentação em linha do Catalyst 3550-24PWR com uma interface 10/100/1000 configurada como auto/auto em um Catalyst 3550-12G ou 3550-12T não funciona.

CSCdz32789 (clientes registrados somente)

12.1(13)EA1

Ocorre falha no surgimento da NIC quando, na porta do switch, é feito hardcode em 100 Mbps, full-duplex em 100 Mbps, semiduplex e a NIC está configurada para negociação automática.

CSCdy72718 (clientes registrados somente)

12.1(13)EA1

A porta do switch não receberá pacotes se estiver embutida em código a uma velocidade de 100, mesmo que esteja transmitindo corretamente.

CSCea36322 (clientes registrados somente)

12.1(14)EA1

Se uma porta 10/100 de um switch Catalyst 3550-24PWR estiver conectada a uma NIC de Gigabit Ethernet, com as configurações de velocidade/duplex definidas como auto e a velocidade da porta alterada para 100 Mbps, ou de 10 Mbps para 100 Mbps, o link entre a porta e a NIC pode não funcionar.

Para obter informações detalhadas sobre IDs de erros da Cisco, consulte o Bug Toolkit (clientes registrados somente) .

Problemas de Compatibilidade e Operação da NIC

Ressalva: Use essa tabela como guia para solucionar problemas de NIC. Consulte o fornecedor da NIC para verificar e resolver o problema adequadamente.

Tabela 11

Fabricante/Modelo de NIC

Symptom

Descrição

Resolução

Apple Macintosh G3

Perda intermitente dos serviços de rede ao usar a interface Ethernet interna.

Versões de driver anteriores à 2.04 podem apresentar esse problema. Entre em contato com o suporte técnico do fornecedor para obter mais informações.

Atualize o driver para a versão 2.04 ou posterior.

Apple Macintosh, Power Macintosh G3 e Powerbook G3

Impossível definir manualmente a velocidade e o duplex da interface Ethernet interna.

A ferramenta bidirecional/velocidade apple é necessária para a definição manual da velocidade e do duplex da interface Ethernet.

Faça download da ferramenta bidirecional/velocidade apple no site de suporte da Apple.

SO Apple Macintosh com Open Transport 2.5.1 e 2.5.2

Não é possível obter o endereço DHCP a partir do servidor DHCP.

Na inicialização, o Macintosh pode falhar ao obter o endereço IP do servidor DHCP.

Consulte o artigo 25049 da biblioteca de informações técnicas da Apple.

Ethernet Embutida no Apple Macintosh

Não é possível determinar o endereço MAC do hardware.

Pode ser necessário o endereço MAC do host para poder solucionar problemas de conectividade de rede.

Entre em contato com o suporte técnico do fornecedor

NuBus e Problemas de Desempenho do Apple Macintosh

Interfaces de Ethernet internas executam externamente as placas de Ethernet NuBus.

Preocupe-se com a taxa máxima de transferência de dados com a Ethernet interna.

Consulte o artigo 12000 da biblioteca de informações técnicas da Apple.

Powerbook Apple G3/G4 com NIC interna

Desempenho lento durante a execução de transferências de arquivos grandes.

Algumas NICs podem operar sem especificações, como publicado na IEEE 802.3. Alguns catalisadores são mais tolerantes a NICs sem especificação e não percebem a degradação do desempenho.

Utilização de uma placa de PC externa. Entre em contato com o suporte técnico da Apple

Diversos laptops Apple G3/G4 e estações de trabalho com NICs internas.

Desempenho lento.

Desempenho extremamente lento.

Atualizar para o driver NIC mais recente e carregar utilitário Duplicador de carga. Verificar as configurações de negociação automática.

Adaptador de PCI AsantéFast 10/100

Logon lento ou falha para efetuar logon no servidor.

Consulte o documento técnico TID1084 no site de suporte da Asanté.

Adaptador de PCI AsantéFast 10/100

Diversos erros de CRC e FCS relatados no switch quando conectado ao Power Macintosh 9500.

Consulte o documento técnico TID1109 no site de suporte da Asanté.

Adaptador de PCI AsantéFast 10/100

Transmissão de rede lenta após atualização de Macintosh OS 8.5 ou 8.6,

Consulte o documento técnico TID1976 no site de suporte da Asanté.

Asanté GigaNIC 1064SX PCI Card-Macintosh

O desempenho da rede flutua.

Quando o modo de economia de energia está ativo no OS 8.6, a velocidade da rede se torna bastante lenta assim que o monitor escurece.

Desative o modo de economia de energia no painel de controle. A velocidade da rede permanece constante.

Consulte o documento técnico TID2095 no site de suporte da Asanté.

Asanté GigaNIC 1064SX PCI Card-Macintosh

Baixo desempenho com servidores IP AppleShare e placas PCI Ethernet.

Os clientes relatam lentidão e eventual interrupção de operação em servidores AppleShare. Isso ocorre quando se usa Ethernet embutida e várias placas PCI.

Consulte o documento técnico TID2227 no site de suporte da Asanté.

3Com 3C574/575 PCMCIA 10/100

Desempenho extremamente lento em operação de 10 MB.

O 3C574/3C575 apresenta baixo desempenho quando conectado a 10 MB com switches Catalyst 2948G, 2980G, 4000, 5000 e 6000. Este problema é causado pela NIC realizando autopolaridade após o linkup.

Atualize para o último driver de placa NIC e desative a autopolaridade.

3Com 3C595

Erros de alinhamento ou FCS registrados no switch. Observação de desempenho mais lento. Na utilização do adaptador 3C595 em 100 MB, semiduplex. Esse problema geralmente representa apenas um por cento dos dois por cento de tráfego total.

Os erros de alinhamento ou FCS ocorrem quando o adaptador 3C595 é utilizado em 100 MB, semiduplex. Esse problema geralmente representa um por cento dos dois por cento de tráfego total.

Atualize para o último driver de NIC e desative o Mestre de barramento . Esses passos reduzem erros de FCS e alinhamento.

3Com 3C905/3C905B

Problemas de DHCP intermitentes

Mesmo tendo configurado as portas do switch Catalyst corretamente, as estações de trabalho ainda apresentam alguns problemas intermitentes de DHCP.

Atualize o driver para a versão 4.01b ou posterior, o que solucionará problemas de DHCP.

3Com 3C905/3C905B

Impossível fazer login na rede Internetwork Packet Exchange (IPX ) da Novell.

Apensar de configurar corretamente as portas do switch Catalyst, as estações de trabalho continuam a apresentar problemas de logon na IPX da Novell.

Atualize o driver para a versão 4.01b ou posterior, o que solucionará problemas de tipo de quadro automático de IPX. De modo alternativo, configure manualmente as estações de trabalho do tipo de quadro IPX.

3Com 3C905B

Baixo desempenho durante o recebimento de arquivos grandes.

Baixo desempenho perceptível durante o recebimento de arquivos grandes. O problema só ocorre com o Microsoft NT 4.0 padrão, independentemente do service pack.

Faça download do driver mais recente no suporte técnico da 3Com.

3Com 3C905C

Erros de Camada 2 (L2) relatados na porta do switch (FCS, alinhamento, CRC e runts) e baixo desempenho em estações de trabalho de alta velocidade.

Em condições operacionais normais, um Catalyst que relata vários erros da L2 (físicos) em portas conectadas a adaptadores de NIC 3C905C.

Carregue o driver mais recente e as ferramentas de diagnóstico disponíveis na 3Com. Teste o back-to-back do desempenho entre dois PCs e observe os erros nas ferramentas de diagnóstico. Erros relatados, como transmissão durante a execução e recebimento durante a execução, resultam no relato de camadas físicas pelo switch e problemas menores de desempenho. Para obter mais detalhes, consulte a ID de erro da Cisco CSCdt68700 (clientes registrados somente) .

3C905CX-TX-M

Ocorre falha no surgimento do link quando, na porta do switch, é feito hardcode em 100 Mbps, full-duplex em 100 Mbps, semiduplex e a NIC está configurada para negociação automática.

Consulte a ID de erro da Cisco CSCds32789 (clientes registrados somente) .

Atualize para o driver versão 5.4 e, nas propriedades avançadas de NIC, defina LnkChk como enable. É possível fazer o download do driver de 3Com leavingcisco.com.

3Com 3C980

Problema de corrompimento de dados utilizando a Novell

Consulte a referência de suporte técnico de 3Com 1.0.33921641.2241835.

3Com

3C985/3C985B

Problemas com o Novell 5.0

Consulte a referência de suporte técnico de 3Com 1.0.16744826.2027011.

3Com 3C985/3C985B

Os clientes não conseguem efetuar login ou pesquisar um servidor, mas os pings funcionam corretamente.

Consulte a referência de suporte técnico de 3Com 2.0.4428387.2305072.

3Com 3C985/3C985B

São gerados pacotes maiores que o Ethernet MTU (1518 bytes). Esses pacotes são considerados gigantes em switches Catalyst.

Entre em contato com o suporte técnico da 3Com.

NIC integrada 3Com 3C905C ou 3C920 no Dell Dimension XPS

A conectividade de rede cai a cada 2-3 minutos ou a placa de rede deve ser reinicializada várias vezes para conseguir conectividade.

Uma NIC integrada 3C905C ou 3C920 no Dell Dimension XPS pode ter problemas de conectividade de rede quando estiver sendo executada no Windows 2000, devido a um problema de gerenciamento de energia.

Desative todas as funções de gerenciamento de energia. Entre em contato com a Dell para obter detalhes sobre a desativação do gerenciamento de energia ou mais detalhes sobre este problema. Para obter mais documentação, consulte a referência de suporte técnico da 3Com 2.0.47464140.2853794.

Adaptadores NIC modelo Compaq Netflex-3

Desempenho lento.

A negociação automática pode falhar nos switches Catalyst 5000 e 5500

Este problema é resolvido na versão 4.5(1) e posteriores do software para os switches Catalyst 5000 e 5500. Para obter mais detalhes, consulte a ID de erro da Cisco CSCdk87853 (clientes registrados somente) .

Dell Optiplex GX200

O link não é sincronizado quando há uma conexão ao PC Dell Optiplex GX200 (Intel Pro 10/100). A NIC funciona adequadamente quando o PC é desligado, mas, quando ele é ligado novamente, ocorre flapping.

Para obter mais detalhes, consulte a ID de erro da Cisco CSCdz60677 (clientes registrados somente) .

Atualize para os drivers da Dell mais recentes.

Dell Precision 420/530/620

Na conexão do switch Catalyst 2950 com um link de negociação automática, ocorre flap continuamente e a negociação automática falha. As placas-mãe foram fabricadas com um conjunto de chips Intel que não são compatíveis com switches Cisco e hubs Netgear.

Produzido entre 21 de maio e 1 de agosto de 2001.

Entre em contato com o suporte técnico da Dell e com o Suporte Técnico da Cisco para obter mais detalhes.

Adaptador IBM 10/100 EtherJet CardBus

Desempenho extremamente lento em operação de 10 Mbps.

Certos switches de 10/100 implementam correção automática para cabos de polaridade reversa que não são completamente compatíveis com a mesma correção fornecida pelo adaptador 10/100 EtherJet CardBus da IBM. Se a velocidade da rede for forçada a 10 Mbps, pode haver sérios problemas de transferência.

Para solucionar esse problema, uma nova palavra-chave Auto Polarity foi acrescentada nas propriedades avançadas do adaptador. Se necessário, a configuração padrão ON (que significa que a placa compensa os cabos reversos) pode ser definida como OFF para habilitar a correção de polaridade. Dessa forma, a transferência normal será restaurada.

Estações de trabalho IBM ThinClient

Flap contínuo do link depois de uma operação extensa.

As estações de trabalho anteriores ao Service Pack 3.0 refletem o link do switch após o uso contínuo, quando anexadas a switches Catalyst 2948G ou 4000 na versão 6.x do software ou mais recente.

Atualize o IBM ThinClient para o Service Pack 3.0.

Intel Pro/100

Conexões de link ativo/desativo consistentes com switches Catalyst.

Podem ter sido causadas pelo gerenciamento de energia.

Entre em contato com o suporte técnico da Intel para obter mais informações.

  1. Selecione Painel de Controle > Sistema > Hardware > Gerenciador de Dispositivo.

  2. Selecione Adaptadores de Rede > Intel Pro 100 +.

  3. Na guia Gerenciamento de Energia, desmarque a opção Permitir que o computador desative esse dispositivo .

Intel Pro/1000 T Gigabit Copper NIC

Quando uma NIC Intel Pro/1000 T é conectada a um switch Catalyst, pode haver conexões de rede ruins ou números excessivos de quedas de pacotes. O problema de interoperabilidade ocorre quando um módulo com uma interface de dez bits (TBI) transmite um pacote de byte ímpar a um receptor com interface independente de mídia Gigabit (GMII)

A questão da interoperabilidade aparece na implementação da extensão da portadora. A extensão da portadora é detalhada na subseção 35.2.3.5 da especificação IEEE 802.3. A extensão da portadora pode ser usada para aumentar o último byte do pacote, de forma que ele se alinhe a um limite de numeração ímpar.

Entre em contato com o suporte técnico da Intel para obter o driver mais recente.

Placa QFE Sun Microsystems

Não é possível definir manualmente a velocidade e o duplex corretos.

A definição manual da velocidade e do duplex afeta apenas as quatro primeiras portas.

Entre em contato com o suporte técnico do fornecedor para obter o driver mais recente para resolver o problema.

Placas gigabit Sun Microsystems v1.1

Não é possível estabelecer link.

V1.1 pode não estabelecer a ligação com o switch.

Entre em contato com o suporte técnico do fornecedor ou com Cartão de Gigabit v.2.

Xircom CreditCard Ethernet 10/100 CE3B-100

Não negociando nem operando corretamente100 Mbps, full-duplex.

A operação em full-duplex só tem suporte a 10 Mbps. A operação em full-duplex não tem suporte a 100 Mbps. A palavra-chave LineMode não tem qualquer efeito sobre o desempenho a 100 Mbps. Se a palavra-chave LineSpeed for definida como 100 Mbps e a palavra-chave LineMode tiver que ser definida como full-duplex, a palavra-chave LineMode será ignorada. Full-duplex a 10 Mbps só é disponível quando o adaptador é conectado a um switch ou hub com capacidade full-duplex.

Não opere esta NIC a 100 Mbps, full-duplex.

Xircom CreditCard Ethernet 10/100 CE3B-100

Não negociando full-duplex de 10 Mbps.

O CE3 e, em alguns casos, CE3B não são capazes de negociar até 10 Mbps, modo full-duplex.

Nestes adaptadores, a fim de funcionar em modo bidirecional, a palavra-chave LineSpeed deve ser definida para 10 Mbps e a palavra-chave LineMode deve ser definida para full-duplex. A palavra-chave do tipo de cabo pode ser definida como Auto Detect ou 10BASE-T/100BaseTX. A porta correspondente no hub ou switch conectado também deve ser definida como 10Mbps, full duplex.

Modelos do Adaptador Xircom RealPort2 CardBus Ethernet 10/100 (R2BE/RBE/CBE)

Desempenho extremamente lento em operação de 10 Mbps.

Certos switches de 10/100 implementam correção automática para cabos de polaridade reversa que não são completamente compatíveis com a mesma correção fornecida pelo CBE/RBE. Se a velocidade da rede for forçada a 10 Mbps, pode haver sérios problemas de transferência.

Para solucionar esse problema, uma nova palavra-chave Auto Polarity foi adicionada às propriedades avançadas do adaptador na versão 3.01 do driver. Se necessário, a configuração padrão ON (que significa que a placa compensa os cabos reversos) pode ser definida como OFF para habilitar a correção de polaridade. Dessa forma, a transferência normal será restaurada.

Modelos do Adaptador Xircom RealPort2 CardBus Ethernet 10/100 (R2BE/RBE/CBE)

É possível que as conexões de rede iniciais falhem. O DHCP pode obter um endereço IP, e um login no Windows NT e no Novell IPX podem falhar.

Retardo de inicialização. Certos switches e roteadores não conseguem encaminhar imediatamente o tráfego de rede quando um adaptador de rede estabelece primeiramente um link com um de suas portas devido a retardos de inicialização. O problema é observado com mais freqüência quando o adaptador da rede está conectado diretamente a portas do switch. O adaptador, por padrão, (quando usado em alguns sistemas operacionais) quase não tem atraso entre o link e a solicitação de rede inicial.

Uma nova palavra-chave, Initialization Delay, foi adicionada às propriedades avançadas do adaptador para impedir o encaminhamento de solicitações de rede por um período selecionado pelo usuário. Os intervalos dos atrasos podem variar de 1 a 60 segundos. Na maioria dos casos, adicionar um atraso na faixa de 1 a 3 segundos é suficiente para resolve o problema.

Modelos do Adaptador Xircom RealPort2 CardBus Ethernet 10/100 (R2BE/RBE/CBE)

Impossível conectar a rede ou obter um endereço IP do servidor DHCP quando conectado a um replicador de porta ou a uma estação de encaixe.

Possível atualização necessária do Sistema Básico de Entrada/Saída (BIOS) ou do driver. Entre em contato com o suporte do fornecedor para obter mais informações.

Se você estiver tentando usar um CBE/CBE2/RBE em um replicador de porta ou uma estação de encaixe com o Windows 95 e encontrar problemas, confirme se seu laptop tem a BIOS mais recente e se os patches e softwares utilitários mais recentes do fabricante foram instalados.

NIC PCMCIA Xircom XE2000

Não negocia a 100 Mbps, full-duplex.

A NIC só faz negociação automática a 100 Mbps, semiduplex.

Limitação conhecida da NIC XE2000. Consulte as release notes XE2000.

Apêndice A: Informações Anteriores à Criação de uma Solicitação de Serviço

Se o procedimento de solução de problemas apresentado neste documento não resolver seu problema, será necessário criar uma solicitação de serviço ao Suporte Técnico da Cisco. Antes de criar uma solicitação de serviço, reúna estas informações:

  1. Identifique o problema específico com a interoperabilidade entre a NIC e o switch.

    Por exemplo, o problema é apenas de DHCP, Novell IPX, login ou de desempenho?

  2. Emita o comando show tech-support em todos os dispositivos Cisco afetados, se aplicável. Ou, emita os comandos show module, show config, show versionou show port.

  3. Conheça o fabricante e o modelo da NIC.

  4. Conheça o sistema operacional e a versão do driver da NIC.

  5. Verifique a consistência do problema.

    Por exemplo, o problema ocorre em vários switches Catalyst?

Apêndice B: Compreendendo o Funcionamento da Negociação Automática

A negociação automática utiliza uma versão modificada do teste de integridade do link usado para que os dispositivos 10BASE-T negociem a velocidade e troquem outros parâmetros de negociação automática. O teste de integridade do link 10BASE-T original é chamado de Pulso de Link Normal (NLP). A versão modificada do teste de integridade de link para negociação automática de 10/100 Mbps é entregue como FLP. Os dispositivos 10BASE-T esperam um pulso de intermitência a cada 16 (+/- 8) milissegundos como parte o teste de integridade do link. O FLP para a negociação automática de 10/100 Mbps envia três pulsos intermitentes a cada 16 (+/- 8) mseg com os pulsos adicionais a cada 62,5 (+/- 7) microssegundos. Os pulsos da seqüência de pulsos intermitentes gera palavras-código usadas para trocas de compatibilidade entre parceiros de link. Esse processo do FLP usado na negociação automática mantém a compatibilidade com as conexões existentes de 10BASE-T, com a intermitência de pulso a cada 16 (+/- 8) de acordo com o teste de integridade do link para hardware 10BASE-T normal. Se um dispositivo estiver enviando FLP e só receber NLP, o hardware imediatamente interrompe a transmissão do FLP e habilita o hardware padrão 10BASE-T para continuar a operação 10BASE-T.

A tabela a seguir descreve as possíveis opções programáveis do registro de controle para uma interface FastEthernet. Essas opções determinam o funcionamento da interface FastEthernet quando conectada a um parceiro de link. O 0 na coluna Bits refere-se ao endereço de registro programável, e o número decimal após o 0 refere-se ao posicionamento do bit no registro de 16 bits.

Tabela 12 – Opções Programáveis de Registro de Controle da Interface Física (PHY)

Bits

Nome

Descrição

0.15

Redefinir

1 = Redefinição da PHY

0 = modo normal

0.14

Loopback

1 = modo de loopback ativado

0 = modo de loopback desativado

0.13

Seleção de taxa (bit menos significativo [LSB])

0.6 0.13

1 1 reservado

1 0 1000 Mbps

0 1 100 Mbps

0 0 10 Mbps

0.12

Habilitar negociação automática

1 = negociação automática habilitada

0 = negociação automática desabilitada

0.11

Desligado

1 = desligado

0 = desativado normal

0.10

Isolado

1 = PHY eletricamente isolado da interface independente de mídia (MII)

0 = modo normal

0.9

Reiniciar Negociação Automática

1 = reiniciar processo de negociação automática

0 = modo normal

0.8

Modo Duplex

1 = full-duplex

0 = semiduplex

0.7

Teste de colisão

1 = teste de sinal de colisão (COL) ativo

0 = teste de sinal COL desligado

0.6

Seleção de Taxa (bit mais significativo [MSB])

Veja o bit 0.13.

Os bits de registro relevantes para este documento incluem 0.13, 0.12, 0.8 e 0.6. Os outros bits de registro estão documentados na especificação IEEE 802.3u. De acordo com a IEEE 802.3u, para definir manualmente a taxa (velocidade), o bit de negociação automática, 0.12, deve ser definido como um valor de 0. Como resultado, a negociação automática deverá ser desabilitada para definir manualmente a velocidade e o duplex. Se o bit de negociação automática 0.12 for definido com um valor de 1, os bits 0.13 e 0.8 não terão importância, e o link usará a negociação automática para determinar a velocidade e o duplex. Quando a negociação automática é desabilitada, o valor padrão para bidirecionamento é semiduplex, a menos que 0,8 esteja programado como 1, representando o bidirecionamento.

De acordo com a especificação IEEE 802.3u, não é possível configurar manualmente um parceiro de link para full-duplex de 100 Mbps e ainda realizar a negociação automática para full-duplex com o outro parceiro de link. Tentar configurar um parceiro de link para 100 Mbps full-duplex e o outro para negociação automática resultará em incompatibilidade bidirecional. Esse é um resultado da negociação automática de parceiro de link e da não exibição de nenhum parâmetro de negociação automática do outro parceiro de link e resultando no padrão semiduplex.

Como descrito acima no Apêndice B: Compreendendo o Funcionamento da Negociação Automática, os pulsos do FLP são usados para derivar palavras-código que trocam as capacidades do parceiro de link. A primeira palavra código trocada é mencionada como página de base. Ela informa a cada parceiro de link o tipo de mensagem, IEEE 802.3 ou IEEE 802.9a, e um campo de capacidade de tecnologia. Esse campo de capacidade de tecnologia é codificado para trocar a velocidade máxima operacional e a duplexação de cada parceiro de link.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 17053