Software Cisco IOS e NX-OS : Software Cisco IOS versões 12.2 Mainline

Criando Dumps Principais

2 Abril 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (13 Setembro 2013) | Inglês (24 Junho 2008) | Feedback


Índice

Introdução
Pré-requisitos
     Requisitos
     Componentes Usados
     Convenções
Como Criar Dumps Principais
Configuração Básica
     Usar Protocolo de Transferência de Arquivo
     Usar Protocolo de Cópia Remota
     Usar um Disco Flash
     Usar Protocolo de Transferência de Arquivo Trivial
Configuração Avançada
     Memória de Exceção
     Debug Sanity
Testar a Configuração do Dump Principal
Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco
Informações Relacionadas

Introdução

Este documento explica as várias opções que você pode usar para habilitar dumps principais no Cisco IOS® Software.

Observação: Os dumps principais podem ser difíceis de obter. Somente a equipe técnica Cisco que tem acesso ao código de origem e aos mapas de memória detalhados devem tentar interpretar os dumps principais. Em várias plataformas, o uso do recurso crashinfo pode tornar os dumps principais desnecessários. Consulte Recuperando Informações do Arquivo Crashinfo para obter mais informações.

Pré-requisitos

Requisitos

A Cisco recomenda que você tome conhecimento destes tópicos:

Componentes Usados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de hardware e software:

  • Cisco IOS Software Versão 12.0 e posterior

As informações apresentadas neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos usados neste documento foram iniciados com uma configuração vazia (padrão). Se a sua rede estiver ativa, certifique-se de entender o impacto potencial de todos os comandos.

Convenções

Consulte Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre as convenções de documentos.

Como Criar Dumps Principais

Quando um roteador travar, lembre-se de obter uma cópia de todo o conteúdo da memória do roteador, que é conhecido como dump principal. O representante de suporte técnico usa o dump principal para identificar a causa do travamento. O roteador grava o conteúdo da memória no servidor antes de um recarregamento. Nem todos os travamentos produzem um dump principal. Para obter mais detalhes, consulte Tipos de Travamentos.

Sempre capture os logs do console quando o roteador tentar realizar um dump principal. Os logs do console fornecem informações sobre o travamento. Além disso o Monitor de ROM (ROMMON) normalmente imprime informações para o console (e apenas para ele) no momento do travamento.

cuidado Cuidado: Os dumps principais não são necessários para solucionar a maioria dos casos de travamento. A criação de um dump principal enquanto o roteador está funcionando em uma rede pode interromper a operação da rede. Use os comandos neste documento somente sob a orientação de um representante de suporte técnico.

Configuração Básica

Existem quatro maneiras básicas de configurar o roteador de forma a gerar um dump central:

  • Por meio do Protocolo de Transferência de Arquivos (FTP)

  • Por meio do Protocolo de Cópia Remota (RCP)

  • Por meio de um Disco Flash

  • Por meio do Protocolo de Transferência de Arquivo Trivial (TFTP)

Cada um desses métodos usa estes comandos de configuração:

  • exception region-size size

    Esse comando especifica o tamanho da região para o pool de memória com tempo de exceção. O pool de memória com tempo de exceção é usado quando a memória do processo se torna danificada. O parâmetro de tamanho é expresso em bytes e você pode configurar o tamanho de 1024 a 65536 bytes.

  • exception core-file filename [compress]

    Esse comando especifica um nome para o dump principal diferente do nome padrão. Para reverter o nome padrão, use o formato no desse comando.

Para obter mais informações sobre os comandos neste documento, consulte a Ferramenta de Referências a Comandos (clientes registrados somente) .

Use o comando exception region-size para definir uma pequena quantidade de memória para funcionar como um pool de recuo quando o pool de memória do processador torna-se danificado. Isto ajuda a impedir falhas de memória durante o processo do dump principal. O parâmetro size é expresso em bytes e pode ser configurado de 1024 a 65536 bytes, com um valor padrão de 16384 bytes. Configure exception region-size como 65536 bytes para aumentar a chance de um dump principal bem-sucedido.

Por padrão, o dump principal de memória do processador é gravado em um arquivo denominado "hostname-core", em que hostname é o nome do roteador, o qual o comando de configuração hostname define. Se o roteador tiver memória de Entrada/Saída (E/S) (por exemplo, o Cisco 7200), um dump principal de memória de E/S também poderá ser criado, gravado no arquivo "hostname-coreiomem".

Use o comando exception core-file para substituir o nome de arquivo do dump principal padrão. Se o servidor de arquivos tiver um sistema de arquivos DOS FAT, não especifique um nome de arquivo que tenha mais de seis caracteres. Por exemplo, se você configurar um roteador com "exception core-file foobar", o nome da memória do processador do dump principal será "foobar" e o nome do dump da memória de E/S será "foobario" (suficiente para lhe dar uma dica que você tem um dump de memória de E/S).

Verifique se há espaço em disco suficiente no servidor de arquivos para conter vários dumps principais completos. Você pode comprimir os arquivos de dump principal com a opção compress.

Observação:  Compressão é aplicado automaticamente quando você grava arquivos de dump principal no disco Flash. Se você usar RCP, a opção compress não será suportada.

Usar Protocolo de Transferência de Arquivo

Observação: Protocolo de Transferência de Arquivo (FTP) é o método recomendado para configurar um dump principal.

Para usar FTP para configurar o roteador de um dump principal, use estes comandos:

  • ip ftp username username — esse comando configura o nome de usuário para conexões de FTP. Para configurar o roteador para tentar FTP anônimo, use o formato no desse comando.

  • ip ftp password password — esse comando configura a senha para a conexão de FTP.

  • exception protocol ftp— esse comando configura o protocolo usado para FTP de dump principal.

  • exception region-size 65536 — esse comando configura o tamanho da região.

  • exception dump ip-address — esse comando configura o endereço IP do servidor para o qual o roteador envia o dump principal no caso de um travamento.

Observação: Para evitar congestionamento de rede, a Cisco recomenda conectar o roteador diretamente ao servidor de FTP, sem nós intermediários. Se for necessário passar por um ou mais nós intermediários, talvez você precise usar o comando ip ftp source-interface para especificar qual interface usar para acessar o servidor FTP. Consulte Configurando um Roteador para Usar Conexões de FTP para obter mais informações.

Se você não tiver configurado o nome de usuário e a senha, o roteador tentará o FTP anônimo.

Quando um representante de suporte técnico da Cisco solicitar arquivos de dump principal, você poderá enviar os arquivos à Cisco por meio de FTP anônimo. O servidor de FTP é ftp-sj.cisco.com e o diretório é /incoming.

Observação: O diretório /incoming é invisível.

Certifique-se de definir o modo de transferência como binary. Se os arquivos ainda não estiverem comprimidos, comprima-os com um utilitário de compressão comum, por exemplo, gzip ou zip.

Além disso, certifique-se de incluir o arquivo crashinfo, se estiver disponível, juntamente com o dump principal. O arquivo crashinfo estará disponível se o hardware ou o software suportar este recurso. Consulte Recuperando Informações do Arquivo Crashinfo para obter instruções sobre como fazer isto.

Primeiro, verifique se o FTP funciona. Use este exemplo:

c7500#copy running-config ftp:
Address or name of remote host []? 172.18.125.3
Destination filename [c7500-confg]?
Writing c7500-confg !
2781 bytes copied in 0.944 secs

Usar Protocolo de Cópia Remota

Para usar RPC para configurar o roteador de um dump principal, use estes comandos:

  • ip rcmd remote-username username – esse comando configura o nome de usuário remoto para ser usado quando você solicitar uma cópia remota por meio de um RCP.

  • exception protocol rcp— esse comando configura o protocolo usado para dumps principais como RCP.

  • exception region-size 65536 — esse comando configura o tamanho da região.

  • exception dump ip-address

Se você não tiver configurado o nome de usuário, o roteador usará seu nome de host como o nome de usuário para o RCP.

Observação: Para evitar congestionamento de rede, a Cisco recomenda conectar o roteador diretamente ao servidor de RCP, sem nós intermediários. Se for necessário passar por um ou mais nós intermediários, use o comando ip rcmd source-interface para especificar qual interface usar para acessar o servidor RCP. Consulte Configurando um Roteador para Usar rsh e rcp para obter mais informações.

Primeiro, verifique se o RCP funciona. Use este exemplo:

c7500#copy running-config rcp:
Address or name of remote host []? 172.18.125.3
Destination username [c7500]?
Destination filename [c7500-confg]?
Writing c7500-confg !
2781 bytes copied in 0.944 secs

Usar um Disco Flash

Algumas plataformas de roteador oferecem suporte ao disco Flash como uma alternativa para a memória Flash linear ou a placa de Flash PCMCIA. A grande capacidade de armazenamento desses discos Flash faz com que eles sejam um bom meio para capturar um dump principal. Para obter informações sobre as plataformas do roteador e as versões do Cisco IOS Software que suportam o disco Flash, consulte as Release Notes do Cisco IOS .

Observação: Ao capturar um dump principal em um disco Flash, você deve garantir que o disco Flash tenha um tamanho de armazenamento maior que a memória DRAM que provoca o dump principal. Por exemplo, se você tiver um tamanho de memória DRAM de 128 MB, o disco Flash deverá ter uma capacidade de armazenamento maior que 128 MB. Uma memória de disco flash maior é necessária para obter o dump principal corretamente. Se houver falta de memória no disco Flash, o dump principal não será criado.

Para usar um disco Flash para configurar um roteador para um dump principal, use este comando:

            exception flash procmem|iomem|all device_name [:partition_number]
            
               !--- Esse comando usar um disco Flash para configurar o roteador para um dump principal.
            
         

O comando de EXEC show flash all lista os dispositivos que você pode usar para o comando exception flash.

Usar Protocolo de Transferência de Arquivo Trivial

Devido a uma limitação da maioria dos aplicativos TFTP, o roteador apenas efetua dump dos primeiros 16 MB do arquivo principal. Portanto, se a memória principal do roteador tiver mais de 16 MB, não use o TFTP. Consulte Cliente de TFTP Cisco IOS Não Pode Transferir Arquivos com Mais de 16 MB para obter mais informações.

Para usar TFTP para configurar um roteador de um dump principal, use estes comandos:

  • exception protocol tftp— esse comando configura TFTP como o protocolo para dumps principais.

  • exception region-size 65536

  • exception dump ip-address

TFTP é o protocolo padrão para exception protocol.

Observação: Para evitar congestionamento de rede, a Cisco recomenda conectar o roteador diretamente ao servidor de TFTP, sem nós intermediários. Se for necessário passar por um ou mais nós intermediários, use o comando ip tftp source-interface para especificar qual interface usar para acessar o servidor TFTP.

Com base no servidor de TFTP usado, talvez você precise criar arquivos de destino vazios com as permissões corretas para que o roteador possa gravá-los.

Primeiro, verifique se o TFTP funciona. Use este exemplo:

c7500#copy running-config tftp:
Address or name of remote host []? 172.18.125.3
Destination filename [c7500-confg]?
!
2781 bytes copied in 0.944 secs

Configuração Avançada

Use os comandos de configuração desta seção, além dos comandos descritos na seção Configuração Básica.

Memória de Exceção

Para depurar alguns problemas de memória, você pode fazer com que o roteador crie um dump principal e reinicialize quando determinados parâmetros de tamanho de memória forem violados. Use estes comandos exception memory para acionar um dump principal:

  • exception memory minimum size — esse comando forçará um travamento se a quantidade de memória livre do processador ficar abaixo do limite configurado.

  • exception memory fragment size — esse comando forçará um travamento quando o Cisco IOS Software não conseguir alocar um bloco de memória de processador contíguo maior que o limite configurado.

O parâmetro size é expresso em bytes e é verificado, por padrão, a cada 60 segundos.

Esses comandos provocam a reinicialização do roteador apenas quando as condições configuradas são satisfeitas. Se você também configurar exception dump ou exception flash, o roteador criará um dump principal primeiro. Esses comandos ajudam a diagnosticar escapes de memória.

Debug Sanity

Em alguns casos, o representante de suporte técnico solicita que você habilite debug sanity ao configurar o dump principal. O comando debug sanity é um comando oculto na maioria das versões do Cisco IOS Software, que é necessário, às vezes, para depurar o corrompimento de memória, especialmente o corrompimento de memória E/S. Quando você habilita debug sanity, o sistema executa uma verificação de sanidade em todos os buffers alocados e executa uma verificação de sanidade novamente quando o buffer é liberado.

Você deve executar o comando debug sanity em modo EXEC privilegiado (ou modo enable). Embora esse comando use alguma capacidade da CPU, debug sanity não afeta significativamente a funcionalidade do roteador. Assim como outros comandos debug, debug sanity não é salvo na configuração e, dessa forma, não suporta uma reinicialização do sistema.

Nem todos os tipos de travamentos exigem que você habilite debug sanity. Use o comando debug sanity somente quando for solicitado pelo representante do suporte técnico.

Para desabilitar as verificações de sanidade, use o comando de EXEC privilegiado undebug sanity.

Testar a Configuração do Dump Principal

Depois que você tiver configurado o roteador do dump principal, teste a configuração.

O Cisco IOS Software fornece o comando write core no modo de EXEC privilegiado (ou o modo enable) para fazer com que o roteador gere um dump principal sem um recarregamento.

Se obtiver êxito, os arquivos do dump principal serão do tamanho das respectivas regiões de memória. Lembre-se que é feito dump em toda a região da memória, não apenas da memória que está em uso.

O comando write core também é útil no caso de um roteador que não funciona corretamente, mas não travou.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 12687