Switches de LAN : EtherChannel

Compreendendo o Balanceamento de Carga EtherChannel e a Redundância em Catalyst Switches

17 Julho 2008 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (28 Julho 2013) | Inglês (9 Julho 2007) | Feedback

Índice

Introdução
Pré-requisitos
      Requisitos
      Componentes Utilizados
      Convenções
Balanceamento de Carga: Como Determinar o Link Através do Qual Enviar o Tráfego
      Catalyst 6500/6000 Series
      Catalyst 5500/5000 Series
      Catalyst 4500/4000 Series
      Catalyst 2900XL/3500XL Series
      Catalyst 3750/3560
      Catalyst 2950/2955/3550
      Catalyst 1900/2820
      Catalyst 2948G-L3/4908G-L3 e Catalyst 8500
      Matriz de Métodos de Balanceamento de Carga
O Que É PAgP e Onde Usá-lo?
Suporte ao ISL/802.1Q Trunking no EtherChannel
Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco
Informações Relacionadas para obter detalhes sobre como configurar o EtherChannel em switches Catalyst.

4a.gif

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

Balanceamento de Carga: Como Determinar o Link Através do Qual Enviar o Tráfego

Esta seção explica o balanceamento de carga dos pacotes em um grupo EtherChannel para cada plataforma do switch.

Catalyst 6500/6000 Series

O EtherChannel reduz parte do padrão binário formado pelos endereços no frame a um valor numérico que seleciona um dos links no canal a fim de distribuir os frames através dos links em um canal. A distribuição de frames EtherChannel usa um algoritmo de hash proprietário da Cisco. O algoritmo será determinístico. Se você usar os mesmos endereços e informações de sessão, o hash sempre será aplicado à mesma porta no canal. Este método impede a entrega de pacotes fora de ordem.

Nos Catalyst 6500/6000 Switches que executam o Catalyst OS (CatOS), o EtherChannel agrega a largura de banda de até oito portas configuradas de forma compatível a um único link lógico. Com as releases 6.2(1) e anteriores do software, os Catalyst 6500 Series Switches com seis e nove slots oferecem suporte a no máximo 128 EtherChannels. Nas releases 6.2(2) e posteriores do software, o recurso de árvore de abrangência trata o ID da porta. Portanto, o número máximo de EtherChannels com suporte é 126 em um chassi com seis ou nove slots e 63 em um chassi de 13 slots. Todas as portas Ethernet em todos os módulos, os quais incluem aqueles em um Supervisor Engine em standby, oferecem suporte à EtherChannel sem a exigência de que as portas sejam contíguas ou estejam no mesmo módulo. Todas as portas em cada EtherChannel devem ser da mesma velocidade. Você pode basear a política de balanceamento de carga (distribuição de frames) em um endereço MAC (Camada 2 [L2]), um endereço IP (Camada 3 [L3]) ou um número de porta (Camada 4 [L4]). Você pode ativar essas políticas, respectivamente, se executar o comando set port channel all distribution {ip | mac| session | ip-vlan-session} [source | destination | both]. Há suporte para a palavra-chave session no Supervisor Engine 2 e no Supervisor Engine 720. A palavra-chave ip-vlan-session só possui suporte no Supervisor Engine 720. Use essa palavra-chave para especificar o método de distribuição de frames, com o endereço IP, a VLAN e o tráfego de Camada 4.

Se um pacote não pertencer a uma seleção de categorias, será considerada a próxima categoria de nível mais baixo. Se o hardware não oferecer suporte ao método de distribuição de frames selecionado, a mensagem de erro Feature not supported será exibida.

O algoritmo de hash proprietário da Cisco calcula um valor no intervalo de 0 a 7. Com esse valor como base, é escolhida uma porta específica no EtherChannel. A configuração da porta inclui uma máscara que indica quais valores a porta aceita para transmissão. Com o número máximo de portas em um único EtherChannel, que é oito portas, cada porta aceita apenas um valor. Se você tiver quatro portas no EtherChannel, cada porta aceitará dois valores, e assim por diante. Esta tabela lista as razões dos valores que cada porta aceita, que depende do número de portas no EtherChannel.

Número de Portas no EtherChannel

Balanceamento de Carga

8

1:1:1:1:1:1:1:1

7

2:1:1:1:1:1:1

6

2:2:1:1:1:1

5

2:2:2:1:1

4

2:2:2:2

3

3:3:2

2

4:4

Nota: Esta tabela lista apenas o número de valores, calculados pelo algoritmo de hash, que determinada porta aceita. Você não pode controlar a porta usada por um fluxo específico. Você pode apenas influenciar o balanceamento de carga com um método de distribuição de frames que resulte em maior variedade.

Nota: O algoritmo de hash não pode ser configurado nem alterado para fazer o balanceamento de carga do tráfego entre as portas em um EtherChannel.

Portanto, essencialmente, você pode apenas atingir o balanceamento de carga perfeito, mesmo com endereços aleatórios, se possuir duas, quatro ou oito portas no port channel.

Execute o comando show port channel mód/porta info para verificar a política de distribuição de frames. Na versão 6.1(x) e posterior, você pode determinar a porta a ser usada no port channel para encaminhar o tráfego, com a política de distribuição de frames como a base. O comando usado para determinar isso é show channel hash id_do_canal {end_ip_orig | end_ip_dest | end_mac_orig | end_mac_dest | porta_orig | porta_dest} [end_ip_dest | end_mac_dest | porta_dest].

Estes são alguns exemplos:

  1.  Console> (enable) show channel hash 865 10.10.10.1 10.10.10.2
     Selected channel port: 1/1
    
  2.  Console> (enable) show channel hash 865 00-02-fc-26-24-94
     00-d0-c0-d7-2d-d4
    
    !--- Este comando deve permanecer em uma linha.
    
     Selected channel port: 1/2
    

Os Catalyst 6500/6000 Switches que executam o Cisco IOS® System Software oferecem suporte a no máximo 64 EtherChannels. É possível formar um EtherChannel com até oito portas de LAN configuradas de forma compatível em qualquer módulo em um Catalyst 6500/6000 Series Switch. Todas as portas de LAN em cada EtherChannel devem possuir a mesma velocidade e estar configuradas como portas de LAN de Camada 2 ou Camada 3.

O balanceamento de carga do EtherChannel pode usar endereços MAC, endereços IP ou números de porta da Camada 4 com uma Policy Feature Card 2 (PFC2) e um modo de origem, um modo de destino ou ambos. O modo selecionado aplica-se a todos os EtherChannels configurados no switch. Utilize a opção que forneça maior variedade em sua configuração. Por exemplo, se o tráfego em um canal for apenas para um único endereço MAC, o uso do endereço MAC de destino resultará sempre na escolha do mesmo link no canal. O uso de endereços de origem ou endereços IP pode resultar em um melhor balanceamento de carga. Execute o comando de configuração global port-channel load-balance {src-mac | dst-mac | src-dst-mac | src-ip | dst-ip | src-dst-ip | src-port | dst-port | src-dst-port} para configurar o balanceamento de carga.

Execute o comando show etherchannel load-balance para verificar a política de distribuição de frames. Você pode determinar qual interface no EtherChannel encaminha tráfego, com a política de distribuição de frames como base. Execute o comando remote login switch para fazer login remotamente no console do Switch Processor (SP) a fim de determinar isso. Em seguida, execute o comando test etherchannel load-balance interface port-channel número {ip | l4port | mac} [end_ip_orig | end_mac_orig | porta_l4_orig] [end_ip_dest | end_mac_dest | porta_l4_dest].

Estes são alguns exemplos:

  1. 6509#remote login switch
        Trying Switch ...
        Entering CONSOLE for Switch
        Type "^C^C^C" to end this session
    
        6509-sp#test etherchannel load-balance interface port-channel 1
        ip 10.10.10.2 10.10.10.1
    
    !--- Este comando deve permanecer em uma linha.
    
        Would select Gi6/1 of Po1
    
         6509-sp#
    
  2. 6509#remote login switch
        Trying Switch ...
        Entering CONSOLE for Switch
        Type "^C^C^C" to end this session
    
        6509-sp#test etherchannel load-balance interface port-channel 1 mac
        00d0.c0d7.2dd4 0002.fc26.2494
    
    !--- Este comando deve permanecer em uma linha.
    
        Would select Gi6/1 of Po1
    
         6509-sp#
    

Restrições

Esta seção contém diretrizes sobre utilização, restrições e informações sobre troubleshooting relacionadas ao EtherChannel:

  1. Os módulos WS-X6548-GE-TX, WS-X6548V-GE-TX, WS-X6148-GE-TX e WS-X6148V-GE-TX possuem uma limitação com o EtherChannel. O EtherChannel possui suporte nesses módulos para todas as configurações (velocidades de 10, 100 e 1000 Mbps), mas esteja ciente sobre os casos de excesso de demanda quando você configurar esses módulos:

    1. Nesses módulos, existe apenas um uplink 1-Gigabit Ethernet de ASIC da porta que oferece suporte a oito portas. Para EtherChannel, os dados de todos os links em um agrupamento vão para o ASIC da porta, embora os dados destinem-se a outro link. Esses dados consomem largura de banda no link 1-Gigabit Ethernet. Para esses módulos, a soma total de todos os dados em um EtherChannel não pode exceder 1 Gigabit.

      Você recebe uma mensagem sobre a taxa de transferência máxima quando adiciona uma porta desse módulo ao EtherChannel.

      C6500> (enable) set port channel 3/5,4/5 mode on
      Adding a WS-X6148-GE-TX port to a channel limits the channel's
      bandwidth to a maximum of 1Gig throughput
      Port(s) 3/5,4/5 channel mode set to on.
      C6500> (enable)
      
    2. Você também poderá se deparar com o problema de excesso de demanda se possuir quatro módulos WS-X6148-GE-TX ou WS-X6148V-GE-TX que sejam executados em 100 Mbps com 48 EtherChannels, e cada canal contenha quatro portas (uma porta por módulo).

    3. Se você usar o Módulo Switch Fabric com os módulos WS-X6548-GE-TX ou WS-X6548V-GE-TX, esta configuração evitará o problema de excesso de demanda. A interface do Módulo Switch Fabric filtra e distribui os pacotes para o módulo correto de acordo com o hash do agrupamento de EtherChannel. Entretanto, você deve possuir uma porta por módulo no agrupamento. Depois que você tiver mais de uma porta de um módulo WS-X6548-GE-TX ou WS-X6548V-GE-TX em um agrupamento EtherChannel, haverá excesso de demanda.

      Nota: No Catalyst OS Software Release 8.2(1), devido às melhorias de firmware, esses problemas de excesso de demanda não são mais observados nos módulos WS-X6548-GE-TX e WS-X6548V-GE-TX.

    Consulte Ethernet e Gigabit Ethernet Switching Modules - Guia de Módulos dos Catalyst 6500 Series Switches para obter uma lista de outros Gigabit Ethernet e Ethernet 10/100/1000 Switching Modules.

  2. Quando você habilita o UplinkFast, o custo do caminho de portas EtherChannel, definido com o comando set channel cost, para um EtherChannel 10/100 com quatro portas é menor que o custo do caminho de portas de um link Gigabit Ethernet paralelo. Essa situação faz com que o encaminhamento de EtherChannel com quatro portas fique mais lento e com que o link de Gigabit Ethernet seja bloqueado. A solução alternativa é configurar explicitamente um custo mais alto para o canal depois que você habilitar o UplinkFast. O bug da Cisco com ID CSCds22895 (somente clientes registrados) rastreia esse problema.

  3. O WS-X6148A-GE-TX Switching Module possui 48 portas com excesso de demanda em seis grupos de oito portas cada:

    • Portas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

    • Portas 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16

    • Portas 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24

    • Portas 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32

    • Portas 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40

    • Portas 41, 42, 43, 44, 45, 46, 47, 48

    As oito portas de cada grupo usam um circuito comum que multiplexa com eficiência o grupo em uma única conexão Gigabit Ethernet full-duplex sem bloqueio com o switch fabric interno. Para cada grupo de oito portas, os frames recebidos são armazenados no buffer e enviados através do link Gigabit Ethernet comum para o switch fabric interno. Se o volume de dados recebido em uma porta começar a exceder a capacidade do buffer, o controle de fluxo enviará frames de pausa para a porta remota a fim de interromper temporariamente o tráfego e evitar a perda de frames.

    Se os frames recebidos em um grupo excederem a largura de banda de 1 Gbps, o dispositivo começará a descartar os frames. Esses descartes não são óbvios, uma vez que ocorrem no ASIC interno, e não nas interfaces reais. Isso poderá levar a uma baixa taxa de transferência de pacotes no dispositivo.

    Se uma taxa de transferência mais alta for necessária, use as portas de um módulo de linha onde não haja excesso de demanda ou use portas de diferentes grupos em módulos de linha com excesso de demanda. Por exemplo, se o módulo de linha possuir 48 portas em grupos de oito, você poderá selecionar as portas 1, 9, 17, 25, 33 e 41 para o mesmo port channel.

    A Cisco recomenda o uso dos módulos 61xx, 63xx e 64xx para a camada de acesso, visto que normalmente eles apresentam excesso de demanda e sempre possuem apenas uma conexão com o barramento de switching do painel traseiro. Para uma conexão de backbone, é recomendável usar os módulos 65xx ou 67xx que possuem sempre uma conexão dedicada de 8 ou 20 GB com o switch fabric.

Catalyst 5500/5000 Series

Um Catalyst 5500/5000 Series Switch permite que dois a quatro links estejam presentes por Fast EtherChannel. Uma conexão em um Fast EtherChannel é determinada pelos pares de endereços de origem/destino. Uma operação matemática XOR é executada nos dois últimos bits do endereço MAC de origem e do endereço MAC de destino. Essa operação resulta em um dos quatro resultados: (0 0), (0 1), (1 0) ou (1 1). Cada um desses valores aponta para um link no agrupamento Fast EtherChannel. No caso de um Fast EtherChannel com duas portas, apenas um único bit é usado na operação XOR. Este cenário produz dois resultados possíveis, cada um apontando para um link no agrupamento. Algo pode acontecer onde um endereço no par de origem/destino é uma constante. Por exemplo, o destino deve ser um servidor ou, mais provavelmente, um roteador. Nesse caso, você ainda verá o balanceamento de carga estatístico, já que o endereço de origem é sempre diferente. No Cisco IOS Software Release 3.1.1 e versões posteriores, há suporte à árvore de abrangência. Com relação à árvore de abrangência, um Fast EtherChannel se parece com uma única porta de bridge e as unidades de dados de protocolo de bridge (BPDUs) são enviadas em apenas um dos links. Um Fast EtherChannel que está no modo de bloqueio bloqueia todas as portas nessa conexão EtherChannel.

O EtherChannel distribui frames pelos links em um canal com base nos bits de ordem inferior dos endereços MAC de origem e de destino de cada frame. O método de distribuição de frames não é configurável.

Catalyst 4500/4000 Series

No Catalyst 4500/4000 Series Switches com CatOS (Supervisor Engine I e II), é possível formar um EtherChannel com até oito portas Fast Ethernet ou Gigabit Ethernet configuradas de forma compatível no switch. A formação exata do EtherChannel depende do hardware. Como o recurso de árvore de abrangência processa o ID da porta, o número máximo de canais é 126 para um chassi com seis slots. Além disso, você pode configurar um EtherChannel com o uso de portas de vários módulos no CatOS versão 5.x e posterior. Todas as portas no EtherChannel devem possuir a mesma velocidade.

O EtherChannel distribui frames pelos links em um canal com base nos bits de ordem inferior dos endereços MAC de origem e de destino de cada frame. O método de distribuição de frames não é configurável.

Um Catalyst 4500/4000 Series Switch com Cisco IOS Software (Supervisor Engine II+ e posterior) oferece suporte a no máximo 64 EtherChannels. É possível formar um EtherChannel com até oito interfaces Ethernet configuradas de forma compatível em qualquer módulo e pelos módulos. Todas as interfaces em cada EtherChannel devem possuir a mesma velocidade e ser configuradas como interfaces da Camada 2 ou da Camada 3.

O EtherChannel reduz parte do padrão binário formado pelos endereços no frame a um valor numérico que seleciona um dos links no canal para balancear a carga de tráfego pelos links em um canal. O balanceamento de carga do EtherChannel pode usar endereços MAC, endereços IP ou números de porta da Camada 4, além de um modo de origem, de destino ou ambos. Utilize a opção que forneça maior variedade em sua configuração. Por exemplo, se o tráfego em um canal for apenas para um único endereço MAC, o uso do endereço MAC de destino resultará sempre na escolha do mesmo link no canal. O uso de endereços de origem ou IP pode resultar em um melhor balanceamento de carga. Execute o comando de configuração global port-channel load-balance {src-mac | dst-mac | src-dst-mac | src-ip | dst-ip | src-dst-ip | src-port | dst-port | src-dst-port} para configurar o balanceamento de carga.

Nota: Mesmo que o agrupamento de quatro links forme o EtherChannel, o switch usará apenas dois deles para transmitir o tráfego de dados. Os outros dois links são mantidos para backup. O switch usa os bits de ordem inferior dos endereços MAC de origem e de destino para determinar quais links devem ser usados para transmitir os dados. Dessa forma, se os dados forem recebidos da mesma origem, o mesmo link do EtherChannel será usado para encaminhar os dados.

Catalyst 2900XL/3500XL Series

Um Catalyst 2900XL que executa uma release do Cisco IOS Software anterior ao Cisco IOS Software Release 11.2(8)SA3 escolhe um link no canal com base no link em que o endereço MAC de destino foi escutado pela última vez. O software realocará dinamicamente esse endereço para outro link no canal se o link em que o endereço foi aprendido estiver mais ocupado que os outros. Você pode configurar um Catalyst 2900XL que executa o Cisco IOS Software Release 11.2(8)SA3 ou posterior e um Catalyst 3500XL que executa o Cisco IOS Software Release 11.2(8)SA6 ou posterior para escolher um link a ser enviado pelo Fast EtherChannel. O switch escolhe o link na base do endereço MAC de origem ou de destino do frame. O padrão é usar o endereço MAC de origem. Esse padrão significa que todos os pacotes que o switch recebe em uma porta não-Fast EtherChannel com o mesmo endereço MAC de origem que possuem um destino dos endereços MAC no outro lado do canal utilizarão o mesmo link no canal. Use o encaminhamento com base em origem quando várias estações conectadas ao Catalyst 2900XL/3500XL enviarem para poucas estações, como um único roteador, do outro lado do Fast EtherChannel. O uso de encaminhamento com base em origem nesta situação distribui uniformemente o tráfego por todos os links no canal. Além disso, os Catalyst 2900XL/3500XL Switches mantêm uma noção de uma porta padrão na qual transmitir tráfego, como Spanning Tree Protocol (STP), multicasts e unicasts desconhecidos.

Catalyst 3750/3560

O Catalyst 3750/3560 Series Switch oferece suporte a até oito interfaces Ethernet configuradas de forma compatível em um EtherChannel. O EtherChannel fornece largura de banda full-duplex de até 800 Mbps (Fast EtherChannel) ou 8 Gbps (Gigabit EtherChannel) entre seu switch e outro switch ou host. Com o Cisco IOS Software Release 12.2(20)SE e anterior, o número de EtherChannels possui um limite de 12. Com o Cisco IOS Software Release 12.2(25)SE e posterior, o número de EtherChannels possui um limite de 48.

O EtherChannel faz o balanceamento de carga de tráfego pelos links em um canal por meio da redução de parte do padrão binário formado pelos endereços no frame a um valor numérico que seleciona um dos links no canal. O balanceamento de carga do EtherChannel pode usar endereços MAC ou IP, endereços de origem ou de destino ou endereços de origem e de destino. O modo aplica-se a todos os EtherChannels configurados no switch. O método de balanceamento de carga e encaminhamento é configurado com o comando de configuração global port-channel load-balance {dst-ip | dst-mac | src-dst-ip | src-dst-mac | src-ip | src-mac}.

Você pode detectar qual interface é usada no EtherChannel para encaminhar tráfego com base no método de balanceamento de carga. O comando usado para determinar isso é test etherchannel load-balance interface port-channel número {ip | mac} [end_ip_orig | end_mac_orig] [end_ip_dest | end_mac_dest].

Catalyst 2950/2955/3550

O Catalyst 2950/2955 Series Switch oferece suporte a até oito interfaces Ethernet configuradas de forma compatível em um EtherChannel. O EtherChannel pode fornecer largura de banda full-duplex de até 800 Mbps (Fast EtherChannel) ou 2 Gbps (Gigabit EtherChannel) entre seu switch e outro switch ou host. O número de EtherChannels possui o limite de seis com oito portas por EtherChannel.

Os Catalyst 3550 Series Switches oferecem suporte a EtherChannel das Camadas 2 e 3, com até oito interfaces Ethernet configuradas de forma compatível. O EtherChannel fornece largura de banda full-duplex de até 800 Mbps (Fast EtherChannel) ou 8 Gbps (Gigabit EtherChannel) entre o seu switch e outro switch ou host. O limite do número de EtherChannels é o número de portas do mesmo tipo.

Para o 2950/2955/3550 Series Switch, o EtherChannel faz o balanceamento de carga do tráfego através dos links em um canal, associando aleatoriamente um endereço MAC recém-aprendido a um dos links no canal. O balanceamento de carga do EtherChannel pode usar encaminhamento de endereço MAC de origem ou de destino.

Com o encaminhamento de endereço MAC de origem, quando pacotes são encaminhados para um EtherChannel, eles são distribuídos entre as portas no canal com base no endereço MAC de origem do pacote recebido. Portanto, para fornecer balanceamento de carga, pacotes de hosts diferentes usam portas diferentes no canal, mas pacotes do mesmo host usam a mesma porta no canal. Com o encaminhamento de endereço MAC de destino, quando pacotes são encaminhados para um EtherChannel, eles são distribuídos entre as portas no canal com base no endereço MAC do host de destino do pacote recebido. Portanto, os pacotes para o mesmo destino são encaminhados pela mesma porta e os pacotes para um destino diferente são enviados em uma porta diferente no canal.

Para o 3550 Series Switch, quando o encaminhamento de endereço MAC de origem é usado, a distribuição de carga com base no endereço IP de origem e de destino também é habilitada para o tráfego de IP roteado. Todos os tráfegos de IP roteados escolhem uma porta com base no endereço IP de origem e de destino. Os pacotes entre dois hosts IP sempre usam a mesma porta no canal e o tráfego entre qualquer outro par de hosts pode usar uma porta diferente no canal.

Execute o comando de configuração global port-channel load-balance {dst-mac | src-mac} para configurar o método de balanceamento de carga e encaminhamento.

Nota:  A porta padrão é usada para transmitir o tráfego, como STP (Spanning Tree Protocol), multicasts e unicasts desconhecidos. A porta padrão pode ser identificada na saída do comando show etherchannel summary pela letra d.

Catalyst 1900/2820

Com a habilitação do PAgP, os dois métodos possíveis de determinação de links são preservar a ordem e maximizar o balanceamento de carga entre os links no Fast EtherChannel. A seção O Que É PAgP e Onde Usá-lo? deste documento descreve o PAgP. O padrão é maximizar o balanceamento de carga. O PAgP é utilizado para negociar o método configurado com o dispositivo no outro lado do canal. Se a opção para preservar a ordem for configurada, o dispositivo do outro lado será instruído a usar transmissões com base em origens para que o Catalyst 1900/2820 receba sempre pacotes com o mesmo endereço MAC de origem no mesmo link no canal. Este é o link que o Catalyst 1900/2820 sempre usará para enviar tráfego para esse endereço MAC. Se a opção para maximizar o balanceamento de carga estiver configurada, o PAgP informará à outra parte que ele pode distribuir tráfego arbitrariamente e o tráfego de unicast será transmitido pelo Catalyst 1900/2820 no link em que o endereço de origem foi visto pela última vez. Isso fornece a configuração máxima possível de balanceamento de carga. Quando o Fast EtherChannel estiver configurado com o PAgP desabilitado, o switch não poderá negociar com o parceiro sobre o recurso de aprendizagem do switch. A preservação da ordem dos frames pelo switch dependerá da execução da distribuição com base na origem pelo parceiro do Fast EtherChannel. Os Catalyst 1900/2820s também elegem uma porta ativa. A porta ativa é utilizada para tráfego inundado, como unicast desconhecido, multicast não registrado e pacotes de broadcast. Se o modo de port channel estiver ativado (PAgP desabilitado), a porta ativa será o link com o valor de prioridade mais alta. Se o modo for desirable ou auto (PAgP habilitado), a porta ativa será selecionada com base na prioridade dos links do switch que possuir o endereço Ethernet mais alto. Quando duas portas no switch com o endereço Ethernet mais alto possuírem a mesma prioridade, a porta com ifIndex mais baixo será selecionada.

Catalyst 2948G-L3/4908G-L3 e Catalyst 8500

Quando um link falhar, todo o tráfego que anteriormente usou esse link agora usará o link ao lado. Por exemplo, se Link 1 falhar em um agrupamento, o tráfego que anteriormente usou o Link 1 antes da falha passará a usar o Link 2.

Matriz de Métodos de Balanceamento de Carga

Essa matriz consolida os métodos de balanceamento de carga descritos neste documento:

Plataforma

Endereço Usado em XOR

Com Base na Origem?

Com Base no Destino?

Com Base na Origem e no Destino?

Método de Balanceamento de Carga - Configurável/Fixo?

6500/6000

Endereços das Camadas 2, 3 ou 4

Sim

Sim

Sim

Configurável

5500/5000

Endereço da Camada 2 somente

Sim

Não é possível alterar o método

4500/4000

Endereços das Camadas 2, 3 ou 4

Sim

Sim

Sim

Configurável

2900XL/3500XL

Endereço da Camada 2 somente

Sim

Sim

Configurável

3750/3560

Endereços das Camadas 2 ou 3 somente

Sim

Sim

Sim

Configurável

2950/2955/3550

Endereço da Camada 2 somente1

Sim

Sim

1

Configurável

1900/2820

Essas plataformas usam um método especial de balanceamento de carga. Consulte a seção Catalyst 1900/2820 para obter detalhes.

8500

Endereço da Camada 3 somente

Sim

Não é possível alterar o método

1 No 3550 Series Switch, quando o encaminhamento de endereços MAC de origem é usado, a distribuição de carga com base no endereço IP de origem e de destino também é habilitada para o tráfego IP roteado. Todos os tráfegos de IP roteados escolhem uma porta com base no endereço IP de origem e de destino.

O Que É PAgP e Onde Usá-lo?

O PAgP ajuda na criação automática de links EtherChannel. Os pacotes PAgP são enviados entre portas compatíveis com EtherChannel para negociar a formação de um canal. Algumas restrições são deliberadamente introduzidas no PAgP. As restrições são:

  • O PAgP não forma um agrupamento em portas configuradas para VLANs dinâmicas. O PAgP requer que todas as portas no canal pertençam à mesma VLAN ou estejam configuradas como portas de tronco. Quando já houver um agrupamento e uma VLAN de uma porta for modificada, todas as portas do agrupamento serão modificadas para corresponder àquela VLAN.

  • O PAgP não agrupa portas que operem em velocidades diferentes ou duplex de portas. Se a velocidade e o modo duplex forem alterados quando houver um agrupamento, o PAgP alterará a velocidade e o modo duplex da porta para todas as portas no agrupamento.

  • Os modos do PAgP são off, auto, desirable e on. Apenas as combinações de auto-desirable, desirable-desirable e on-on permitem a formação de um canal. O dispositivo do outro lado deverá possuir o PAgP definido como ativo se um dispositivo em um lado do canal não possuir suporte ao PAgP, como um roteador.

O PAgP atualmente possui suporte nos seguintes switches:

  • Catalyst 4500/4000

  • Catalyst 5500/5000

  • Catalyst 6500/6000

  • Catalyst 2940/2950/2955/3550/3560/3750

  • Catalyst 1900/2820

Estes switches não oferecem suporte ao PAgP:

  • Catalyst 2900XL/3500XL

  • Catalyst 2948G-L3/4908G-L3

  • Catalyst 8500

Suporte ao ISL/802.1Q Trunking no EtherChannel

Você pode configurar as conexões EtherChannel com ou sem o Inter-Switch Link Protocol (ISL)/IEEE 802.1Q Trunking. Após a formação de um canal, a configuração de qualquer porta no canal como um tronco aplica a configuração a todas as portas no canal. De forma idêntica, as portas de tronco podem ser configuradas como um EtherChannel. Todas devem ser ISL ou 802.1Q; não é possível misturar os dois. O encapsulamento ISL/802.1Q, se habilitado, ocorre de maneira independente do mecanismo de balanceamento de carga de origem/destino do Fast EtherChannel. A ID de VLAN não possui influência sobre o link obtido por um pacote. O ISL/802.1Q simplesmente ativa esse tronco para pertencer a várias VLANs. Se o trunking não estiver habilitado, todas as portas associadas ao Fast EtherChannel deverão pertencer à mesma VLAN.


Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Document ID: 12023