Confer�ncias : Cisco TelePresence MCU 4203

Que é a diferença entre o prefixo do serviço e o prefixo para registos MCU em um Codian MCU?

19 Setembro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback


Perguntas


Introdução

Este artigo relaciona-se ao Produtos do Cisco TelePresence MCU 4203, do Cisco TelePresence MCU MSE 8420, do Cisco TelePresence MCU 4505 e do Cisco TelePresence MCU MSE 8510.

Q. Que é a diferença entre o prefixo do serviço e o prefixo para registos MCU em um Codian MCU?

A. Do ponto de vista de um usuário discar em uma conferência MCU lá é pouca diferença - toda a diferença é na maneira que o MCU registra conferências com o porteiro. Estão aqui uma explicação resumida e alguns exemplos:

O prefixo do serviço MCU é um número (de algum comprimento) registrado com o porteiro no seus próprios, tais que o porteiro sabe para distribuir todo o número E.164 discado que começa com esse número ao dispositivo que o registrou, mesmo se o número completo discado próprio não é registrado com o porteiro. O prefixo para registos MCU é um número, também de todo o comprimento, que for PRE-pended a quaisquer ID numéricos (para conferências ou atendimentos automáticos) que o MCU quiser se registrar como pseudônimos com o porteiro. Consequentemente, o MCU concatenaria junto o prefixo para registos MCU e o ID numérico de uma conferência particular, e registra o resultado como um pseudônimo com o porteiro.

Os dois prefixos podem ser os mesmos ou diferente e você pode usar um, o outro, ou ambos.

Exemplo 1 - O MCU registrou um prefixo 123 do serviço, mas o prefixo para registos MCU está vazio. Uma conferência foi criada com o ID numérico 1000, mas o registo numérico ID - a caixa de verificação do porteiro de H.323 é unselected. Um valor-limite disca 1231000. As rotas do porteiro chamam ao MCU porque o número começou com 123 (não se importa com as 1000 partes). O MCU recebe o atendimento, ignora os 123 e decide o que fazer baseou nos 1000. O atendimento é conectado em linha reta à conferência com esse ID numérico. É importante notar que o ID numérico dessa conferência próprio não tem que ser registrado ao porteiro. Se o ID numérico da conferência é registrado com o porteiro, a seguir o valor-limite igualmente poderia discar em linha reta dentro com 1000, se tinha querido.

Exemplo 1a - Em seguida esse atendimento, o mesmo valor-limite disca 123 no seus próprios. O atendimento é distribuído ao MCU, que descasca os 123 e é saido com o nada. O atendimento é conectado ao atendimento automático do padrão do MCU.

Exemplo 1b - Os seletores 1231111 do valor-limite. O atendimento é distribuído ao MCU, que é deixado com os 1111 após ter descascado o prefixo. O MCU não tem uma conferência ou um atendimento automático com o ID numérico 1111, assim que segue a ação nas chamadas recebidas ao campo de número E164 desconhecido e conecta o atendimento ao atendimento automático, cria uma Conferência Ad-Hoc nova, ou desliga simplesmente o chamador.

Exemplo 2 - O MCU tem o prefixo para os registos MCU ajustados a 456, mas o prefixo do serviço está vazio. Uma conferência é criada com o ID numérico 1000 e o registo numérico ID - a caixa de verificação do porteiro de H.323 é selecionada. O MCU registra um pseudônimo 4561000 com o porteiro. Um valor-limite que disca 4561000 será conectado em linha reta na conferência. Contudo, um valor-limite que disca somente 456, ou somente 1000, considerará sua tentativa de chamada rejeitada pelo porteiro, desde que nenhum pseudônimo correspondente existe.

Exemplo 2a - Como 2, mas o registo numérico ID - a caixa de verificação do porteiro de H.323 para a conferência 1000 é unselected. Nenhum pseudônimo para esta conferência é registrado com o porteiro. Um atendimento a 4561000 é rejeitado pelo porteiro.

Exemplo 3 - O MCU registrou o prefixo 123 do serviço e o prefixo para registos MCU é ajustado a 456. A conferência com ID numérico 1000 é ainda lá e tem o registo numérico ID - caixa de verificação do porteiro de H.323 selecionada como acima. Um valor-limite pode discar nesta conferência discando 1231000 (devido à maneira que trabalho dos prefixos do serviço) ou discando 4561000 (porque 4561000 são registrados como um pseudônimo com o porteiro). Ao contrário no exemplo 1, se o valor-limite disca somente 1000, o atendimento será rejeitado pelo porteiro, porque 1000 não são registrados como um pseudônimo com o porteiro.

Exemplo 4 - como 3, mas o prefixo do serviço e o prefixo para registos MCU é ambo o grupo a 123.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 112389