IP : Open Shortest Path First (OSPF)

Laço/roteamento subótimo do roteamento OSPF entre o Cisco IOS e o NXOS para o exemplo de configuração das rotas externas

14 Outubro 2016 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback

Introdução

Este documento descreve como o protocolo do Open Shortest Path First (OSPF) entre característica do ® do nexo e do Cisco IOS é executado no Cisco IOS e no sistema operacional do nexo (NXOS).

Contribuído por Sumit Kothiyal e por Vinod Sharma, engenheiros de TAC da Cisco.

Pré-requisitos

Requisitos

Cisco recomenda que você tem o conhecimento do protocolo de OSPF.

Componentes Utilizados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

  • Versão 6.2(6a) NXOS
  • Versão do Cisco IOS 15.1(4)M1

Informações de Apoio

RFC 1583 do apoio dos dispositivos IOS Cisco. Contudo o RFC 2328 dos apoios NXOS e lá é projetos onde esta diferença pode criar loop de roteamento na rede quando há umas rotas de OSPF externos na rede.

Informações importantes

A diferença entre o RFC 1583 e o RFC 2328, com respeito a como escolher a melhor ruta entre rotas externas múltiplas, é discutida nesta seção.

Abstraia da seção 16.4.6 do RFC 1583

A fim comparar o tipo-1 trajetos externos, olhe a soma da distância ao endereço de encaminhamento e ao tipo-1 anunciado métrica (X+Y).  A fim comparar trajetos externos do Tipo 2, olhe o medidor anunciado do Tipo 2, e então caso necessário a distância aos endereços de encaminhamento.

Se o trajeto novo é mais curto, substitui os trajetos atuais na entrada de tabela de roteamento.  Se o trajeto novo é o mesmo custo, está adicionado à lista da entrada de tabela de roteamento de trajetos.

Nota: Se o endereço de encaminhamento é todo o custo zero, o roteador de limite de sistema autônomo (ASBR) está usado para escolher a melhor ruta.

Abstraia da seção 16.4.1 do RFC 2328

Os trajetos do intra-area que usam áreas sem backbone são sempre os mais preferidos. Os outros trajetos, os trajetos do backbone do intra-area e os trajetos do inter-area, são da preferência igual.

Configurar

Cenário 1

Diagrama de Rede

O R3 e o R4 redistribuem a mesma rede 172.16.1.0/24 com a mesma métrica que a rota do tipo de OSPF externo E2. O R6 prefere a rota anunciada pelo R3 porque a métrica dianteira ao ASBR R3 é mais baixa do que ao R4 e o salto seguinte para 172.16.1.0/24 é r1. (Conforme o RFC 1583, a seleção de trajeto é baseada unicamente no custo.)

R6#sh ip ospf border-routers

OSPF Router with ID (192.168.6.6) (Process ID 1)

Base Topology (MTID 0)

Internal Router Routing Table
Codes: i - Intra-area route, I - Inter-area route

i 192.168.4.4 [51]
via 192.168.56.5, GigabitEthernet0/0, ASBR, Area 2, SPF 17
>>>> Cost is 51 to reach R4 ASBR
.
i 192.168.1.1 [1] via 192.168.16.1, GigabitEthernet0/1, ABR, Area 2, SPF 17
I 192.168.3.3 [42] via 192.168.16.1, GigabitEthernet0/1, ASBR, Area 2, SPF 17
 >>>> Cost is 42 to reach R3 ASBR

R6#sh ip route 172.16.1.0
Routing entry for 172.16.1.0/24
Known via "ospf 1", distance 110, metric 20, type extern 2, forward metric 42
Last update from 192.168.16.1 on GigabitEthernet0/1, 00:02:13 ago
Routing Descriptor Blocks:
* 192.168.16.1, from 192.168.3.3, 00:02:13 ago, via GigabitEthernet0/1
Route metric is 20, traffic share count is 1

O r1 prefere a rota anunciada pelo R4 apesar do custo mais alto porque é uma rota intra-área ao ASBR. A rota não atravessa a área Backbone e o salto seguinte é R6 (conforme o RFC 2328).

R1-NXOS# sh ip ospf border-routers
OSPF Process ID 1 VRF default, Internal Routing Table
Codes: i - Intra-area route, I - Inter-area route

intra 192.168.2.2 [40], ABR, Area 0.0.0.0, SPF 18
via 192.168.12.2, Eth4/43
inter 192.168.3.3 [41], ASBR, Area 0.0.0.0, SPF 18 >>>> Cost is 41
via 192.168.12.2, Eth4/43
intra 192.168.4.4 [91], ASBR, Area 0.0.0.2, SPF 18 >>>> Cost is 91
via 192.168.16.6, Eth4/44

switch-R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%' in via output denotes VRF

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
*via 192.168.16.6, Eth4/44, [110/20], 00:10:41, ospf-1, type-2

Isto causa um laço na rede enquanto o R6 envia os pacotes ao r1 e o r1 os envia de volta ao R6.

R5#traceroute 172.16.1.1 numeric
Type escape sequence to abort.
Tracing the route to 172.16.1.1
VRF info: (vrf in name/id, vrf out name/id)
1 192.168.56.6 4 msec 0 msec 0 msec
2 192.168.16.1 4 msec 0 msec 4 msec
3 192.168.16.6 0 msec 4 msec 0 msec
4 192.168.16.1 4 msec 0 msec 4 msec
5 192.168.16.6 0 msec 4 msec 0 msec

Como você vê, os loop de pacote entre o r1 e o R6. A fim resolver esta edição, você precisa de mudar a compatibilidade RFC no NXOS.

R1-NXOS(config)# router ospf 1
R1-NXOS(config-router)# rfc1583compatibility

switch-R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%' in via output denotes VRF

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
*via 192.168.12.2, Eth4/43, [110/20], 00:00:40, ospf-1, type-2

Agora, o r1 aponta-o corretamente ao R2 e o laço é removido da rede.

R5#traceroute 172.16.1.1 numeric
Type escape sequence to abort.
Tracing the route to 172.16.1.1
VRF info: (vrf in name/id, vrf out name/id)
1 192.168.56.6 0 msec 4 msec 0 msec
2 192.168.16.1 0 msec 0 msec 0 msec
3 192.168.12.2 4 msec 0 msec 0 msec
4 192.168.23.3 4 msec 0 msec 4 msec
5 192.168.23.3 4 msec 0 msec 4 msec

Cenário 2

Diagrama de Rede

O r1 recebe (tipo 7) uma rota nssa externo do R6 e (tipo 5) uma rota externo do R2 para o mesmos o prefixo 172.16.1.0/24. O r1 prefere o tipo 7, no tipo 5 OSPF é preferido embora normalmente sobre o tipo 7.

R1-NXOS# sh ip ospf database nssa-external 172.16.1.0 detail
OSPF Router with ID (192.168.1.1) (Process ID 1 VRF default)

Type-7 AS External Link States (Area 0.0.0.2)

   LS age: 914
   Options: 0x28 (No TOS-capability, Type 7/5 translation, DC)
   LS Type: Type-7 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.4.4                 >>>>> Type 7 originated by R4
and installed in the RIB.

   LS Seq Number: 0x80000001
   Checksum: 0x3696
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)
         TOS: 0
         Metric: 20
         Forward Address: 192.168.45.4
         External Route Tag: 0>


R1-NXOS# sh ip ospf database external 172.16.1.0 detail
 OSPF Router with ID (192.168.1.1) (Process ID 1 VRF default)


Type-5 AS External Link States

    LS age: 853
   Options: 0x2 (No TOS-capability, No DC)
   LS Type: Type-5 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.1.1         >>>>> Since Type 7 is installed
in the RIB, it was converted to type 5

   LS Seq Number: 0x80000001
   Checksum: 0xb545
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)
         TOS: 0<
         Metric: 20
         Forward Address: 192.168.45.4
         External Route Tag: 0<

   LS age: 596
   Options: 0x20 (No TOS-capability, DC)
   LS Type: Type-5 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.3.3              >>>>>>  Type 5 is also received from R3
   LS Seq Number: 0x80000002
   Checksum: 0x2250
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)>
         TOS: 0
         Metric: 20<>
         Forward Address: 0.0.0.0
         External Route Tag: 0


R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%<string>' in via output denotes VRF <string>

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
    *via 192.168.16.6, Eth4/44, [110/20], 00:16:54, ospf-1, nssa type-2     >>>> Type 7
route is installed in RIB
.

Desde que o r1 não tem o comando rfc1583compatibility configurado sob o processo do OSPF Router e a adv-roteador-identificação do tipo propaganda da rota do estado do link 5 (LSA) é alcançável na área 0 (roteador de backbone), o OSPF pegara sempre o trajeto para a rota através da área sem backbone. O salto seguinte é escolhido neste caso na área 2 (conforme o RFC 2328).

R1-NXOS(config)# router ospf 1
R1-NXOS(config-router)# rfc1583compatibility

R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%<string>' in via output denotes VRF <string>

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
    *via 192.168.12.2, Eth4/43, [110/20], 00:00:04, ospf-1, type-2     >>>> Type 5
route is installed in RIB.

Recomendação

Há outros projeto ou cenários de rede onde este problema de compatibilidade pode causar laços ou roteamento subótimo na rede se a rede tem NXOS e Cisco IOS que executam junto com OSPFv2.

Cisco recomenda usar o comando da compatibilidade do RFC 1583 no modo de configuração de roteador de OSPF NXOS se a rede inclui os dispositivos que apoiam somente o RFC1583, isso é Cisco IOS.

Verificar

No momento, não há procedimento de verificação disponível para esta configuração.

Troubleshooting

Atualmente, não existem informações disponíveis específicas sobre Troubleshooting para esta configuração.

Informações Relacionadas



Document ID: 117824