IP : Open Shortest Path First (OSPF)

Laço/roteamento subótimo do roteamento OSPF entre o Cisco IOS e o NXOS para o exemplo de configuração das rotas externas

19 Setembro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback

Introdução

Este documento descreve como o protocolo do Open Shortest Path First (OSPF) entre característica do ® do nexo e do Cisco IOS é executado no Cisco IOS e no sistema operacional do nexo (NXOS).

Contribuído por Sumit Kothiyal e por Vinod Sharma, engenheiros de TAC da Cisco.

Pré-requisitos

Requisitos

Cisco recomenda que você tem o conhecimento do protocolo de OSPF.

Componentes Utilizados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

  • Versão 6.2(6a) NXOS
  • Versão do Cisco IOS 15.1(4)M1

Informações de Apoio

RFC 1583 do apoio dos dispositivos IOS Cisco. Contudo o RFC 2328 dos apoios NXOS e lá é projetos onde esta diferença pode criar loop de roteamento na rede quando há umas rotas de OSPF externos na rede.

Informações importantes

A diferença entre o RFC 1583 e o RFC 2328, com respeito a como escolher a melhor ruta entre rotas externas múltiplas, é discutida nesta seção.

Abstraia da seção 16.4.6 do RFC 1583

A fim comparar o tipo-1 trajetos externos, olhe a soma da distância ao endereço de encaminhamento e ao tipo-1 anunciado métrica (X+Y).  A fim comparar trajetos externos do Tipo 2, olhe o medidor anunciado do Tipo 2, e então caso necessário a distância aos endereços de encaminhamento.

Se o trajeto novo é mais curto, substitui os trajetos atuais na entrada de tabela de roteamento.  Se o trajeto novo é o mesmo custo, está adicionado à lista da entrada de tabela de roteamento de trajetos.

Nota: Se o endereço de encaminhamento é todo o custo zero, o roteador de limite de sistema autônomo (ASBR) está usado para escolher a melhor ruta.

Abstraia da seção 16.4.1 do RFC 2328

Os trajetos do intra-area que usam áreas sem backbone são sempre os mais preferidos. Os outros trajetos, os trajetos do backbone do intra-area e os trajetos do inter-area, são da preferência igual.

Configurar

Cenário 1

Diagrama de Rede

O R3 e o R4 redistribuem a mesma rede 172.16.1.0/24 com a mesma métrica que a rota do tipo de OSPF externo E2. O R6 prefere a rota anunciada pelo R3 porque a métrica dianteira ao ASBR R3 é mais baixa do que ao R4 e o salto seguinte para 172.16.1.0/24 é r1. (Conforme o RFC 1583, a seleção de trajeto é baseada unicamente no custo.)

R6#sh ip ospf border-routers

OSPF Router with ID (192.168.6.6) (Process ID 1)

Base Topology (MTID 0)

Internal Router Routing Table
Codes: i - Intra-area route, I - Inter-area route

i 192.168.4.4 [51]
via 192.168.56.5, GigabitEthernet0/0, ASBR, Area 2, SPF 17
>>>> Cost is 51 to reach R4 ASBR
.
i 192.168.1.1 [1] via 192.168.16.1, GigabitEthernet0/1, ABR, Area 2, SPF 17
I 192.168.3.3 [42] via 192.168.16.1, GigabitEthernet0/1, ASBR, Area 2, SPF 17
 >>>> Cost is 42 to reach R3 ASBR

R6#sh ip route 172.16.1.0
Routing entry for 172.16.1.0/24
Known via "ospf 1", distance 110, metric 20, type extern 2, forward metric 42
Last update from 192.168.16.1 on GigabitEthernet0/1, 00:02:13 ago
Routing Descriptor Blocks:
* 192.168.16.1, from 192.168.3.3, 00:02:13 ago, via GigabitEthernet0/1
Route metric is 20, traffic share count is 1

O r1 prefere a rota anunciada pelo R4 apesar do custo mais alto porque é uma rota intra-área ao ASBR. A rota não atravessa a área Backbone e o salto seguinte é R6 (conforme o RFC 2328).

R1-NXOS# sh ip ospf border-routers
OSPF Process ID 1 VRF default, Internal Routing Table
Codes: i - Intra-area route, I - Inter-area route

intra 192.168.2.2 [40], ABR, Area 0.0.0.0, SPF 18
via 192.168.12.2, Eth4/43
inter 192.168.3.3 [41], ASBR, Area 0.0.0.0, SPF 18 >>>> Cost is 41
via 192.168.12.2, Eth4/43
intra 192.168.4.4 [91], ASBR, Area 0.0.0.2, SPF 18 >>>> Cost is 91
via 192.168.16.6, Eth4/44

switch-R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%' in via output denotes VRF

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
*via 192.168.16.6, Eth4/44, [110/20], 00:10:41, ospf-1, type-2

Isto causa um laço na rede enquanto o R6 envia os pacotes ao r1 e o r1 os envia de volta ao R6.

R5#traceroute 172.16.1.1 numeric
Type escape sequence to abort.
Tracing the route to 172.16.1.1
VRF info: (vrf in name/id, vrf out name/id)
1 192.168.56.6 4 msec 0 msec 0 msec
2 192.168.16.1 4 msec 0 msec 4 msec
3 192.168.16.6 0 msec 4 msec 0 msec
4 192.168.16.1 4 msec 0 msec 4 msec
5 192.168.16.6 0 msec 4 msec 0 msec

Como você vê, os loop de pacote entre o r1 e o R6. A fim resolver esta edição, você precisa de mudar a compatibilidade RFC no NXOS.

R1-NXOS(config)# router ospf 1
R1-NXOS(config-router)# rfc1583compatibility

switch-R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%' in via output denotes VRF

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
*via 192.168.12.2, Eth4/43, [110/20], 00:00:40, ospf-1, type-2

Agora, o r1 aponta-o corretamente ao R2 e o laço é removido da rede.

R5#traceroute 172.16.1.1 numeric
Type escape sequence to abort.
Tracing the route to 172.16.1.1
VRF info: (vrf in name/id, vrf out name/id)
1 192.168.56.6 0 msec 4 msec 0 msec
2 192.168.16.1 0 msec 0 msec 0 msec
3 192.168.12.2 4 msec 0 msec 0 msec
4 192.168.23.3 4 msec 0 msec 4 msec
5 192.168.23.3 4 msec 0 msec 4 msec

Cenário 2

Diagrama de Rede

O r1 recebe (tipo 7) uma rota nssa externo do R6 e (tipo 5) uma rota externo do R2 para o mesmos o prefixo 172.16.1.0/24. O r1 prefere o tipo 7, no tipo 5 OSPF é preferido embora normalmente sobre o tipo 7.

R1-NXOS# sh ip ospf database nssa-external 172.16.1.0 detail
OSPF Router with ID (192.168.1.1) (Process ID 1 VRF default)

Type-7 AS External Link States (Area 0.0.0.2)

   LS age: 914
   Options: 0x28 (No TOS-capability, Type 7/5 translation, DC)
   LS Type: Type-7 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.4.4                 >>>>> Type 7 originated by R4
and installed in the RIB.

   LS Seq Number: 0x80000001
   Checksum: 0x3696
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)
         TOS: 0
         Metric: 20
         Forward Address: 192.168.45.4
         External Route Tag: 0>


R1-NXOS# sh ip ospf database external 172.16.1.0 detail
 OSPF Router with ID (192.168.1.1) (Process ID 1 VRF default)


Type-5 AS External Link States

    LS age: 853
   Options: 0x2 (No TOS-capability, No DC)
   LS Type: Type-5 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.1.1         >>>>> Since Type 7 is installed
in the RIB, it was converted to type 5

   LS Seq Number: 0x80000001
   Checksum: 0xb545
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)
         TOS: 0<
         Metric: 20
         Forward Address: 192.168.45.4
         External Route Tag: 0<

   LS age: 596
   Options: 0x20 (No TOS-capability, DC)
   LS Type: Type-5 AS-External
   Link State ID: 172.16.1.0 (Network address)
   Advertising Router: 192.168.3.3              >>>>>>  Type 5 is also received from R3
   LS Seq Number: 0x80000002
   Checksum: 0x2250
   Length: 36
   Network Mask: /24
         Metric Type: 2 (Larger than any link state path)>
         TOS: 0
         Metric: 20<>
         Forward Address: 0.0.0.0
         External Route Tag: 0


R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%<string>' in via output denotes VRF <string>

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
    *via 192.168.16.6, Eth4/44, [110/20], 00:16:54, ospf-1, nssa type-2     >>>> Type 7
route is installed in RIB
.

Desde que o r1 não tem o comando rfc1583compatibility configurado sob o processo do OSPF Router e a adv-roteador-identificação do tipo propaganda da rota do estado do link 5 (LSA) é alcançável na área 0 (roteador de backbone), o OSPF pegara sempre o trajeto para a rota através da área sem backbone. O salto seguinte é escolhido neste caso na área 2 (conforme o RFC 2328).

R1-NXOS(config)# router ospf 1
R1-NXOS(config-router)# rfc1583compatibility

R1-NXOS# sh ip route 172.16.1.0
IP Route Table for VRF "default"
'*' denotes best ucast next-hop
'**' denotes best mcast next-hop
'[x/y]' denotes [preference/metric]
'%<string>' in via output denotes VRF <string>

172.16.1.0/24, ubest/mbest: 1/0
    *via 192.168.12.2, Eth4/43, [110/20], 00:00:04, ospf-1, type-2     >>>> Type 5
route is installed in RIB.

Recomendação

Há outros projeto ou cenários de rede onde este problema de compatibilidade pode causar laços ou roteamento subótimo na rede se a rede tem NXOS e Cisco IOS que executam junto com OSPFv2.

Cisco recomenda usar o comando da compatibilidade do RFC 1583 no modo de configuração de roteador de OSPF NXOS se a rede inclui os dispositivos que apoiam somente o RFC1583, isso é Cisco IOS.

Verificar

No momento, não há procedimento de verificação disponível para esta configuração.

Troubleshooting

Atualmente, não existem informações disponíveis específicas sobre Troubleshooting para esta configuração.

Informações Relacionadas


Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Document ID: 117824