Sem fio : Software Cisco Context-Aware

Contexto ciente e lugar FAQ

19 Setembro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback


Perguntas


Introdução

A solução Contexto-ciente da mobilidade de Cisco� fornece a capacidade para capturar e integrar na informação contextual detalhada processos de negócio sobre coisas como o lugar, a temperatura, e a Disponibilidade de um ativo. A integração da informação contextual com aplicativos do processo de negócio é transformar-se rápido o nível seguinte da mobilidade verdadeira da empresa. Com a solução Contexto-ciente da mobilidade de Cisco, os usuários móvéis puderem ir além a qualquer momento, em qualquer lugar Conectividade automaticamente a ter o dispositivo direito, o aplicativo direito, e o ambiente direito quando ir.

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

Considerações de projeto cientes do contexto

Q. Que dispositivos podem ser seguidos com os serviços cientes do contexto de Cisco?

A. Os serviços Contexto-cientes de Cisco permitem que você siga e encontre os dispositivos permitidos IP prendidos e o Sem fio com a rede e a rede ligada com fio de Cisco Unified Wireless. Os dispositivos Wireless incluem dispositivos do cliente permitidos Wi-fi e etiquetas ativas do Wi-fi RFID CCX. Os dispositivos prendidos incluem todo o dispositivo prendido permitido IP que conectar a um interruptor do Cisco catalyst.

Q. Quanto tempo toma para terminar o cálculo do lugar para um dispositivo do Wi-fi?

A. A latência é uma função do número de dispositivos que se movem ao mesmo tempo e se podem tomar de alguns segundos até dez segundos

Q. Há umas diferenças da precisão do lugar entre clientes do Wi-fi e etiquetas?

A. Existe nenhuma diferença na computação do lugar dos clientes e das etiquetas. Se os clientes são CCX v4, a precisão do lugar é idêntica entre etiquetas e clientes.

Q. Que são os desafios para sistemas de localização baseados RSSI?

A. Os desafios comuns são:

  • Problema errado do canal (WCP) — Quando o AP está em um canal particular pode possivelmente receber os pacotes transmitidos dos canais adjacentes embora em umas energias recebidas mais baixas. Assim o AP relata então o pacote com mais baixo valor RSSI, que faria com que o lugar do cliente fosse do que real mais calculado no server do lugar. Isto é observado na faixa 2.4 gigahertz devido às limitações do filtro AP e às técnicas de modulação 802.11b, mesmo para os clientes 802.11g/n, porque usam 802.11b para pedidos da ponta de prova. O driver de cliente S60 pode eliminar tais problemas.

  • Edições da diversidade de antena (ADI) — Igualmente observou-se que o mesmo pacote esteve recebido nas 2 Antenas AP na potência consideravelmente diferente. Isto pode ser devido aos desafios de recolher RSSI seguros com diversidade de antena. O AP deve escutar em uma antena durante o começo do pacote comuta então a uma antena diferente durante a recepção do pacote a fim obter a melhor recepção, tudo dentro de alguns micro segundos.

  • Interesses e questões ambientais do cliente — A transmissão do cliente, que são frequência e níveis de potência de transmissão, é ditada por driveres de cliente. Estes podem ser aumentados pelo uso de CCXV4, mas os testes hoje não podem aproveitar-se deste padrão CCX. O teto alto e o metal submetem presentes um ambiente desafiante RF. Veja como a propagação RF ajuda (e impede) a pergunta do lugar para obter mais informações sobre dos desafios do ambiente RF.

  • RSSI de falta — Devido ao comportamento do cliente/direcionador, ao tráfego AP e ao ambiente RF as edições, não todos os AP, obtêm leituras RSSI. Em um ambiente típico do teto alto, os AP podem ouvir os AP vizinhos mais fortes do que os clientes no assoalho. Isto junto com as cremalheiras do metal pode agravar hidden os problemas do nó, onde os clientes no assoalho tentam se comunicar com o AP o mais próximo que pode ver pacotes dos AP vizinhos no mesmo canal. O cliente é inconsciente destes pacotess devido ao RSSI deficiente do vizinho AP em sua extremidade. Durante algumas leituras, não todos os AP recebem medidas RSSI. Assim o cálculo do lugar é realizado com um grupo incompleto de AP, e resultados na precisão deficiente do lugar. S36 e S60 forçam o cliente a enviar frequentemente mais pacotes e a superar assim este problema.

    Nota: S36 e S60 são driveres de cliente compatíveis com extensões compatível Cisco específicas. S36 é compatível com CCXv2 ou mais tarde. S60 é compatível com CCXv4 ou mais tarde.

Q. Como a propagação RF afeta o lugar?

Figura 1 – (a) propagação da lei de potência (b) que sombreia, por exemplo, por uma fading multicaminhos de duas paredes (c)

http://www.cisco.com/c/dam/en/us/support/docs/wireless/context-aware-software/110836-cas-faq-01.gif

A. A intensidade de sinal entre um cliente e um AP varia em escalas diferentes da distância, segundo as indicações da figura. A larga escala ajuda com precisão do lugar, a escala média pode ajudar ou impedir, mas a pequena escala não é nada mas um incômodo:

  • Grande — Geralmente da física, a intensidade de sinal varia inversamente com o quadrado da distância no espaço livre. Em geral, a intensidade de sinal varia inversamente com (sobre) o cubo da distância dentro. Esta propagação da lei de potência é o indicador principal da escala entre o AP e o cliente. As quedas de sinal o mais ingrememente perto de um AP, e assim esta rendem a melhor informação de distância.

  • Media — A desordem ambiental tal como bibliotecas, ficheiros, paredes do cubo, e quadros brancos pode selecionar o cliente do AP. Inversamente, a falta da desordem tal como corredores dá um link melhor. Em ambos os casos estes são erros principais da propagação da lei de potência. Isto é chamado sombrear. Tipicamente sombreando causas sobre um erro em torno de DB 7, às vezes mais, às vezes menos, ou equivalentemente uma incerteza de duas vezes na escala. Esta incerteza é reduzida pelo recibo das medidas dos AP múltiplos e do uso de técnicas estatísticas calcular a média abaixo dos erros a fim reduzir o problema. Para muitos aplicativos, calcular a média através dos AP é suficiente. Para aqueles casos onde o lugar da precisão é precisado, você pode eleger para medir estas variações de sombreamento com o uso de etiquetas da calibração (análises de site) e/ou da referência; o server do lugar tem aumentado então impressões digitais do lugar para ajudar com precisão.

  • Pequeno- como uma onda que cause um crash em uma praia do ingrememente-shelving e reflita de volta ao dobro a força da onda seguinte, multipath é a superposição dos raios múltiplos que viajam entre o transmissor e o receptor e chegam com diferenças pequenas no atraso. Às vezes adicionam acima, e às vezes cancelam. Esta fading multicaminhos igualmente causa erros na propagação da lei de potência, as às vezes profundas. Para um ambiente do pior caso, pode haver uma possibilidade de dez por cento de uma gota DB dez na intensidade de sinal e uma possibilidade de um por cento de um DB 20 desvanece-se. Esta variação ocorre sobre uma fração de um comprimento de onda, por exemplo, uma polegada ou assim que em 2.4 gigahertz, e é sensível menosprezar movimentos do ambiente, por exemplo, uma porta que abra e se feche, atua assim como o ruído a todo o sistema de localização.

Em resumo, propagação da lei de potência e sombreamento, se determinado com das etiquetas da calibração e/ou da referência, da ajuda com precisão do lugar, contudo sombreamento, se desconhecido, e precisão impedida multipath do lugar.

Q. Há alguma diferença na precisão no que diz respeito ao Produtos da infraestrutura 802.11n de Cisco tal como o 1250 Series AP?

A. Geralmente, as disposições usam um único tipo de Access point para o assoalho inteiro; os tipos de acesso diferentes sobre um assoalho são menos comuns. As disposições que usam AP1250 mostraram a recepção não melhorada e mais exata RSSI em relação aos Access point baseados 802.11n.

Q. Que são as vantagens com 11n?

A. 802.11n AP têm o RF múltiplo fluem assim que monitoram três, não apenas dois, Antenas, e a monitoração é a tempo completo. Se você escolhe três pontos em figura 1(c), observe que o RSSI médio através deles reduz significativamente as variações. Assim 802.11n AP melhoram a precisão do lugar porque reduziriam as variações observadas RSSI.

Q. Que são desafios do desenvolvimento em um ambiente do teto alto?

A. O teto alto degrada o RSSI contra o relacionamento e os resultados da distância na falta do RSSI forte para encontrar o dispositivo mais perto do AP.

Figura 2 – Variação muito pequena RSSI com distância em ambientes do teto alto

http://www.cisco.com/c/dam/en/us/support/docs/wireless/context-aware-software/110836-cas-faq-02.gif

Como considerado da figura precedente, a mudança no RSSI entre o AP e a metade da distância inter AP (35 pés) forem DB 17 para um AP colocado em dez pés de altura quando DB somente 3 para o AP colocado em 23 pés de altura. Enquanto os algoritmos do lugar RSSI dependem dos valores RSSI para determinar o lugar, uma grande mudança no RSSI está desejada sobre distâncias pequenas, a fim conseguir a definição granulada da distância. Note que além de 35 pés, o dispositivo está esperado cair dentro da curva íngreme RSSI de um AP vizinho, devido a 70 pés de afastamento inter AP. Tais características íngremes RSSI do AP o mais próximo, junto com AP vizinhos, contribuem para a boa precisão do lugar. Tão geralmente para uns tetos mais altos, uma combinação de mais AP e antenas direcional, que apontam ao assoalho, pode ser exigido a fim melhorar a precisão do lugar.

Q. Pode um único server WCS controlar dois MSEs que segue, um que segue somente clientes e outro que segue somente etiquetas?

A. Sim, um único WCS pode controlar MSEs múltiplo com cada categorias de dispositivos diferentes de seguimento. A divisão dos dispositivos seguidos pelo MSE pode facilmente ser setup com licenciar ou filtrar a fim reforçar a regra apropriada.

Q. Há uma limitação do número de AP para cada assoalho?

A. MSE não tem limitações com respeito ao número máximo de Access point para cada assoalho embora haja uma recomendação do WCS limitar o número de AP para cada assoalho a 100 e do número de assoalhos para cada construção a 20. A recomendação no WCS ajuda a manter um grau razoável de desempenho do sistema.

Q. Que são as três coisas mais importantes a se manter na mente durante o desempenho de um teste de precisão para dispositivos do cliente?

A. Durante um teste de precisão é crítico que o dispositivo do cliente usado durante testes esteja em cada ponto de teste do lugar por um período de tempo do grupo (60 segundos) a fim receber uma atualização do lugar. O teste deve ser executado no mínimo dois minutos em cada lugar. A obrigação do cliente ouvida por um mínimo de três AP em cada lugar para que um MSE forneça a precisão ótima resulta.

Q. Que são os tipos de testes de precisão que podem ser executados?

A. Há dois tipos de testes de precisão que podem ser executados:

  1. Teste de precisão por encomenda

  2. Teste de precisão programado

Q. Pode um teste de precisão ser executado somente em uma parte particular do assoalho ou é necessário executar o teste através do assoalho inteiro?

A. Um teste de precisão pode ser executado no que seção ou pontos do assoalho como desejado. Os resultados de teste fornecem a precisão para essa seção do assoalho onde o teste de precisão foi executado.

Q. Posso eu aplicar um modelo da calibração a uma região específica em um assoalho?

A. Você não pode atualmente aplicar um modelo da calibração a uma região específica no assoalho de WCS UI. Mas, se você cria o assoalho como dois assoalhos adjacentes, a seguir sim, você pode aplicar os modelos às parcelas específicas dos assoalhos, que é definido como um outro assoalho. Igualmente nos dois assoalhos em uma encenação, igualmente conhecida como o assoalho rachado, você pode fazer 1 modelo para a parte 1 do assoalho (definido como o assoalho 1) e modelar 2 para a parte 2 do assoalho (definido como o assoalho 2). Se há uma área problemática em um assoalho que mostre erros de lugar, a seguir os pontos de dados adicionais podem ser adicionados ao modelo existente da calibração e para aferir novamente/aplique o modelo ao assoalho na pergunta.

Infraestrutura Wireless

Q. Há algum requisito de largura de banda entre o controlador do Wireless LAN e o MSE?

A. Recomenda-se que um MSE esteja conectado a um WLC ou a um WCS através de uma conexão de rede de alta velocidade. MSE não deve ser conectado ao WLC ou ao WCS em uma conexão de WAN.

Q. Que são as recomendações de design para que os controladores sigam clientes e etiquetas do Wi-fi?

Controladores Capacidades do cliente Capacidades da etiqueta
WiSM 10,000 5000
4404 5000 2500
5508 5000 2500
4402 2500 2500
3750 2500 2500
2106 500 256
WLCM 500 256

Q. Pode um controlador (WLC) ser adicionado aos dispositivos dos vários locais/MSEs?

A. Alguns controladores podem ser sincronizados com o mais de um MSE com poucas exceções:

  1. Se um controlador está em 4.2 ou em 5.0 codifica, a seguir as conexões múltiplas NMSP não estão apoiadas, assim que pode somente ser sincronizado a um dispositivo de 2710 lugar ou MSE. Certifique-se usar por esse motivo o código 6.0 no MSE.

  2. Se WIPS esteve permitido no MSE, e o WLC esteve adicionado ao MSE, a seguir o mesmo WLC não pode ser atribuído a um outro MSE.

Q. Pode um MSE ser dedicado à funcionalidade específica, por exemplo, a uma para o wIPS e a outra para o RFID? Se não, podem ser filtrados para mostrar somente o que é exigido?

A. Sim, um MSE pode ser dedicado para cada função. Com Software Release 6.0 e Mais Recente, um único MSE pode dirigir ambos os serviços.

Q. Quantos controladores do Wireless LAN pode um MSE apoiar?

A. MSE apoia até 100 controladores do Wireless LAN.

Q. Quantos MSE 3350s podem ser apoiados por um WCS?

A. Cisco recomenda que um MSE está controlado por somente um WCS. Um WCS pode controlar MSEs múltiplo. O WCS tem limites de diversas perspectivas, que podem determinar quanto MSEs ele pode controlar baseado na distribuição daquelas unidades através de MSEs. Os fatores incluem o número máximo de elementos apoiados, número máximo de assoalhos apoiados, número máximo de AP apoiados. Oficialmente Cisco apoia 5 MSEs para cada WCS.

Q. Quantos etiquetas e clientes podem ser seguidos pelo dispositivo 2710 do lugar, e MSE modela 3310/3350?

A. Cisco 2710 pode seguir até 2500 dispositivos, toda a mistura de etiquetas e clientes. MSE3310 pode seguir 2000 dispositivos e MSE3350 pode seguir até 18000 dispositivos. Note que embora 3310 possam seguir um total de 2000 dispositivos, pode seguir até 1000 etiquetas e até 1000 clientes. Tão por exemplo se em um desenvolvimento há 700 etiquetas e clientes zero, a seguir você pode adicionar somente 300 mais etiquetas, embora você tenha os clientes zero. A largura de banda da escalabilidade dos clientes e as etiquetas não são compartilháveis um com o otro porque a mais baixa licença para a etiqueta ou o cliente está disponível para 1K.

Em um outro exemplo, se há 500 etiquetas e 1500 clientes a ser seguidos com 3310, não é possível ter 1500 clientes seguidos, porque a licença dos clientes está disponível no pacote de 1K. Para seguir assim 1500 clientes você tem que comprar duas licenças 1K para clientes, que não é possível porque 500 etiquetas são seguidas igualmente. A contagem máxima do dispositivo de 18000 dispositivos no MSE 3350 pode ser toda a mistura de clientes e de etiquetas. Refira o guia pedindo para MSE para mais informação.

Q. Em MSE que executa o código 6.0 um pode executar os serviços múltiplos, o wIPS e o contexto cientes. Que são os limites da escalabilidade com serviços múltiplos para clientes e etiquetas?

A. Os limites da escalabilidade dependem em cima da plataforma que é usada: MSE 3350 ou MSE 3310. Refira o guia pedindo para MSE para mais informação.

http://www.cisco.com/c/dam/en/us/support/docs/wireless/context-aware-software/110836-cas-faq-03.gif

http://www.cisco.com/c/dam/en/us/support/docs/wireless/context-aware-software/110836-cas-faq-04.gif

Q. Pode um MSE que é executado no trabalho de 5.2 códigos com WCS 6.0 codificar?

A. Não é uma configuração suportada. Cisco recomenda sempre o mesmo nível de software release para MSE e WCS. Tão 6.0 MSE/6.0 WCS; 5.2 MSE/5.2 WCS são as configurações suportadas. Note que o WCS pode controlar um controlador do Wireless LAN, que seja até 2 liberações atrás do software release que é executado no WCS.

Q. Pode um server WCS ser travado para baixo ao read only no controlador?

A. Sim, um exemplo WCS pode ser configurado para a operação do read only de um controlador. Adicionalmente, os usuários individuais que têm privilégios do início de uma sessão ao WCS podem igualmente ser limitados somente à leitura e não fazem mudanças à configuração de rede. Você precisa de ser uma raiz ou um modo super usuário no acesso de ordem a aba dos serviços e de fazer toda a configuração relacionada MSE/LBS sob esta aba.

Q. Pode o WLC ser configurado para enviar a informação RFID a uma informação MSE e WIPS a outra?

A. Você pode escolher a opção de seguimento na página de seguimento dos parâmetros ou dirigir serviços diferentes em MSEs diferente. O MSE é subscrito aos serviços baseados no que é configurado. Se MSE é configurado para seguir etiquetas RFID, o WLC envia somente a informação RFID, visto que um outro MSE que seja configurado somente para o serviço WIPS, recebe a informação relacionada WIPS do WLC.

Q. Que estão a umas velocidades da porta de LAN no MSE?

A. Os MSE 3310 e 3350 têm duas interfaces Ethernet do 10/100/1000 Mbps.

Q. Que tipo de Antenas é apoiado oficialmente pelo serviço ciente do contexto de Cisco?

A. Cisco não apoia Antenas não-Cisco para Contexto-ciente. Se você usa Antenas não-Cisco, os heatmaps não estão gerados, assim que significa que os RSSI recebidos nestas Antenas estão ignorados durante o cálculo do lugar. Na página WCS estes são marcados como outras Antenas da lista da antena da gota-para baixo para cada AP. Estas são coisas a recordar quando você usa Antenas não-Cisco:

  • Nenhum heatmaps é gerado para estes AP.

  • Os RSSI recebidos destes AP são ignorados.

  • Os ganhos das Antenas são permitidos ser mudados com o WLC, que é exigido para a conformidade FCC. A fim assegurar-se de que os AP irradiem o Effective Isotropic Radiated Power correto (EIRP), você deve usar antenas Cisco. Se você escolhe a antena externa, e um mais baixo ganho da antena do que Antenas realmente distribuídas, a seguir os AP transmitem a nível da potência mais alto e podem cruzar os limites especificados FCC. Se você usa antenas Cisco, este evita situações similares porque os ganhos precisamente são medidos e usados internamente pelo sistema.

Q. Que são as diferenças entre o modo de monitor contra o modo local?

A. O modo local refere o modo normal de operação de um AP, por exemplo, a transmitir/receber dos dados do cliente Wireless. A operação do modo de monitor do AP aperfeiçoa o cálculo da monitoração e do lugar de etiquetas. No modo de monitor, os AP fazem a varredura de todos os canais. No lugar o modo de monitor aperfeiçoado, a lista do canal pode ser especificado para a faixa 2.4 gigahertz. Isto pode facilitar a melhor etiqueta que segue, se você ajusta a lista do canal da exploração aos canais em que as etiquetas estão indo iluminar, por exemplo, normalmente 1, 6, 11. gigahertz 5 têm certamente algumas vantagens porque tem mais canais, mais potência e menos interferência.

Q. Como o WCS é usado para encontrar clientes?

A. Há duas formas principal encontrar clientes com o WCS UI. Escolha o monitor > os clientes no WCS ou use a opção da busca no UI. Os detalhes obtidos do cliente dependem de onde são procurados.

  • Procure os clientes baseados no WCS somente, por exemplo, nem 2710 ou MSE são distribuídos. Isto mostra a informação cliente recuperada pelo WCS dos controladores do Wireless LAN. Não há nenhum lugar server/MSE envolveu este caso.

  • Clientes da busca baseados no MSE. Isto mostra que os clientes encontrados e é seguido pelo MSE.

Quando você usa a opção da busca do cliente para encontrar um cliente no MSE, você pode especificar alguns critérios de pesquisa tais como o estado do cliente, hora para a busca, perfil, compatibilidade CCX e assim por diante. Se o MSE com os clientes das trilhas de serviço de CAS, então clientes pode igualmente ser ficado situado nos mapas do assoalho.

Estes vídeos permitem-no de compreender em detalhe este assunto:

Seguimento do cliente do Wi-fi

Troubleshooting Lugar-ajudado

Alertas de segurança com base na localização

Q. Para a precisão da computação do lugar, faça níveis da potência da necessidade AP de ser ajustado manualmente se a distância entre AP é menos de 60 pés. Por exemplo se são somente 20 pés distante, mas seguem de outra maneira com os testes padrões do desenvolvimento, algum ajuste precisa de ser ajustado?

A. Não, os ajustes AP no WLC e o WCS não precisam de ser ajustados. Os cálculos do lugar são baseados na potência RX no AP não a potência TX. Mas você pode experimentar como os clientes que saltam demasiado e assim por diante, que pode ser um problema significativo para dispositivos voip wireless.

Q. Uma solução do lugar da folha de prova é recomendada?

A. Cisco não recomenda uma solução do lugar da folha de prova na rede de Cisco Unified Wireless. Uma solução do lugar da folha de prova tem desvantagens inerentes porque depende do polling snmp do controlador do Wireless LAN (WLC). Os desafios incluem a latência, a escalabilidade e da etiqueta CCX informação como chokepoints dados e telemetria não expostos com o SNMP.

Configuração Contexto-ciente

Q. Há alguma melhor prática ou ação alternativa a fim evitar as entradas duplicadas?

A. Nossa recomendação é dividir-se acima de seu projeto de rede no que diz respeito ao controlador que controles esse terreno. Se você pode a dividir acima de tais que há uma separação limpa dos dois sem a sobreposição, você nunca obtém registros múltiplos. Mas, não há nada erradamente se você recebe registros múltiplos.

Q. Como você determina se a etiqueta é CCX complacente?

A. No WCS mova o rato na etiqueta, e se o PNF acima do indicador para a etiqueta indica o estado da bateria que indica que é uma etiqueta CCX. Para MSE, somente as etiquetas complacentes CCX são seguidas/indicadas. Na etiqueta WLC, o estado pode ser verificado com o comando do mac> do <rfid do detalhe do rfid da mostra, que igualmente indica se uma etiqueta é CCX complacente.

Q. Que é a versão a mais atrasada da especificação CCX para etiquetas?

A. CCXv1.

Q. Que portas são exigidas estar abertas para a operação normal do MSE?

A. Estas portas são usadas pelo MSE:

  • NMSP: 16113

  • HTTP: 80

  • https: 8001

  • ssh (para registrar no MSE)

  • ftp (para o backup/restauração/elevação/etc.)

  • SNMP: 161, 162

Q. Que são o tipo diferente de protocolos usados entre entidades diferentes na rede para o serviço Contexto-ciente? -

A. Estes protocolos são usados:

  • Uma comunicação entre o WCS e o MSE: SOAP/XML.

  • Uma comunicação entre o WCS e o WLC: SNMP:

  • Uma comunicação entre o WLC e o MSE: NMSP

Q. Como é o protocolo NMSP entre o controlador e o MSE mais benéfico do que o SNMP entre o controlador e o MSE?

A. Versões de software anterior antes da liberação 4.1 do server do lugar usada para buscar os dados do lugar RSSI dos controladores com o uso do SNMP. Neste lugar da aproximação o server periodicamente vota os controladores para dados RSSI e executa os cálculos em dados recuperados. Poucas edições nesta aproximação são:

  1. Nesta aproximação, escolher o intervalo de votação é muito desafiante porque o intervalo de votação maior efetua drasticamente de uns mais baixos resultados do intervalo de polling questões de escalada severas da latência e enquanto a quantia enorme os dados redundantes é buscada e um mais baixo intervalo de polling é repleto de recursos no server do lugar e no MSE. Estava desafiando mesmo para sugerir um intervalo de polling apropriado baseado no desenvolvimento e na carga.

  2. O intervalo razoável do padrão escolhido era o minuto cinco, que significa que a latência era maior do que os minutos 5.

  3. O outro problema relativo a esta votação é se os controladores múltiplos detectam o mesmo elemento, a seguir não há absolutamente nenhuma maneira de determinar o server do lugar recebeu todos os dados de todos os controladores para começar o cálculo. Porque tal determinação não pode ser feita, o cálculo do lugar foi feito com os dados disponíveis, e este afeta a precisão do lugar.

  4. O SNMP não é um protocolo eficiente para transferir a quantia enorme de dados RSSI.

A fim superar todas as edições precedentes para o lugar do tempo real, o protocolo NMSP era terra-acima projetada. É similar a CAPWAP/LWAPP. Os dados RSSI são binário aperfeiçoado para transferência eficiente. A mudança nos dados RSSI é agregada agora e enviada agora conforme o intervalo da notificação ao server/mse do lugar do controlador. Assim é agora determinística identificar a chegada dos dados dos controladores múltiplos e executar o cálculo exato.

Q. Há um limite máximo para cada projeto de rede ou projetos de rede no conjunto adicionado ao WCS/MSE?

A. Não há nenhum limite para os projetos de rede adicionados a MSE. Mas, o motor de AeroScout tem um limite que dependa do número de assoalhos, de dimensões e de quantidade de elementos para MSE. O número máximo de assoalhos é limitado a 255. Se os dispositivos são distribuídos cada 60m e definição da grade de 1m, uma instalação pequena pode apoiar 15 mapas e a grande instalação (requisito de memória mais alto) pode apoiar 90 mapas.

Q. Quando os dispositivos são mostrados no assoalho errado, que é o interfloor debuga a lista de verificação/procedimento?

A. A determinação do assoalho é realizada baseou nos RSSI recebidos por AP em assoalhos diferentes. Assim se os AP são colocados incorretamente em pavimenta isto pode conduzir ao interfloor. Também, verifique o local atual do dispositivo considerado; certifique-se que não moveu para assoalhos diferentes por um outro usuário.

Está o desenvolvimento correto? — Os AP incorretamente colocados nos mapas WCS podem causar o interfloor e no general conduzem à precisão deficiente do lugar. Verifique se o local físico AP é consistente com a posição AP marcada sobre mapas WCS.

O desenvolvimento segue com as diretrizes de distribuição? — A inconsistência nestas diretrizes de distribuição entre assoalhos pode igualmente conduzir aos problemas do interfloor. Refira o Guia do Usuário em diretrizes de distribuição.

O problema ocorre somente em alguma área ou em toda parte? — Devido à estrutura de construção e às características RF, os AP em assoalhos adjacentes podem ouvir um dispositivo mais fortemente do que os AP no assoalho atual. Do Software Release 5.2, os algoritmos novos foram adicionados para abrandar contra tais encenações. A adição de poucos AP em tais regiões fornece geralmente a informação necessária pelo sistema corrigir tais problemas.

Q. Os mapas têm que ser re-imported/re-built? É possível mover o banco de dados MSE? Se é possível, a seguir há alguma recomendação específica?

A. Os mapas não precisam de ser reconstruídos. Esta informação é empurrada para o MSE durante o processo da sincronização.

Q. Os eventos Northbound são gerados para clientes assim como etiquetas?

A. A notificação Northbound é somente para etiquetas CCX, não para clientes. Cada baliza da etiqueta gera uma notificação northbound se permitida. MSE atua como uma transmissão para notificações encadernadas do norte. A informação de localização é enviada somente se permitido na configuração. Para permitir a notificação escolha serviços > Serviços de mobilidade > o serviço ciente do contexto > avançou > parâmetros da notificação.

Operação MSE

Q. Que protocolos são usados para transferências de arquivo em MSE?

A. Todas as transferências de arquivo usam o FTP. O MSE/Locserver não executa nenhum servidor FTP; atua como um cliente e conecta ao servidor FTP do WCS.

Q. Como o server de Cisco MSE/Location obtém o username/senha do servidor FTP WCS?

A. Quando o usuário invoca algumas das operações, o WCS envia o username/senha em um pedido do SABÃO. Note, desde que a comunicação está sobre um link HTTP " S”, o username/senha na mensagem do SABÃO são seguro (cifrado).

Q. Que são as implicações da definição de um endereço IP de gerenciamento separado no WCS, que conduz ao FTP que está sendo operado em um endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT separado?

A. A configuração é compreendida melhor com um exemplo. Por exemplo, defina o IP MSE como 10.2.2.10 e o IP WCS como 10.2.2.11.

A rede de 10.2.2.0 é alcançável por MSE e por WCS, assim que podem comunicar-se um com o otro. Se nenhum IP de gerenciamento é dado ao WCS, o FTP trabalha muito bem e está realizado neste link.

Se, você dá um IP de gerenciamento ao WCS, o exemplo -172.16.5.10 e o servidor FTP são agora alcançáveis neste IP somente, a seguir você deve certificar-se de que o MSE pode alcançar a rede de 172.16.5.0. Se não pode, o FTP falha e as operações falham por sua vez.

Q. Sob que circunstâncias um usuário recebe o Mensagem de Erro inacessível do server depois que uma operação da restauração DB é invocada?

A. Este é um comportamento esperado. O server do dispositivo MSE/Location torna-se inacessível quando uma operação da restauração é em andamento. Isto é porque o dispositivo não mante distraído nenhuns pedidos externos quando a função da restauração ocorre.

Licenciar MSE

Q. Que são as licenças diferentes disponíveis para o serviço Contexto-ciente que é executado no MSE?

A. Refira o guia pedindo para obter mais informações sobre das licenças disponíveis diferentes.

Q. Que são as etapas para obter uma licença para clientes?

A. Termine estas etapas a fim obter uma licença para seguir clientes:

  1. Compre a licença SW e então você recebe o Product Authorization Key (PAK) pelo correio (documento da licença).
  2. Vá a http://www.cisco.com/cisco/web/BR/support/index.html (clientes registrados somente) a fim registrar o PAK para clientes.
  3. Incorpore a informação MSE UDI ao campo do ID do host. Aceite o acordo e continue.
  4. A licença é enviada a seu email.
  5. Escolha serviços > Serviços de mobilidade > MSE > sistema > propriedades gerais a fim obter o MSE UDI no WCS.

Q. Que são as etapas para obter a licença para etiquetas?

A. Termine estas etapas a fim obter uma licença para seguir etiquetas:

  1. Compre a licença SW e então você recebe o Product Authorization Key (PAK) pelo correio (documento da licença).
  2. Vá aos registrosleavingcisco.com PAK de http://support.AeroScout.com para etiquetas.
  3. Entre ao portal do apoio de AeroScoutleavingcisco.com .
  4. Escolha em casa > Produtos do registro comprado de Cisco. Registrar seu Produtos, e forneça detalhes do contato, PAK#, MSE ID (MSE S \ N) e instalação datilografam. Você recebe então um mensagem de Email que confirme o registo.
  5. Você pode obter o número de série MSE do WCS nos serviços > nos Serviços de mobilidade > no MSE > avançou parâmetros.

Q. Que poderia ser a edição se eu não ver os clientes ou as etiquetas detectados por meu MSE ou se eu ver muito poucas clientes ou etiquetas?

A. A licença permanente não pode instalado para o serviço ciente do contexto ou a licença de avaliação expirou. Você pode ir ao centro da licença no WCS a fim ver o estado do limite licenciado disponível e o estado para o MSE. As licenças permanentes podem ser instaladas do centro da licença.

Q. Como eu instalo uma licença da etiqueta?

A. Você precisa de usar o software do gerenciador de sistema de AeroScout a fim instalar a licença da etiqueta.

Q. A versão de software running 6.0 MSE (ou mais tarde) retém as licenças instaladas ao restaurar um 5.x ou um banco de dados mais adiantado?

A. Sim. Os arquivos da licença existente estão retidos a menos que o backup que está restaurado tiver seu próprio grupo de arquivos de licença.

Q. Durante a restauração do banco de dados com 6.x ou mais tarde, um cliente perde o arquivo de licença atual, se você supõe que o apoio esteve tomado?

A. A operação da restauração traz para trás seu sistema à configuração que teve quando você tomou o backup, que inclui os arquivos de licença naquele tempo.

Q. Posso eu instalar uma licença de upgrade do modo de monitor AP do wIPS sem a prestação de uma licença baixa primeiramente?

A. Não Instale uma licença da base do modo de monitor AP do wIPS primeiramente, mais o MSE rejeita a licença de upgrade.

Q. Como a licença de avaliação trabalha e que são seus limites?

A. Os clientes que compram um MSE com um único serviço automaticamente obtêm uma licença de avaliação para os outros serviços. A licença de avaliação é válida por 60 dias, e pode ser estendida somente uma vez. Os limites da licença de avaliação são 100 clientes, 100 etiquetas e 20 wIPS AP.

Q. Faz a licença da extensão da avaliação e as licenças da etiqueta mostram no centro da licença após a instalação?

A. As licenças da extensão da avaliação e as licenças da etiqueta não são indicadas no centro da licença.

Q. Que acontece se uma licença de avaliação MSE expira?

A. Se a licença de avaliação expira e o MSE não está reiniciado, os serviços do núcleo MSE continuam a ser executado e os serviços licenciados como o contexto ciente igualmente continuam a ser executado, mas os dispositivos não são seguidos. Se a licença de avaliação expira e o MSE está reiniciado, a seguir os serviços licenciados não começam. Os dispositivos não são seguidos.

Q. Quanto tempo toma para que um MSE apareça, depois que a licença ciente do serviço do contexto foi instalada?

A. Tipicamente, toma três a quatro minutos para que os serviços venham acima uma vez que uma licença ciente do contexto é instalada. Uma boa maneira de verificar é executar o comando do getserverinfo no MSE CLI, a fim verificar se o MSE está pronto.

Q. Pode um cliente promover sua licença do cliente?

A. Sim, você pode facilmente promover a licença do cliente. As licenças do cliente são aditivas. Por exemplo se você tem uma licença do cliente 3K, e uma outra licença do cliente 12K está carregada, a seguir as licenças do cliente obtêm adicionadas automaticamente e podem agora seguir os clientes 15K.

Q. Pode um cliente promover sua licença da etiqueta?

A. A licença existente da etiqueta overwritten pela licença nova da etiqueta. Por exemplo se você tem uma licença existente para seguir as etiquetas 3K e você quer promover para seguir as etiquetas 6K, a seguir a licença da etiqueta 3K tem que ser adicionada a sua licença 3K existente. Enquanto a licença atual overwritten pela licença nova, AeroScout emite uma licença da etiqueta 6K a fim cobrir a contagem nova inteira da etiqueta.

Q. Os clientes, as etiquetas e as licenças do wIPS são amarrados ao número de série particular?

A. Sim, o cliente e as licenças do wIPS são amarrados a um UDI particular e às licenças da etiqueta a um número de série particular mas pode ser rehosted se necessário. Rehosting foi a fim permitido que os clientes movam uma licença de uma unidade falha. Envolve um atendimento TAC. Você não pode licença fracionária do re-host. A licença inteira tem que ser movida.

Q. Quando um MSE está sendo RMAed, deve o número de série novo do MSE ser registrado para o registo PAK em páginas de Cisco ou de AeroScout?

A. A licença MSE é amarrada ao identificador de dispositivo exclusivo (UDI). Se a mesma unidade é fixável, a seguir UDI é o mesmo e a mesma licença pode ser rehosted. Mas se a unidade tem que ser substituída, a seguir UDI muda, assim que uma licença nova tem que ser gerada. MSE não aceita a licença se UDI não combina. Mas o tac Cisco ajuda clientes com este processo. Você deve chamar o TAC e fornecer o UDI velho e novo. O TAC desativa a licença velha e emite um novo.

Operação da história da base de dados MSE

Q. Que é a diferença entre a corrente e as tabelas de localização da história?

A. As tabelas de histórico são separadas das tabelas do local atual, e a duração arquivística para a história é configurável com o WCS, (padrão 30 dias) na seção dos parâmetros da história. O intervalo de poda é a programação configurável por que as tabelas de histórico são podadas (padrão 1440 minutos). Os dados do lugar em tabelas atuais para etiquetas, clientes, AP desonesto e clientes desonestos, são atualizados cada vez que o lugar é calculado; essencialmente há somente uma fileira para cada MAC ID nas tabelas atuais. Quando o lugar de um dispositivo muda por mais de dez medidores ou a mudança do assoalho ocorrem, e registo da história de transições do lugar é permitida na configuração de parâmetros da história, a seguir os dados do local atual são movidos para esse dispositivo na tabela de histórico do lugar (fileira nova introduzida), e a fileira da tabela do local atual actualizada com lugar novo. Note, simplesmente as inserções da fileira ocorrem em tabelas de histórico, nenhumas atualizações da fileira; e durante a poda, as fileiras são suprimidas basearam nos ajustes de configuração arquivísticos.

Q. Como pode um ver a história do lugar das etiquetas e dos clientes?

A. A história do lugar do cliente ou da etiqueta pode ser considerada se você vai à página do detalhe do elemento particular. Escolha então a história do lugar do menu suspenso no canto direito superior. Estes pontos são importantes de notar sobre a história do lugar:

  • O seguimento da história deve ser permitido de recuperar toda a informação de história sobre um elemento.

  • O número de dias à história e ao tempo de poda deve corretamente ser selecionado.

  • Embora o número de dias para salvar a história não seja limitado no UI, a história armazenada no server é limitada pelo espaço de disco e pelo impacto no desempenho no sistema total. Refira os Release Note/documentação do produto a fim encontrar um valor ótimo para o período arquivístico

  • A história de um elemento é gravada somente se:

    • Move mais de dez medidores ou 30 ft.

    • Se a emergência ou o botão de pânico são pressionados nas etiquetas

      • Se a etiqueta encontra um excitador

      • Caso que o elemento se move entre assoalhos

  • Se o elemento se torna inativo por uma hora, a seguir está declarado como o elemento inativo pelo sistema. Se o elemento permanece inativo por 24 horas opte, a seguir já não seguiu por CAS. Não é possível ver neste caso a história do lugar.

Q. Que é a característica ausente da limpeza dos dados em parâmetros de local avançados?

A. Essencialmente, todos os dispositivos nas tabelas atuais contam para a contagem total da licença. Após a expiração do tempo ausente da limpeza dos dados, o elemento já não salvar na tabela de seguimento. Isto permite a conservação da memória para os dispositivos que são ausentes para uma dada quantia de tempo. Os dados da tabela de histórico para o dispositivo ficam intactos independentemente dos dados atuais/ausentes da tabela atual até o final do período arquivístico. Depois que os elementos são removidos da tabela de seguimento, não é possível ver o lugar histórico desse dispositivo com o WCS, mas pode ainda ser recuperado com o uso dos API.

Q. Há uma maneira de restaurar dados em MSE e de cancelar todos os dados históricos?

A. De WCS UI, use o botão claro da configuração no sistema do MSE > avançou a página dos parâmetros em dados da restauração do orderto em MSE. Isto cancela todos os dados da configuração e do lugar no MSE assim que deve ser usado com cuidado.

Q. Como se verifica para ver se os serviços são em serviço corretamente?

A. Use o comando do getserverinfo no MSE. Na parte superior da saída, mostra o estado dos serviços.

Segurança MSE

Q. Como o username de Cisco 2710/MSE/senha é armazenado no WCS? É cifrado, e em caso afirmativo, com que cifras?

A. O username/senha é cifrado na liberação 6.0 e mais tarde do WCS com criptografia senha-baseada (PBE) com MD5 e DES. Quando você usa o HTTPS entre o WCS e o MSE, todos os dados estão cifrados com o transporte TLS/SSL. Quando você usa o HTTP, o no encryption está usado. O HTTPS usa a porta 443 TCP/UDP.

Q. Pode a conta admin do padrão que é usado para uma comunicação entre WLA e WCS para ser mudado?

A. Use o script de instalação, invocado optam completamente > locserver > setup > setup.sh a fim mudar quaisquer ajustes administrativos.

Q. Que são o tipo diferente de senhas em MSE?

A. O script da instalação automática no MSE anda você através de todo o tipo de senhas. É primeiramente o início de uma sessão do padrão, que é raiz/senha. Vem então o modo do usuário único.

O modo do usuário único é usado geralmente para operações de recuperação. Por exemplo, quando a senha root é esquecida, você pode registrar no modo do usuário único e restaurar a senha root. Se a verificação da senha de modo do usuário único é permitida e a senha root está esquecida, o dispositivo é inusável porque não pode ser registrado em com sucesso. Não permita esta opção a menos que se exigir. Se a senha de modo do usuário único é perdida, a seguir o TAC tem que ser contactado para arranjar o RMA. Agora o usuário consegue uma opção mudar a senha root. Vem então a senha unificada grande do Bootloader (LARVA). Cisco não recomenda que você muda esta senha do valor padrão também. Se a senha da LARVA é perdida, a seguir o TAC tem que ser contactado a fim arranjar o RMA.

Finalmente, o usuário vê a opção de configuração para a senha de uma comunicação WCS. Esta senha é usada para a autenticação SOAP/XML entre o WCS e o MSE. Você tem que dar a mesma senha, a senha de uma comunicação WCS, no WCS quando você adicionar MSE ao WCS.

Q. Por que é a senha ftp para o WCS importante de recordar para MSE?

A. Quando você instala o WCS, você está pedido uma senha ftp. Um usuário com FTP-USER e senha dada é armazenado no banco de dados WCS. Estas credenciais são usadas para operações relativas MSE/LBSE como alternativo e a restauração, transfere o software, logs da transferência, importação do ativo/exportação e assim por diante. Esta senha pode ser mudada se você executa o script de passwd.sh no WCS.

API Contexto-ciente

Q. Como posso eu obter o acesso ao serviço Contexto-ciente SDK?

A. A fim obter o acesso ao Software Development Kit (SDK) associado com o serviço Contexto-ciente que é executado no MSE, você tem que assinar acima ao contrato de licenciamento da tecnologia (TLA) disponível no portal do colaborador de Cisco.

Q. Que constitui o SDK Contexto-ciente?

A. Estas são as etapas envolvidas no SDK Contexto-ciente:

  • Obtendo o guia começado

  • Simulador

  • Especificação API

  • Código da amostra para. Ambientes de desenvolvimento da rede e do eclipse

  • De encaixe para. Ambiente de desenvolvimento da rede e do eclipse

Q. Está a informação da classificação para o rogue AP (não classificado, malicioso, amigável) disponível em GetRogueAPInfolist ou em GetRogueAPLocationList? Se não, como eu obtenho a informação como parte de um API?

A. Não, atualmente não se fornece com o API. Seu aplicativo pode obter essa informação do WLC se registrado para receber o SNMP traps.

Q. O que é o significado do fator de confiança retornado com lugar. Há um intervalo válido? Por exemplo que um número 224 significa?

A. Este é o valor nos pés usados para indicar a região de confiança de 95 por cento. Por exemplo se o lugar retornado é (o fator x, de y) e de confiança é cf, a seguir nós temos 95 por cento de confiança que o dispositivo está ficado situado com dentro um quadrado com centro (Cf. x, de y) e de comprimento 2 x assim que o esquerdo superior e inferiores direitos coordenam da região são (x-CF, y-CF) e (x+cf, y+cf). Note que o valor está nos pés.

Q. Que é o tempo de sessão para fora para um aplicativo do cliente? Pode o ID em AesBusinessSession ser compartilhado por muitas linhas em um aplicativo do cliente? Quantas sessões simultâneas podem se estabelecer?

A. O tempo de sessão para fora é 30 minutos e não é configurável. Sim, um único ID de sessão pode ser compartilhado através das linhas no aplicativo do cliente. Não há nenhum limite de design ao número de sessões.

Q. Nós vemos 5-6 clientes no WCS, mas quando eu pergunto MSE com os API, eu obtenho múltiplos deles e com assoalho diferente ID. Por que isto acontece mesmo que atualmente haja somente um assoalho configurado?

A. Os API múltiplos podem vir de uma configuração antiga em MSE. Cisco recomenda restaurar o banco de dados. Suprima do banco de dados e ligue então o server a fim restaurar dados em MSE para parar o server do mse.

Dispositivo de 2710 lugar

Q. Que são os principais diferença entre 2710 e MSE 3350?

A. modelo baseado de 2710 usos RSSI para o ambiente interno do baixo-teto que segue um máximo de 2500 dispositivos do Wi-fi. 2710 usam a mesma calibração para clientes e etiquetas. 2710 podem executar somente um único serviço, que seja lugar. MSE usa modelos RSSI e TDOA para baixo e teto alto) o seguimento interno e exterior dos ambientes (máximo de 18,000 dispositivos do Wi-fi. MSE pode dirigir serviços múltiplos ao mesmo tempo com 6.0 code.MSE pode igualmente dar o lugar para clientes prendidos. MSE igualmente tem a fonte de alimentação redundante, ventiladores de refrigeração redundantes, e tem discos rígidos removíveis. MSE igualmente construiu no apoio do excitador, visto que em 2710 uns precisam o software separado para excitadores.

  Lugar Appliance2710 MSE 3350
Escalabilidade Dispositivo do Wi-fi 2,500 seguido 18,000 dispositivos do Wi-fi seguidos
Serviços apoiados CAS CAS, WiPS
Ambientes apoiados Baixo teto interno Baixo-teto interno, alto-teto interno, exterior
Seguindo as Tecnologias apoiadas RSSI RSSI, TDoA
Seguimento do cliente Cisco que segue o motor Cliente Cisco que segue o motor
Seguimento da etiqueta Cisco que segue o motor Etiqueta do sócio que segue o motor
Informação da monitoração da etiqueta no monitor > nas etiquetas WCS Refira Release Note para diferenças.
Calibração Única calibração para clientes e etiquetas A calibração é feita separadamente para clientes e etiquetas
Parâmetros de local avançados (refira Release Note para parâmetros específicos) Aplicável para clientes e etiquetas Aplicável para somente clientes
Receptores de TDoA do Wi-fi não suportado Suportado
Apoio do excitador Software separado exigido Construído dentro

Q. Pode uma rede que use o dispositivo do lugar de Cisco 2710 para ser movido continuamente para MSE?

A. Sim, é possível migrar de Cisco 2710 a MSE. Refira o dispositivo do lugar ao motor dos Serviços de mobilidade (MSE) e ao guia de migração Contexto-ciente do serviço da mobilidade para obter mais informações sobre das etapas envolvidas na migração de um dispositivo do lugar do Cisco 2700 Series ao Mecanismo de serviços de mobilidade Cisco série 3300.

Q. Como você configura elementos para seguir no dispositivo do lugar de Cisco 2710?

A. O dispositivo do lugar permite categorias seguidas específicas do dispositivo ser permitido com os parâmetros do lugar > do server > da administração > da votação do lugar. A fim fazer o melhor uso da capacidade de cada dispositivo do lugar, Cisco recomenda que você permite somente aquelas categorias da votação, por exemplo, as estações do cliente, os rogues, as etiquetas do ativo, ou as estatísticas, em que há um interesse genuíno e um aquele exigem o seguimento simultâneo/lugar histórico.

Q. Pode um ter 2710 e MSE na mesma rede adicionada ao mesmo WCS?

A. Sim, o sistema não impede que você faça assim. Mas, a fim utilizar melhor os recursos, tente distribuir o MSE e o server do lugar através dos projetos de rede diferentes, por exemplo, o terreno, a construção ou o assoalho, e os WLC.

Q. Quantos clientes e etiquetam podem 2710 seguir?

A. 2710 podem seguir até 2500 dispositivos, por exemplo, etiquetas, clientes, AP desonestos e clientes desonestos.

Q. 2710 são apoiados na liberação 6.0?

A. 2710 são apoiados na liberação 6.0. Note por favor que 2710 não estarão apoiados além da liberação 6.0.

Q. Licenciar está reforçado em 2710 com liberação 6.0 enquanto é reforçado em MSE?

A. Não, licenciando não é reforçado no dispositivo do lugar. Mas certamente você precisa um WCS mais a licença a fim seguir clientes e etiquetas.

Q. Podem as etiquetas e os clientes de uma trilha que usam 2710 com base WCS licenciar?

A. Um precisa certamente o WCS MAIS a licença no WCS a fim seguir etiquetas e clientes. Com a licença da base WCS somente um cliente de cada vez pode ser seguido à precisão a mais próxima AP. Este é o lugar por encomenda que fornece somente o local atual e não fornece a informação de localização histórica.

Q. Pode a característica dos trilhos e das regiões ser aplicada aos clientes e às etiquetas em 2710?

A. Trabalhos dos trilhos e das regiões do lugar com ambos os 2710 e MSE. Quanto para a 2710, os trilhos e as regiões são aplicados a todos os dispositivos que são seguidos. Mas, para MSE, os trilhos e as regiões aplicam-se aos clientes, não para etiquetas, desde que as etiquetas são controladas pelo motor de AeroScout. Para a aplicação, os trilhos e as regiões MSE-CAS faz não todo o impacto às etiquetas controladas pelo motor de AeroScout.

AeroScout FAQ

Q. Que é Interoperabilidade com vista móvel?

A. AeroScout MobileView usa o lugar API a fim recuperar a informação de localização dos 2710 e/ou do MSE. O lugar API é o mesmo entre 2710 e MSE, assim que se você migra dos 2710 ao MSE, você pode usar o aplicativo de MobileView sem a necessidade de fazer todas as alterações.

Q. Como os excitadores são configurados?

A. O software de gerenciador do excitador de AeroScout é usado para configurar parâmetros do excitador.

Q. Podem o s/w de seguimento da etiqueta leem mapas do WCS, ou devem estes ser passadas dentro com o aplicativo de gerenciamento de AeroScouts?

A. Todos os mapas são empurrados do WCS a MSE durante o processo da sincronização e lidos pelo gerenciador de sistema de AeroScout do MSE.

Q. Que AeroScout Chokepoint modela é apoiado?

A. EX2000, EX3200, EX4000.

Q. Que são as recomendações ajustar o intervalo do quadro da notificação das etiquetas, e se dependem em cima da etiqueta que está ajustada para a mobilidade, a aceleração ou a retardação?

A. O intervalo regular do quadro da notificação da etiqueta para uma etiqueta estacionária deve ser ajustado a 3 aos minutos 5. Para etiquetas moventes, o intervalo do quadro deve ser ajustado a 3 aos segundos 5.

Q. Que eu me uso para ativar etiquetas?

A. O vendedor que o software específico da ativação da etiqueta é usado para ativar etiquetas, por exemplo para Aeroscout etiqueta-o tem que usar o ativador da etiqueta de Aeroscout.

Q. Que é o gerenciador de sistema de Aeroscout?

A. É uma plataforma baseado no Windows, que seja usada para empurrar a licença para etiquetas para MSE. A versão 3.2 a mais atrasada do gerenciador de sistema de AeroScout precisa de ser usada com código de software MSE 6.0.

Q. Que é analisador de AeroScout?

A. É uma ferramenta da calibração de AeroScout a fim executar a calibração para etiquetas.

Q. Que etiquetas são CCX certificado?

A. O T2 e as etiquetas T3 de AeroScout são CCX certificado. Refira etiquetas compatíveis do Wi-fi de Cisco para obter mais informações sobre da informação CCX em etiquetas dos outros fornecedores.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 110836