Serviços de rede de aplicativos : Switches de serviços de conteúdo Cisco CSS 11500 Series

Configuração Básica de Balanceamento de Carga do CSS

1 Julho 2009 - Tradução Manual
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução por Computador (29 Julho 2013) | Inglês (31 Janeiro 2006) | Feedback

Índice

Introdução
Pré-requisitos
      Requisitos
      Componentes Utilizados
      Convenções
      Teoria de Apoio
Configuração
      Interligação entre VLANs e Interfaces Ethernet
      Numeração das VLANs de Circuito
      Criação de Serviços e Keepalive
      Criação de um Proprietário de Conteúdo
      Criação de uma Regra de Conteúdo e Endereço IP Virtual
      Adição de Serviços a uma Regra de Conteúdo
Exemplo de Configuração
Verificação
Troubleshooting Básico

Introdução

Este documento irá ajudá-lo a estabelecer uma configuração básica de balanceamento de carga de Content Services Switches (CSS) e explica as funções de cada elemento de configuração. Ele não descreve em detalhes todos os recursos desses appliances. Para obter mais informações sobre qualquer recurso mencionado nesse documento, consulte a seçãoDiscussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco
Informações Relacionadas.

O exemplo apresentado neste documento define um endereço IP virtual (VIP) e liga três servidores reais, ou serviços, por trás desse VIP para que a carga seja balanceada.

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

  • WebNS versão 4.10, 5, 6, 7 compilação 17s

  • CSS 11150

As informações neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos utilizados neste documento foram iniciados com uma configuração padrão. Se a sua rede estiver em um ambiente de produção, esteja ciente do impacto potencial de qualquer comando.

Convenções

Para obter mais informações sobre convenções de documentos, consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco.

Teoria de Apoio

Ao criar uma configuração de balanceamento de carga, os dois mais importantes elementos de configuração específicos do CSS a serem compreendidos são as regras de conteúdo e os serviços.

As regras de conteúdo são os pontos em que os recursos de balanceamento de carga dos CSSs são personalizados, os endereços IP virtuais são definidos e os servidores reais (chamados de serviços) são vinculados a esses endereços IP virtuais. As regras de conteúdo permitem especificar os tipos de balanceamento de carga, os métodos de aderência, os endereços IP virtuais específicos de portas e um host de outros recursos. Quando uma solicitação chega a uma VLAN de circuito no CSS, ela é interrogada em relação a todas às suas regras de conteúdo em busca de uma correspondência. Uma vez feita a correspondência entre elementos específicos da solicitação e uma regra de conteúdo, o CSS fará o balanceamento da carga dessa solicitação para todos os serviços envolvidos naquela regra de conteúdo. Cada regra de conteúdo deve ser configurada sob um proprietário.

Os serviços são os servidores individuais reais que o CSS está balanceando. Os serviços são configurados individualmente e podem ser personalizados com vários tipos de keepalive. Por padrão, o Internet Control Message Protocol (ICMP). Um grupo de serviços também pode ser mencionado como um 'server farm'.

Configuração

Nesta seção, você encontrará informações para configurar os recursos descritos neste documento.

Note: Para obter informações adicionais sobre os comandos utilizados neste documento, use a Command Lookup tool do IOS.

Interligação entre VLANs e Interfaces Ethernet

No CSS, é necessário interligar a VLAN do circuito a uma interface para que seja possível numerar a VLAN. Como a VLAN1 é sempre a VLAN padrão para qualquer interface, você deve apenas interligar manualmente a VLAN10 nesta configuração.

CSS150#config
CSS150(config)#interface e12
CSS150(config-if[e12])#bridge vlan 10

Numeração das VLANs de Circuito

Aqui definimos um endereço IP para a interface da VLAN da qual o CSS receberá tráfego. Nesta configuração, o endereço IP está na mesma sub-rede que a interface de LAN do roteador. Os comandos do CSS diferenciam maiúsculas de minúsculas. As VLANs de circuito são mostradas com todas as letras maiúsculas.

CSS150#config
CSS150(config)#circuit VLAN1
CSS150(config-circuit[VLAN1])#ip address 192.168.1.50 255.255.255.0
CSS150(config-circuit-ip[VLAN1-192.168.1.50])#exit
CSS150(config-circuit[VLAN1])#exit
CSS150(config)#circuit VLAN10
CSS150(config-circuit[VLAN10])#ip address 10.10.10.50 255.255.255.0
CSS150(config-circuit-ip[VLAN10-10.10.10.50])#

Criação de Serviços e Keepalive

Se nenhum tipo de keepalive for especificado na configuração dos serviços, o tipo de keepalive será definido como o padrão, ICMP. Todos os serviços devem ser ativados manualmente após serem criados.

CSS150(config)#service www-server1
Create service <www-server1>,[y/n]:y
CSS150(config-service[www-server1])#ip address 10.10.10.1
CSS150(config-service[www-server1])#keepalive type ? 
  ftp                  Use FTP Keepalives for this service
  http             ;    Use HTTP Keepalives for this service
  icmp             ;    Use ICMP Keepalives for this service ( default )
  named            &nbs p;  Name of keepalive to use.
  none             ;    Disable keepalive for this service
  script           &nb sp;  Use SCRIPT Keepalives for this service
  tcp                  Use TCP Keepalives for this service
CSS150(config-service[www-server1])#keepalive type http
CSS150(config-service[www-server1])#active

Criação de um Proprietário de Conteúdo

Os proprietários existem para proporcionar uma flexibilidade administrativa. É possível agrupar várias regras de conteúdo sob diferentes proprietários para facilitar o gerenciamento. Todas as regras de conteúdo devem possuir um proprietário.

CSS150(config)#owner Sample
Create owner <Sample>,[y/n]:y
CSS150(config-owner[Sample])#

Criação de uma Regra de Conteúdo e Endereço IP Virtual

A Cisco recomenda que você especifique uma porta sob a regra de conteúdo por duas razões: permitir uma maior flexibilidade com o sistema de nomes de domínio (DNS), já que várias regras de conteúdo específicas de portas podem ser configuradas com o mesmo endereço IP, e permitir somente o tráfego necessário para o serviço, o que oferece uma maior segurança para os serviços por trás da regra de conteúdo. Duas regras de conteúdo podem coexistir com o mesmo endereço IP virtual se houver outros critérios para que o CSS os diferencie, tais como porta de TCP/UDP, URL, etc.

CSS150(config)#owner Sample
CSS150(config-owner[Sample])#content web-servers
Create content <web-servers>,[y/n]:y
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#ip address 192.168.1.1
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#port 80

Adição de Serviços a uma Regra de Conteúdo

É aqui que os serviços são ligados à regra de conteúdo e os servidores reais são associados ao endereço IP virtual. Assim que os serviços forem adicionados, as regras de conteúdo deverão ser ativadas manualmente antes que os serviços comecem a ouvir solicitações.

CSS150(config)#owner Sample
CSS150(config-owner[Sample])#content web-servers
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#add service www-server1
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#add service www-server2
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#add service www-server3
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#add service www-server4
CSS150(config-owner-content[Sample-web-servers])#active

Exemplo de Configuração

CSS150-4#show run

!Generated on 08/28/2001 18:40:54
!Active version: ap0410017s

configure


!*************************** GLOBAL ***************************
  ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 192.168.1.100 1

!************************* INTERFACE *************************
interface e12
  bridge vlan 10

!************************** CIRCUIT **************************
circuit VLAN1

  ip address 192.168.1.50 255.255.255.0

circuit VLAN10

  ip address 10.10.10.50 255.255.255.0

!************************** SERVICE **************************
service www-server1
  ip address 10.10.10.1
  keepalive type http
  active

service www-server2
  ip address 10.10.10.2
  keepalive type http
  active

service www-server3
  ip address 10.10.10.3
  keepalive type http
  active

!*************************** OWNER ***************************
owner Sample

  content web-servers
    protocol tcp
    port 80
    add service www-server1
    add service www-server2
    add service www-server3
    vip address 192.168.1.1
    active

basic_css_lb_config.gif

Verificação

No momento, não há procedimento de verificação disponível para esta configuração.

Troubleshooting Básico

Esta seção fornece informações que podem ser usadas para o troubleshooting da sua configuração.

Alguns comandos show são aceitos pela Output Interpreter Tool, o que permite exibir uma análise da saída do comando show.

Se houver timeout do tráfego destinado à regra de conteúdo e os pings do cliente para o IP da VLAN do circuito forem bem-sucedidos, convém verificar primeiro se os serviços estão ativos. O comando show service exibe o status dos serviços determinados pelos keepalives dos serviços individuais. Esse comando ajuda a diagnosticar erros do servidor. Um servidor é listado como 'inativo' somente se falhou a responder às sondagens de keepalive ou não foi 'ativado' manualmente.

  • show summary — Exibe a relação entre proprietários, regras de conteúdo e serviços.

  • show service summary — Exibe informações de resumo para todos os serviços, incluindo o estado do serviço, as conexões, o peso e a carga.


Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Document ID: 12557