Voz e comunicações unificadas : Cisco Unity Express

CallManager da Cisco expresso/exemplo de configuração do Cisco Unity Express

19 Setembro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução Manual (23 Maio 2008) | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback


Índice


Introdução

Este documento fornece uma configuração de exemplo para o CallManager da Cisco (CME) 4.0 expressos e o Cisco Unity Express (SUGESTÃO) 2.2.2, e como integrar estes dois sistemas em sua rede de telefonia.

Pré-requisitos

Requisitos

Certifique-se de atender a estes requisitos antes de tentar esta configuração:

  • Instale o hardware apropriado.

  • Transfira e instale o software apropriado de Cisco IOS�.

  • Transfira o software de Cisco Unified CallManager Express.

  • Transfira o software do Cisco Unity Express.

Componentes Utilizados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

  • Cisco 3725 Router no Cisco IOS Software Release 12.4(9)T

  • Cisco Catalyst 3550 Switch no Cisco IOS Software Release 12.1

  • Cisco IP 7960 Phone

  • Cisco Unified CallManager Express 4.0

  • Cisco Unity Express 2.2.2

As informações neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos utilizados neste documento foram iniciados com uma configuração (padrão) inicial. Se a sua rede estiver ativa, certifique-se de que entende o impacto potencial de qualquer comando.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

Configurar

Nesta seção, você é presentado com a informação a fim configurar as características descritas neste documento.

Nota: Use a Command Lookup Tool ( somente clientes registrados) para obter mais informações sobre os comandos usados nesta seção.

Diagrama de Rede

Este documento utiliza a seguinte configuração de rede:

/image/gif/paws/62609/tdcmecue-1.gif

Defina um servidor DHCP local

Em uma rede de telefonia IP otimizada, os endereços IP de telefones e PCs devem ser configurados em segmentos de rede diferentes. O protocolo de controle dinâmico de host (DHCP) permite-o de atribuir automaticamente endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT reusáveis aos clientes DHCP. Os recursos do servidor de DHCP IOS Cisco são uma implementação de servidor de DHCP completa que atribua e controle endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT das associações do endereço especificado dentro do roteador aos clientes DHCP. Se o servidor de DHCP IOS Cisco não pode satisfazer uma requisição DHCP do banco de dados, pode enviar o pedido a uns ou vários servidores DHCP secundários que o administrador de rede define.

Figura 1 mostra as etapas básicas que ocorrem quando requisições de cliente de DHCP um endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT de um servidor DHCP. O cliente, hospeda A, envia um mensagem de transmissão DHCPDISCOVER a fim encontrar um servidor de DHCP IOS Cisco. Um servidor DHCP oferece parâmetros de configuração tais como um endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT, um MAC address, um Domain Name, e um aluguer para o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT ao cliente em uma mensagem do unicast DHSCPOFFER.

Figura 1 — Requisição DHCP para um endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT de um servidor DHCP

/image/gif/paws/62609/tdcmecue-2.gif

O cliente retorna um pedido formal para o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT oferecido ao servidor DHCP em um mensagem de transmissão DHCPREQUEST. O servidor DHCP confirma que o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT está atribuído ao cliente com o retorno de uma mensagem do unicast DHCPACK ao cliente.

Para esta configuração você cria dois servidores DHCP locais, um para a Voz e um para dados. Quando você cria os dois servidores DHCP, você tem duas sub-redes diferentes que facilitam o processo da atribuição dos endereços correto sem nenhum conflito.

Este procedimento cria um pool compartilhado dos endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT, em que todos os clientes DHCP recebem a mesma informação que incluem o endereço IP do servidor de TFTP da opção 150. O benefício da seleção deste método para estabelecer o serviço DHCP é que você estabelece somente um conjunto de DHCP.

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Router#configure terminal
    
  3. Inscreva o comando ip dhcp pool pool name a fim criar um nome para o conjunto de endereços do servidor DHCP e entrar no modo da configuração de pool DHCP.

    Router(config)#ip dhcp pool Voice
    
  4. Incorpore a máscara do IP address do comando network a fim especificar o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT do pool de endereço DHCP e da máscara opcional.

    Router(dhcp-config)#network 172.22.100.0 255.255.255.0
    
  5. Entre no endereço IP do comando option 150 a fim especificar o endereço de servidor de TFTP de que Cisco unificou a transferência do telefone IP o arquivo de configuração da imagem.

    Router(dhcp-config)#option 150 ip 172.22.1.107
    
  6. Incorpore o IP address do comando default-router a fim especificar o roteador que os Telefones IP se usam para enviar ou receber o tráfego IP que é externo a sua sub-rede local.

    Router(dhcp-config)#default-router 172.22.100.1
    
  7. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(dhcp-config)#end
    

    Nota:  Repita o mesmo procedimento a fim criar o servidor DHCP local para a escala de endereços de dados.

Configurar as interfaces do roteador

Neste caso, a plataforma 3725 contém duas interfaces fastethernet que podem ser usadas a fim conectar ao switch central. Contudo, você quer poder usar somente uma relação a fim transmitir o tráfego de dados, o tráfego de voz, e tem o acesso ao Internet através do gateway padrão. Um bom método que permita este é chamado uma comunicação de InterVLAN, em que o roteador tem a capacidade de dividir uma de suas relações em diversas subinterfaces a fim criar segmentos lógicos diferentes ou VLAN. Com esta característica, o roteador pode receber pacotes em um VLAN e enviá-los a um outro VLAN. Você precisa de permitir o link inter do interruptor (ISL) ou o entroncamento do 802.1Q em uma única conexão física entre o interruptor e o roteador a fim realizar este. Depois que os endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT são configurados em subinterfaces, o roteador está ciente da rede associada com cada VLAN como diretamente uma rede conectada.

Figura 2 mostra um roteador conectado a um interruptor com a relação do FastEthernet0/0 conectada a uma porta de tronco em um interruptor. A interface fastethernet é dividida no interfacer lógico, subinterfaces, para cada VLAN e atribuiu um endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT para atuar como um gateway para cada domínio de transmissão.

Figura 2 — Configurar o roteamento de interVLAN

tdcmecue-3.gif

Isto mostra a configuração exigida para o roteador 3725 que usa a colocação de etiquetas do quadro do 802.1Q:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Router#configuration terminal
    
  3. Entre na porta do comando interface fastethernet a fim incorporar o modo de configuração da interface.

    Router(config)#interface fastethernet 0/0.1
    
  4. Inscreva o nativo do comando encapsulation [dot1q/ISL] identificação-NUM a fim criar o VLAN nativo.

    Router(config-if)#encapsulation dot1q 1 native
    
  5. Incorpore a máscara do IP address do comando ip address a fim atribuir à relação um endereço válido.

    Router(config-if)#ip address 172.22.1.154 255.255.255.0
    
  6. Inscreva o comando exit a fim sair da configuração dessa relação.

    Router(config-if)#exit
    
  7. Inscreva o comando interface fastethernet port.id-num a fim criar e incorporar a configuração da subinterface da Voz.

    Router(config)#interface fastethernet 0/0.100
    
  8. Inscreva o comando encapsulation [dot1q/ISL] identificação-NUM a fim permitir o tronco.

    Router(config-if)#encapsulation dot1q 100
    
  9. Incorpore a máscara do IP address do comando ip address a fim atribuir um endereço válido à subinterface da Voz.

    Router(config-if)#ip address 172.22.100.1 255.255.255.0
    
  10. Inscreva o comando interface fastethernet port.id-num a fim criar e incorporar a configuração de sua subinterface dos dados.

    Router(config)#interface fastethernet 0/0.20
    
  11. Inscreva o comando encapsulation [dot1q/ISL] identificação-NUM a fim permitir o tronco.

    Router(config-if)#encapsulation dot1q 20
    
  12. Incorpore a máscara do IP address do comando ip address a fim atribuir um endereço válido à subinterface dos dados.

    Router(config-if)#ip address 172.22.101.1 255.255.255.0
    
  13. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-if)#end
    

Ajuste o protocolo Network Time Protocol

O Network Time Protocol (NTP) permite que você sincronize seu roteador de Cisco Unified CallManager Express a um único pulso de disparo na rede, que é sabida como o mestre do pulso de disparo. O NTP é desabilitado em todas as relações à revelia, mas é essencial para Cisco Unified CallManager Express. Consequentemente, você deve assegurar-se de que esteja permitido. Este procedimento mostra as etapas a fim permitir o NTP no Cisco 3725:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Router#configure terminal
    
  3. Incorpore o hora-offset da zona do comando clock timezone a fim ajustar o fuso horário local.

    Router(config)#clock timezone central -8
    
  4. Entre na zona do comando clock summer-time que retorna a fim especificar o tempo do horário de verão. O padrão é que as horas de verão estão desabilitadas.

    Router(config)#clock summer-time central recurring
    
  5. Inscreva o comando ntp server ip address a fim permitir que o pulso de disparo neste roteador seja sincronizado com o servidor de NTP especificado. Neste caso, este é o mesmo endereço do servidor TFTP.

    Router(config)#ntp server 172.22.1.107
    
  6. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config)#end
    

Configurar VLAN em um Catalyst Switch 3550

Você pode criar as redes de área local virtual diferentes (VLAN) a fim separar o tráfego de um do outro a fim separar a voz e tráfego de dados. Crie dois VLAN, um para a Voz e um para dados em um Catalyst Switch, a fim realizar isto. Com isto, você cria duas sub-redes lógicas que criam domínios de transmissão múltiplos e impedem a possibilidade de laços na rede. Certamente os telefones e os PC são conectados junto fisicamente, mas separados logicamente em sub-redes diferentes. Estas são as etapas para criar um VLAN para a Voz em um Catalyst 3550.

Figura 3 mostra como os VLAN permitem o interruptor de ter domínios de transmissão múltiplos dentro de um ambiente comutado. Um VLAN para a Voz e um VLAN para dados são criados. Duas completamente sub-redes separadas permitem os telefones e os PC a fim falar nos VLAN que correspondem.

Figura 3 — Vista geral VLAN

/image/gif/paws/62609/tdcmecue-4.gif

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Switch>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Switch#configure terminal
    
  3. Inscreva o comando vlan vlan-id a fim criar um VLAN no interruptor.

    Switch(config)#vlan 100
    
  4. Incorpore o VLAN-nome do comando name a fim dar um nome ao VLAN.

    Switch(config)#name Voice
    
  5. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Switch(config)#end
    

    Nota: Repita o mesmo procedimento a fim criar o VLAN para dados.

Configurar uma relação em um Catalyst Switch 3550

Você precisa de configurar a relação que conecta ao roteador a fim terminar o processo do entroncamento entre o Cisco 3725 Router e o Catalyst 3550 Switch. A configuração na relação do interruptor precisa de ser a mesma que a configuração na relação do roteador, de modo que o tronco possa levar o tráfego dos VLAN diferentes através de um link único. Uma interface de VLAN, por exemplo, o int vlan 1, pode ser criada para cada VLAN que é configurado no interruptor. Neste caso, use a interface padrão VLAN (int vlan 1) para o VLAN de gerenciamento. Uma vez que a relação VLAN é criada e configurada corretamente, você precisa de permitir o entroncamento na relação. Esta é a configuração para a relação do Catalyst 3550 Switch:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Switch>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Switch#configure terminal
    
  3. Inscreva o comando interface vlan vlan-id a fim incorporar a relação que você quer configurar.

    Switch(config)#interface vlan 1
    
  4. Incorpore a máscara do IP address do comando ip address a fim dar à relação um endereço válido

    Switch(config-if)#ip address 172.22.1.201 255.255.255.0
    
  5. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração dessa relação.

    Switch(config-if)#exit
    
  6. Inscreva o comando ip default-gateway ip-address a fim dar o acesso à rede externa.

    Switch(config)#ip default-gateway 172.22.1.1
    
  7. Entre na porta do comando interface fastethernet a fim incorporar a relação que precisa de ser permitida para o entroncamento

    Switch(config)#interface fastethernet 0/19
    
  8. Incorpore o encapsulamento [dot1q/ISL] do comando switchport trunk a fim escolher o método em que os quadros são etiquetados.

    Switch(config-if)#switchport trunk encapsulation dot1q
    
  9. Inscreva o comando switchport mode trunk a fim permitir o tronco.

    Switch(config-if)#switchport mode trunk
    
  10. Inscreva o comando switchport trunk allowed vlan all a fim permitir todos os VLAN no tronco.

    Switch(config-if)#switchport trunk allowed vlan all
    
  11. Entre no [full/half] do comando duplex a fim permitir o modo duplex, mesmos que o duplex desse roteador.

    Switch(config-if)#duplex full
    
  12. Incorpore o número do comando speed a fim ajustar a velocidade dos dados.

    Switch(config-if)#speed 100
    
  13. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Switch(config-if)#end
    

Configurar a porta para conectar ao Cisco 7960 um telefone IP

Um telefone IP do Cisco 7960 apoia a conexão a um PC ou a um outro dispositivo. Por este motivo, uma relação que conecte um Catalyst 3550 Family Switch a um telefone IP do Cisco 7960 pode levar uma mistura de voz e tráfego de dados. Você precisa de ajustar a relação como um tronco a fim poder levar o tráfego da Voz e os VLAN de dados em um link único e permitir que estendam através da toda a rede. Uma vez que o modo de tronco é permitido, os dois switchports para os VLAN diferentes devem ser configurados a fim especificar como o tráfego é dividido. Configurar uma Voz VLAN a fim levar o tráfego de voz e um VLAN nativo a fim permitir que o resto do tráfego viaje sem etiqueta com este VLAN. Execute este procedimento a fim configurar uma porta para levar a voz e tráfego de dados em VLAN diferentes.

Figura 4 mostra um tronco criado entre o interruptor e o telefone. O tronco reflete um tipo 802.1q de encapsulamento e os VLAN diferentes permitidos ser estendido através da rede.

Figura 4 — Entroncamento

/image/gif/paws/62609/tdcmecue-5.gif

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Switch>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração global.

    Switch#configure terminal
    
  3. Entre na porta do comando interface fastethernet a fim entrar na porta usada para conectar o telefone.

    Switch(config)#interface fastethernet0/21
    
  4. Inscreva o comando switchport mode trunk a fim configurar a porta como um tronco de VLAN.

    Switch(config-if)#switchport mode trunk
    
  5. Inscreva o comando switchport trunk encapsulation dot1q a fim configurar a porta para apoiar o encapsulamento 802.1q.

    Switch(config-if)#switchport trunk encapsulation dot1q
    
  6. Incorpore o ID de VLAN vlan da Voz do comando switchport a fim instruir o Cisco IP Phone para enviar todo o tráfego de voz com o VLAN especificado.

    Switch(config-if)#switchport voice vlan 100
    
  7. Incorpore o ID de VLAN do comando switchport trunk native vlan a fim instruir o Cisco IP Phone para enviar todo o tráfego de dados com o VLAN especificado.

    Switch(config-if)#switchport trunk native vlan 20
    
  8. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Switch(config-if)#end
    

Configurar os parâmetros de Cisco Unified CallManager Express

A próxima etapa no processo de configuração altera os arquivos de configuração telefônica do linguagem de marcação extensível (XML) de modo que os Telefones IP possam automaticamente encontrar os padrões a fim os configurar quando vêm em linha ou são recarregados. Para efeitos de segurança, desligue a opção do registro automático para o nenhum-auto registo a fim impedir uma conexão de todo o telefone sem permissão. Valores de grupos deste procedimento para os parâmetros da telefonia que o sistema de Cisco Unified CallManager Express exige. Com este procedimento, você constrói os arquivos de configuração. Consequentemente, os telefones podem transferir os valores de parâmetro para restaurar-se.

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo de exec privilegiado.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Incorpore o flash do comando tftp-server: nome de arquivo a fim permitir o roteador expresso do CallManager da Cisco fornecer o acesso TFTP ao arquivo especificado pelo telefone IP servido pelo roteador.

    Router(config)#tftp-server flash:P00307020300.bin
    
  4. Inscreva o comando telephony-service a fim incorporar o modo de configuração do telefone.

    Router(config)#telephony-service
    
  5. Entre nos MAX-NUM-telefones do comando max-ephones a fim ajustar o número máximo de Telefones IP a ser apoiados por esta plataforma.

    Router(config-telephony)#max-ephones 144
    
  6. Incorpore os MAX-diretório-números do comando max-dn a fim ajustar o número máximo de Ramais que podem existir nesta plataforma.

    Router(config-telephony)#max-dn 500
    
  7. Incorpore o comando nenhum auto-REG-Ephone a fim impedir a conexão de todo o telefone ao sistema.

    Router(config-telephony)#no auto-reg-ephone
    
  8. Incorpore o arquivo de firmware do tipo de telefone do comando load a fim identificar o arquivo de firmware que o telefone IP se usa para registrar no sistema.

    Router(config-telephony)#load 7960 P0030700300
    
  9. Incorpore o IP address do comando ip source-address a fim identificar o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT e o número de porta que os usos expressos do roteador do CallManager da Cisco para o registo do telefone IP. A porta padrão é 2000.

    Router(config-telephony)#ip source-address 172.22.1.107
    
  10. Incorpore o comando criam CNF-arquivos a fim construir os arquivos de configuração XML.

    Router(config-telephony)#create cnf-files
    
  11. Inscreva o FULL-consultante do transferência-sistema do comando a fim especificar o método de transferência de chamada. Este é o método padrão.

    Router(config-telephony)#transfer-system full-consultant
    
  12. Entre no secundário-tom de discagem 9 do comando a fim criar um outro tom quando você disca 9 para colocar uma chamada externa.

    Router(config-telephony)#secondary-dialtone 9
    
  13. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-telephony)#end
    

Provision Telefones IP

Os parâmetros de Cisco Unified CallManager Express são ajustados assim que os Telefones IP podem registrar-se e começar funcionar. Contudo, antes que você comece fazer e receber atendimentos, você precisa de registrar os Telefones IP específicos que você quer no sistema expresso do CallManager da Cisco. Neste processo você estabelece o Ephone-dns individual e associa então cada um com um botão ou uns botões em uns ou vários ephones. Cada ephone-dn é uma linha virtual, ou a extensão, em que as conexões de chamada podem ser feitas. Cada telefone físico deve ser configurado como um ephone no roteador expresso do CallManager da Cisco a fim receber o apoio no ambiente de LAN. Com o uso do comando do ephone-dn e da duplo-linha palavra-chave você cria um ephone-dn na duplo-linha modo. A razão é ter uma porta de voz e dois canais a fim segurar dois atendimentos independentes. Este modo permite transferência de chamada, a espera de chamada, e as opções da conferência. Este procedimento registra ephones e ephone-dns com duplo-linha modo:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Incorpore a duplo-linha da dn-etiqueta do ephone-dn do comando a fim criar a extensão com os dois canais.

    Router(config)#ephone-dn 11 dual-line
    
  4. Incorpore o número do comando number a fim configurar um número de extensão válida.

    Router(config-ephone-dn)#number 1001
    
  5. Dê entrada com o nome do comando name a fim associar um nome a este ephone-dn.

    Router(config-ephone-dn)#name John Smith
    
  6. Inscreva o comando exit a fim deixar a configuração do ephone-dn.

    Router(config-ephone-dn)#exit
    
  7. Entre na telefone-etiqueta do ephone do comando a fim incorporar a configuração telefônica física.

    Router(config)#ephone 1
    
  8. Entre no [mac address] do comando mac-address a fim especificar que telefone é configurado.

    Router(config-ephone)#mac-address 0030.94C2.D6E7
    
  9. Incorpore o tipo de telefone do comando type a fim especificar o tipo de telefone.

    Router(config-ephone)#type 7960
    
  10. Entre na dn-etiqueta do botão-número do botão comando (separador) a fim associar o número do botão e a linha características com uma extensão. Neste caso, use a: separador (dos dois pontos) que implica um anel normal.

    Router(config-ephone)#button 1:11
    
  11. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-ephone)#end
    

Ajuste o Plano de discagem no CallManager da Cisco expresso

Um teste padrão do dial plan cria uma sequência dos dígitos que especifique um prefixo global para a expansão de números de extensão abreviados nos números E.164 totalmente qualificados. Com esta configuração, o sistema expresso do CallManager da Cisco pode traçar ao máximo um teste padrão do dígito para um teste padrão abreviado do número de telefone E.164 do prefixo do número de extensão. Este procedimento mostra a configuração para o teste padrão do dial plan:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Inscreva o comando telephony-service a fim incorporar o modo de configuração do telefonia-serviço.

    Router(config)#telephony-service
    
  4. Incorpore o comprimento do comprimento de extensão do teste padrão da etiqueta do DIALPLAN-teste padrão do comando a fim combinar o número de extensão ao telefone.

    Router(config-telephony)#dialplan-pattern 1 5123781291 extension length 4
    
  5. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-telephony)#end
    

Conecte ao PSTN

Durante esta tarefa, configurar as portas de voz FXO a fim apoiar conexões à rede telefônica do serviço público (PSTN). Configurar o hardware (portas de voz) e os dial peer exigidos colocar e receber chamadas recebidas e enviadas a fim fazer a conexão a um telefone fora da rede.

Esta configuração é dividida em três porções. Primeiramente, você precisa de configurar sua porta FXO a fim enviar chamadas recebidas aos Ramais que aceitam o discado, por exemplo a um recepcionista que possa transferir a chamada recebida. Este procedimento ajuda-o a configurar suas portas FXO:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Entre na /porta do entalhe do comando voice-port a fim incorporar o modo de configuração da porta de voz e especificar que porta a configurar. Esta porta é essa a onde o cabo de telefone é conectado, neste caso a porta de voz 1/0.

    Router(config)#voice-port 2/1/0
    
  4. Incorpore os dígitos do comando connection plar a fim especificar para baixo uma linha privada, conexão automática do anel (PLAR) e envie automaticamente a chamada recebida à extensão especificada pelo argumento dos dígitos.

    Router(config-voiceport)#connection plar 1001
    
  5. Inscreva o comando caller-id enable a fim permitir que a informação de identificador de chamada seja recebida na porta FXO que é configurada.

    Router(config-voiceport)#caller-id enable
    
  6. Inscreva o comando exit a fim deixar a configuração da porta de voz.

    Router(config-voiceport)#exit
    

Em segundo, você precisa de criar alguns dial peer para que o sistema expresso do CallManager da Cisco associe um número de telefone com uma porta FXO particular de modo que as chamadas feitas possam ser colocadas. Você precisa de criar tantos como dial peer enquanto você precisa (chamadas local, chamadas interurbanas, chamadas internacionais e assim por diante) porque você considera a ordem diferente em que são tratados e determinadas limitações. Refira compreendendo dial peer e trechos de chamada em plataformas do IOS da Cisco para obter mais informações sobre do dial peers. Você atribui um número de porta de voz ao dial peer e a um padrão de destino. Este procedimento configura um dial peer para chamadas local:

  1. Entre nos potenciômetros da etiqueta do comando dial-peer voice a fim configurar um dial peer do POTS externo.

    Router(config)#dial-peer voice 1 pots
    
  2. Inscreva o comando destination-pattern string a fim especificar o teste padrão dos números que o usuário deve discar para colocar um atendimento que inclua o prefixo e os números de destino.

    Você pode usar caráteres diferentes para representar os números. Contudo, este procedimento configura um dial peer da chamada local com um prefixo 9 (seletor do número para colocar uma chamada externa), o [](suportes) para indicar uma escala, e o seis “.” (pontos) para combinar algum dígito incorporado. Refira a seção da remoção de dígito e dos prefixos de configurar Planos de discagem, dial peer, e Manipulação de dígitos para mais informação.

    Router(config-dial-peer)#destination-pattern 9[2-9]......
    

    Nota: O ^ dos caracteres especiais e $ são contados porque os dígitos explictly combinados e nenhum interior do teste padrão () não são contados como dígitos explictly combinados.

  3. Entre na /porta do entalhe do comando port a fim especificar a porta através de que os atendimentos a este par são colocados.

    Router(config-dial-peer)#port 2/1/0
    
  4. Incorpore a caráter-vírgula do número do comando prefix a fim especificar que o número lhe dá um tom de discagem para colocar uma chamada externa.

    Router(config-dial-peer)#prefix 9,
    
  5. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-dial-peer)#end
    

Em terceiro lugar, você precisa de criar um dial peer para que um telefone analógico possa conecte a uma porta da estação de câmbio internacional (FXO). A relação FXS é um conector RJ-11 que permita a conexão para o equipamento de telefone básico, conjunto de teclas, PBX, e forneça o anel, a tensão, e o tom de discagem. Você precisa de atribuir a porta FXS a este dial peer e de dar-lhe um destino ou uma extensão a fim poder configurar as portas FXS no roteador. Este é o procedimento para configurar as portas FXS:

  1. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  2. Entre nos potenciômetros da etiqueta do comando dial-peer voice a fim configurar um dial peer do POTS externo.

    Router(config)#dial-peer voice 5 pots
    
  3. Inscreva o comando destination-pattern string a fim especificar o teste padrão dos números que o usuário deve discar para colocar um atendimento. Neste caso, atribua um destino-teste padrão com o mesmo comprimento de extensão que seus Telefones IP de modo que você possa evitar a confusão com o resto dos dial peer.

    Com o dial peer, você pode fazer chamadas local, longa distância, e chamadas internacionais do telefone analógico.

    Router(config-dial-peer)#destination-pattern 1005
    
  4. Entre na /porta do entalhe do comando port a fim especificar a porta que corresponde a sua relação FXS através de que os atendimentos a este par são colocados.

    Router(config-dial-peer)#port 2/0/0
    
  5. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-dial-peer)#end
    

Ative a conectividade IP ao software do Cisco Unity Express

Agora você precisa de integrar o Cisco Unity Express 2.2.2 ao CallManager da Cisco expressa 4.0. A fim fazer isto, você precisa de criar duas relações assim que uma comunicação entre o Cisco Unity Express e o Cisco Call Manager expressos pode ocorrer. O primeiro é uma relação ao roteador que hospeda o CallManager da Cisco expresso que se estabelece previamente em configurar as interfaces do roteador. O segundo é uma relação que ligue junto o Cisco Unity Express e portas e endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT expressos do CallManager da Cisco. Termine estas etapas a fim conseguir esta tarefa:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Incorpore o entalhe/unidade do serviço-motor do comando interface a fim incorporar o modo de configuração da interface do Cisco Unity Express.

    Router(config)#interface service-engine 1/0
    
  4. Inscreva o comando ip unnumbered type number a fim especificar o tipo de interface e o número para o roteador do Cisco IOS.

    Router(config-if)#ip unnumbered fastethernet 0/0.1
    
  5. Incorpore o subnet mask do endereço sugestão-IP do endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT do comando service-module a fim especificar o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT da interface de módulo do Cisco Unity Express. O IP deve ser na mesma sub-rede como o roteador do Cisco IOS esse Cisco Unity Express dos anfitriões.

    Router(config-if)#service-module ip address 172.22.1.155 255.255.255.0
    
  6. Incorpore o endereço IP de Gateway padrão do comando service-module IP a fim especificar o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT do roteador do Cisco IOS esse Cisco Unity Express dos anfitriões.

    Router(config-if)#service-module ip default-gateway 172.22.1.154
    

    Nota: Estas etapas trabalham somente se o Proxy-arp está permitido atualmente na relação (FastEthernet0/0.1) provida como unnumbered na configuração do Serviço-motor. O Proxy-arp é permitido à revelia em interfaces Ethernet, e o status operacional do Proxy-arp na relação pode ser verificado se você emite a relação FastEthernet0/0.1 da mostra IP. Se o Proxy-arp é desabilitado, pode re-ser permitido se você emite o Proxy-arp IP sob a configuração da interface

  7. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração da interface.

    Router(config-if)#exit
    
  8. Incorpore o entalhe/número do serviço-motor da máscara do IP address do comando ip route a fim estabelecer uma rota estática ao módulo do Cisco Unity Express.

    Router(config)#ip route 172.22.1.155 255.255.255.255 service-engine 1/0
    
  9. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    Router(config)#end
    

    Nota: Embora haja um modo enable no módulo CLI do Cisco Unity Express, o Cisco Unity Express não tem nenhuma capacidade da senha. Todo o administrador de rede com acesso ao modo enable no roteador pode alcançar o Cisco Unity Express CLI. Não há nenhum usuário - identificação ou controle da senha no Cisco Unity Express CLI. O acesso é controlado através do roteador. Se registrar é exigido, você precisa de estabelecer o roteador com monitoração AAA/RADIUS do acesso do início de uma sessão.

Configurar dial peer para telefones expressos do CallManager da Cisco para chamar o correio de voz do Cisco Unity Express

Um dial peer dedicado é exigido facilitar uma comunicação entre o CallManager da Cisco expresso e o Cisco Unity Express. O destino-teste padrão sob o dial peer atribui um grupo de números de telefone dedicados aos aplicativos tais como o Cisco Unity Express. Uma coisa que você precisa de considerar é que o número do correio de voz deve estar dentro da escala do destino-teste padrão do dial peer, e o Ephone-dns deve ser configurada para o encaminhamento de chamada ao número do correio de voz que provoca o uso do dial peer. O dial peer do Cisco Unity Express deve usar o Session Initiation Protocol (SIP) para sessões de chamada e para a tradução de tons multifrequency do tom dual (DTMF) no SORVO notifique mensagens. Uma detecção de atividade da Voz (VAD) deve ser desligada e um codec deve ser designada.

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Incorpore o voip da etiqueta do comando dial-peer voice a fim definir um dial peer com um método do encapsulamento da Voz.

    Router(config)#dial-peer voice 2 voip
    
  4. Inscreva o comando destination-pattern string a fim especificar o prefixo ou o número E.164 completo a ser usados para o dial peer.

    Router(config-dial-peer)#destination-pattern 2...
    
  5. Inscreva o comando session protocol sipv2 a fim especificar o SORVO como o protocolo de sessão para atendimentos entre o roteador do CallManager da Cisco do host e o módulo expressos do Cisco Unity Express.

    Router(config-dial-peer)#session protocol sipv2
    
  6. Incorpore o endereço do comando session target ipv4:destination-ip a fim designar um endereço rede-específico para receber atendimentos de uma Voz sobre o dial peer IP.

    Router(config-dial-peer)#session target ipv4:172.22.1.155
    
  7. Inscreva o comando dtmf-relay sorvo-notificam a fim encaminhar os toms DMTF que usam o SORVO notificam mensagens.

    Router(config-dial-peer)#dtmf-relay sip-notify
    
  8. Incorpore o codec do comando codec a fim especificar a taxa do codec da Voz de discurso para um dial peer.

    Router(config-dial-peer)#codec g711ulaw
    

    Nota: Assegure-se de sempre que não haja nenhuma incompatibilidade de codec como toda a má combinação pôde conduzir à falha da chamada de entrada e de saída.

  9. Inscreva o comando no vad a fim desabilitar o VAD para os atendimentos que usam um dial peer particular.

    Router(config-dial-peer)#no vad
    
  10. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    Router(config-dial-peer)#end
    

Configurar o acesso ao correio de voz

A configuração expressa do CallManager da Cisco deve incluir a criação de um número do correio de voz que esteja dentro da escala do padrão de destino para o dial peer que você criou previamente. O número do correio de voz é o número de telefone que é discado quando o botão Messages Button em um Cisco IP Phone é pressionado, ou um ocupado ou uma chamada não respondida estão encaminhados ao correio de voz. Termine estas etapas a fim configurar seu número de telefone do correio de voz. Além, o Ephone-dns deve ser configurado para encaminhar atendimentos não respondidos ou ocupados ao número do correio de voz.

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Inscreva o comando telephony-service a fim incorporar o modo de configuração do telefonia-serviço.

    Router(config)#telephony-service
    
  4. Entre no número de telefone do correio de voz do comando a fim definir o número que é discado quando o botão Messages Button é pressionado.

    Router(config-telephony-service)#voicemail 2000
    
  5. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    Router(config-telephony-service)#exit
    
  6. Entre na dn-etiqueta do ephone-dn do comando a fim incorporar o modo de configuração do ephone-dn para alterar os Ramais criados previamente.

    Router(config)#ephone-dn 11
    
  7. Entre no número de diretório do Call Forward Busy do comando a fim configurar o encaminhamento de chamada de modo que as chamadas recebidas a uma extensão ocupada sejam enviadas ao correio de voz.

    Router(config-ephone-dn)#call-forward busy 2000
    
  8. Incorpore os segundos noan atendimento-dianteiros do intervalo do número de diretório do comando a fim configurar o encaminhamento de chamada de modo que as chamadas recebidas a uma extensão sem resposta sejam enviadas ao correio de voz.

    Router(config-ephone-dn)#call-forward noan 2000 time 10
    
  9. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-ephone-dn)#end
    

    Nota: Repita etapas 6-9 em todos os Telefones IP de Cisco conectados ao sistema.

Configurar MWI

O mecanismo MWI gira sobre o indicador claro em Telefones IP de Cisco a fim informar o usuário que há uma espera do mensagem do correio de voz. O MWI é iniciado depois que alguém sae de um mensagem do correio de voz e desligado depois que o usuário escuta o correio de voz. Crie dois Ephone-dns, um com a característica MWI sobre (por exemplo, ephone-dn 8000) e o outro com a característica MWI fora (por exemplo, ephone-dn 8001) a fim ter o trabalho do mecanismo MWI.

Quando uma extensão recebe um atendimento (1001 exteriores) e não é respondida, o telefone IP encaminha o atendimento ao correio de voz onde a pessoa deixa uma mensagem. Uma vez que a mensagem é gravada, o Cisco Unity Express coloca um atendimento da notificação MWI ao MWI que processa o ephone-dn (8000 exteriores) e adiciona a extensão (1001 exteriores) como a chamada originada ID para o atendimento da notificação. O número discado é 80001001. A luz gira sobre a extensão (1001 exteriores).

Quando o usuário da extensão (1001 exteriores) escuta todo o correio de voz, o Cisco Unity Express coloca um atendimento da notificação MWI ao MWI que processa o ephone-dn (8001 exteriores) e adiciona a extensão (1001 exteriores) como a chamada originada ID para o atendimento da notificação. O número 80011001 é discado. Depois que o usuário escuta o correio de voz, a luz desliga. Este é o procedimento para configurar o MWI Ephone-dns:

  1. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    Router>enable
    
  2. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    Router#configure terminal
    
  3. Entre no ephone-dn do comando a fim criar os Ramais para as linhas do Cisco IP Phone.

    Router(config)#ephone-dn 14
    
  4. Incorpore o número do comando number a fim associar um telefone ou uma extensão com o ephone-dn.

    Router(config-ephone-dn)#number 8000....
    
  5. Entre no mwi do comando [em|fora de] a fim configurar o Ephone-dns específico para receber a notificação MWI de um sistema de correio de voz externo.

    Router(config-ephone-dn)#mwi on
    
  6. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração.

    Router(config-ephone-dn)#end
    

    Nota: Repita o mesmo procedimento a fim criar uma extensão 8001 com o MWI fora.

Configurar o aplicativo do correio de voz

A partir de agora, a maioria das configurações precisam de ser feitas no módulo Unity Express real de NM-Cisco, assim que significa que uma conexão precisa de estabelecer do roteador ao módulo. O Cisco Unity Express tem o EXEC e os modos de configuração que se operam similarmente ao EXEC e aos modos de configuração para comandos do IOS Cisco CLI. Emita o comando session do serviço-motor 1/0 do módulo de serviço a fim entrar no Cisco Unity Express. Este é o procedimento para configurar o correio de voz:

  1. Incorpore a sessão do serviço-motor 1/0 do comando service-module a fim conectar ao módulo.

    Router#service-module service-engine 1/0 session
    
  2. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    se-172-22-1-155>enable
    
  3. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155#configure terminal
    
  4. Incorpore o correio de voz do aplicativo do comando ccn a fim incorporar a configuração do aplicativo para o correio de voz.

    se-172-22-1-155(config)#ccn application voicemail
    
  5. Inscreva o comando description “texto” a fim incorporar uma descrição do aplicativo.

    se-172-22-1-155(config-application)#description "Cisco Voicemail"
    
  6. Entre nos maxsessions do comando numeram a fim especificar o número de assinantes que podem alcançar este aplicativo simultaneamente. Refira a partilha de portas entre aplicativos e disparadores para obter mais informações sobre do valor.

    se-172-22-1-155(config-application)#maxsessions 4
    
  7. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração do aplicativo.

    se-172-22-1-155(config-application)#exit
    
  8. Inscreva o comando exit a fim terminar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155(config)#exit
    

Configurar o aplicativo do atendimento automático

O aplicativo do atendimento automático permite o sistema mandar um auto operador responder aos atendimentos e dá ao chamador opções diferentes para escolher de um menu. Por exemplo, se os sistemas do Cisco Unity Express têm um atendimento automático, o chamador escuta um cumprimento bem-vindo e então podem escolher a opção a fim ser transferido a um departamento específico (por exemplo, vendas, HR e assim por diante) ou a uma pessoa específica (por exemplo, John Smith, Alex Lewis e assim por diante). Este procedimento fornece uma configuração para o atendimento automático:

  1. Incorpore a sessão do entalhe/número do serviço-motor do comando service-module a fim conectar ao módulo.

    Router#service-module service-engine 1/0 session
    
  2. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    se-172-22-1-155#enable
    
  3. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155#configure terminal
    
  4. Entre no AutoAttendant do aplicativo do comando ccn a fim especificar o aplicativo configurar.

    se-172-22-1-155(config)#ccn applicatio autoattendant
    
  5. Inscreva o comando description “texto” a fim incorporar uma descrição do aplicativo.

    se-172-22-1-155(config-application)#description "Cisco Auto-Attendant"
    
  6. Entre nos maxsessions do comando numeram a fim especificar o número de chamadores que podem alcançar este aplicativo simultaneamente. Refira a partilha de portas entre aplicativos e disparadores para obter mais informações sobre do valor.

    se-172-22-1-155(config-application)#maxsessions 4
    
  7. Incorpore valor” do “nome” do comando parameter o a fim especificar o parâmetro para o aplicativo.

    se-172-22-1-155(config-application)#parameter "operExtn" "1001"
    
  8. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração do aplicativo.

    se-172-22-1-155(config-application)#exit
    
  9. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    se-172-22-1-155(config)#exit
    

Configurar disparadores do SORVO para aplicativos

Após o correio de voz e o atendimento automático são configurados, o sistema deve ser configurado para começar o correio de voz, e aplicativos do atendimento automático quando um sinal ou um disparador específico são invocados. O disparador é um número de telefone. Quando um chamador disca um número de telefone especificado, o subsistema do SORVO começa o correio de voz ou o atendimento automático. Este procedimento configura disparadores do SORVO para o correio de voz:

  1. Incorpore a sessão do entalhe/número do serviço-motor do comando service-module a fim conectar ao módulo.

    Router#service-module service-engine 1/0 session
    
  2. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    se-172-22-1-155>enable
    
  3. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155#configure terminal
    
  4. Incorpore o número do phonenumber do sorvo do disparador do comando ccn a fim especificar o número de telefone que atua como o modo de configuração do disparador. O valor numérico pode combinar um dos testes padrões configurados no campo do destino-teste padrão do dial peer do SORVO esses pontos ao Cisco Unity Express.

    se-172-22-1-155(config)#ccn trigger sip phonenumber 2000
    
  5. Entre na corda de comando application a fim especificar o nome do aplicativo começar quando o disparador é incorporado.

    se-172-22-1-155(config-trigger)#application voicemail
    
  6. Inscreva o comando enabled a fim permitir o disparador.

    se-172-22-1-155(config-trigger)#enabled
    
  7. Entre nos maxsessions do comando numeram a fim especificar o número máximo de chamadores que o aplicativo pode tratar simultaneamente. Refira a partilha de portas entre aplicativos e disparadores para obter mais informações sobre do valor.

    se-172-22-1-155(config-trigger)#maxsessions 4
    
  8. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração do disparador.

    se-172-22-1-155(config-trigger)#exit
    
  9. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    se-172-22-1-155(config)#exit
    

    Nota: Repita este processo para o applicaton do atendimento automático e do promptmgmt.

Configurar usuários

Os usuários e os grupos podem ser criados para usar o sistema. Todos os povos que têm Ramais e correio de voz do acesso devem ser usuários. Um usuário do administrador for criado à revelia quando você primeiro Cisco Unity Express do acesso. Este administrador não pode ser atribuído um correio de voz. Contudo, o administrador pode configurar o sistema, que inclui o correio de voz e o aplicativo do atendimento automático. Este procedimento cria um usuário e atribui um número de telefone:

  1. Incorpore a sessão do entalhe/número do serviço-motor do comando service-module a fim conectar ao módulo.

    Router#service-module service-engine 1/0 session
    
  2. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    se-172-22-1-155>enable
    
  3. Inscreva o comando username que o userid cria a fim criar um subscritor com o usuário especificado - identificação.

    se-172-22-1-155#username John create
    
  4. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155#configure terminal
    
  5. Incorpore o número do phoneumber userid do comando username a fim especificar a extensão para este subscritor.

    se-172-22-1-155(config)#username John phonenumber 1002
    
  6. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    se-172-22-1-155(config)#exit
    

    Nota: Repita este processo a fim registrar tantos como usuários como você precisa, que não excede o limite apoiou o sistema do Cisco Unity Express. Certifique-se de você atribuir uma senha e um pino ao usuário do administrador a fim poder configurar o Cisco Unity Express e fazer mudanças a ele. Refira adicionar e alterar um usuário para obter mais informações sobre das senhas e dos pinos.

Configurar caixas postais

Atribua um correio de voz a um subscritor a fim configurar um banco de dados do Cisco Unity Express. Um subscritor da caixa postal é um usuário criado na seção anterior. Não todos os assinantes ou Ramais exigem um correio de voz tal como um usuário do administrador. Considere a função ou a finalidade do subscritor ou da extensão antes que você atribua a caixa postal a fim usar eficientemente caixas postais.

Os correios de voz não são comprimidos e usam o codec de G.711. Cada segundo do áudio de G.711 iguala 64 Kbits/em segundo, assim que 8 bytes K/convertem em segundo em 480 bytes K/minuto. Esta lista mostra um sumário da capacidade de armazenamento para cada tipo de módulo do Cisco Unity Express:

  • Módulo de integração avançada Cisco Unity Express (AIM-CUE) — 14 horas

  • Módulo de rede Cisco Unity Express (NM-CUE) — 100 horas

  • O Cisco Unity Express aumentou a capacidade (NM-CUE-EC) — 300 horas

Nesta configuração, você cria uma caixa de correio pessoal. Uma caixa de correio pessoal é atribuída a um subscritor específico e é acessível somente por este subscritor. Quando um chamador deixa uma mensagem nesta caixa postal, a luz de indicador de espera de mensagem (MWI) gira sobre. Termine estas etapas a fim configurar correios de voz:

  1. Incorpore a sessão do entalhe/número do serviço-motor do comando service-module a fim conectar ao módulo.

    Router#service-module service-engine 1/0 session
    
  2. Inscreva o comando enable a fim incorporar o modo exec.

    se-172-22-1-155>enable
    
  3. Inscreva o comando configure terminal a fim incorporar o modo de configuração.

    se-172-22-1-155#configure terminal
    
  4. Dê entrada com o nome do proprietário do correio de voz do comando a fim criar uma caixa postal para o valor do nome.

    se-172-22-1-155(config)#voice mailbox owner John
    
  5. Inscreva o comando description “texto” a fim dar uma descrição da caixa postal.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#description "John's Mailbox"
    
  6. Inscreva o comando enable a fim ativar a caixa postal nova ou reactivate a caixa postal deficiente.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#enable
    
  7. Incorpore os dias do tempo de expiração do comando a fim ajustar o número de dias para que as mensagens são armazenadas na caixa postal. O padrão é 30 dias.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#expiration time 10
    
  8. Incorpore o comando mailboxsize segundos a fim especificar o tamanho do armazenamento da caixa postal nos segundos.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#mailboxsize 300
    
  9. Incorpore o comando messagesize segundos a fim especificar o tamanho máximo de um mensagem recebida, nos segundos.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#messagesize 120
    
  10. Inscreva o comando end a fim terminar a configuração da caixa postal.

    se-172-22-1-155(config-mailbox)#end
    
  11. Inscreva o comando exit a fim terminar a configuração.

    se-172-22-1-155(config)#exit
    

    Nota: Repita este procedimento para cada usuário que precisa um correio de voz.

Verificar

No momento, não há procedimento de verificação disponível para esta configuração.

Troubleshooting

Problema: O usuário não pode entrar através da interface gráfica de usuário (GUI) do Cisco Unity Express

O usuário do Cisco Unity Express não pode entrar com o Cisco Unity Express GUI e recebe o Cisco Unity Express perdeu o contato com o roteador host. Incorpore o Mensagem de Erro novo do nome de usuário e senha do administrador da Web CCME.

Conclua estas etapas para resolver o problema:

  1. Verificação a fim ver se a configuração expressa do CallManager da Cisco falta alguns dos comandos configuration mencionados neste documento.

  2. Se a configuração está correta, o roteador expresso do CallManager da Cisco pôde faltar a configuração de gateway de voz padrão. Isto pôde acontecer se o administrador recarrega o roteador sem salvar a configuração. Verifique a configuração expressa do CallManager da Cisco para ver se há a conectividade IP ao Cisco Unity Express de Cisco.

  3. Esta mensagem do errror é considerada igualmente quando o administrador decide mudar o nome de usuário e senha expresso do administrador da Web do CallManager da Cisco, e o novo nome e a senha não estão atualizados no sistema do Cisco Unity Express. Use o procedimento mencionado na recuperação de senha expressa do Unity GUI a fim atualizar o sistema com nome de usuário e senha expresso do CallManager da Cisco novo.

  4. Use o comando reload da /porta do entalhe do serviço-motor do módulo de serviço a fim recarregar o módulo do Cisco Unity Express.

    Nota: Uma repartição do módulo do Cisco Unity Express não exige uma repartição do roteador. O módulo do Cisco Unity Express e o roteador podem ser recarregados independentemente de se. Contudo, se você recarrega o roteador, nenhum alcance dos atendimentos o módulo até que a conectividade IP estiver restabelecida entre o roteador e o módulo. Execute sempre uma parada programada do módulo antes que você ciclo de energia o roteador a fim evitar a perda de dados ou arquivar a corrupção.

Refira pesquisando defeitos recursos de sistema do Cisco Unity Express para obter mais informações sobre de como pesquisar defeitos o CallManager problemas de configuração expressos/Cisco Unity Express.

Problema: O telefone IP não pode ouvir o Ringback ou o tom de ocupado quando o telefone IP chamado for soando ou ocupado

Esta é a topologia de rede:

tdcmecue-6.gif

Há dois telefones do Skinny Call Control Protocol (SCCP), telefones IP 1 e telefones IP 2, que são registrados com o CallManager da Cisco expresso. O telefone IP 2 é configurado para ter o Call Forward Busy e noan atendimento-dianteiro enviados ao correio de voz do Cisco Unity Express.

Considere uma situação onde o Cisco Unity Express esteja para baixo ou se registrando, e o atendimento seja feito do telefone IP 1 ao telefone IP 1 do telefone IP 2. não obtenha um tom de ocupado do ringback/quando telefone IP 2 anéis nem seja ocupado em cima de transferência tentada ao correio de voz. Quando o Cisco Unity Express está acima, tudo trabalha como esperado. A razão para esta edição é que a nova tentativa do padrão para o SORVO CONVIDA ao Cisco Unity Express é demasiado longa.

A fim resolver esta edição, configurar a nova tentativa do SORVO convidam a um valor mais baixo a não ser o valor padrão de seis. Você pode configurar a nova tentativa do SORVO convida o temporizador sob a configuração SIP-UA enquanto estas saídas de exemplo mostram:

configure terminal
 sip-ua
 retry invite 2

!--- For example, SIP retry invite two.

Problema: Atendimentos da falha PSTN PARA CUE O AA através do túnel do SORVO

Os atendimentos de entrada PSTN (SORVO) PARA CUE o número piloto do atendimento automático (AA) não trabalham através do túnel do SORVO. As chamadas internas do telefone IP (SCCP) PARA CUE O AA trabalham muito bem.

Protocolo do SORVO dos usos da SUGESTÃO AA a comunicar-se com o CallManager expresso. Neste caso, o atendimento que origina do PSTN é igualmente um atendimento do SORVO. A fim fixar esta edição, você precisa de emitir estes comandos:

CME(config)#voice service voip
CME(conf-voi-serv)#allow-connections sip to sip

Nota: Esta característica é apoiada somente no CallManager da Cisco expressa 4.0 e mais atrasado.

Problema: Pulso de disparo da SUGESTÃO que não sincroniza com o roteador CME configurado como um servidor de NTP

O NTP na SUGESTÃO é incapaz de sincronizar com o CallManager expresso. O roteador expresso do CallManager é configurado como um servidor de NTP. O pulso de disparo da SUGESTÃO não está indicando o tempo precisa. Contudo, o CallManager expresso indica as horas correta.

Emita estes comandos a fim superar este problema:

No roteador expresso do CallManager:

ntp master

Na SUGESTÃO:

ntp server x.x.x.x


!--- Where x.x.x.x is the ip address of the CME router which is configured as a NTP server.

Uma vez que as alterações de configuração mencionadas são feitas na SUGESTÃO e no CallManager expressos, emita o comando show ntp status no roteador expresso do CallManager. Você deve ver que o pulso de disparo está sincronizado.

Problema: Quando as chamadas externas são transferidas ao atendimento automático da SUGESTÃO, o tom de retorno de toque norte-americano está ouvido em vez do tom de retorno de toque britânico

A SUGESTÃO tem o Local inglês britânico instalado. O CallManager da Cisco tem o inglês dos EUA e o Local inglês britânico instalados.

A fim superar este problema, configurar o comando GB do cptone sob a porta de voz apropriada no gateway de voz. Esta é umas saídas de exemplo:

aus-3725-03
voice-port 2/0/0
 trunk-group PSTN_ANALOG_IN_OUT_TG
 echo-cancel coverage 32
 no vad
 no comfort-noise
 cptone GB
 connection plar 42700
 description cptone EXAMPLE
 caller-id enable

Nota: O tom de chamada de volta é gerado pelo gateway de voz.

Problema: Grupo de buscas CCME que não soa o número final no grupo de buscas

Com o comando da Ephone-caça configurado, o atendimento não obtém transferido ao sistema da SUGESTÃO VM após o dn final, e o chamador recebe um tom de ocupado.

A fim fixar o problema, aumente a MAX-reorientação ao valor desejado.

Esta edição pode ocorrer se o comando da Ephone-caça é configurado com saltos que são mais do que o que é especificado no comando da MAX-reorientação.

Este é um exemplo de configuração da Ephone-caça e MAX-reorienta:

Nota: Exemplo de saída omitido.

Nome de dispositivo 1
!
!
ephone-hunt 12 sequential

!--- Your ephone hunt group configuration would exist here.

!
!
!
telephony-service
 no auto-reg-ephone
 load 7960-7940 P00307020300
 max-ephones 144
 max-dn 500
 ip source-address 172.22.1.107 port 2000
 max-redirect 15
 service phone videoCapability 1
 dialplan-pattern 1 5123781291 extension-length 4
 voicemail 2000
 max-conferences 8 gain -6
 transfer-system full-consult
 secondary-dialtone 9
 create cnf-files version-stamp Jan 01 2002 00:00:00

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 62609