Switches : Switches Cisco Catalyst 4500 Series

Mensagens de erro catos comum no Switches do 4500/4000 Series do catalizador

17 Outubro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Tradução Manual (8 Junho 2009) | Inglês (7 Outubro 2015) | Feedback


Índice


Introdução

Este documento fornece uma breve explicação das mensagens do log do sistema (Syslog) e de erro comuns emitidas pelos Cisco Catalyst 4500/4000 Series Switches com o Catalyst OS (CatOS) Software.

Se você não encontrar os detalhes de alguma mensagem de erro específica neste documento, use a ferramenta Error Message Decoder (somente clientes registrados). Esta ferramenta fornece o significado dos Mensagens de Erro que o software e o CatOS Software de Cisco IOS� geram.

Nota: O formato exato do Syslog e dos Mensagens de Erro que este documento descreve pode variar. A variação depende do release do software executado no Supervisor Engine do switch.

Nota: Esta é a configuração de registro mínima recomendada no Switches do 4500/4000 Series do catalizador:

  • Defina a data e a hora do switch ou configure o switch para utilizar o Network Time Protocol (NTP) a fim de obter a data e a hora de um servidor NTP.

    Nota: Execute o comando set time para definir a data e a hora no switch.

  • Certifique-se de que o registro e as marcas de data e hora do registo estejam habilitadas, que é o padrão.

  • Configure o switch para registrar em um servidor syslog, se possível.

As mensagens de erro neste documento podem ocorrer nos Catalyst 4500/4000 Series Switches e em seus derivados, como os Catalyst 2948G, 2980G e 4912G Switches.

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

Este documento não é restrito a versões de software ou hardware específicas.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

Mensagens de Erro no Switches do 4500/4000 Series do catalizador

[dec] de HwTxQId do transmitir fila %C4K_HWPORTMAN-4-BLOCKEDTXQUEUE:Blocked no [char], [dec] do count=

Problema

O switch gera erros %C4K_HWPORTMAN-4-BLOCKEDTXQUEUE:Blocked transmit queue HwTxQId[dec]on[char], count=[dec].

Descrição

Essa mensagem de taxa limitada indica que uma fila de transmissão em uma porta está bloqueada por razões diferentes de "em pausa". Em outras palavras, o tráfego nessa porta está sendo limitado e bloqueado. Você verá as mensagens de bloqueio da fila de transmissão se o Supervisor Engine não for capaz de enviar pacotes às placas de linha devido à recepção de um bit de ocupado da placa de linha. Problemas de hardware ou uma incompatibilidade de velocidade/duplex podem causar esse problema. A solução é configurar os dois lados do link para fazer a negociação automática de velocidade e de duplex. Execute o comando shut/no shut para recuperar a porta. Caso o problema persista, mova o dispositivo conectado para uma outra porta e veja se o problema continua a ocorrer. Como uma medida final para desbloquear a fila de transmissão (Tx), execute o comando hw-module reset para reinicializar o switch ou redefinir as placas de linha.

%CDP-4-NVLANMISMATCH: Má combinação vlan nativa detectada no [dec] da porta/[dec]

Problema

O switch gera mensagens %CDP-4-NVLANMISMATCH freqüentes no Syslog.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do console exibida quando esta mensagem de erro ocorre no switch:

%CDP-4-NVLANMISMATCH:Native vlan mismatch detected on port 4/1

O switch gera essa mensagem sempre que a porta do switch está fisicamente conectada a outro switch ou roteador. Essa mensagem é gerada no switch porque a VLAN nativa configurada na porta é diferente daquela definida no switch ou na porta do roteador conectado.

Uma porta de tronco configurada com marcas IEEE 802.1Q pode receber tráfego marcado ou não. Por padrão, o switch encaminha o tráfego não marcado com a VLAN nativa configurada para a porta. Se um pacote possuir o mesmo ID de VLAN da porta de saída, ele será transmitido sem marcas. Se os IDs das VLANs não forem os mesmas, o switch transmitirá o pacote com uma marca.

Certifique-se de que o VLAN nativo para um tronco 802.1q é o mesmo nas duas extremidades no enlace do tronco. Se uma VLAN nativa em uma extremidade do tronco for diferente da VLAN nativa na outra extremidade, o tráfego de VLANs nativas em ambos os lados não poderá ser transmitido corretamente no tronco. Essa falha em transmitir corretamente pode implicar em alguns problemas de conectividade em sua rede.

Para verificar a VLAN nativa configurada em seu switch, execute o comando show trunk mod/port. Neste comando, a /porta modificação é a porta de tronco. Está aqui o exemplo de saída do comando:

Console> (enable) show trunk 5/24

Port      Mode         Encapsulation  Status        Native vlan
--------  -----------  -------------  ------------  -----------
 5/24     desirable    dot1q          not-trunking  1

Port      Vlans allowed on trunk
--------  ---------------------------------------------------------------------
 5/24     1-1005

Port      Vlans allowed and active in management domain
--------  ---------------------------------------------------------------------
 5/24     1

Port      Vlans in spanning tree forwarding state and not pruned
--------  ---------------------------------------------------------------------
 5/24

Console> (enable)

Para alterar a VLAN nativa configurada na porta do tronco, execute o comando set vlan vlan-id mod/port. Neste comando, a /porta modificação é a porta de tronco.

DTP-1-ILGLCFG: Configuração ilegal (on, isl--on,dot1q) na porta [mod/port]

Problema

O switch gera erros DTP-1-ILGLCFG: Illegal config (on, isl--on,dot1q) on Port [mod/port].

Descrição

Essa mensagem pode ocorrer se ambos os lados do truncamento estiverem definidos como ligados, mas os tipos de encapsulamento (isl, dot1q) não corresponderem. Se os modos do tronco estiverem definidos como desirable, o tronco não será estabelecido devido a essa configuração errada. Para fazer o troubleshooting, verifique a saída do comando show trunk em ambas as extremidades. Certifique-se de que os tipos de encapsulamento sejam idênticos.

%IP-3-UDP_SOCKOVFL:excesso de soquete UDP

Problema

O switch gera mensagens do Syslog %IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket overflow periódicas.

Descrição

Este exemplo mostra às saídas do console que você vê quando este erro ocorre:

Nota: O número do soquete do User Datagram Protocol (UDP) que indica pode variar ou ser consistentemente o mesmo.

%IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket 2353 overflow
%IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket 2353 overflow
%IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket 2353 overflow
%IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket 2353 overflow

O switch gera essa mensagem do Syslog quando o buffer alocado para os pacotes recebidos no soquete especificado (a porta de destino UDP) está cheio. O buffer enche porque a taxa do tráfego destinado ao soquete é alta demais. Por exemplo, essa condição pode ocorrer quando uma estação de gerenciamento de rede envia um grande número de consultas SNMP (Simple Network Management Protocol). Quando o estouro de UDP ocorrer, tente reduzir o número de consultas SNMP. Execute uma destas ações:

  • Aumente o intervalo de consulta periódica da estação de gerenciamento de rede.

  • Reduza o número de objetos de MIB consultados.

No exemplo nesta seção, o interruptor recebeu um número de pacote excessivo que eram destinados para o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT do interruptor (ou o endereço de broadcast) com soquete UDP de destino 2353. Porque o buffer de entrada para este soquete no interruptor está completo, o interruptor gera um mensagem do syslog. Execute o comando show netstat udp para ver o número de vezes que o switch atingiu a condição de estouro.

Essas mensagens do Syslog indicam que uma ou mais estações estão enviando uma grande quantidade de tráfego de UDP nas portas UDP de destino especificadas para o switch. Se o switch gerar um número excessivo dessas mensagens, use um analisador de rede para identificar a origem do tráfego e reduzir sua taxa. Consulte Exemplo de Configuração do Catalyst Switched Port Analyzer (SPAN) para obter mais informações.

Nota: Não se preocupe sobre nenhum tal contador de porta. Esse contador mostra o número de pacotes de UDP recebidos pelo switch com destino a portas inexistentes.

%IP-3-UDP_BADCKSUM:Soma de verificação de UDP inválida

Problema

O switch gera mensagens do Syslog %IP-3-UDP_SOCKOVFL:UDP socket overflow periódicas.

Descrição

Este exemplo mostra às saídas do console que você vê quando este erro ocorre:

Nota: O número do soquete UDP que indica pode variar ou ser consistentemente o mesmo.

%IP-3-UDP_BADCKSUM:UDP bad checksum

O switch gera essa mensagem do Syslog ao detectar uma soma de verificação inválida em datagrama de UDP, como pacotes SNMP. O cabeçalho do datagrama de UDP transporta uma soma de verificação que o dispositivo de rede receptor examina para verificar se o datagrama foi corrompido durante o trânsito. Se a soma de verificação recebida não corresponder ao valor existente no cabeçalho, o datagrama será descartado e uma mensagem de erro será registrada. Execute o comando show netstat udp para ver o número de vezes que o switch detectou um datagrama com soma de verificação incorreta.

6500-b (enable) show netstat udp

udp:
0 incomplete headers
0 bad data length fields
0 bad checksums
0 socket overflows
110483 no such ports

Essa é uma mensagem meramente informativa. Um dispositivo de rede que envia pacotes corrompidos para o switch é o causador dessa mensagem. Use um analisador de rede para identificar a origem do tráfego. Consulte Exemplo de Configuração do Catalyst Switched Port Analyzer (SPAN) para obter mais informações.

Nota: Não se preocupe sobre nenhum tal contador de porta. Esse contador mostra o número de pacotes de UDP recebidos pelo switch com destino a portas inexistentes.

%KERNEL-5-UNALIGNACCESS:Correção de alinhamento realizada

Problema

O switch gera mensagens do Syslog %KERNEL-5-UNALIGNACCESS:Alignment correction made periódicas.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%KERNEL-5-UNALIGNACCESS:Alignment correction made at 0x80056B3C reading 0x81B82F36

Essas mensagens do Syslog indicam que a CPU do switch detectou e corrigiu um erro de alinhamento quando o switch tentou acessar dados na DRAM. Estas mensagens são informativas somente. Elas não indicam um problema no switch e não afetam o desempenho do sistema.

Em alguns casos, um número excessivo dessas mensagens pode ser exibido. Por exemplo, essas mensagens podem inundar o arquivo de log do seu servidor de Syslog ou o console do switch. Se você receber mensagens em excesso, considere atualizar o software do switch para o release de manutenção mais recente da sua linha de release de software. Outra opção é executar o comando set logging level kernel 4 default para modificar o nível de log do recurso Kernel para 4 ou inferior.

Se você atualizar para o release de manutenção mais recente e continuar a receber essas mensagens do Syslog, crie uma solicitação de serviço (somente clientes registrados) no Suporte Técnico da Cisco.

%MCAST-4-RX_JNRANGE:IGMP: Relatório Rcvd no intervalo

Problema

Um switch com snooping de Internet Group Management Protocol (IGMP) ativo exibe a mensagem de erro %MCAST-4-RX_JNRANGE:IGMP: Rcvd Report in the range 01-00-5e-00-00-xx.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%MCAST-4-RX_JNRANGE:IGMP: Rcvd Report in the range 01-00-5e-00-00-xx

A mensagem do Syslog Rcvd Report in the range é meramente informativa. O switch gera essa mensagem ao receber pacotes de relatório de IGMP com um endereço MAC de multicast iniciado por 01-00-5e-00-00-xx. Essa faixa de endereços da Camada 2 (L2) é equivalente à faixa de endereços multicast da Camada 3 (L3) entre 224.0.0.0 e 224.0.0.255. Esses endereços são reservados para o uso de protocolos de roteamento e outros protocolos de descoberta de topologia ou manutenção de baixo nível. Exemplos desses protocolos incluem a descoberta de gateways e os relatórios de associação a grupos.

Use uma ferramenta de captura de pacotes, como um sniffer, e filtre as mensagens de IGMP para fazer o troubleshooting deste problema. Além disso, você pode usar a função Catalyst SPAN para copiar pacotes de uma porta que você suspeita estar recebendo essas mensagens de um dispositivo de rede. Para suprimir essas mensagens, execute o comando set logging level mcast 2 default. Este comando muda o nível de registro dos mensagens de transmissão múltipla a 2.

Use as portas mostradas pelo comando show multicast router e qualquer uplink para o núcleo da rede como as portas de origem do SPAN. Se essas portas forem de tronco, configure a porta de destino do SPAN também como uma porta de tronco. Execute o comando show trunk para verificar se as portas são portas de tronco.

MGMT-5-LOGIN_FAIL:Usuário falhou ao fazer login a partir do Console

Problema

O switch gera erros MGMT-5-LOGIN_FAIL:User failed to log in from Console.

Descrição

Essa mensagem pode indicar um problema com o servidor de terminal conectado à porta de console do switch. Quando o console do switch estiver conectado a uma linha assíncrona de um servidor de terminal e uma reinicialização por software for feita no switch, um fluxo de lixo (texto aleatório) passará pela tela por vários minutos. Se o TACACS estiver habilitado no switch, os vários minutos poderão se transformar em muitos dias enquanto o TACACS coloca o lixo no buffer e o processa um pedaço de cada vez. A solução é executar o comando no exec na linha assíncrona à qual o switch está conectado.

Nota: Mesmo depois que você emite o comando no exec, as mensagens continuam até que o buffer esteja claro.

Nota: Se você recebe o Mensagem de Erro %MGMT-5-LOGIN_FAIL:User não é registrado através do telnet - a tentativa máxima alcançada, tenta limitar o número de usuários são permitidos que ao telnet ao interruptor.

%PAGP-5-PORTFROMSTP / %PAGP-5-PORTTOSTP

Problema

O switch gera mensagens do Syslog %PAGP-5-PORTFROMSTP and %PAGP-5-PORTTOSTP com freqüência.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do console quando o switch gera essas mensagens do Syslog:

%PAGP-5-PORTFROMSTP:Port 3/3 left bridge port 3/3
%PAGP-5-PORTTOSTP:Port 3/3 joined bridge port 3/3

O recurso de log do Port Aggregation Protocol (PAgP) relata os eventos que envolvem o PAgP. Use o PAgP para negociar links EtherChannel entre os switches. O switch gera a mensagem do Syslog %PAGP-5-PORTFROMSTP sempre que um link é perdido em uma porta do switch. O switch gera a mensagem do Syslog %PAGP-5-PORTTOSTP sempre que um link é detectado em uma porta do switch. Essas mensagens do Syslog são mensagens informativas normais que indicam a adição ou remoção de uma porta da spanning tree.

Nota: A habilitação da canalização não é necessária para que estas mensagens apareçam.

No exemplo desta seção, o switch primeiro perdeu o link na porta 3/3, o que removeu a porta da spanning tree. Em seguida, o switch detectou novamente o link na porta, o que a adicionou de volta à spanning tree.

Se você vir essas mensagens freqüentemente para uma porta específica, o link está oscilando, o que significa que ele é perdido e recuperado constantemente. Investigue a causa. As causas típicas do não sincronismo de link em uma porta de switch incluem:

  • Incompatibilidade de velocidade/duplex

  • Cabo defeituoso

  • placa de interface de rede (NIC) defeituosa ou outro problema de estação final

  • Porta de switch defeituoso

  • Outros erros de configurações

Para suprimir essas mensagens do Syslog, execute o comando set logging level pagp 4 default para modificar o nível de log do recurso PAgP para 4 ou menos. O nível de log padrão do PAgP é 5.

%SPANTREE-3-PORTDEL_FAILNOTFOUND

Problema

O switch gera mensagens do Syslog %SPANTREE-3-PORTDEL_FAILNOTFOUND periódicas.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%SPANTREE-3-PORTDEL_FAILNOTFOUND:9/5 in vlan 10 not found (PAgP_Group_Rx)

Essas mensagens de syslog indicam que o PAgP tentou remover uma porta da extensão de árvore do VLAN especificado, mas a porta não estava na estrutura de dados de extensão de árvore daquele VLAN. Em geral, outro processo, como o Dynamic Trunking Protocol (DTP), já removeu a porta da spanning tree.

Essas mensagens normalmente acompanham as mensagens %PAGP-5-PORTFROMSTP. As mensagens destinam-se à depuração. Elas não indicam um problema no switch e não afetam o desempenho do switching. Além disso, essas mensagens não serão registradas a menos que você tenha alterado a configuração padrão de log do recurso SPANTREE. O nível de log padrão de SPANTREE é 2.

Em alguns casos, um número excessivo dessas mensagens pode ser exibido. Por exemplo, essas mensagens podem inundar o console do seu switch. Se você receber mensagens em excesso, considere atualizar o software do switch para o release de manutenção mais recente da sua linha de release de software. Versões mais recentes do software suprimem essas mensagens na maioria dos casos.

%SYS-3-P2_ERROR: módulo 1/Unknown

Problema

Os erros %SYS-3-P2_ERROR: 1/Unknown module é exibida quando você instala um novo switching module em um Catalyst 4500/4000 Series Switch.

Descrição

Este exemplo mostra às saídas do console que você vê quando este erro ocorre:

%SYS-3-P2_ERROR: 1/Unknown module (fru minor type 304) in slot 3

Os erros %SYS-3-P2_ERROR: 1/Unknown module ocorre quando a versão da imagem do software em execução no Supervisor Engine não oferece suporte ao componente de hardware inserido.

No exemplo, um switching module de servidor de 18 portas 1000BASE-X (WS-X4418) foi inserido em um Catalyst 4500/4000 Switch com o CatOS Software Release 4.4(1). O módulo WS-X4418 necessita no mínimo do software release 4.5(1).

A solução é atualizar a versão do software Supervisor Engine para uma versão que suporte o hardware. Consulte Release Notes dos Catalyst 4500 Series Switches para obter uma lista das versões mínimas de software para cada módulo.

%SYS-3-P2_ERROR: 1/Have executado fora dos vbufs (bufferes internos)

Problema

O switch gera mensagens %SYS-3-P2_ERROR: 1/Have run out of vbufs quando vários hosts são ligados simultaneamente ou quase ao mesmo tempo.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do console exibida quando este erro ocorre:

%SYS-3-P2_ERROR: 1/Have run out of vbufs(internal buffers)

Os erros %SYS-3-P2_ERROR: 1/Have run out of vbufs(internal buffers) podem ocorrer quando vários hosts são ligados simultaneamente. Depois que os anfitriões são postos acima, os erros já não aparecem.

Esses erros não causam nenhuma interrupção na capacidade de o Catalyst de comutar o tráfego. As mensagens são de uma natureza informacional somente.

%SYS-3-P2_ERROR: Host xx: xx: xx: xx: xx: xx estão batendo entre portas

Problema

O switch gera mensagens %SYS-3-P2_ERROR: Host xx: xx: xx: xx: xx: xx estão batendo entre as mensagens das portas…, onde xx: xx: xx: xx: xx: xx são um MAC address.

Descrição

Este exemplo mostra às saídas do console que você vê quando este erro ocorre:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Host 00:50:0f:20:08:00 is flapping between port 1/2 and port 4/39 

Use os passos e as diretrizes desta seção para compreender e fazer o troubleshooting da causa dessa mensagem de erro.

A mensagem indica que o Catalyst 4500/4000 Switch reconheceu um endereço MAC já existente na tabela de memória de conteúdo endereçável (CAM) em uma porta diferente da original. Esse comportamento ocorre repetidamente após pequenos intervalos de tempo, o que significa que o endereço está oscilando entre portas.

Se a mensagem for exibida para vários endereços MAC, o comportamento não é normal. Esse comportamento indica um possível problema de rede, pois os endereços MAC se movem rapidamente de uma porta para outra antes do tempo de validade padrão. O problema pode ser tráfego em loops na rede. Os sintomas típicos incluem:

  • Utilização elevada da CPU

  • Tráfego lento durante todo a rede

  • Alto uso do backplane do switch

Para obter mais informações sobre como identificar e fazer o troubleshooting de problemas relativos à spanning tree, consulte Problemas do Spanning Tree Protocol e Considerações de Design Relacionadas.

Se a mensagem de erro for exibida para um ou dois endereços MAC, localize esses endereços para determinar a causa. Execute o comando show cam mac_addr para identificar de onde esses endereços MAC foram aprendidos. Nesse comando, mac_addr é o endereço MAC que a mensagem de erro informou que está oscilando.

Após determinar entre quais portas esse endereço MAC está oscilando, rastreie o endereço MAC. Conecte-se aos dispositivos intermediários entre seu Catalyst 4500/4000 e o dispositivo que apresenta o problema com o endereço MAC. Faça isso até que você seja capaz de identificar a origem e a forma com a qual esse dispositivo se conecta à rede.

Nota: Porque o MAC address está batendo entre duas portas, siga para baixo ambos os trajetos.

Este exemplo mostra como seguir ambos os trajetos de que este MAC address foi aprendido:

Nota: Supõe que você recebeu esta mensagem e você começaram a investigá-la.

%SYS-4-P2_WARN: 1/Host 00:50:0f:20:08:00 is flapping between port 1/2 and port 4/39

Para rastrear como esse endereço MAC foi aprendido por ambas as portas, conclua estas etapas:

  1. Considere a porta 1/2 primeiro e, em seguida, execute o comando show cam dynamic 1/2.

    Se você vir o endereço MAC 00:50:0f:20:08:00 na lista de endereços MAC que foram aprendidos por essa porta, determine se ele é relativo a um único host conectado ou se há diversos hosts registrados nessa porta.

  2. Com base em há um único ou vários hosts, investigue o dispositivo:

    • Se houver um único host (00:50:0f:20:08:00) conectado, verifique a outra porta registrada e veja se o host está duplamente conectado ao switch.

      Neste exemplo, a outra porta é a porta 4/39.

    • Se o host possuir conexões a outros dispositivos que podem acabar direcionando-o de volta a este switch, tente rastrear os dispositivos intermediários.

      Em dispositivos Cisco, execute o comando show cdp neighbors mod/port detail. A saída fornece a informação sobre dispositivos intermediários.

      Aqui está o exemplo de saída:

      Cat4K> (enable) show cdp neighbors 1/2 detail
      
      Port (Our Port): 1/2
      Device-ID: brigitte
      Device Addresses:
      IP Address: 172.16.1.1
      Novell address: aa.0
      Holdtime: 171 sec
      Capabilities: ROUTER
      Version:
      Cisco Internetwork Operating System Software
      IOS (tm) 2500 Software (C2500-JS-L), Version 12.0(7)T,  RELEASE SOFTWARE (fc2)
      
      Copyright (c) 1986-1999 by cisco Systems, Inc.
      Compiled Mon 06-DEC-99 17:10 by phanguye
      Platform: cisco 2500
      Port-ID (Port on Neighbors's Device): Ethernet0
      VTP Management Domain: unknown
      Native VLAN: unknown
      Duplex: half
      System Name: unknown
      System Object ID: unknown
      Management Addresses: unknown
      Physical Location: unknown
      
      Cat4K> (enable)
  3. Estabeleça uma sessão de Telnet com o dispositivo e siga o caminho do endereço MAC.

    Neste exemplo, o endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT é 172.16.1.1.

    Repita o procedimento para todos os endereços MAC relatados como oscilantes pela mensagem de erro.

  4. Crie um diagrama simples do dispositivo de origem com esse endereço MAC e das conexões físicas (as portas do Catalyst 4500/4000) de e para onde esse endereço MAC está oscilando.

    O diagrama permite que você determine se essa é uma porta e um caminho válido dentro do layout da sua rede.

    Se você verificar que ambas as portas onde o endereço MAC oscila fornecem um caminho em direção a esse nó da rede, é possível que haja um problema de falha de spanning tree. Consulte Problemas do Spanning Tree Protocol e Considerações de Design Relacionadas para isolar e resolver esse loop.

    Em redes grandes onde diversos hosts de vários fornecedores estão interconectados, algumas dificuldades surgem quando você tenta rastrear o host somente com o uso do endereço MAC. Use a utilidade da busca para a IEEE OUI e atribuições de Company_idleavingcisco.com a fim seguir para baixo estes endereços MAC. Essa lista é o front-end do banco de dados no qual o IEEE registrou todos os endereços MAC atribuídos a todos os fornecedores. Insira os primeiros três octetos do endereço MAC no campo Search for: dessa página para localizar o fornecedor associado a esse dispositivo. Os primeiros três octetos no exemplo são 00:50:0f.

Estas são outras edições que podem fazer com que esta mensagem apareça:

  • Problema de redundância de NIC de servidor — Quando há um servidor com uma NIC duplamente conectada com comportamento que não segue os padrões. O servidor usa o mesmo endereço MAC para ambas as portas que se conectam ao mesmo switch.

  • Oscilação de Hot Standby Router Protocol (HSRP) — O HSRP oscilante pode causar o surgimento dessas mensagens no console do Supervisor Engine. Se você constatar que a implementação do HSRP de sua rede é instável, consulte Compreensão e Troubleshooting de Problemas de HSRP em Redes de Catalyst Switches para resolver o problema.

  • Configuração incorreta do EtherChannel — Uma conexão incorreta do EtherChannel também pode causar esses sintomas. Se as portas relatadas como oscilantes pela mensagem forem membros do mesmo grupo de canal, verifique sua configuração de EtherChannel e consulte Entendendo o Balanceamento de Carga do EtherChannel e a Redundância nos Catalyst Switches para fazer o troubleshooting da configuração.

  • O host reflete pacotes de volta para a rede — A reflexão de pacotes de volta para a rede por um host também pode causar oscilação. Normalmente, a causa principal dessa reflexão de pacotes é uma NIC defeituosa ou qualquer outra falha na interface física do host conectado à porta.

    Se a reflexão de pacotes por esse host for sua causa principal, obtenha um rastreamento de sniffer e examine o tráfego de e para as portas para as quais a mensagem foi exibida. Se um host refletir pacotes, em geral haverá pacotes duplicados no rastreamento. Os pacotes duplicados são um possível sintoma dessa oscilação de endereço MAC.

    Consulte Configurando o SPAN e o RSPAN para obter detalhes sobre como configurar uma porta para uso com um sniffer.

  • Defeito de software ou hardware — Se você tiver tentado fazer o troubleshooting da mensagem oscilante com as instruções desta seção, mas ainda constatar o problema, procure ajuda adicional do Suporte Técnico da Cisco. Certifique-se de mencionar e fornecer a documentação das informações coletadas durante a execução das etapas. Essas informações tornarão o troubleshooting adicional mais rápido e eficiente.

%SYS-4-P2_WARN: fila 1/Blocked (TX) no [char] da porta

Problema

O switch gera mensagens Blocked queue (tx) on port [char].

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue (tx) on port 3/3
%SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 3, ( 8671 : 0)  

Estes erros indicam um problema de hardware ou esse destes problemas:

  • Incompatibilidade duplex

  • Cabo defeituoso

  • Tipo-1 expedição de cabogramas

  • Portas defeituosas

  • Problema de hardware de um dispositivo externo conectado

A maioria de causa comum destes erros é um problema da camada física. O problema causa uma quantidade considerável de tráfego para backup nas gigaports K1 internas. Os Application-Specific Integrated Circuits (ASICs) K1 são os chips principais que controlam o switch. Em geral, o contador da fila de Tx bloqueada é incrementado devido a um problema de configuração ou a um cabo danificado.

Em um ambiente normal, a fila de Tx somente pode ser bloqueada por aproximadamente 20 segundos. Um bloqueio mais longo indica um problema significativo. Como resultado, o contador da fila de Tx bloqueada será incrementado se a fila de Tx não for drenada pela gigaport em 35 segundos.

Se necessário, entre em contato com o Suporte Técnico da Cisco para determinar se o módulo necessita ser substituído. No entanto, reinicialize primeiro o módulo e veja se a mensagem de erro ainda persiste.

Estão aqui as etapas para traçar a fila obstruída Catalyst 4000/2948G/2980G no <gigaport_number> de Gigaport às portas de switch do painel dianteiro, que precisa de ser assentado.

Exemplos de mensagem de erro:

2000 Aug 25 12:22:48 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (331 : 0 )
2000 Aug 25 12:23:41 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (332 : 0 )
2000 Aug 25 12:25:42 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (333 : 0 )
2000 Aug 25 12:46:42 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (334 : 0 )
2000 Aug 25 12:48:41 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (335 : 0 )
2000 Aug 25 12:57:42 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 29, (336 : 0 )

Este Mensagem de Erro indica que há um erro de configuração que resulte muito provavelmente de um problema da camada física ou de uma incompatibilidade duplex (bidirecional) relativo ao gigaport 29. A fim encontrar que portas se relacionam ao gigaport 29, veja estas tabelas. As tabelas variam e dependem em cima do Supervisor Engine.

Mapeamento de porta de Kirky do gigabit WS-X4013

K1-A (gigaports 0-11)

Gigaport 0 Uplink 0 (porta 1/1) ou interconexão interna K1-C
Gigaport 1 Entalhe 6 - Interconexão 5 do gigabit
Gigaport 2 Entalhe 5 - Interconexão 5 do gigabit
Gigaport 3 Slot2 - Interconexão 5 do gigabit
Gigaport 4 Entalhe 3 - Interconexão 5 do gigabit
Gigaport 5 Entalhe 4 - Interconexão 5 do gigabit
Gigaport 6 Entalhe 4 - Interconexão 4 do gigabit
Gigaport 7 Entalhe 3 - Interconexão 4 do gigabit
Gigaport 8 Slot2 - Interconexão 4 do gigabit
Gigaport 9 Entalhe 5 - Interconexão 4 do gigabit
Gigaport 10 Entalhe 6 - Interconexão 4 do gigabit
Gigaport 11 Interconexão interna K1-B

K1-B (gigaports 12-23)

Gigaport 12 Interconexão interna K1-A
Gigaport 13 Entalhe 6 - Interconexão 3 do gigabit
Gigaport 14 Entalhe 5 - Interconexão 3 do gigabit
Gigaport 15 Slot2 - Interconexão 3 do gigabit
Gigaport 16 Entalhe 3 - Interconexão 3 do gigabit
Gigaport 17 Entalhe 4 - Interconexão 3 do gigabit
Gigaport 18 Entalhe 4 - Interconexão 2 do gigabit
Gigaport 19 Entalhe 3 - Interconexão 2 do gigabit
Gigaport 20 Slot2 - Interconexão 2 do gigabit
Gigaport 21 Entalhe 5 - Interconexão 2 do gigabit
Gigaport 22 Entalhe 6 - Interconexão 2 do gigabit
Gigaport 23 Interconexão interna K1-C

K1-C (gigaports 24-35)

Gigaport 24 Interconexão interna a K1-B
Gigaport 25 Entalhe 6 - Interconexão 1 do gigabit
Gigaport 26 Entalhe 5 - Interconexão 1 do gigabit
Gigaport 27 Slot2 - Interconexão 1 do gigabit
Gigaport 28 Entalhe 3 - Interconexão 1 do gigabit
Gigaport 29 Entalhe 4 - Interconexão 1 do gigabit
Gigaport 30 Entalhe 4 - Interconexão 0 do gigabit
Gigaport 31 Entalhe 3 - Interconexão 0 do gigabit
Gigaport 32 Slot2 - Interconexão 0 do gigabit
Gigaport 33 Entalhe 5 - Interconexão 0 do gigabit
Gigaport 34 Entalhe 6 - Interconexão 0 do gigabit
Gigaport 35 Uplink 1 (porta 1/2) ou interconexão interna a K1-A

Cada K1 ASIC tem 12 gigabits interconecta. Este gigabit interconecta é usado entre as placas de linha e o Supervisor Engine como os link de ponto a ponto de série. Cada placa de linha no catalizador 4000 conecta a 6 dos 12 gigabits interconecta. O gigabit interconecta é provido 0 a 5 e conectado na ordem reversa. Por exemplo, em uns 4148 placa de linha, a interconexão 5 do gigabit conecta às portas 1-8, a interconexão 4 do gigabit conecta às portas 9-16.

Mapeamento de porta da interconexão do módulo de linha

WS-X4148-RJ, WS-X4148-RJ45V, WS-X4148-RJ21

Portas Interconexão do gigabit
1-8 5
9-16 4
17-24 3
25-32 2
33-40 1
41-48 0

WS-X4232-RJ-32, WS-X4232-L3

Portas Interconexão do gigabit
1 5
2 4
3-10 3
11-18 2
19-26 1
27-34 0

WS-X4418-GB

Portas Interconexão do gigabit
1 5
2 4
3-6 3
7-10 2
11-14 1
15-18 0

WS-X4124-FX-MT

Portas Interconexão do gigabit
1-4 5
5-8 4
9-12 3
13-16 2
17-20 1
21-24 0

WS-X4306-GB

Portas Interconexão do gigabit
1 5
2 4
3 3
4 2
5 1
6 0

WS--X4412-2GB-TX

Portas Interconexão do gigabit
1-2 5
3-4 4
5-6 3
7-8 2
9-10 1
11-12 0

Exemplo de encontrar as portas suspeitas

4006-2b1> en

Enter password:

4006-2b1> (enable) sh mod
Mod Slot Ports Module-Type               Model               Sub Status
--- ---- ----- ------------------------- ------------------- --- --------
1   1    2     1000BaseX Supervisor      WS-X4013            no  ok
2   2    48    10/100BaseTx Ethernet     WS-X4148            no  ok
3   3    34    Router Switch Card        WS-X4232-L3         no  ok
6   6    24    100BaseFX Ethernet        WS-X4124-FX-MT      no  ok

Mod Module-Name         Serial-Num
--- ------------------- --------------------
1                       JAB0438020C
2                       JAB0234036Q
3                       JAB041705GE
6                       JAB0410096R

Mod MAC-Address(es)                        Hw     Fw         Sw
--- -------------------------------------- ------ ---------- -----------------
1   00-01-96-62-cc-00 to 00-01-96-62-cf-ff 2.0    5.4(1)     5.5(6)
2   00-50-73-0a-30-e0 to 00-50-73-0a-31-0f 1.0
3   00-01-42-06-72-98 to 00-01-42-06-72-b9 1.0    12.0(7)W5( 12.0(7)W5(15d)
6   00-d0-06-01-68-30 to 00-d0-06-01-68-47 1.0

4006-2b1> (enable)

2000 Aug 25 12:48:41 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 16, (335 : 0 )
2000 Aug 25 12:57:42 cet +02:00 %SYS-4-P2_WARN: 1/Blocked queue on gigaport 16, (336 : 0 )

Gigaport 16 consulta para entalhar 3, a interconexão 3. do gigabit. Desde que o entalhe 3 é um WS-X4232-L3, a interconexão 3 do gigabit refere portas a 3-10. Quando você pesquisa defeitos estas portas, verifique para ver se há erros e/ou as incompatibilidades duplex (bidirecional) que usam o show port, mostram o Mac, e os comandos show counters. Pode igualmente ser útil obter uma descarga 1 e ver se há algum erro de hardware associado com as portas. Uma referência notável na descarga 1 output é o cscTimeout associado com o módulo de linha ASIC para a interconexão correspondente. O valor do cscTimeout deve ser 0

%SYS-4-P2_WARN: 1/endereço MAC de Ethernet de filtragem com valor zero

Problema

O switch gera mensagens Filtering Ethernet MAC address of value zero.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Filtering Ethernet MAC address of value zero
                from agent host table interface
%SYS-4-P2_WARN: 1/Filtering Ethernet MAC address of value zero
                from agent host table interface

O interruptor gera o endereço MAC de Ethernet de filtração do mensagem do syslog do valor zero quando o interruptor recebe pacotes com um endereço MAC de origem de 00-00-00-00-00-00. Este MAC address é um origem inválida MAC.

O mensagem do syslog indica que o interruptor recusa aprender o endereço inválido. Entretanto, o switch reencaminha o tráfego originado de endereços MAC completamente nulos.

A solução alternativa é tentar identificar a estação terminal que está gerando frames com um endereço MAC de origem completamente nulo. Em geral, um destes dispositivos transmite tais frames:

  • Um gerador de tráfego, como o Spirent SmartBits

  • Certos tipos de servidores, tais como os servidores de balanceamento de carga IBM WebSphere

  • Um roteador ou estação terminal mal configurada, tal como um dispositivo que transmite broadcasts somente com zeros

  • Um NIC defeituoso

%SYS-4-P2_WARN: 1/crc inválido, pacote descartado, contagem = xx

Problema

O switch com o Supervisor Engine II (WS-X4013=) está gerando a mensagem mostrada nesta seção e você está enfrentando uma perda parcial ou total de conectividade de rede. A perda de conectividade pode afetar somente uma parcela das portas de switch e pode incluir as portas de uplink.

%SYS-4-P2_WARN: 1/Invalid crc, dropped packet, count = xx

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog ou console exibida quando este erro ocorre:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Invalid crc, dropped packet, count = 590073  
%SYS-4-P2_WARN: 1/Invalid crc, dropped packet, count = 594688

Às vezes, você igualmente vê esta mensagem:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Astro(3/4) - management request timed out

Nota: Se você obtém somente o %SYS-4-P2_WARN: 1/Astro(3/4) - management request timed out, consulte a seção %SYS-4-P2_WARN: 1/Astro(mod/port) deste documento.

Nota: Você pode experimentar questões de conectividade de rede quando estas mensagens aparecem.

Siga estes passos de troubleshooting e capture a saída dos comandos em cada passo:

Nota: Contacte o Suporte técnico de Cisco para o auxílio no Troubleshooting.

  1. Execute estes comandos:

    1. mostre o logging buffer -1023

    2. show tech-support

    3. show health 1

    4. dump 1

  2. Execute um destes comandos cinco vezes, em intervalos aleatórios, e observe o contador InvalidPacketBufferCrcs:

    • show nvramenv 1 — CatOS Software Release 6.1(1) ou posterior

      Cat4k> (enable) show nvramenv 1
      
      PS1="rommon ! >"
      ?="0"
      DiagBootMode="post"
      MemorySize="64"
      ResetCause="20"
      AutobootStatus="success"
      InvalidPacketBufferCrcs="82325"
      
    • show env 1 — CatOS Software Release 5.5(19) ou anterior

    À medida que repete o comando, observe se o contador InvalidPacketBufferCrcs é incrementado rapidamente por altos valores.

    cat4k> (enable) show nvramenv 1
    
    PS1="rommon ! >"
    ?="0"
    DiagBootMode="post"
    MemorySize="64"
    ResetCause="20"
    AutobootStatus="success"
    InvalidPacketBufferCrcs="82763"
    

    Nota: Se você vê que um pequeno número de InvalidPacketBufferCrcs na saída e no você executa uma versão de CatOS Software que esteja mais adiantada de 5.5.10, 6.2.3, ou 6.3.1, elevação a uma liberação mais atrasada. É possível que você tenha encontrado os bugs da Cisco IDs CSCdu48749 (somente clientes registrados) e CSCdt80707 (somente clientes registrados). Consulte Field Notice: Portas do Catalyst 4000 Perdem o Estado de VLAN Ativa Resultando em Perda de Pacotes para obter mais informações.

  3. Se você achar que o contador InvalidPacketBufferCrcs está sendo incrementado a uma taxa alta, execute o comando reset para reinicializar o switch por software.

    Nota: A captação da saída nesta etapa é crítica.

    cat4k> (enable) reset
    
    This command will reset the system.
    Do you want to continue (y/n) [n]? y
    
    nodcsw0nm1> (enable)
    WS-X4013 bootrom version 5.4(1), built on 2000.02.17 18:28:09
    H/W Revisions:    Crumb: 5    Rancor: 8    Board: 2
    Supervisor MAC addresses: 00:0a:8a:6d:92:00 through 00:0a:8a:6d:95:ff
    (1024 addresses)
    Installed memory: 64 MB
    Testing LEDs.... done!
    The system will autoboot in 5 seconds.
    Type control-C to prevent autobooting.
    
    rommon 1 >
    The system will now begin autobooting.
    Autobooting image: "bootflash:cat4000-k9.6-3-9.bin"
    CCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCC
    CCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCC################################
    Starting Off-line Diagnostics
    Mapping in TempFs
    Board type is WS-X4013
    DiagBootMode value is "post"
    Loading diagnostics...
    
    Power-on-self-test for Module 1:  WS-X4013
    Status: (. = Pass, F = Fail)
    uplink port 1: .       uplink port 2: F       eobc port: .
    processor: .           cpu sdram: .           eprom: .
    nvram: .               flash: .               enet console port: .
    switch 0 port 0: .     switch 0 port 1: .     switch 0 port 2: .
    switch 0 port 3: .     switch 0 port 4: .     switch 0 port 5: .
    switch 0 port 6: .     switch 0 port 7: .     switch 0 port 8: .
    switch 0 port 9: .     switch 0 port 10: .    switch 0 port 11: .
    switch 0 registers: .  switch 0 sram: .       switch 1 port 0: .
    switch 1 port 1: .     switch 1 port 2: .     switch 1 port 3: .
    switch 1 port 4: .     switch 1 port 5: .     switch 1 port 6: .
    switch 1 port 7: .     switch 1 port 8: .     switch 1 port 9: .
    switch 1 port 10: .    switch 1 port 11: .    switch 1 registers: .
    switch 1 sram: .       switch 2 port 0: F     switch 2 port 1: F
    switch 2 port 2: F     switch 2 port 3: F     switch 2 port 4: F
    switch 2 port 5: F     switch 2 port 6: F     switch 2 port 7: F
    switch 2 port 8: F     switch 2 port 9: F     switch 2 port 10: F
    switch 2 port 11: F    switch 2 registers: .  switch 2 sram: F
    Module 1 Failed
    
    Exiting Off-line Diagnostics
    Failed Module Bringup Process
    Use 'show test 1' to see results of tests.
    
    !--- Output suppressed.
    
    
  4. Após o switch entrar online outra vez, execute o comando show test 1.

  5. Se a saída do comando exibir falhas de diagnóstico, desligue e ligue novamente (reinicialização por hardware) o switch.

  6. Após o switch entrar online outra vez, execute o comando show test 1 novamente e observe se o switch falhou nos testes de diagnóstico.

  7. Contate o Suporte Técnico da Cisco com base em sua observação:

    • Se o switch falhou nos testes de diagnóstico novamente, o Supervisor Engine provavelmente falhou. Contate o Suporte Técnico da Cisco para obter mais instruções.

    • Se o switch não falhou no diagnóstico após a reinicialização por hardware, contate o Suporte Técnico da Cisco com as informações recolhidas nos passos deste procedimento.

    Nota: Se o Suporte técnico de Cisco não foi contratado durante o Troubleshooting, você deve fornecer a informação na ordem em que foi documentada.

Após ter efetuado o reset por hardware, a conectividade da sua rede deve ter sido restaurada.

%SYS-4-P2_WARN: tráfego 1/Invalid do endereço de origem de transmissão múltipla

Problema

O switch gera mensagens Invalid traffic from multicast source address.

Descrição

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

SYS-4-P2_WARN: 1/Invalid traffic from multicast source address
               81:00:01:00:00:00 on port 2/1
%SYS-4-P2_WARN: 1/Invalid traffic from multicast source address
                81:00:01:01:00:00 on port 2/1

O switch gera a mensagem do Syslog Invalid traffic from multicast source address ao receber pacotes com um endereço MAC de multicast como MAC de origem. A utilização de um endereço MAC de broadcast ou multicast como o MAC de origem para um frame não é um comportamento compatível com os padrões. No entanto, o switch ainda encaminhará o tráfego proveniente de um endereço MAC de multicast.

A mensagem do Syslog indica o endereço MAC de multicast no campo de MAC de origem do frame, bem como a porta em que o tráfego foi recebido.

A alternativa é tentar identificar a estação final que gera os frames com um endereço MAC de origem de multicast. Em geral, um destes dispositivos transmite tais frames:

  • Um gerador de tráfego, tal como SmartBits

  • Dispositivos de terceiros que compartilham um endereço MAC de multicast, como produtos de firewall de balanceamento de carga ou de servidores

%SYS-4-P2_WARN: 1/Astro(mod/port)

Problema

O switch gera mensagens %SYS-4-P2_WARN: 1/Astro(6/6)….

Descrição

Essa mensagem de erro indica que o Supervisor Engine perdeu a comunicação com um componente ou placa de linha. O Supervisor Engine mantém o controle sobre quaisquer timeouts associados a essa comunicação. Há várias causas possíveis para essa condição. Para obter mais informações sobre essa mensagem de erro e suas possíveis causas, consulte Compreensão e Troubleshooting de Timeout de Astro/Lemans/NiceR nos Catalyst 4000/4500 Series Switches

%SYS-4-P2_WARN: 1/Tag 0

O switch gera mensagens %SYS-4-P2_WARN: 1/Tag 0….

Este exemplo mostra a saída do Syslog exibida quando este erro ocorre:

%SYS-4-P2_WARN: 1/Tag [dec] on packet from [ether] port [chars],
                but port's native vlan is [dec]

Essa mensagem indica que um pacote com marca 802.1Q foi recebido em uma porta que não é de tronco. A VLAN derivada da marca do pacote é diferente da VLAN nativa da porta. No Mensagem de Erro:

  • Tag [dec] é o identificador da VLAN do pacote.

  • [ether] é o endereço MAC do host.

  • port [chars] é o identificador da porta.

  • O segundo [dec] é o número da VLAN nativa.

Há uma possibilidade de que a porta local esteja configurada incorretamente como uma porta de acesso em vez de porta de tronco. Alternativamente, o lado remoto pode ter sido configurado como uma porta de tronco, em vez de porta de acesso.

Verifique se a porta local não está incorretamente configurada como porta de acesso em vez de porta de tronco. Verifique também se o lado remoto não está configurado como porta de tronco, em vez de porta de acesso.

convert_post_SAC_CiscoMIB: [-]do bloco de Nvram unconvertible

Problema

O switch gera mensagens do Syslog convert_post_SAC_CiscoMIB: periódicas.

Descrição

Este exemplo mostra às saídas do console que você vê quando esta mensagem ocorre:

convert_post_SAC_CiscoMIB:Nvram block 0 unconvertible: )
convert_post_SAC_CiscoMIB:Nvram block 1 unconvertible: )
convert_post_SAC_CiscoMIB:Nvram block 2 unconvertible: )

O switch gera essas mensagens de console com freqüência quando você faz upgrade ou downgrade de versões do código do CatOS. O erro também pode ocorrer durante o carregamento de uma configuração de switch gerada por outro switch ou quando uma configuração de switch de outra versão de código é usada. Um failover para o Supervisor Engine em standby também pode gerá-las.

Versões diferentes de código contêm variáveis que são armazenadas em NVRAM. Quando o switch inicializa em uma versão mais recente ou mais antiga do CatOS, ele converte a configuração anterior em uma versão utilizável pela imagem de inicialização atual. Durante esse processo, um bloco de memória específico que não é necessário ou utilizável na forma atual é desalocado em vez de convertido. Essa função interna gera a mensagem de erro.

Esta mensagem é geralmente informativa somente. Compare a configuração anterior com a atual para verificar se todas as informações de configuração foram corretamente convertidas.

Se essas mensagens surgirem sem que tenha havido nenhuma atualização de código, alteração de configuração ou failover de Supervisor Engine, crie uma solicitação de serviço (somente clientes registrados) no Suporte Técnico da Cisco.

Global checksum failed error

Problema

Essa mensagem de erro pode surgir nos Catalyst 4000/4500 e 6000/6500 Series Switches que executam o Catalyst OS System Software.

A mensagem de erro Global checksum failed pode se exibida na saída do comando show version.

4000-Switch> (enable) show version
WS-C4006 Software, Version NmpSW: 7.6(2)
Copyright (c) 1995-2003 by Cisco Systems, Inc.
NMP S/W compiled on Jun 25 2003, 23:00:25
GSP S/W compiled on Jun 25 2003, 17:11:56

System Bootstrap Version: 5.4(1)

Hardware Version: 3.2  Model: WS-C4006  Serial #: FOX053701JY

Mod Port Model              Serial #              Versions
--- ---- ------------------ -------------------- -------------------------------
--
1   2    WS-X4013           JAB054207A0          Hw : 3.2
                                                 Gsp: 7.6(2.0)
                                                 Nmp: 7.6(2)
2   48   WS-X4148-RJ45V     JAB05410EQF          Hw : 1.6
3   48   WS-X4148-RJ45V     JAB05410ES5          Hw : 1.6
4   48   WS-X4148-RJ45V     JAB0541070L          Hw : 1.6
5   48   WS-X4148-RJ45V     JAB05410ESC          Hw : 1.6

       DRAM                    FLASH                   NVRAM
Module Total   Used    Free    Total   Used    Free    Total Used  Free
------ ------- ------- ------- ------- ------- ------- ----- ----- -----
1       65536K  40935K  24601K  16384K  10543K   5841K  480K  198K  282K

Global checksum failed.

Uptime is 306 days, 8 hours, 0 minute

Uma mensagem relacionada, NVRAM: F, pode ser exibida na saída do comando show test.

6000-Switch> show test 1

Diagnostic mode: complete   (mode at next reset: complete)


Module 1 : 2-port 1000BaseX Supervisor
Network Management Processor (NMP) Status: (. = Pass, F = Fail, U = Unknown)
  ROM:  .   Flash-EEPROM: .   Ser-EEPROM: .   NVRAM: F   EOBC Comm: .

Line Card Status for Module 1 : PASS

Port Status :
  Ports 1  2
  -----------
        .  .

!--- Output is suppressed.

Descrição

O erro de soma de verificação global indica que, na próxima vez que o equipamento for recarregado, a NVRAM provavelmente será perdida devido a uma falha na soma de verificação de CRC durante a leitura da configuração. Normalmente, esse não é um erro de hardware, mas o switch se corrigirá automaticamente. Isso não terá qualquer impacto em um switch operacional, a menos que sejam feitas alterações na configuração enquanto o switch estiver nessa condição. Contudo, na maioria das vezes, uma reinicialização solucionará a falha de soma de verificação, uma vez que seu valor será recalculado. Este problema está documentado no bug da Cisco ID CSCdx87646 (somente clientes registrados).

Solução

Execute estes passos para recuperar o switch desse estado de erro:

  1. Faça backup da configuração do switch. Consulte Carregando Arquivos de Configuração em um Servidor TFTP para obter mais informações sobre como fazer o backup da configuração.

  2. Reinicie o módulo Supervisor executando o comando reset número_do_módulo_do_supervisor.

  3. Depois que o switch for inicializado, execute os comandos show version e show test para verificar se a saída está normal.

  4. Verifique a configuração existente no switch e faça a restauração a partir do backup, se necessário.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 30003