Colaboração : Gateway do periférico Cisco ICM

Usando o Procmon (console de monitor de processo remoto)

26 Outubro 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback


Índice

Uso

Introdução

O Process Monitor Console (procmon) é o processo de console de interface principal. Você pode utilizar procmon para consultar informações indiretamente no Automatic Call Distributor (ACD) do local. Os processos Cisco Intelligent Contact Management (ICM) que residem no Peripheral Gateway (PG) permitem:

  • Listar agentes, habilidades, serviços e dados de chamada

  • Aumentar rastreamento em um processo ICM

  • Consultar informações específicas de ACD

Pré-requisitos

Requisitos

A Cisco recomenda ter conhecimento deste tópico:

  • O troubleshooting e o suporte de ICM PG

Componentes Utilizados

As informações neste documento se baseiam no ICM versão 4.6.2 e posteriores.

As informações neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos utilizados neste documento foram iniciados com uma configuração (padrão) inicial. Se a sua rede estiver ativa, certifique-se de que entende o impacto potencial de qualquer comando.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

Uso

Você pode executar procmon em uma sessão Telnet ou um prompt de comando DOS. O processo procmon oferece suporte a ambos os comandos local e remoto. Os comandos locais são definidos em procmon, enquanto você precisa programar comandos remotos no processo monitorado. Esta seção fornece uma lista de comandos procmon básicos e de comandos específicos de processo a serem utilizados com processos como:

  • Peripheral Interface Manager (PIM)

  • Computer Telephony Integration (CTI) Server (CTISVR)

  • Open Peripheral Controller (OPC)

Aqui está um exemplo:

Syntax: c:\>procmon /? 
Version: Release 4.6.2, Build 08799 
Usage: PROCMon CustomerName NodeName ProcessName [SystemName] [/f InputFile] 
  [/wait] [/stop] [/help] [/?]

Nota: A linha final dessa saída é exibida em duas linhas devido às limitações de espaço.

Para exibir uma lista básica de comandos, emita help. Uma lista como esta é exibida:

Comando Definição
eco Controla o eco das linhas de comando
emsmon Processo remoto do monitor dos controles EMS1 (começo, parada, pausa, resumo)
error_stop Controla a configuração da parada no flag de erro
ajuda? Exibe a ajuda
monitor_help, mhelp Exibe a ajuda do Monitor Server
monitor_sleep, msleep Inatividade em segundos ou mili-segundos especificados
quit, q Termina o programa
read_file, read Orienta a entrada de comando para outro arquivo de entrada

1 EMS = Event Management System

Esta tabela fornece uma lista de comandos que você pode utilizar ao resolver problemas:

Comando Definição
pim_list_agents, la Lista agentes que estão configurados no momento pelo PIM
pim_list_services, ls Lista serviços que estão configurados no momento pelo PIM
pim_list_skill_groups, lsg Lista grupos de habilidades que estão configurados no momento pelo PIM
acd_debug, debug Ativa/desativa o rastreamento debug
pim_list_trace, ltrace Lista as configurações de bit de rastreamento PIM atuais
pim_trace, trace Define ou redefine bits de rastreamento PIM
pim_dump_periph, acdperiph Despeja o conteúdo do objeto periférico
Sair Termina procmon

Cada comando tem uma sintaxe separada. Para determinar a sintaxe, emita o comando e acompanhe-o com /?.

Nota: Cada tipo periférico contém um conjunto de comandos diferente. Para obter uma lista de comandos associados a cada periférico, emita mhelp.

Aqui está o exemplo de saída:

>>>>la  
SkillTarget ID    Periph#    C        Ext#        Inst#        ActGroups 
    5000           6000     Y Yes   3000(3000)  <1/ 1> [BO] [265436],<2/ 2> [BO][866278] 
    5001           6001     Y Yes   3001(3001)  <1/ 1> [AV] [59704], <2/ 2> [AV] [59704] 
    5002           6002     Y No       -1(-1) 
    5003           6003     Y No       -1(-1) 
    5028           6030     Y No       -1(-1) 
>>>>ls 
SkillTarget ID    Periph#    C    SerMem    Pri    SerTH    SLType    PSLType    Ext# 
        5017        6500    Y        1        2        30        1        4 
        5018        6501    Y        2        1        30        1        4 
        5019        6502    Y        3        1        30        1        4

Nessa saída, SLType indica o valor padrão do campo ServiceLevelType para cada serviço associado ao periférico. Esse valor indica como o ICM calcula o nível de serviço. Você pode cancelar o padrão de serviços individuais.

PSLType indica o valor padrão do PeripheralServiceLevelType de cada serviço associado ao periférico. Você pode cancelar o padrão de serviços individuais.

>>>>lsg 
    Periph#    Pri    C    SkillTarget ID    Ext# 
        1        0    Y            5007        6900 
        1        1    Y            5008        6900 
        1        2    Y            5009        6900 
        2        0    Y            5010        6901 
        2        1    Y            5011        6901 
        2        2    Y            5012        6901 
        3        0    Y            5013        6902 
        3        1    Y            5014        6902 
        3        2    Y            5015        6902 
        3        3    Y            5016        6902 

>>>>debug /? 
Usage: acd_debug [/noagent] [/agent] [/agent+] [/agent++] [/nobri] [/bri] [/bri+] 
                 [/nocall] [/call] [/call+] [/nocms] [/cms] [/cms+] [/csc] 
                 [/csc+] [/nocsc] [/noconfig] [/config] [/nocv] [/cv] [/noerror] 
                 [/error][/nohb] [/hb] [/noopc] [/opc] [/nopost] [/post] [/nosim] 
                 [/sim] [/notg] [/tg] [/notimer] [/timer] [/notp] [/tp] [/tp+] 
                 [/trace] [/novq] [/vq] [/warning] [/nowarning] [/all] [/noall] 
                 [/set UserSetBit] [/help] [/?] 
>>>>debug /call+ /post /agent 
Trace: AGENT CALL+ POST 
UserTraceLevel=0xE848200003FFFFFF800E00000000000000000000000040 
Time stamp: 09/13/02

Nota: O recurso debugar apenas permanece ativo enquanto o processo permanece ativo. Quando o processo termina, o utilitário debug deixa de funcionar. Para tornar o rastreamento permanente, adicione o número hexadecimal que você encontra na linha de UserTraceLevel para o rastreamento EMS no registro.

>>>>acdperiph 
BuildNum: 08799 (Rel 4.6.2) Time: 06/11/02 16:27:40 
    SwitchTime=08/26/02 13:56:22, DefRoute=CTIVarMap-NNNNNNNNNN (y=PIM access)CTIString= 
    CVBridge=[G3MsgRecvCnt=169239 (0x29517) Min/AllBrisUp=1/1 NumMonitored=1 
        PhysBris=0x1 RtBris=0x0 BadBris=0x0] 
Bri[0] State=ACTIVE GoIdle=0 
    [NtwrkCngstn[Forced=F Switch=F] 
    Window=10000 MsgDlyTime=500 
    BriCfgParams(Exp.) = [*CvHost[0]=taclab1g3 CvHost[1]= ] 
    Msgs [Sent=157095 (0x265a7) Recv=169239 (0x29517) ] [SA0id=314182 LastSA0IdRecvd=31482 
    Msgs [SendQ=0x0 SentQ=0x0 RecvQ=0x0 ] 
    Msgs [PriSendQ=0x0 RecvQ=0x0 ] 
         [ActiveAssoc[Avail=2033 Locked=11] OutstandingSent=0x0 Reg{MaxAllowed=4 ChkMtrs=1 
         ChkMsgRates=1 
         [Meters/Sec (Enabled: Min 0.00 Avg 0.17 Max 2.45 (Tot 28840.16 Samples 229013 
          SumAvg 0.13)] 
    [NotEnabled] 
        Timers=[3PMC=4 ACDSplt=61 AgntCls=30 AgntSt=240 BriHB=60 
            CfgRtry=900 StlBriMsg=10 SwtchTm=30 TG=60 StatMntr=28800 StatMntrInit=120] 
        SwitchTime=08/26/02 13:56:22 
        NumActiveCalls=0 NumAgentsSeen=2 
ProcessName=pim1 ShutdownType=1 Dumplex=1 Side=0 
    GeoTelBaseDir=C:\icr\lab1\PG1B RegistryBase=ICR\lab1\PG1B DMPSystemID=1 
    MDSConnections=1 MDSPIMHandle=33 MDSOPCHandle=1 PIMHeartBeatTime=-1 
    CTIRestarts-0 
    RoutingClientState=SHUTDOWN 
    State=ACTIVE StateInitTime=08/27 10:06:55 (16.9 day) 
Time stamp: 09/13/02 10:32:36 
>>>>

Nota: Para obter mais informações sobre acdperiph, consulte Troubleshooting de Avaya Definity G3 Utilizando Procmon.

Rastreamento Procmon

Procmon Anterior a ICM 4.0

  • Você pode utilizar procmon para ativar o rastreamento nos processos PIM, MIS e CTISVR.

    Sintaxe — procmon custid nodeid processname .

    A utilização de exemplo é procmon bt pg1a pim1.

  • Digite mhelp no prompt >> para acessar a ajuda de Procmon. Por exemplo, >> mhelp.

  • Adicionar Rastreamento — Para adicionar rastreamento, utilize os comandos sxtrace, scrtrace e satrace; utilizar com /all. A utilização de exemplo de sxtrace é >>sxtrace /all. Você também deve salvar o rastreamento emitindo os comandos svxtrace, svcrtrace e svatrace. Recomenda-se adicionar e salvar todos os três níveis de rastreamento quando você resolver problemas de Spectrum.

  • Remover Rastreamento — Para remover o rastreamento, utilize os comandos cxtrace, ccrttrace e catrace; utilizar com /all. A utilização de exemplo cxtrace é >>cxtrace /all. É sempre melhor remover o rastreamento mediante a conclusão do troubleshooting.

  • Logs Ems — Com todo rastreamento, você deve aumentar as configurações EmsLogFileMax e EmsAllLogFilesMax em regedt32. O caminho para esses valores é:

    HkeyLocalMachine\Software\Geotel\ICM\custid\PGxx\EMS\CurrentVersion\
      Library\Processes\processid

    Nota: Este valor é exibido em duas linhas devido a limitações de espaço.

Procmon no ICM 4.0 e posterior

  • Você pode utilizar procmon para ativar o rastreamento nos processos PIM, MIS e CTISVR.

    Sintaxe — procmon custid nodeid processname . A utilização de exemplo é procmon bt pg1a pim1.

  • Para acessar a ajuda de Procmon, digite mhelp no prompt >>; por exemplo, >> mhelp.

  • Rastreamento — O comando ltrace exibe todas as opções de rastreamento disponíveis. Aplique o rastreamento de Link de Transação (sxtrace) digitando trace xact* no prompt >>. Aplique rastreamento de Agente com o comando trace spectrum?.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 20422