Roteadores : Roteadores Cisco 12000 Series

Configurando um Dump Central em uma placa de linha de GSR

12 Agosto 2015 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Abril 2015) | Feedback


Índice


Introdução

Este documento fornece instruções sobre como configurar um dump central em um Line Card (LC) do Cisco Gigabit Switch Router (GSR).

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

  • Software Release 12.0(24)S1 de Cisco IOS�

  • Esse documento se aplica a todos os roteadores GRS do Cisco 12xxx Series

cuidado Cuidado: Um dump principal ao servidor remoto pode tomar em qualquer lugar 20 a 45 minutos. O roteador é inacessível e não envia pacotes neste tempo. Use este procedimento com cuidado.

As informações neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos utilizados neste documento foram iniciados com uma configuração (padrão) inicial. Se a sua rede estiver ativa, certifique-se de que entende o impacto potencial de qualquer comando.

Convenções

Para obter mais informações sobre convenções de documento, consulte as Convenções de dicas técnicas Cisco.

Configurar e teste o dump principal

Dump central

Um dump principal é um arquivo binário que um roteador crie quando detecta um erro irrecuperável e o precisa de se recarregar. É uma cópia completa da imagem de memória do roteador. Você precisa de configurar o Roteadores a fim criar dumps principais. Contudo, não todos os tipos de travamento produzem dumps principais. Estes são geralmente úteis aos representantes de suporte técnico e ajudam a identificar a causa do impacto.

Configuração

Esta tabela mostra a configuração mínima necessária a fim configurar um LC para o dump principal que usa o FTP:

Dump principal que usa o FTP
hostname GSR
!
ip ftp source-interface Ethernet0
ip ftp username test
ip ftp password blah

!--- These commands enable the router for FTP transfer. 
!--- These commands are not necessary if you use the default
!--- protocol TFTP  for file transfer.

!
interface Ethernet0
 ip address 10.77.240.91 255.255.255.128
!
ip route 0.0.0.0 0.0.0.0 10.77.240.1
!
exception protocol ftp   

!--- Specifies FTP as the protocol for core dumps. The default is TFTP. 

exception dump 10.77.233.129  

!--- Specifies the IP address of the server which receives the core dump file.

exception linecard slot 2  

!--- Enables the storage of crash information for the LC that you specify. 
!--- Here you specify slot 2.

Com esta configuração básica:

  • Se os impactos do Gigabit Route Processor (GRP), um dump principal chamado GSR-núcleo são armazenados no servidor FTP situado em 10.77.233.129.

  • Se o LC no entalhe 2 causa um crash um dump principal chamado Roteador-núcleo, o entalhe 2 está armazenado no mesmo lugar.

Teste a instalação

Quando você configura o roteador para o dump principal, teste se a instalação trabalha.

O Cisco IOS fornece o comando write core a fim testar ou provocar um dump principal sem a necessidade para um reload.

comando write core

Use o comando write core no modo de exec privilegiado (modo enable). Este comando faz com que o sistema gere um dump principal sem a necessidade de recarregar e o índice da memória GRP é despejado.

Este comando é útil quando você verifica a Conectividade do server onde os arquivos estão redigidos.

GSR#write core

Remote host [10.77.233.129]?

Base name of core files to write [cdfile1]?

writing uncompressed ftp://10.77.233.129/cdfile1
Writing cdfile1 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!

!--- This output is suppressed.

Use o travamento de teste do comando oculto para testar a configuração para o dump principal. Use o comando attach conectar à placa de linha exigida. Inscreva o comando test crash a fim gerar lá o dump principal para a placa de linha. Os comandos você executa no uso da placa de linha a imagem IOS Cisco nessa placa de linha. Esta imagem IOS não contém o comando write core. A fim testar a configuração do dump principal em um LC, você precisa de usar este método.

cuidado Cuidado: O comando test crash interrompe uma rede de produção. Faz com que o roteador cause um crash e impede a re-emergência do roteador antes que despeje o índice de sua memória. A quantidade de tempo que esta toma depende da quantidade de ram dinâmica (DRAM) atual no RP ou no LC.

GSR#attach 2

Entering Console for 1 Port Packet Over SONET OC-12c/STM-4c in Slot: 2

Type "exit" to end this session
Press RETURN to get started!
LC-Slot2>

LC-Slot2>enable

LC-Slot2#test crash

WARNING: Command selections marked with '(crash router)' will crash

router when issued. However a selection 'C' will need to

be issued IMMEDIATELY before these selections to enable them.
Type the number for the selected crash:

--------------------------------------
 1  (crash router) Bus Error, due to invalid address access
 2  (crash router) Bus Error, due to parity error in Main memory
 3  (crash router) Bus Error, due to parity error in I/O memory
 4  (crash router) Address Error, due to fetching code from odd address
 5  (crash router) Jump to zero
 6  (crash router) Software forced crash
 7  (crash router) Illegal read of address zero
 8  (crash router) Divide by zero
 9  (crash router) Corrupt memory
 C  Enable crash router selection marked with (crash router)
 U  (crash router) User enter write bus error address
 W  (crash router) Software watchdog timeout (*** Watch Dog Timeout ***)
 w  (crash router) Process watchdog timeout (SYS-2-WATCHDOG)
 d  Disable crashinfo collection
 e  Enable crashinfo collection
 i  Display contents of current crashinfo flash file
 n  Change crashinfo flash file name
 s  Save crashinfo to current crashinfo flash file
 q  Exit crash menu
? C                     

!--- Enter C here and press return.

     Type the number for the selected crash:

     --------------------------------------

     1 (crash router) Bus Error, due to invalid address access
     2 (crash router) Bus Error, due to parity error in Main memory
     3 (crash router) Bus Error, due to parity error in I/O memory
     4 (crash router) Address Error, due to fetching code from odd address
     5 (crash router) Jump to zero
     6 (crash router) Software forced crash
     7 (crash router) Illegal read of address zero
     8 (crash router) Divide by zero
     9 (crash router) Corrupt memory
     C Enable crash router selection marked with (crash router)
     U (crash router) User enter write bus error address
     W (crash router) Software watchdog timeout (*** Watch Dog Timeout ***)
     w (crash router) Process watchdog timeout (SYS-2-WATCHDOG)
     d Disable crashinfo collection
     e Enable crashinfo collection
     i Display contents of current crashinfo flash file
     n Change crashinfo flash file name
     s Save crashinfo to current crashinfo flash file
     q Exit crash menu
    ? 6                 

!--- Enter the number that corresponds to 
!--- the crash type you want to test.

Unexpected exception, CPU signal 23, PC = 0x400E8DA8 
-Traceback= 400E8DA8 40C6A4DC 404006E09C 400C477C 400C4768

$0 : 00000000, AT : 41B30000, v0 : 431A8F40, v1 : 00000032

!--- Output is suppressed.

Este comando causa um impacto e o índice da memória é despejado. Se não há nenhuma geração do dump principal, você deve rever a instalação e a configuração inteiras.

Comandos opcionais

Esta seção explica os comandos que este documento usa e alguns outros comandos opcionais.

O único comando da exceção que altera o dump principal que um impacto LC gera é o comando exception linecard. Os outros comandos da exceção nesta lista aplicam-se ao coredump que o GRP gera.

  • compressa do nome de arquivo do exception core-file — Ajusta o nome de arquivo para o arquivo do dump principal que o impacto GRP gera, e cria um arquivo principal. À revelia, o arquivo principal tem o hostname-núcleo do nome onde o hostname é o nome do roteador. Com este comando, cada roteador tem seu próprio arquivo principal original.

    Por exemplo, se o hostname de seu roteador é "lab1," à revelia seu roteador gera um arquivo do dump principal que tenha o nome lab1-core. Com o uso do comando exception core-file Test, você pode mudar o nome do dump principal que é gerado para testar.

    Você pode comprimir os arquivos do dump principal com a opção da compressa.

    Nota:  A compressa é usada automaticamente quando você redige arquivos do dump principal a um disco flash. Não há nenhum apoio para a opção da compressa quando você redige arquivos do dump principal com a ajuda do protocolo de cópia remota (RCP).

  • protocolo de exceção {ftp | RCP | tftp} — ajusta o protocolo para usar-se quando você redige o arquivo principal ao host remoto. Pode ser File Transfer Protocol (FTP), Trivial File Transfer Protocol (TFTP), ou protocolo de cópia remota (RCP). O protocolo do padrão é TFTP.

    Nota: Você não pode usar o TFTP a fim despejar um arquivo principal maior do que o 16 MB.

    Nota: Quando você usa o FTP, você deve ter uma conta de usuário válido nesse sistema e em bastante espaço de disco livre. Isto é porque os arquivos principais podem ser muito grandes. O protocolo do padrão é TFTP.

  • endereço IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT do exception dump — Ajusta o endereço IP ou nome do host do servidor remoto a onde o arquivo principal deve ser escrita.

  • flash da exceção {procmem | iomem | tudo} {nome do dispositivo [: partition_number]} — O GSR entre outras Plataformas suporta o disco flash como uma alternativa à memória flash linear ou à placa flash de PCMCIA. A grande capacidade de armazenamento destes discos flash faz-lhes bons candidatos para que uns outros meios capturem o dump principal. Este é o comando router configuration que você precisa a fim estabelecer um dump principal com o uso de um disco flash:

    exception flash {procmem | iomem | all} 
    {device_name[:partition_number]} 
    

    Atualmente, não há nenhuma aplicação do dump principal LC a um disco flash.

  • dispositivo do arquivo da exceção de informação de travamento: nome de arquivo — Configura o roteador a fim redigir um arquivo crashinfo (informaçoes de travamento) quando o GRP causa um crash. O roteador é permitido à revelia.

    Quando você especificar o dispositivo do arquivo da opção: nome de arquivo, é o dispositivo flash e o nome de arquivo que você usa a fim armazenar a informação de diagnóstico. Os dois pontos são necessários. O local padrão é bootflash e o nome padrão dos arquivos é crashinfo_datetime do impacto.

  • tamanhos do buffer em kilobytes da exceção de informação de travamento — Configura o roteador a fim redigir um arquivo crashinfo (informaçoes de travamento) quando o GRP causa um crash. O roteador é permitido à revelia.

    Com os kilobytes de tamanho de buffer de opção, você pode mudar o roteador ao tamanho do buffer que você se usa para arquivos crashinfo (informaçoes de travamento). O tamanho padrão é 32 KB (o máximo é 100 KB, que você configura com buffer 100 da exceção de informação de travamento).

  • exception suffix slot-number — Adiciona o número de slot ao nome de arquivo do núcleo se você não especifica um nome de arquivo para o arquivo principal GRP. Há uma adição do padrão de número de slot no dump principal que um LC gera.

  • exception linecard {tudo | número de slot} do entalhe [nome do arquivo de corefile | tamanho da memória principal [k | m] | tamanho de fila-RAM [k | m] | tamanho do RX-buffer [k | m] | SQE-registro-RX | SQE-registro-TX | tamanho do TX-buffer [k | m]] — esta descrição da sintaxe explica os componentes deste comando em um detalhe mais adicional.

    • todos — Armazena a informação de travamento para todos os LC.

    • número de slot do entalhe — Informação de travamento das lojas para o LC no entalhe que você especifica.

    • nome do arquivo de corefile — Ajusta o nome de arquivo para o arquivo do dump principal que o impacto LC gera. O nome de arquivo do padrão é hostname-núcleo-entalhe-número (por exemplo, Router-core-2).

    • tamanho da memória principal — Armazena a informação de travamento para a memória principal no e especifica o tamanho da informação de travamento. O tamanho da memória a fim armazenar é 0 a 268435456.

    • tamanho de fila-RAM — Armazena a informação de travamento para a memória ram da fila no LC e especifica o tamanho da informação de travamento. O tamanho da memória a fim armazenar pode ser 0 a 1048576.

    • tamanho do RX-buffer e tamanho do TX-buffer — Armazena a informação de travamento para a recepção (RX) e transmitem o buffer (TX) no LC e especifica o tamanho da informação de travamento. O tamanho da memória a fim armazenar pode ser 0 a 67108864.

    • SQE-registro-RX e SQE-registro-TX — A informação de travamento das lojas para a recepção ou transmite registros de enfileiramento do motor do silicone no LC.

    • k e m — A opção k multiplica o tamanho que você especifica por 1K (1024), e a opção m multiplica o tamanho você especifica por 1M (1024*1024).

    Exemplos:

    • exception linecard slot 6 — Permite a criação de um arquivo principal para o LC no entalhe 6 se causa um crash.

    • exception linecard slot 6 core-file router_slot6_core — Ajusta o nome de arquivo para o arquivo principal que o LC gera no entalhe 6 a router_slot6_core.

    • memória principal do exception linecard slot 6 16 Mbytes — Ajusta a quantidade de conteúdos de memória principais a ser despejados a 16 Mbytes.

      Nota: O máximo é os Mbytes 256. É seguro especificar isto.

      Se você especifica do “a memória principal 256 M exception linecard slot 6”, você não vê este na configuração. Isto é porque é a configuração padrão quando você permite a geração do arquivo principal para um LC.

  • memória de exceção {tamanho do fragmento | tamanho mínimo} — na altura do processo da eliminação de erros, você pode fazer com que o roteador crie um dump principal e recarregue-o quando há uma violação de determinados parâmetros do tamanho de memória. O fragmento do parâmetro permite que você determine o bloco contínuo mínimo da memória no conjunto livre, nos bytes. O mínimo indica o tamanho mínimo do pool de memória livre. O valor do tamanho está nos bytes e é verificado cada 60 segundos. Se você incorpora um tamanho que seja maior do que a memória livre, e se você configura o comando exception dump, há a geração de um dump principal, e os recarregamentos de roteador após 60 segundos. Se você não configura o comando exception dump, os recarregamentos de roteador sem alguma geração de um dump principal.

  • tamanho do tamanho de região da exceção — Você usa este comando a fim definir uma quantidade pequena de memória para servir como um pool de recuo quando há uma marca da corrupção no pool de memória de processador. Isto ajuda-o a impedir falhas de memória na altura do processo do dump principal. O tamanho de região do padrão é 16,384 bytes. Se você configura o tamanho de região da exceção ao máximo (65536 bytes), aumenta a possibilidade de um dump principal bem sucedido.

  • atraso da atraso-descarga da exceção — Permite que você especifique o atraso antes da iniciação de transferência de arquivo principal em sistemas redundantes. À revelia o sistema pausa por 30 segundos a fim dar a hora para que o apoio estabilize, antes da iniciação de transferência de arquivo principal. O valor do intervalo válido é 30 a 300 segundos.

  • ip ftp username username — Permite que você configure o username para usar-se quando você transfere arquivos pela rede o arquivo principal com o uso do FTP ao servidor remoto. No exemplo o username é ajustado para testar (ip ftp username test).

  • senha do [type] da senha do IP FTP — Permite que você especifique a senha para o username ajustado no comando ip ftp username username. É blá no exemplo (ip ftp password blah).

  • relação da interface de origem do IP FTP — Determina a relação à fonte a conexão de FTP de.

  • voz passiva do IP FTP — À revelia o roteador tenta usar o modo passivo FTP a fim conectar. Desligue isto com o comando no ip ftp passive.

Nota: Desde o Cisco IOS Software Release 12.0(22)S, a geração do dump principal é apoiada na maioria de tipos de Engine recentes (2,3, 4, 4+). Esta característica deve ser apoiada assim que um motor novo sair. Todas as placas de linha apoiam esta característica a fim facilitar o processo de Troubleshooting.

Discussões relacionadas da comunidade de suporte da Cisco

A Comunidade de Suporte da Cisco é um fórum onde você pode perguntar e responder, oferecer sugestões e colaborar com colegas.


Informações Relacionadas


Document ID: 12769