Tecnologias IBM : Synchronous Data Logical Link Control (SDLLC)

Compreendendo e pesquisando defeitos o SDLC à tradução de mídia de rede LLC

14 Outubro 2016 - Tradução por Computador
Outras Versões: Versão em PDFpdf | Inglês (22 Agosto 2015) | Feedback


Índice


Introdução

Este documento fornece a informação para compreender e pesquisar defeitos um Synchronous Data Link Control (SDLC) à tradução de mídia de rede do Logical Link Control (LLC).

Pré-requisitos

Requisitos

Não existem requisitos específicos para este documento.

Componentes Utilizados

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas.

Convenções

Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos.

SDLLC

O SDLC-to-LAN conversion (SDLLC) é usado para converter uma sessão SDLC para um dispositivo do physical unit 2 (PU2.0) a um Logical Link Control, o tipo-2 (LLC2) sessão. Isto é muito útil se você tem uma grande quantidade de controladores remotos alimentados em uma única porta token ring em um processador de front end (FEP).

O lado esquerdo deste diagrama indica um FEP com muitas linhas SDLC que saem às posições remotas. O lado direito deste diagrama indica a mesma encenação com roteadores Cisco.

/image/gif/paws/12250/mt_1.gif

O Roteadores permite que o FEP tenha somente a interface de token ring. Desse ponto, há uns lugar remotas múltipla que executam o SDLLC ao host, assim como um tráfego regular do bridge de rota de origem (SRB).

Nota: Usar o SDLLC para o LLC à conversão de SDLC aplica-se somente para os dispositivos PU2.0, não para o 2.1 da unidade física (PU2.1). O PU2.1 é apoiado no switching de link de dados (DLSw).

Para configurar o SDLLC, você precisa um SRB no roteador. Refira a compreensão e pesquisando defeitos o Local Source-Route Bridging para obter informações sobre de como configurar um SRB.

Configuração de SDLC

Porque o SDLLC converte de uma relação SDLC, você precisa primeiramente o SDLC configurado corretamente. Termine estas etapas para configurar o SDLC:

  1. Emita o comando encapsulation sdlc mudar o encapsulamento em série ao SDLC.

  2. Emita o comando sdlc role primary mudar o papel do roteador a preliminar na linha SDLC.

    Nota: Em ambientes do Serial Tunneling (ATURDIR), há preliminar e uns papéis secundários. Refira configurar e Troubleshooting Serial Tunneling (ATURDIR) para mais informação.

  3. Emita o comando do endereço xx sdlc configurar o endereço de polling SDLC.

Configuração do SDLLC

Para configurar o SDLLC, o primeiro comando emitido é traddr. Este comando define o que o SDLC converte no ambiente LLC2. Termine estas etapas para configurar o SDLLC:

  1. Emita o comando tr dos bn do traddr xxxx.xxxx.xx00 LR do sdllc permitir a tradução de mídia SDLLC em uma interface serial.

    Este comando diz ao roteador o endereço MAC virtual da estação sdlc. Então o comando especifica o número de anel local (LR), o número de Bridge (bn), e o número de anel de destino (tr). A LR tem que ser original na rede. Os bn podem ser um valor de 1 a 15. O trn deve ser o anel virtual no roteador. Se você está configurando o SDLLC local, você pode fazer este ponto a um anel virtual ou a uma relação (anel físico conectado à interface de token ring) no roteador.

    Nota: Os últimos dois dígitos do MAC address neste comando são 00. Você não pode ajustar os últimos dois dígitos do traddr porque o roteador usa estes dígitos para introduzir o endereço de SDLC desta linha. Se você especifica os últimos dois dígitos, o roteador substitui-os com o endereço de SDLC. Então o host não responde para esse MAC address. Por exemplo, se o traddr MAC é configurado porque 4000.1234.5678 e o endereço de SDLC são 0x01, o roteador usa o MAC de 4000.1234.5601 para representar o dispositivo SDLC no domínio LLC. Além disso, o traddr MAC está no formato não canônico, que é o mesmo formato que o token ring frame.

  2. Emita o comando do sdllc xid address xxxxxxxx especificar o valor da identificação de intercâmbio (XID) apropriado para que a estação sdlc combine valores do Virtual Telecommunications Access Method (VTAM).

    Isto é determinado do IDBLK e do IDNUM no nó principal do interruptor no VTAM. Se isto não combina, a troca XID falha.

  3. Emita o comando sdlc address do endereço MAC do sócio do sdllc permitir conexões para o SDLLC.

    Isto especifica o MAC address do sócio, que é geralmente o host.

Uma configuração de exemplo simples SDLLC é indicada. O controlador conectado ao sdlc aparece como um dispositivo anexo local do Token Ring ao FEP.

/image/gif/paws/12250/mt_3.gif

Papaya Mofongo
source-bridge ring-group 100
source-bridge remote-peer 100 tcp 1.1.1.1
source-bridge remote-peer 100 
tcp 1.1.2.1 local-ack 

interface tokenring 0
ip address 1.1.3.1 255.255.255.0
source-bridge 33 2 100
source-bridge spanning

interface loopback 0
ip address 1.1.1.1 255.255.255.0
source-bridge ring group 100
source-bridge remote-peer 100 tcp 1.1.2.1
source-bridge remote-peer 100
tcp 1.1.1.1 local-ack
source-bridge sdllc local-ack

interface serial 0
encapsulation sdlc-primary
sdlc address c6
sdllc traddr 4000.3174.1100 333 3 100
sdllc partner 4000.1111.1111 c1
sdllc xid c1 17200c6

interface loopback 0
ip address 1.1.2.1 255.255.255.0

Depuração de SDLLC

Um problema de SDLLC exige que você pesquisa defeitos dois ambientes diferentes: o mundo do SDLC, e o Logical Link Control, tipo-2 (LLC2) mundo a onde você está traduzindo os quadros. Porque você pode somente ter um tipo de controlador, debugar o SDLLC é mais fácil compreender do que o switching de link de dados (DLSw) /SDLC.

Primeiramente, observe os fluxos para esta partida de sessão específica:

/image/gif/paws/12250/mt_2.gif

Verifique para ver se há a resposta do modo de resposta normal do grupo (SNRM) do controlador. O roteador não começa a parcela LLC até que a parcela SDLC esteja em serviço.

Emita estes comandos verificar a resposta do SNRM:

  • sdlc_state

  • sdllc_state

Neste exemplo, o SNRM é enviado ao controlador, que muda o estado da linha ao SNRMSENT. Se o roteador permanece neste estado, a seguir não recebeu o reconhecimento não numerado (UA) do controlador. Isto pode significar que algo é errado com a linha SDLC. Se isto ocorre, debugar está indicado como:

%LINEPROTO-5-UPDOWN: Line protocol on Interface Serial1, changed state to up
s4f#
SDLLC_STATE: Serial1 C6 DISCONNECT     
   -> SDLC PRI WAIT 
SDLC_STATE: (5234984) Serial1 C6 DISCONNECT 
   -> SNRMSENT
%SYS-5-CONFIG_I: Configured from console by console
%LINK-3-UPDOWN: Interface Serial1, changed state to up
Serial1 SDLC output     C693
Serial1 SDLC input      C673
SDLC_STATE: (5235700) Serial1 C6 SNRMSENT 
   -> CONNECT
SDLLC_STATE: Serial1 C6 SDLC PRI WAIT  
   -> NET UP WAIT   
SDLC_STATE: (5235700) Serial1 C6 CONNECT 
   -> USBUSY

Se o roteador recebe o UA, o sdlc_state move-se de SNRM_SENT PARA CONECTAR. Em seguida, o estado SDLLC move-se de SDLC_PRI_WAIT para NET_UP_WAIT. Quando isto ocorre, o roteador pode começar trazer acima o lado LLC da conexão. A ação final é começar a enviar o Receive Not Ready (RNR) à linha SDLC. Isto desabilita o controlador de enviar toda a informação até que o lado LLC esteja operacional.

Em seguida, o roteador envia um explorador para encontrar o lugar de seu sócio.

SDLLC: O TEST, dst 4000.1111.1111 src 4000.3174.11c6 dsap 0 ssap 0
To0: out: MAC: acfc: 0x8040 Dst: 4000.1111.1111 Src: c000.3174.11c6  bf: 0x82 0x304A210
To0: out: RIF: 8800.14D3.0642.0210
To0: out: LLC: 0000F300 00800000 000C3BF0 7D000000 00800000 000C3BF0 ln: 25
SDLLC: NET UP WAIT    recv FORWARD TEST P/F(F3) 4000.3174.11c6 c000.1111.1111 00 01 -> Serial1 C6
caching rif

A saída precedente indica a eleição de teste que está sendo enviada e recebida. Porque este exemplo tem localmente um controlador anexado e um Token Ring, a eleição de teste sae do roteador que procura pelo endereço de parceiro. Depois que o roteador recebe o frame para teste, começa a troca XID. O roteador põe em esconderijo o campo de informação de roteamento (RIF) para esta sessão, que você pode verificar com o comando show rif. Porque este é um PU2.0, o roteador envia um Tipo 2 XID do formato 0 ao host após a resposta ao zero XID.

SDLLC: O xid(null), 4000.1111.1111 4000.3174.11c6 4 4 [1000.14D3.0641.0051.12C2.0194.01F1.02C0]
SDLLC: NET UP WAIT    recv FORWARD XID P/F(BF) 4000.3174.11c6 c000.1111.1111 04 05 
   -> Serial1 C6
SDLLC: O xid(0T2), 4000.1111.1111 4000.3174.11c6 4 4 [1000.14D3.0641.0051.12C2.0194.01F1.02C0]
SDLLC: NET UP WAIT    recv FORWARD SABME P/F(7F) 4000.3174.11c6 c000.1111.1111 04 04 
   -> Serial1 C6
SDLLC: SABME for Serial1 C6 in NET UP WAIT   
%SDLLC-5-ACT_LINK: SDLLC: Serial1 LINK address C6 ACTIVATED: Net connect
SDLLC_STATE: Serial1 C6 NET UP WAIT    -> CONNECT

Depois que a troca XID, o roteador recebe o Set Asynchronous Balanced Mode Extended (SABME) do host. Isto finaliza o procedimento de inicialização, e o roteador responde com um UA ao host. Agora, o estado das alterações de linha SDLC do USBUSY A CONECTAR, e os Eu-quadros podem passar através do roteador.

SDLC_STATE: (5235944) Serial1 C6 USBUSY 
   -> CONNECT
Serial1 SDLC output     C611
Serial1 SDLC input      C611
s4f#

Tradução de mídia DLSw

DLSw fornece um ehancement principal à tradução de mídia porque apoia o PU2.1. Isto permite-a de ter o SDLLC à conversão de controladores LLC2, tal como os 5494 e os 5394 (com opção de upgrade ao PU2.1 - IBM RPQ 8Q0775) aos AS/400. Isto remove a necessidade para STUN e as linhas multiponto AS/400 ruins.

Os parâmetros de configuração para a tradução de mídia de DLSw são um pouco de diferentes dos parâmetros SDLLC. Há um comando dlsw que é adicionado, o resto está uns comandos SDLC. Termine estas etapas para configurar a tradução de mídia de DLSw:

  1. Emita o comando encapsulation sdlc mudar o encapsulamento em série ao SDLC.

    Porque você está indo terminar a linha SDLC no roteador, o roteador deve atuar como preliminar para objetivos de polling. Isto é diferente de ATURDE porque o preliminar está indo ser o HOST ou o AS/400.

  2. Emita o comando sdlc role primary mudar o papel do roteador a preliminar na linha SDLC.

  3. Emita o comando do endereço xx sdlc configurar o endereço de polling SDLC.

    Isto é o lugar onde DLSw difere do SDLLC. No SDLLC, você especifica comandos com a palavra-chave do sdllc. Em DLSw, especifique comandos com a palavra-chave sdlc.

  4. Emita o comando do vmac xxxx.xxxx.xx00 sdlc configurar o endereço MAC virtual para o controlador sdlc.

    Este parâmetro diz ao roteador o endereço MAC virtual para este controlador sdlc no ambiente LLC2. Recorde deixar o último byte ajustado a 00 porque o endereço de polling é adicionado lá (endereço sdlc).

  5. Emita o comando do xxxxxxxx do nn do xid sdlc configurar o XID para este PU2.0.

    Neste comando, o nn é o endereço de polling do controlador e o xxxxxxxx é o XID para este PU2.0 (o IDBLOCK e o IDNUM que é codificado no nó principal do interruptor no VTAM).

    Nota: Se você tem um PU2.1, há uma negociação do XID. Assim, as mudanças do comando.

  6. Emita o comando xid-poll do nn do xid sdlc configurar o XID para este PU2.1.

    Neste comando, o nn é o endereço de polling da estação.

  7. Emita o comando nn do sócio xxxx.xxxx.xxxx sdlc configurar o MAC address do sócio do roteador.

    Neste comando, o nn é o endereço de polling para o controlador na pergunta. É importante especificar o endereço de controlador, porque nas linhas multiponto pode haver um controlador dirigido para um host e um outro controlador dirigido para um host diferente.

  8. Emita o comando sdlc dlsw nn configurar DLSw para o controlador específico.

    Neste comando, o nn é o endereço de polling do controlador ou dos controladores no multidrop. Este comando permite que você especifique endereços de polling múltiplos em um comando.

    Nota: Ter cuidado com o erro #CSCdi75481. Refira o Bug Toolkit (clientes registrados somente) para mais informação. Se o comando sdlc dlsw nn não é removido antes de mudar o endereço de SDLC do roteador, o código CLS não pode corretamente comunicar DLSw com a relação SDLC. Isto faz com que a relação comporte-se como se nada foi configurado. Este erro foi fixado em Software Release 11.1(8.1) do ½ do ¿  de Cisco IOSï 11.1(8.1)AA01(01.03) 11.1(8.1)AA01(01.02) e mais atrasado.

Uma configuração de exemplo para um controlador de DLSw SDLC PU2.0 é indicada.

/image/gif/paws/12250/mt_4.gif

Papaya Mofongo
source-bridge ring-group 100
dlsw local-peer peer-id 1.1.1.1
dlsw remote-peer 0 tcp 1.1.2.1 
!
interface serial 0
ip address 1.1.10.1 255.255.255.0
!
interface tokenring 0
ip address 1.1.1.1 255.255.255.0
ring-speed 16
source-bridge 1 1 100
source-bridge spanning
dlsw local-peer peer-id 1.1.2.1
dlsw remote-peer 0 tcp 1.1.1.1
!
interface loopback 0
ip address 1.1.2.1
!
interface serial 0
ip address 1.1.10.2 255.255.255.0
!
interface serial 1
no ip address
encapsulation sdlc
sdlc role primary
sdlc vmac 4000.3174.0000
sdlc address c1
sdlc xid c1 01767890
sdlc partner 4000.3745.0001 c1
sdlc dlsw c1

Ao codificar um multidrop, recorde que PU2.1s são mais inteligentes e tenha mais informação a trocar do que um dispositivo PU2.0 regular. Isto é importante ao configurar um ambiente multidrop, porque você precisa de codificar a linha como preliminar para o dispositivo PU2.0. Você igualmente precisa de adicionar a XID-votação para o endereço de SDLC do dispositivo PU2.1 assim que o código compreende o que fazer com o cada um dos controladores. Este é um exemplo da configuração.

/image/gif/paws/12250/mt_7.gif

Papaya Mofongo
source-bridge ring-group 100 
dlsw local-peer peer-id 1.1.1.1 
dlsw remote-peer 0 tcp 1.1.2.1 
! 
interface serial 0 
ip address 1.1.10.1 255.255.255.0 
! 
interface tokenring 0 
ip address 1.1.1.1 255.255.255.0 
ring-speed 16 
source-bridge 1 1 100 
source-bridge spanning
dlsw local-peer peer-id 1.1.2.1
dlsw remote-peer 0 tcp 1.1.1.1
!
interface loopback 0
ip address 1.1.2.1
!
interface serial 0
ip address 1.1.10.2 255.255.255.0
!
interface serial 1
no ip address
encapsulation sdlc
sdlc role primary
sdlc vmac 4000.3174.0000
sdlc address c1 xid-poll
sdlc partner 4000.9404.0001 c1
sdlc address c2 01767890
sdlc partner 4000.9404.0001 c2
sdlc dlsw c1 c2

comandos show

Refira o Data-Link Switching Plus para obter mais informações sobre dos comandos show usados para a tradução de mídia de DLSw.

Debugando pacotes sdlc durante DLSw/SDLC para o PU2.1

%LINK-3-UPDOWN: Interface Serial2, changed state to up

A primeira coisa a ocorrer é um XID, ou BF ao endereço de broadcast SDLC do FF.

Serial2 SDLC output     FFBF

Em seguida, um XID é recebido dos 5494. Este é um XID format 2 type 3, que é indicado neste comando debug sdlc packet output:

Serial2 SDLC input
0046C930: DDBF3244 073000DD 0000B084 00000000  ...........d....
0046C940: 00000001 0B000004 09000000 00070010  ................
0046C950: 17001611 01130012 F5F4F9F4 F0F0F2F0  ........54940020
0046C960: F0F0F0F0 F0F0F0F0 0E0CF4D5 C5E3C14B  00000000..4NETA.
0046C970: C3D7F5F4 F9F4                        CP5494

Estas são explicações de diversos dos campos deste comando:

  • 073000DD — Este campo é o bloco ID e ID numéricos que é configurado nos 5494. O bloco ID e ID numéricos é referido como o XID, e enviado pelos 5494 ao par durante a negociação de sessão.

  • NETA — Este campo é o identificador de rede (NETID) do Advanced Peer-to-Peer Networking (APPN) que está sendo usado. Normalmente, este campo combina o NETID que é configurado no par. Nesse caso, o peer é um AS/400.

  • CP5494 — Este campo é o nome do ponto de controle (CP) dos 5494.

  • DD — Este campo é o endereço de SDLC.

Em seguida, o XID é recebido do AS/400:

Serial2 SDLC output
004BC070:     FFBF 324C0564 52530000 000A0800    ...<..........
004BC080: 00000000 00010B30 0005BA00 00000007  ................
004BC090: 000E0DF4 D5C5E3C1 4BD9E3D7 F4F0F0C1  ...4NETA.RTP400A
004BC0A0: 1017F116 11011300 11F9F4F0 F4C6F2F5  ..1......9404F25
004BC0B0: F1F0F0F0 F4F5F2F5 F3460505 80000000  100045253.......
004BC0C0:
Serial2 SDLC input
0046C270:                   DDBF3244 073000DD          ........
0046C280: 0000B084 00000000 00000001 0B000004  ...d............
0046C290: 09000000 00070010 17001611 01130012  ................
0046C2A0: F5F4F9F4 F0F0F2F0 F0F0F0F0 F0F0F0F0  5494002000000000
0046C2B0: 0E0CF4D5 C5E3C14B C3D7F5F4 F9F4      ..4NETA.CP5494
Serial2 SDLC output
004C0B10:     FFBF 324C0564 52530000 00F6C800    ...<.......6H.
004C0B20: 00000080 15010B10 0005BA00 00000007  ................
004C0B30: 000E0DF4 D5C5E3C1 4BD9E3D7 F4F0F0C1  ...4NETA.RTP400A
004C0B40: 1017F116 11011300 11F9F4F0 F4C6F2F5  ..1......9404F25
004C0B50: F1F0F0F0 F4F5F2F5 F3460505 80150000  100045253.......
004C0B60:
Serial2 SDLC input
0046BBC0: DDBF3244 073000DD 0000B084 00000000  ...........d....
0046BBD0: 00000001 0B000004 09000000 00070010  ................
0046BBE0: 17001611 01130012 F5F4F9F4 F0F0F2F0  ........54940020
0046BBF0: F0F0F0F0 F0F0F0F0 0E0CF4D5 C5E3C14B  00000000..4NETA.
0046BC00: C3D7F5F4 F9F4                        CP5494
  • 05645253 — Este campo é a identificação do bloco e identificação numéricas do AS/400.

  • RTP400A — Este campo é o nome CP do AS/400. O nome CP é encontrado nos atributos de rede do indicador (DSPNETA) arquiva no AS/400.

Então, o SNRM (93) e o UA (73) são indicados na linha. Antes do SNRM, o roteador usa sempre o endereço de broadcast. A partir daqui, o roteador usa sempre o endereço de polling real do DD.

Serial2 SDLC output     DD93
Serial2 SDLC input      DD73
Serial2 SDLC output     DD11
Serial2 SDLC input      DD11

Neste momento, a conexão suspende devido ao estado constante do Receiver Ready (RR) entre o roteador e os 5494.

Nota: Se o roteador em que você precisa de executar debugar o tem outras relações SDLC, e não é registrar protegido, o roteador pode suspender. Compreender quando você pode ser executado debugar ao terminal contra o registro vem com experiência. Se você não é certo, sempre o uso que registra protegido e o comando show log indicar o SDLC debuga

Varie o controlador fora no AS/400. Isto permite-o de ver DISC (53) e UA (73) esse resultado no lado de sdlc da sessão.

Serial2 SDLC output     DD53
Serial2 SDLC input      DD73

Exemplo de tradução de mídia DLSw

/image/gif/paws/12250/mt_6.gif

Depois que a relação vem acima e levanta, o roteador começa o processo determinando o lugar do controlador remoto.

%LINEPROTO-5-UPDOWN: Line protocol on Interface Serial4, changed state to up
DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID_STN.Ind   dlen: 46 
CSM: Received CLSI Msg : ID_STN.Ind   dlen: 46 from Serial4
CSM:   smac 4000.5494.00dd, dmac 4000.9404.0001, ssap 4 , dsap 4 
%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 4( ICR  ) -explorer from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: new_ckt_from_clsi(): Serial4 4000.5494.00dd:4->4000.9404.0001:4

Após ter recebido o quadro ICR, DLSw liga a máquina de estado finito (FSM) para esta sessão. Isto é executado pelas mensagens REQ_OPNSTN.Req e REQ_OPNSTN.Cfm que estão entre DLSw e os Cisco Link Service conectam (CLSI).

DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Id state:DISCONNECTED
DLSw: core: dlsw_action_a()
DISP Sent : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Req   dlen: 106 
DLSw: END-FSM (488636): state:DISCONNECTED->LOCAL_RESOLVE

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Cfm CLS_OK dlen: 106 
DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-ReqOpnStn.Cnf state:LOCAL_RESOLVE
DLSw: core: dlsw_action_b()
CORE: Setting lf size to FF

Após a conversação com CLSI, DLSw envia cur frame da partida de sessão ao roteador remoto. Estes ocorrem entre os dois Roteadores somente.

%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 3( CUR  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:LOCAL_RESOLVE->CKT_START

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 4( ICR  )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: 488636 recv FCI 0 - s:0 so:0 r:0 ro:0
DLSw: recv RWO
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-ICR state:CKT_START
DLSw: core: dlsw_action_e()
DLSw: sent RWO
DLSw: 488636 sent FCI 80 on  ACK   - s:20 so:1 r:20 ro:1
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 5( ACK  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_START->CKT_ESTABLISHED

Uma vez que o circuito é estabelecido, o roteador envia o XID que foi armazenado e começa a troca XID. É importante compreender onde os XID estão. Neste exemplo, o controle de link de dados (DLC) - identificação significa que o XID veio da estação local DLC, e o WAN-XID veio do roteador remoto, ou da estação remota.

DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Id state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_f()
DLSw: 488636 sent FCA on  XID  
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 7( XID  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 7( XID  )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: 488636 recv FCA on  XID   - s:20 so:0 r:20 ro:0
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-XID state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_g()
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 12 
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 7( XID  )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-XID state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_g()
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Req   dlen: 88 
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82 
DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Id state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_f()
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 7( XID  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 7( XID  )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-XID state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_g()
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 88 
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82 
DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Id state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_f()
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 7( XID  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 7( XID  )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-XID state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_g()
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 88 
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82 
DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Id state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_f()
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 7( XID  )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CKT_ESTABLISHED

O roteador recebe o CONQ do AS/400 (SABME). Isto é traduzido à linha de série como um SNRM. Então o roteador espera o UA na linha de série (CONNECT.Cfm), e envia o CONR ao outro lado. Isto muda o estado de sessão ao CONECTADO.

%DLSWC-3-RECVSSP: SSP OP = 8( CONQ )  from peer 10.17.2.198(2065)
DLSw: START-FSM (488636): event:WAN-CONQ state:CKT_ESTABLISHED
DLSw: core: dlsw_action_i()
DISP Sent : CLSI Msg : CONNECT.Req   dlen: 16 
DLSw: END-FSM (488636): state:CKT_ESTABLISHED->CONTACT_PENDING

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : CONNECT.Cfm CLS_OK dlen: 8 
DLSw: START-FSM (488636): event:DLC-Connect.Cnf state:CONTACT_PENDING
DLSw: core: dlsw_action_j()
%DLSWC-3-SENDSSP: SSP OP = 9( CONR )  to peer 10.17.2.198(2065) success
DISP Sent : CLSI Msg : FLOW.Req   dlen: 0 
DLSw: END-FSM (488636): state:CONTACT_PENDING->CONNECTED

DLSw que executa a tradução de mídia reversa

Uma outra instalação comum é reverso-SDLLC. No SDLLC reverso, a estação principal é anexada através de uma linha SDLC ao roteador. Isto está visto geralmente em ambientes do host quando os usuários querem migrar o host a um acessório do Token Ring. Inverta o SDLLC muda a maneira que DLSw segura a linha SDLC porque não é frequentemente claro se o PU remoto é ativo ou não.

/image/gif/paws/12250/mt_8.gif

Primeiramente, porque o AS/400 é preliminar neste caso, ou grupo a ser negociável no papel, precisa de começar a sessão. Quando o AS/400 envia o primeiro XID depois que a linha de série se torna operacional, o roteador começa o processo de pesquisa para o controlador remoto. Depois que o circuito se estabelece, a negociação de XID pode começar na linha.

Quando a negociação de XID termina, o AS/400 envia a SNRM o roteador. Isto faz com que o roteador envie o CONQ, e espera o CONR do roteador remoto. O roteador não pode responder com o UA até que ver um SNRM, e depois que recebe o CONR. Em quase todas as versões do código, o roteador espera 30 segundos até que ele intervalos a sessão. Isto é com respeito a receber SNRM do dispositivo principal uma vez que o dispositivo principal recebe o CONR do host remoto.

No código o mais atrasado do Cisco IOS 11.1, os padrões mudados a um minuto em vez de 30 segundos. No AS/400, este intervalo é chamado o temporizador de resposta não-produtiva e os padrões a 32 segundos.

Tradução de mídia DLSw local

/image/gif/paws/12250/mt_5.gif

%LINEPROTO-5-UPDOWN: Line protocol on Interface Serial2, changed state to up
%SYS-5-CONFIG_I: Configured from console by console
DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID_STN.Ind   dlen: 46
CSM: Received CLSI Msg : ID_STN.Ind   dlen: 46 from Serial2

A primeira coisa que você observa em DLSw local é o XID do lado de série. Este XID precisa de ser armazenado até que o roteador envie os frames para teste/respostas LLC completamente.

CSM:   smac 4000.5494.00dd, dmac 4000.9404.0001, ssap 4 , dsap 4
DISP Sent : CLSI Msg : TEST_STN.Req   dlen: 46
DISP Sent : CLSI Msg : TEST_STN.Req   dlen: 46
DISP Sent : CLSI Msg : TEST_STN.Req   dlen: 46
CSM: Write to all peers not ok - PEER_NO_CONNECTIONS
DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : TEST_STN.Ind   dlen: 43
CSM: Received CLSI Msg : TEST_STN.Ind   dlen: 43 from TokenRing0
CSM:   smac c000.9404.0001, dmac 4000.5494.00dd, ssap 0 , dsap 4

Em seguida, a estação de teste sae do roteador e a resposta retorna do AS/400. Agora, o roteador pode criar o FS local.

Nota: Recorde que esta é uma sessão local.

DLSw: csm_to_local(): Serial2-->TokenRing0  4000.5494.00dd:4->4000.9404.0001:4
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:ADMIN-START
DLSw: LFSM-A: Opening DLC station
DISP Sent : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Req   dlen: 106
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:DISCONNECTED ->OPN_STN_PEND

DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:ADMIN-START
DLSw: LFSM-A: Opening DLC station
DISP Sent : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Req   dlen: 106
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:DISCONNECTED ->OPN_STN_PEND

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Cfm CLS_OK dlen: 106
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-ReqOpnStn.Cnf
DLSw: LFSM-B: DLC station opened
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:OPN_STN_PEND ->ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : REQ_OPNSTN.Cfm CLS_OK dlen: 106
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-ReqOpnStn.Cnf
DLSw: LFSM-B: DLC station opened
DLSw: processing saved clsi message

Depois que o roteador confirmou localmente que o FS está pronto, pode enviar o XID ao sócio. Neste exemplo, o sócio é o AS/400 (ID.Req).

DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Req   dlen: 12
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:OPN_STN_PEND ->ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Cfm CLS_OK dlen: 32
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 12
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

Então, um XID é recebido do Token Ring. O ID.Ind tem um comprimento de 108. O roteador para a frente este XID ao sócio nesta encenação, que é a linha SDLC. Isto é indicado pelo ID.Req que foi enviado. Cada vez que o roteador recebe um pacote, precisa de ligar a máquina de estado finito Linear (LFS). Esta é a chave a compreender isto debuga, porque o informa onde começa e que pontos está indo.

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 108
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Req   dlen: 88
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

Em seguida, a resposta de XID é recebida da linha de série e enviada ao sócio (a estação de token ring neste exemplo). Isto continua até que a troca XID esteja terminada para este dispositivo PU2.1.

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 80
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 108
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 88
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 80
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 108
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 88
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

%LINK-3-UPDOWN: Interface Serial2, changed state to up
DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : ID.Ind   dlen: 82
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Id
DLSw: LFSM-X: forward XID to partner
DISP Sent : CLSI Msg : ID.Rsp   dlen: 80
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->ESTABLISHED

Depois que a troca XID, o roteador recebe um SABME do AS/400 através do CONNECT.Ind. Isso instrui o roteador a enviar um CONNECT.Req à linha de SDLC, que é o SNRM. Então, uma mensagem do CONNECT.Cfm (UA) é recebida da linha de série, que faz com que o código de DLSw envie um CONNECT.Rsp (UA) ao AS/400.

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : CONNECT.Ind   dlen: 8
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-Connect.Ind
DLSw: LFSM-C: starting local partner
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:ADMIN-CONN
DLSw: LFSM-D: sending connect request to station
DISP Sent : CLSI Msg : CONNECT.Req   dlen: 16
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->CONN_OUT_PEND

DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->CONN_IN_PEND

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : CONNECT.Cfm CLS_OK dlen: 8
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Connect.Cnf
DLSw: LFSM-E: station accepted the connection
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:ADMIN-CONN
DLSw: LFSM-F: accept incoming connection
DISP Sent : CLSI Msg : CONNECT.Rsp   dlen: 20
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:CONN_IN_PEND ->CONNECTED

DISP Sent : CLSI Msg : FLOW.Req   dlen: 0
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:CONN_OUT_PEND->CONNECTED

A sessão quando o controlador (SDLC) fechou é indicada.

%LINEPROTO-5-UPDOWN: Line protocol on Interface Serial2, changed state to down
%LINK-5-CHANGED: Interface Serial2, changed state to administratively down
DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : DISCONNECT.Ind   dlen: 8
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Disc.Ind
DLSw: LFSM-Q: acknowledge disconnect
DISP Sent : CLSI Msg : DISCONNECT.Rsp   dlen: 4

Em seguida, o roteador envia um DISC ao AS/400 (DISCONNECT.Rsp). Então, começa rasgar para baixo os circuitos locais.

DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:ADMIN-STOP
DLSw: LFSM-Z: close dlc station request
DISP Sent : CLSI Msg : CLOSE_STN.Req   dlen: 4
DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:ESTABLISHED  ->CLOSE_PEND

DISP Sent : CLSI Msg : CLOSE_STN.Req   dlen: 4
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:ESTABLISHED  ->CLOSE_PEND

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : CLOSE_STN.Cfm CLS_OK dlen: 8
DLSw: START-LFSM TokenRing0 (4000.9404.0001->4000.5494.00dd) event:DLC-CloseStn.Cnf
DLSw: LFSM-Y: driving partner to close circuit
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:ADMIN-STOP
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:CLOSE_PEND   ->CLOSE_PEND

DLSw: END-LFSM (4000.9404.0001->4000.5494.00dd): state:CLOSE_PEND   ->DISCONNECTED

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : DISCONNECT.Ind   dlen: 8
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-Disc.Ind
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:CLOSE_PEND   ->CLOSE_PEND

DLSW Received-ctlQ : CLSI Msg : CLOSE_STN.Cfm CLS_OK dlen: 8
DLSw: START-LFSM Serial2 (4000.5494.00dd->4000.9404.0001) event:DLC-CloseStn.Cnf
DLSw: LFSM-Y: removing local switch entity
DLSw: END-LFSM (4000.5494.00dd->4000.9404.0001): state:CLOSE_PEND   ->DISCONNECTED

Depois que o roteador recebe o DISCONNECT.Ind (UA) do AS/400, termina cancelar a sessão e move-se para um estado da disconexão.


Informações Relacionadas


Document ID: 12250