Guest

Inovação, formação e transformação digital no foco da Cisco durante Web Summit 2016

Hierarchical Navigation

Porto Salvo, 15 de novembro de 2016. – Promover um ecossistema inovador e aberto, expandir novas competências digitais e ajudar as organizações a implementar soluções digitais de forma segura são fatores decisivos para o desenvolvimento da transformação digital de qualquer país.

John Chambers
John Chambers, chairman da Cisco no Web Summit

A Cisco mostrou o seu compromisso com a aceleração de todos esses fatores na semana passada durante o Web Summit Lisbon 2016, onde apresentou diversas atividades, incluindo as grandes apresentações dos executivos da Cisco John Chambers e Rowan Trollope, demos, reuniões e a fase final do Cisco Innovation Grand Challenge, com revelação dos vencedores.

Ainda que Portugal esteja em 14º lugar de 28 países membros da União Europeia (UE) no mais recente Digital European Society Index (DESI) – o que significa que Portugal foi o Segundo país com maior progresso –, os seus grandes desafios passam por melhorar a sua capacidade de inovar1, desenvolver as competências digitais dos seus cidadãos2 e aumentar o acesso geral a banda larga3.

Durante a sua apresentação “Every Country Will Be Digital” no palco principal dia 8 de novembro, o chairman da Cisco, John Chambers, sublinhou que “a digitização é cada vez mais dominante” e que “todas as empresas, países e cidades serão digitais”, ao passo que as “startups serão fundamentais na próxima vaga de criação de emprego”.

Programas de Co-inovação

O compromisso da Cisco na abertura de um ecossistema de startups e empreendedores foi demonstrado através de demos diárias no stand da Cisco na Área de Empresas, incluindo informação sobre como os nove Cisco Innovation Centers (localizados em vários países) estão a contribuir para a promoção da co-inovação. Destaque ainda para o programa Cisco DevNet com a participação de cerca de 400,000 programadores a nível mundial ou o ChallengeUp, um programa de incubação e aceleração liderado em conjunto pela Cisco com a Intel e a Deutsche Telekom.

A Cisco anunciou também no dia 9 de novembro os grandes vencedores da edição deste ano do Innovation Grand Challenge, o importante programa de co-inovação da Cisco que procurou ideias disruptivas para a utilização das tecnologias IoT ao serviço de plataformas digitais em diversas categorias.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Cisco premiou três vencedores - Streamroot, Gestoos e Dedronecom $250,000 em dinheiro, prémio este que se junta à oferta única de apoio ao desenvolvimento, mentoring, marketing e muito mais para ajudar estes empreendedores a arrancar os seus projetos.

As Próximas Competências Digitais

Durante a sua apresentação intitulada “Machines and an Unworkable Future” no dia 8 de novembro, Rowan Trollope, Vice-Presidente e Diretor Geral de IoT e Aplicações na Cisco afirmou que a “IoT, como próxima fase da Internet, vai levar-nos a profissões e formas de trabalhar que nunca antes imaginámos”. O Vice-Presidente da Cisco sublinhou ainda o que os designers e programadores desta revolução iminente podem fazer para tornar este futuro ainda mais exequível.     

Apenas 2.5% dos portugueses empregados são especialistas em TIC (a sexta posição mais baixa na UE4) e em 2020 a falta de profissionais de TIC em Portugal pode atingir os 15,000, a par dos 90,000 na Europa. É imperativa a melhoria das capacidades digitais.

O programa mundial da Cisco sem fins lucrativos Networking Academy doa materiais de aprendizagem em matérias de TI como rede, IoT e cibersegurança a instituições locais. Atualmente existem 107 academias ativas em Portugal, abrangendo um total de 2,800 estudantes (11% do sexo feminino) e cerca de 16,500 estudantes completaram já a sua formação.

As NetAcad estão presentes em todo o território através de um acordo assinado com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) português e com o Programa Escolhas (abertura de mais de 40 novos Centros de Inclusão Digital nos três últimos meses e mais 50 por abrir) para reduzir o fosso digital.     

Declarações de Apoio

  • Sofia Tenreiro, Diretora Geral da Cisco Portugal: “A digitização é chave para aumentar o crescimento do PIB, a competitividade global e a criação de emprego. Portugal tem boas condições para tirar máximo partido do seu potencial de transformação digital, mas para isso precisa de desenvolver mais as suas capacidades digitais e fomentar uma comunidade de startups tecnológicas inovadora. Estamos muito satisfeitos por ter podido mostrar no Web Summit como é que a Cisco pode ajudar nisto através dos seus programas de co-inovação, casos de uso de soluções digitais e atividades de formação.”

Recursos de Apoio

Acerca da Cisco

A Cisco (NASDAQ: CSCO) é líder mundial em tecnologia que tem mantido a Internet a funcionar desde 1984. As nossas pessoas, produtos e parceiros ajudam a sociedade a estar conectada de forma segura e encontrar hoje a oportunidade digital de amanhã. Para ter acesso aos Comunicados de Imprensa em português visitar http://www.cisco.com/web/PT/press/press_home.html.
Para mais informações visite http://thenetwork.cisco.com e http://newsroom.cisco.com/emearnetwork/.
Siga a Cisco Portugal no Twitter:

Para obter mais informação:

Para obter mais informação:

Cisco Portugal

Ariadna Hernández, Diretora de Comunicação
ariahern@cisco.com

LEWIS

Ana Luzia, Account Executive
Tel.: 213 245 016
E-mail: ana.luzia@teamlewis.com

Fernando Batista, Head Office
Tel.: 213 245 019
E-mail: fernando.batista@teamlewis.com


1 Portugal tem a 35ª posição em 139 países com capacidade para inovar e 61 países com capital de risco disponível para investir. Fonte: Network Readiness Index (NRI), World Economic Forum, julho 2016.

2 Sobre o facto de metade da população portuguesa não ter competências digitais. Fonte: DESI (European Commission), junho 2016.

3 Embora Portugal tenha boa cobertura de banda larga, apenas 61% dos lares subscrevem banda larga fixa e menos de metade dos cidadãos subscreve banda larga móvel. Fonte: DESI (European Commission), junho 2016.

4 Fonte: DESI (European Commission), junho 2016.


Conte connosco

  • Ligue grátis 800 880 456
  • Dias úteis, 9h-13h e 14h-18h